Assessoria 37c38dad d666 4869 80ed ff3a56153030 Maternidade HU

Após o incidente ocorrido há 13 dias, quando parte do forro do teto da enfermaria da Maternidade do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA)  ter desabado, nesta quinta-feira, dia 03, os atendimentos a gestantes de alto risco foram retomados.

Monik Kelly Santos Lima, chefe do setor de urgência do HUPAA, informou nesta tarde que estão sendo arrumadas 12 enfermarias, o que representa a abertura de 22 leitos.

A chefe de setor informou ainda que não deixaram de atender pacientes encaminhadas pelo Cora, “o que precisamos reforçar é que somos maternidade de alto risco e só recebemos pacientes referenciadas. Em caso de urgência, as gestantes devem procurar as maternidades de risco habitual primeiro”.

Obras

Devido à interdição da maternidade para as obras de reestruturação e consertos, a assessoria de Comunicação da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) destacou que no sexto andar há 56 leitos, porém em virtude da necessidade de substituição do forro do teto ficaram apenas nove leitos ativos, cujos forros já foram trocados, pintados e enfermarias higienizadas anteriormente. 

Apesar da reforma ainda existem 32 leitos desativados que estão em locais onde os forros de gesso já foram substituídos, porém ainda precisam “de pintura e higienização, etapa esta ainda sem previsão para liberação”, informou a assessoria.

Durante o período em que a maternidade do HUPAA ficou sem funcionar todas as gestantes de alto risco foram direcionadas pelo Cora para a Maternidade Escola Santa Mônica (Mesm).

A assessoria da Mesm informou que hoje o atendimento está dentro da normalidade.