Postado em 02/06/2014 às 08:19 por Redação em Política 0

Pesquisa aponta vitória de Renan Filho na capital e no interior de AL

Peso de Lula no pleito aumenta e ex-presidente pode influenciar em resultado




Por Redação

Assessoria

Renan Filho disputará governo pela Frente de Oposição

A pesquisa para as intenções de voto realizadas pelo Ibope mostra que as eleições para governador em Alagoas podem ser decididas no primeiro turno. Se as eleições fossem hoje, o candidato Renan Filho (PMDB) venceria com 35% dos votos sobre Benedito de Lira (PP) que aparece com 25% das intenções de voto.

A pesquisa aconteceu entre os dias 23 a 27 de maio deste ano e ouviu 812 eleitores em na capital e no interior de Alagoas. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo nº AL 00004/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo nº BR 00135/2014.

Os números do Ibope apontam que o candidato Renan Filho venceria com uma vantagem de 10% de votos sobre os demais tanto na capital quanto no interior. Vinte e nove por cento dos entrevistados em Maceió disseram que votariam em Renan Filho. No interior o percentual ficou em 37%.

O candidato Benedito de Lira aparece em segundo lugar, com 21% das intenções de votos da capital e 26% do interior. Eduardo Tavares (PSDB) teve 5% em Maceió e 3% nas cidades do interior. Já Mário Agra (PSOL) teria 1% dos votos em Maceió e 2% no interior caso as eleições fossem agora.

Dos entrevistados da capital, 32% responderam que votariam nulo, enquanto no interior o número chega a 18%. Não souberam ou não responderam a pesquisa 11% dos entrevistados em Maceió e 13% nas cidades do interior.

Expectativa de vitória e rejeição

A pesquisa do Ibope também perguntou aos entrevistados a opinião de quem seria o próximo governador de Alagoas. Quarenta e um por cento dos entrevistados responderam que Renan Filho seria eleito nas eleições de outubro. Benedito de Lira aparece em segundo com a lembrança de 25% dos entrevistados. Eduardo Tavares ficou terceiro com 2% e Mário Agra em último com 1%. Neste quesito, 32% dos entrevistados não responderam ou não quiseram opinar.

Quando a pergunta foi rejeição aos nomes dos candidatos ao governo, Benedito de Lira aparece com 33%, seguido de Mário Agra, com 32% e Eduardo Tavares com 30%. Renan Filho aparece em último com 26% de rejeição. Vinte e quatro por cento dos entrevistados pela pesquisa não souberam ou não responderam à pergunta.

Apoio de Lula aumentaria intenção de voto

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva se mostrou como um nome que influenciaria a escolha do futuro governador de Alagoas. Questionados sobre se o apoio de Lula iria aumentar, diminuir ou não iria influenciaria na escolha do candidato, 34% das pessoas responderam que o apoio de Lula aumentaria muito a vontade de votar neste candidato.

Trinta e dois por cento responderam que não afetaria sua vontade de votar no candidato apoiado por Lula.

Dezoito por cento afirmaram que aumentaria um pouco, 7% diminuiria muito e apenas 4% disseram que diminuiria pouco. Quatro por cento dos entrevistados não soube ou não quiseram responder. 


Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.