Crédito: Assessoria 6d2e4642 0e5d 4fbb 9e2e 0a8b7ce2418c Deputada Rosinha da Adefal

A história de Rosinha se confunde com a da Adefal. Conta Rosinha: “Cheguei na Adefal aos 14 anos, buscando reabilitação e inclusão por meio da natação. Contribuí para a instituição como atleta, diretora de esportes e realizei ali outras atividades, até chegar à presidência. Trilhei os caminhos da política, sempre em busca do melhor para a Pessoa com Deficiência. Por isso, muito me orgulha e me honra trabalhar para que entidades que atuam com a Pessoa com Deficiência possam prestar um atendimento cada vez melhor a esse público”.

Na Câmara Federal, a principal bandeira de atuação da deputada é em defesa dos direitos da Pessoa com Deficiência. São exemplos dessa caminhada, a apresentação de projetos de Lei, articulação para a aprovação da LBI - Lei Brasileira de Inclusão, (Estatuto da Pessoa com Deficiência), o projeto de aposentadoria especial e a busca por recursos financeiros para promover o trabalho de diversas instituições de apoio à Pessoa com Deficiência, principalmente no estado de Alagoas.

Como funciona a indicação de recursos financeiros para essas instituições? Em sete anos de Câmara Federal, a deputada indicou um montante de R$ 3,4 milhões para realização de reformas, ampliação e aquisição de equipamentos para a Adefal. Para que a instituição receba esses recursos financeiros, ela precisa apresentar, dentro do prazo, um projeto ao Governo Federal. O projeto é responsabilidade da instituição e funciona como uma apresentação, demonstrando porque é importante que ela receba aquele dinheiro indicado, e como ele será aplicado para atender à população.

Porque a Adefal sempre reclama de não receber recursos?

Infelizmente, não foi isso que ocorreu nos últimos anos com a Adefal. Diversas vezes a instituição acabou perdendo o prazo e deixando de apresentar os projetos iniciais para o recebimento dos recursos que a deputada Rosinha havia indicado.

É importante haver organização, profissionalismo e responsabilidade na administração da Adefal, para aproveitar cada oportunidade de crescimento e investir em melhorias para as pessoas que dependem da instituição. “Me entristece muito saber que tanto esforço pra Adefal melhorar foi perdido. Mas, meu compromisso com a Pessoa com

Deficiência está marcado no meu coração e na minha vida, e por isso, eu continuarei trabalhando para ver essas instituições se fortalecerem a cada dia”.

AAPPE – Uma administração organizada e um exemplo de sucesso no aproveitamento de recursos federais “ Temos de criar nas entidades a compreensão da importância de ter uma equipe qualificada,desenvolvendo projetos, atenta aos prazos e em contato estreito com os Ministérios e com o Governo Federal, para assim, ter um aproveitamento completo dos recursos disponíveis”, explica a deputada Rosinha. Para a Deputada Rosinha a Associação dos Amigos e Pais de Pessoas Especiais (AAPPE) de Alagoas, assim como outras instituições, é exemplo de sucesso na administração dos recursos indicados, aproveitando-os em melhorias para a instituição.

CONHEÇA AS EMENDAS INDICADAS POR ROSINHA DA ADEFAL PARA O ANO DE 2017, NO VALOR DE 4,7 MILHÕES

No Orçamento Geral da União de 2017, Rosinha da Adefal destinou cerca de R$ 4,7 milhões de reais em emendas. Os recursos têm o objetivo de promover ações nas áreas de saúde, acessibilidade, inclusão e apoio às pessoas com deficiência.