Foto: Agência Alagoas 35a80657 fe2c 49c4 91ee 3d373451594e Eixo viário do CEPA

Em 2016, o Governo do Estado de Alagoas anunciou duas importantes obras de mobilidade urbana em Maceió e no litoral. A duplicação da AL-101 Norte e os eixos viários do Cepa e do Quartel, localizados no bairro do Farol, que prometem desobstruir duas das principais vias onde o fluxo de trânsito é intenso. Ambas as obras tiveram alguns de seus serviços suspensos temporariamente, como os trabalhos de drenagem, pavimentação e terraplanagem, devido às chuvas.

O governador Renan Filho assinou, em 18 de agosto do ano passado, a ordem de serviço que deu autorização para o início das obras dos Eixos Viários do Cepa e do Quartel. Com a promessa de escoar o trânsito da Avenida Fernandes Lima, os eixos facilitariam o trânsito para os condutores, principalmente em horário de pico.

Renan também garantiu que as obras seriam entregues à população em seis meses, ou seja, entre fevereiro e março de 2017. Porém, de acordo com a Secretaria de Estado de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), devido às chuvas, as obras tiveram que ser suspensas temporariamente. Ainda de acordo com o órgão estadual, as obras não estão paralisadas, porque a equipe técnica segue trabalhando em pequenos serviços possíveis de serem realizados durante esse período. Como por exemplo, nos eixos viários acontecem a execução de muros com gradil para segurança dos pedestres e canaletas de drenagem.

O eixo viário deve passar por órgãos como o Ibama, Hospital Portugal Ramalho e o pelo Cepa, no Farol.

Já a duplicação da AL-101, obra também executada pela Setrand e pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-AL) teve a ordem de serviço assinada em janeiro do ano passado.  De acordo com a assessoria, a equipe que trabalha nas obras do local está realizando os serviços complementares e finais para implantação do viaduto e da primeira ponte sobre o rio Jacarecica, com a aplicação de produtos de resina de proteção da estrutura do concreto.

Segundo o secretário executivo da Setrand, Alcides Tenório, os serviços são redirecionados durante este período de grande volume de chuvas não só pela impossibilidade executiva, mas também para não comprometer a qualidade final da obra. "É necessário pelo menos um período de três dias sem chover para que o solo não seja prejudicado. Por isso, durante este período atípico e inesperado, qualquer ação de drenagem, terraplanagem e pavimentação torna-se impraticável", esclarece Alcides.

Segundo a assessoria de comunicação do governo estadual, a duplicação contará com ciclovia em todo o trecho, além de iluminação pública, sinalização, drenagem, canteiro central com iluminação, passarelas e dois viadutos – sendo um na Avenida Pierre Chalita e outro na Avenida Josefa de Mello.

VIADUTO DA PRF

O processo licitatório do tão sonhado e prometido viaduto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que deve ser construído entre as rodovias federais BR-316 e BR-104, já foi concluído e as obras devem começar em período chuvoso. A previsão, segundo a Setrand, é de que as obras tenham início ainda no segundo semestre deste ano. 

*colaboradora