Reprodução 3b77027b 9733 448f 8f43 b0bed3a764e5 Senador Renan Calheiros

 

Renan Calheiros (PMDB) criticou a suspensão, pela Executiva do partido, de seis deputados federais da legenda que votaram a favor do prosseguimento da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer.

 

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Calheiros classificou de “antidemocrática” a suspensão de deputado que, segundo ele, “não colocou o presidente acima da Constituição”.

 

 “Ninguém está imune à investigação, seja procurador-geral da República, presidente da República ou senador... E quem abusar tem que ser penalizado pelo que fez, na forma da lei”, afirmou.

 

O ex-presidente do Senado e ex-líder do partido aproveitou ainda para cobrar a votação da Lei – de sua autoria – de abuso de autoridade e rechaçar a aprovação, na Comissão Especial da Reforma Política, da criação do fundo público de R$ 3,6 bilhões para financiar campanhas eleitorais, “com aumento de imposto e déficit fiscal”.