Postado em 19/05/2017 às 15:55 por em Coluna Labafero 0

Renan aparece na delação da JBS recebendo R$ 9,3 milhões





foto: Agência Senado

senador Renan Calheiros, atual líder do PMDB nacional

Esta coluna chegou a anunciar que o senador Renan calheiros não estava na delação da JBS, mas foi revelada uma das partes que estavam em sigilo e Ricardo Saud, diretor de relações institucionais da JBS, contou em sua delação que a JBS comprou cinco senadores em 2014, a pedido de Guido Mantega, para garantir o apoio do PMDB à reeleição de Dilma. Entre eles Renan Calheiros.

Segundo Saud, o acerto foi feito na casa de Renan. Ao todo, a JBS pagou R$ 43 milhões. Renan Calheiros ficou com a maior parte (R$ 9,3 milhões) e Valdir Raupp (R$ 4 milhões) com a menor. Eduardo Braga, Jader Barbalho e Eunício Oliveira levaram R$ 6 milhões cada.

O executivo contou sobre os pagamentos a Michel Temer, que, apavorado com a perda de apoio, reassumiu o comando do PMDB para conseguir manter a vaga de vice na chapa de Dilma.

"O Joesley me entregou um bilhete, depois de uma reunião com Guido. Eu fui lá, no sábado à tarde, no Michel Temer, e mostrei isso a ele. Ele ficou muito indignado, porque estava perdendo o controle do PMDB."


Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.