Postado em 29/01/2017 às 11:22 por Bene Barbosa em Bene Barbosa 0

Sobre muros, armas e os bilhões em narcodólares




Por Bene Barbosa

O muro de Trump com a fronteira mexicana continua dando o que falar, mesmo  que o tal muro já tenha sido em boa parte construído nos governos de Bill Clinton e Barack Obama.  Mas sabe como é, para muitos o certo e o errado dependem única e exclusivamente se o presidente é Republicano ou Democrata. O próprio México, que enfrenta grandes problemas por conta de criminosos ilegais na sua fronteira com a Guatemala, vem discutindo a ideia de se construir “barreiras físicas” com aquele país... Voltemos ao muro de Trump, o malvadão!

Os cartéis de drogas mexicanos vivem em eterna guerra, quase sempre pelo controle do mais importante mercado para eles: os EUA! Pela fronteira entram toneladas de drogas anualmente e estimativas do próprio governo mexicano é que a movimentação financeira seja na casa dos 35 bilhões de dólares por ano! Convenhamos que é um montante injetado na frágil economia mexicana que não se pode desprezar e os governantes de lá sabem muito bem disso. Esse montante ainda é engrossado por milhares de imigrantes, legais e ilegais, que mandaram 27 milhões para seus parentes que ficam por lá só em 2016.

Oras, não é preciso dizer que a construção do muro afetaria em muito esse fluxo de bilhões de dólares, talvez aí esteja o real descontentamento de todos os presidentes mexicanos com a ampliação da vigilância sobre a fronteira. Presidentes esses que não se furtam em criticar duramente os EUA por ser o responsável de abastecer os cartéis com armas contrabandeadas. Interessante é que as críticas sempre surgem na forma de controle e restrições para venda de armas em solo americano e nunca no controle de fronteira! Aparentemente, e eu posso estar enganado, os bilhões de dólares que entram ilegalmente em solo mexicano parecem não incomodar... Enquanto isso – que lindinhos! – querem acabar com a Segunda Emenda da Constituição Americana porque não conseguem controlar seus próprios criminosos!

Claro que o muro traz uma forte simbologia de separação, até de xenofobia, porém não podemos esquecer que a maioria dos mexicanos que estão ilegais no país entraram com vistos de entrada e não foram mais embora daquela nação preconceituosa, capitalista selvagem e xenófoba... Esse pessoal deve se maluco de querer ficar lá, não é mesmo? Seja como for, convenhamos, se o presidente mexicano estivesse realmente preocupado em minimizar o tráfico de armas e o de drogas, deveria sim apoiar o muro, fazendo garantir o respeito aos mexicanos que para lá vão em busca de uma vida melhor, de trabalho, de oportunidades e não para vender metafetamina e outras drogas às toneladas, mas ai, sabe como é, haveria alguns bilhões de dólares a menos na máquina da corrupção que garante a existência dos cartéis.


Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.