4fca49a5 8125 4422 a19b f75b45438f84

A Globo News lançou uma reportagem especial sobre os 20 anos da morte de PC Farias. Para quem não lembra ou era novo demais, PC Farias era responsável pelo caixa de campanha de Fernando Collor de Mello em 1989. Até o impeachment do presidente, em 1992, PC operou um esquema de corrupção em torno do Planalto. Paulo César e sua namorada, Suzana Marcolino, apareceram mortos a tiros numa casa de praia de Maceió em junho de 1996.

Tal reportagem teve grande impacto nas redes sociais e levou a hashtag #QuemMatouPCFarias aos assuntos mais comentados no Twitter. Eu realmente não sei qual a dúvida que a emissora e a imprensa de um modo geral têm, afinal, diariamente eles nos mostram reportagens que indicam as únicas responsáveis pelos milhares de assassinatos anuais que ocorrem no Brasil. Um objeto com poderes sobrenaturais que, de maneira inexplicável, sem aviso prévio, saem por ai matando pessoas.

Basta uma rápida busca no Google para encontrar inúmeras referências ao executor de PC Farias. Sério! Está lá! “Arma que matou PC Farias sumiu do Fórum” na Folha de São Paulo ou “Juiz nega sumiço da arma que matou PC Farias” no O Globo ou ainda “Arma que matou PC Farias e namorada não tinha digitais de Suzana” no site de notícia UOL. Caso encerrado! A arma matou PC Farias e encontra-se cumprindo pena em uma empoeirada estante d’algum fórum.