Divulgação F938707b 2738 45d0 a825 ef3933bda4b5

O Governo de Alagoas participará, pela primeira vez, do Congresso Acadêmico Integrado de Inovação e Tecnologia (Caiite), de 15 a 20 de junho, no Centro de Convenções de Maceió, com um espaço integrado que irá envolver órgãos públicos os quais trabalham com ciência, tecnologia e inovação. O Estado é um dos maiores realizadores do evento este ano.

Estarão presentes, no estande do Governo, a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), a Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal), o Instituto de Metrologia e Qualidade de Alagoas (Inmeq), o Instituto de Tecnologia em Informática e Informação de Alagoas (Itec) e a Secretaria de Estado da Educação.

Cada entidade terá uma programação específica para os seis dias. A Secti vai apresentar seus projetos estratégicos, dentre eles, o Programa Alagoas Digital, o Museu Interativo de Inovação Tecnológica e o Parque Tecnológico de Alagoas e seus polos.

Já o Inmeq vai aproveitar o espaço para expor atividades de orientação e fiscalização desenvolvidas pelo órgão estadual, vinculado ao Inmetro, com distribuição de panfletos e folders explicativos de como acessar seus serviços e denunciar irregularidades na qualidade e certificação de produtos e serviços.  

Apresentação tecnológica

O Itec vai mostrar sistemas e sites desenvolvidos para o Governo do Estado, seu maior cliente, bem como fará uma apresentação da Nova Infovia, um dos principais projetos em 2015.  As apresentações acontecem, respectivamente, nos dias 16 e 18, às 14h, dentro do estande do Governo de Alagoas.

Outros projetos, como o Datacenter Estadual, a Fábrica de Desenvolvimento de Soluções de Sistemas e o Núcleo de Digitalização estarão presentes no espaço do Itec.

Educação

Ao compreender que o Caiite é o maior evento na área acadêmica, focado em educação e inovação tecnológica em Alagoas, a nova gestão da Secretaria de Estado da Educação vai participar do Caiite, levando ações desenvolvidas tanto por professores, gestores, como alunos da rede estadual de ensino.

Um exemplo é o Programa Voz que Ensina, por meio do qual se registrou melhoria nos índices de professores afastados de salas de aula por problemas vocais; projetos científicos de alunos da rede estadual, que tiveram participação em feiras brasileiras de ciência e tecnologia, e em mostra internacional de ciência e tecnologia; espaço de contação de histórias, por meio do qual técnicos e professores farão apresentações lúdicas.

Também haverá exposição de pôsteres das atividades do Observatório Astronômico Genival Leite Lima, localizado no Cepa, e demonstração de experimentos de microscopia feita por professores.

No espaço da Educação, haverá a referência à Escola Estadual em Tempo Integral Marcos Antônio, modelo que será replicado em mais 13 escolas até 2016 e oficinas temáticas sobre Educação no Campo, O Ensino da História Indígena, Escola sem Homofobia, Cuidados com a Voz e Educação Ambiental.

Fapeal, 25 anos

Os 25 anos de existência da Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (FapeaL) serão comemorados com várias ações. A Fapeal vai aproveitar o espaço e lançar um novo site, para expor produtos e serviços das empresas vencedoras do Tecnova – projeto que subsidia a inovação tecnológica dentro das empresas em Alagoas – e fazer uma mostra dos calendários temáticos, cujas imagens e textos resgatam e valorizam a identidade do povo alagoano por meio da história e da cultura, um trabalho desenvolvido há 12 anos por pesquisadores da Ufal e Uneal.

Além da programação do estande, a Fundação também terá atividade na sala Umbu, com o tema Fapeal – 25 anos de apoio à pesquisa e à educação em Alagoas.

No dia 17, das 9 às 12 horas, haverá apresentação do Programa Pesquisa para o SUS (PPSUS), e das 19 às 22 horas, a mesa-redonda As políticas Públicas em Ciência, Tecnologia e Inovação e os desafios ao desenvolvimento alagoano. No dia 18, das 14 às 17 horas, será a vez da apresentação dos projetos das empresas beneficiadas pelo programa Tecnova.