Foto: Arquivo / Cada Minuto F546101c dd76 404f 99fc 7539d0786554 Universidade Federal de Alagoas (Ufal)

Cerca de 3.700 estudantes da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) podem ser jubilados por causa de pendências com instituição de ensino. Os alunos têm até o próximo dia 10 de julho para resolver a situação e evitar a desvinculação com a universidade.

A Pró-reitoria de Graduação (Prograd) da Ufal fez uma raio-x da situação e observou que 3.669 alunos se encontram em situação irregular nos três campi da universidade. 

Entre os alunos em situação irregular, estão 583 que não entregaram o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), 60 com pendências no Regime Anual e 605 com o Regime Acadêmico Semestral. 

Já o número restante de 3.004 estudantes, estão com pendências ligadas aos 20% de faltas na carga horária das disciplinas e têm um prazo de três semestres para a conclusão da formação acadêmica. 

Segundo a assessoria de comunicação da Ufal, estes estudantes foram notificados pela universidade para que possam comparecer aos campi e assinarem um Termo de Compomisso, além regularizarem todas as pendências no mês de maio deste ano.

A Prograd, porém, afirmou que a universidade não tem a intenção de expulsar os universitários da instituição, mas sim, alertá-los sobre suas regularizações para que não percam suas vagas na Ufal. Somente se o estudante não estiver interessado em se comprometer em finalizar o curso, será aberto um processo de desligamento.

Caso o aluno não se comprometa em finalizar a graduação, será iniciado o processo de desligamento do graduando junto ao respectivo curso. 

*Com Ascom UFAL