Um dos fundadores do Twitter revelou que o Facebook tentou comprar o microblog por US$ 500 milhões, mas a proposta foi rejeitada. Segundo o site inglês Sky News, Biz Stone disse que viajou com seu sócio Evan Williams para conhecer Mark Zuckerberg anos atrás. Embora Williams e Stone não quisessem vender a plataforma, eles acertaram um valor que seria “tão alto” que seria impossível dizer não caso uma proposta do gênero aparecesse: US$ 500 milhões.

No encontro, Zuckerberg teria achado o valor alto, mas apresentou proposta de compra pelo valor estipulado. No entanto, a dupla do Twitter acabou rejeitando a proposta por estarem apenas no começo do negócio. Biz Stone afirmou que embora goste e respeite o CEO do Facebook, ele não simpatizou com o executivo.

Stone ainda não se acostumou com o tamanho de seu empreendimento, atualmente avaliado em US$ 23,5 bilhões. "Não diria que me surpreende, mas é um sentimento estranho, em bom sentido, ir a um shopping e ver o pequeno pássaro (Twitter) que desenhei”, disse ele. O cofundador do Twitter também comentou sobre o modo como extremistas no Iraque estão usando o microblog. Para ele, quando uma ferramenta de larga escala e liberdade de expressão é criada para milhões de pessoas, você tem o lado bom ao lado do mal.