O presidente do PSDB em Alagoas, Claudionor Araújo, foi o escalado para rebater as recentes críticas feitas pelo deputado federal Paulo Fernando dos Santos, o Paulão (PT), endereçadas ao governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB).

Vilela sempre chega depois no debate. Nas discussões envolvendo as declarações do senador Fernando Collor de Mello (PTB) – por exemplo – que primeiro se manifestou foi o titular do Gabinete Civil, Álvaro Machado. Coincidência ou não, é assim que vem sendo acontecendo.

Pois bem, em relação a Paulão, o parlamentar teria feito a associação entre Vilela e a Operação Navalha. Claro, foi lembrada a Operação Taturana que indiciou Paulão como suposto participante no esquema de desvio de R$ 300 milhões dos cofres da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas.

Claudionor Araújo citou obras do governo e chamou o deputado federal de “desorientado”. Ainda ironizou: “deve ser a emoção de assumir um cargo de deputado federal”. Para o tucano, o Estado mudou para melhor. “Só não vê quem não quer”. Pelas recentes críticas – em relação à segurança pública, principalmente – é possível concluir o número de cegos apontados por Claudionor Araújo, caso ele esteja certo!

O presidente estadual do PSDB ainda classificou Vilela como “homem limpo e sério”. Claudionor Araújo ainda cobra da oposição que reconheça o trabalho do governador e cita – como exemplo – os 65 quilômetros que estão sendo concluídos do Canal do Sertão, a obra centenária da Terra dos Marechais. Para ele, as críticas são picuinhas. Será?

Estou no twitter: @lulavilar