Ilustração 5fa1a3f8 a49c 46fa ba77 a3a7c2ac527a Mosquito Aedes Aegypti

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) durante trabalho preventivo realizado no município de maravilha, no Sertão alagoano, capturou mosquitos transmissores da febre amarela.

Conforme a nota enviada à imprensa neste sábado, dia 03, a Sesau destaca que o trabalho foi intensificado na área visando a diminuição de riscos à população e que já estão sendo adotadas medidas para evitar a proliferação de especímes de Haemagogus leucoceleanus e Ha. janthynomis, vetores da doença.

Segundo a assessoria de Comunicação da Sesau "os mosquitos capturados são possíveis transmissores da doença, o que não significa que estejam doentes ou transmitindo febre amarela".

A Saúde destaca ainda a importância da participação da população na identificação de locais que possam se tornar criadouros de mosquitos, principalmente após as fortes chuvas que cairam em nosso Estado e ao acúmulo de água em residências e outros locais.

Confira a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informa que especímes de Haemagogus leucoceleanus e Ha. janthynomis, vetores da Febre Amarela silvestre, foram detectados em área de mata do município de Maravilha, graças ao trabalho preventivo que vem sendo feito pela equipe da Sesau naquela região para detecção de vetores.

Salienta ainda que o trabalho foi intensificado na área visando a diminuição de riscos à população. Ressalta também que, mesmo encontrando esses vetores em área silvestre, é de fundamental importância manter o combate ao Aedes aegypti na área urbana, adotando as medidas relativas à eliminação de criadouros dentro das casas e em seus arredores, além da proteção dos depósitos de água de consumo e, para isso, é importante contar com a participação ativa de toda a população.