Luan Michel Fotografias 79b0314e 08af 44f5 9695 15c795853356 Limpeza de pele é um dos procedimentos mais pedidos

Apesar de a economia brasileira continuar em apuros, o mercado de beleza é um dos poucos segmentos que apresentam bom desempenho. Pesquisas apontam que, para o brasileiro, o consumo de produtos e serviços desse setor está ligado à percepção de bem-estar e da própria autoestima, sendo apontados como itens de necessidade básica.

A verdade é que, para muitos, a ida a centros de beleza e estética podem ser reduzidas, mas não totalmente dispensadas. É o caso da advogada e professora, Márcia Acioly, que  não abre mão dos serviços de manicure e pedicure no salão, embora em intervalos maiores, e seca os cabelos em casa, deixando a escova profissional apenas para ocasiões especiais. “Inclusive, passei a procurar lugares com preço mais em conta”, afirma.

Para a fisioterapeuta dermato-funcional, Arianny Marques, que trabalha na área de estética, em Arapiraca, a crise econômica trouxe a oportunidade de desenvolver outras habilidades. Enquanto os clientes ponderam os gastos, ela busca diversificar os serviços prestados, como a oferta de cursos.

Graduada pela Universidade Estadual de Ciências da Saúde (UNCISAL), a fisioterapeuta vai ministrar um curso de limpeza de pele para quem quer se atualizar e também para iniciantes, no próximo dia 20 de agosto. “Irei abordar desde a estrutura facial, composição química da pele, tipos de pele, até cosméticos necessários, passo a passo do protocolo de limpeza de pele (teórico/ prático) e como iniciar seu próprio negócio e atender o cliente”, explica.

Marques explica que a limpeza de pele é o segundo procedimento mais procurado em seu consultório, perdendo apenas para aqueles que visam à redução de medidas. Para ela, ofertar o serviço é uma forma de garantir uma renda extra. “Após o curso, a pessoa estará apta para realizar a limpeza de pele em qualquer pessoa”, frisa.

Arianny Marques frisa que ofertar o curso traz benefícios para ela, que já tem experiência com palestras, ampliando sua atuação, e também para o público que pode ter acesso a novas formas de garantir uma renda complementar.