Assessoria Ceb01ecb 09c7 4bf3 b423 e6b5a8820924 Unidade de Emergência (UE) do Agreste

Durante o mês de junho, o número de atendimentos a queimados na Unidade de Emergência do Agreste reduziu mais de 50% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando 24 pessoas foram atendidas contra 11 em 2017. No Hospital Geral do Estado (HGE) a redução foi de 12,5%, com sete pessoas este ano e oito em 2016.

Conforme informações das assessorias de Comunicação das duas unidades, a redução demonstra os resultados positivos da campanha de conscientização promovida pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) acerca dos perigos relativos aos fogos de artifício.

 

Na UE do Agreste, os 11 pacientes já receberam alta hospitalar. No HGE, cinco vítimas sofreram queimaduras leves e as outras duas tiveram ferimentos graves, seguindo internadas no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ).  

 

Uma delas é o pequeno João Victor, de dez anos. Ele sofreu queimaduras de segundo e terceiro graus no corpo depois de andar com fogos de artifício e uma caixa de fósforos no bolso do short.

 

“Acidentes com fogos de artifícios podem acarretar queimaduras de grande proporção, levando a longo período de internação ou até mesmo ao óbito. A prevenção é a única maneira de evitar lesões tão dolorosas”, destacou a enfermeira Verônica Costa, por meio da assessoria do HGE. Ela lembrou ainda que o CTQ do Hospital Geral é referência para o tratamento de queimaduras.

 

 

Cuidados

 

O cirurgião plástico do HGE, Thyago Carvalho, recomenda que, no momento que ocorre a queimadura, a região queimada seja colocada em água corrente fria e, em hipótese alguma se deve colocar qualquer produto sobre a queimadura, o que pode dificultar a avaliação e o tratamento correto das lesões, além de aumentar o risco de infecção.

 

Após a limpeza e resfriamento, deve-se cobrir a área afetada com um pano limpo e seguir imediatamente para o HGE, em Maceió e localidades vizinhas, ou para as unidades de emergência nos demais municípios.

 

Visando prevenir, alertar e esclarecer sobre os riscos permanentes das queimaduras, o HGE promoveu, no início de junho, uma ação alusiva ao Dia Nacional da Luta contra a Queimadura. Já a Sesau reforçou o assunto com a campanha “Queimaduras? Não no Meu Arraia!”, realizada com pedestres e motoristas em diversos pontos da capital.