Foto: Fillipe Lima C208e13c de8b 47e0 9be5 f0789f9e03bd José Carlos Oliveira Rocha Júnior prestando depoimento

Depois de dez anos da morte violenta do jovem Douglas de Oliveira Vasconcelos, na noite desta quarta-feira, dia 20, o Conselho de Sentença do 3º Tribunal do Júri de Maceió absolveu Clebson Luciano Mota da Silva e José Carlos Oliveira Rocha Júnior da acusação de homicídio. Os jurados acolheram a tese de negativa de autoria.

Informações da assessoria de Comunicação do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) revelam que a acusação ficou a cargo do promotor de Justiça José Antônio Malta Marques, que pedia a condenação dos réus por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver. Já a defesa, que sustentou não haver provas contra os acusados, teve à frente o advogado Welton Roberto.

O crime ocorreu no dia 9 de setembro de 2007. O corpo de Douglas foi encontrado quase um mês após o assassinato, próximo à Usina Roçadinho, na cidade de Roteiro, interior de Alagoas.

Leia mais: Caso Douglas: réu nega ter atirado em vítima e diz que acusações são infundadas

*Com Ascom TJ/AL