A Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA) recebeu na tarde desta segunda-feira, 28, a visita da representante do Ministério Desenvolvimento Social (MDS), Elenita Silva. Na ocasião a representante federal conheceu a aplicabilidade do Programa do Leite em Alagoas.

Durante a visita, o presidente da CPLA, Aldemar Monteiro apresentou as ações realizadas pelas associações de produtores de leite em parceria com a Cooperativa, no que concerne ao funcionamento do programa e sua assistência que contribui para o aumento do consumo de leite através do incentivo à produção leiteira em Alagoas.

Além de Aldemar Monteiro, esteve representando a CPLA no encontro o gerente administrativo e financeiro, Carlos Almeida e o assistente técnico, André Akira. A Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Agrário (Seagri) também participou da reunião sendo representada pela coordenadora do Programa de Aquisição de Alimentos modalidade leite (PAA Leite) em Alagoas, Andréia Ribeiro e pela assessora técnica do programa, Larissa Marinho.

Durante a semana, a Elenita Silva visitará propriedades rurais produtoras de leite em três cidades: Craíbas, Major Izidoro e Batalha. Nos encontros, a representante irá verificar o andamento do programa e sua aplicabilidade, produção de leite e condições gerais, além de ouvir depoimentos dos produtores participantes sobre o trabalho desenvolvimento e seus benefícios.

As visitas às propriedades serão acompanhadas por representantes da CPLA e Seagri e são de grande importância para avaliar o andamento do Programa do Leite no Estado.

Programa Leite

A modalidade de Incentivo à Produção e Consumo de Leite (PAA Leite), foi criada para contribuir com o aumento do consumo de leite pelas famílias que se encontram em situação de inseguranças alimentar e incentivar a produção de leite na agricultura familiar.

O Programa do Leite foi criado em 2002 e beneficia mais de 50 mil famílias em situação de miserabilidade em todo o estado. Essas famílias recebem diariamente leite de graça.

O programa também fornece incentivo a agricultores familiares com a compra de parte da produção leiteira. Dessa forma contribui para o desenvolvimento da propriedade e incentiva ao agricultor familiar sua permanência no campo.