Divulgação 49c2e32c ae53 4d9b b386 61c4b31d8b9e Kong: A Ilha da Caveira (2017)

Nesta quinta-feira, 09, estreia mais um reboot do gorila mais famoso de todos os tempos: Kong: A Ilha da Caveira. Com direção de Jordan Vogt-Roberts e um elenco bastante estrelado que conta com Samuel L. Jackson, Tom Hiddleston, Brie Larson, Jonh C. Reily e John Goodman, o filme terá uma nova roupagem desde que o mito foi criado. Que tal darmos uma volta na história e aprender mais sobre o incrível Kong?

O maior gorila do mundo já passou por vários reboots e remakes, tanto da indústria hollywoodiana quanto da indústria cinematográfica japonesa, desde que a criatura fictícia foi criada lá na década de 30, quando foi lançado o primeiro filme intitulado simplesmente de: King Kong.

De lá para cá, entre reboots, remakes e sequências, já foram produzidos dez filmes da fera. Focando nos mais importantes, o primeiro, em 1933, foi gravado em stop-motion e até os dias hoje se carrega a história original. O gigante macaco deseja possuir uma bela jovem loira e acaba morrendo após confronto contra os humanos. O filme custou US$ 672 mil dólares, o que naquela época era bastante dinheiro, e arrecadou US$ 2,8 milhões.

 

King Konde de 1933

 

Em 1991, o longa acabou sendo reconhecido como "culturalmente, historicamente e esteticamente significativo" pela Biblioteca do Congresso e selecionado para preservação no National Film Registry. Daí já se vê a importância do rei gorila na cultura do cinema.

Dois remakes hollywoodianos foram produzidos após 1933. O primeiro e mais conhecido é de 1976, que era protagonizado pelo ator Jeff Bridges, Jessica Lange, Charles Grodin e entre outras estrelas. O filme é considerado por muitos o melhor King Kong já criado, afinal, além do sucesso de crítica e público, venceu o Oscar de Melhores Efeitos Visuais e foi indicado nas categorias de Melhores Efeitos Sonoros e Melhor Fotografia. A bela Jessica Lange venceu o Globo de Ouro pelo prêmio de Melhor Revelação Feminina.

Diferentemente do primeiro longa, este teve alguns detalhes diferenciados que chamam a atenção. Na primeira versão, a icônica cena mostra Kong sobe o Empire State Building para se defender dos aviões, já em 1976 o evento se passa no World Trade Center. Uma outra curiosidade é que o gorila seria mecânico, mas como a produção sairia bem mais cara, o maquiador Rick Baker se vestiu de Kong para fazer as cenas.

 

King Kong de 1976

 

Um outro remake foi produzido em 2005, quando o indiscutível diretor Peter Jackson, a trilogia Hobbit e Senhor dos Anéis, decidiu pôr as mãos na massa e produzir um novo filme do gorila por míseros US$ 20 milhões. A outra metade dos fãs acreditam indiscutivelmente que o Kong de Jackson foi o melhor.

Se foi melhor ou não, isso não importa. O que importa é que o filme foi bastante reconhecido e vencedor de três Oscar, sendo um para Melhor Edição de Som, Melhor Mixagem de Som e, o mais importante, Melhores Efeitos Visuais, mantendo a tradição desde 30. Peter Jackson ainda recebeu o prêmio de Melhor Diretor e também de Melhores Efeitos visuais, ambos no Globo de Ouro, além de outros vários prêmios em outros eventos.

A produção pesou no bolso da Universal Pictures. Impulsionado pelo “salário” do diretor, King Kong custou US$ 207 milhões, porém conseguiu arrecadar mais que o dobro com pouco mais de US$ 550 milhões. O elenco também era de respeito, com Naomi Watts, Jack Black, Jamie Bell, Adrien Brody e entre outros.

 

King Kong de 2005

 

Agora em 2017, desta vez nas mãos da Warner Bros e do diretor Jordan Vogt-Roberts, Kong receberá uma versão mais pop e atual do monstro. Ao contrário dos outros longas em que o gorila possui 7 metros nos longas de 33 e 76 e de 15 metros em 2005, Kong terá 30 metros de altura, o maior já visto nos cinemas.

Entrando na moda dos crossovers dos heróis no cinema, este novo King Kong se passa no mesmo universo do filme de outra criatura gigantesca: Godzilla (2014), onde os dois irão se enfrentar, num futuro próximo, em um embate épico nunca antes já visto em Hollywood. Antes disso, um novo filme do Godzilla deve ser lançado.

O filme já é sucesso na crítica especializada e possui uma aprovação superior a 80%, valor alto para os padrões do cinema. Kong: A Ilha da Caveira gira em torno de um ex-militar que viaja com um grupo de desbravadores até a mítica Ilha da Caveira, onde seu irmão desapareceu enquanto procurava o Titan, soro que teria o poder de curar todas as doenças. Além de resgatar o irmão, o homem irá enfrentar as criaturas que habitam o local.

 

King Kong em 2017

 

Gostou um pouco da história de King Kong nos cinemas? Comente o post para discutirmos um pouco mais sobre a besta. Lembre-se, o filme estreia nesta quinta-feira, 09, nos cinemas.

Confira o trailer final e legendado: