Postado em 06/07/2012 às 08:00 por Redação em Brasil/Mundo 0

Jogando xadrez com os anjos




Por Redação

Os lances do duelo de um jogo de xadrez, travado por dois “exércitos” de 16 peças sobre um tabuleiro de 64 quadrados pretos e brancos, podem simbolizar os combates ao longo da vida. É sobre essa metáfora que Fabiane Ribeiro versa em seu romance de estreia, Jogando xadrez com os anjos, lançamento da editora Universo dos Livros.

Na Inglaterra de 1947, pós-Segunda Guerra Mundial, com muitas pessoas ainda sofrendo pela devastação causada pelo conflito, é onde a jovem escritora e veterinária de formação ambienta a sua personagem mirim: Anny, uma garota solitária de oito anos, sem amigos, que vive presa em casa. Com os pais ausentes por um ano durante uma viagem a trabalho, ela precisará enfrentar um novo desafio em sua vida, quando se vê obrigada a mudar-se para uma casa vizinha sob os cuidados da austera professora particular Jane e de seu marido Hermes.

Como a mais forte das peças de xadrez, Anny começa a estudar todos os seus movimentos. Maltratada e escravizada por Jane, ela redescobre, à sua maneira, como ser feliz num ambiente hostil. Da amizade com o seu amigo imaginário, o artista Pepeu, um generoso rapaz que aparece para lhe fazer companhia e ensinar-lhe sobre a vida, às estratégias do jogo, que em seus sonhos se transforma no reino da rainha Anny e de seu pai, o rei Jefferson.

Em Jogando xadrez com os anjos, Fabiane Ribeiro alterna lirismo e onirismo com um tom mais realista, inserindo o leitor nos sofrimentos infantis e nas descrições dos cenários e do mundo de fantasias vivido pela personagem. Na narrativa de 400 páginas, Fabiane descreve a aventura da pequena heroína – a misteriosa profissão dos seus pais, sempre viajando para cumprir certas missões e a vida na nova casa, sob a tutela de Jane, em que se sente enclausurada e fora do mundo real. Paralelamente, Anny adentra a um mundo virtual que desempenha papel determinante na história.

O perfil emocional dispensado a sua personagem é bastante sutil, delicado e recheado de mensagens positivas, inserindo o leitor no seu imaginário pueril, entre as peças que ganham vida numa terra mágica e longínqua, na qual os bispos, as torres, os peões, os cavalos e a rainha duelam heroicamente para proteger seu rei.

Jogando xadrez com os anjos também pode ser interpretado como uma metáfora sobre as circunstâncias da vida, com cada peça do jogo transmitindo algum ensinamento para o nosso espírito. Anny é a personagem forte e contagiante que precisa ser independente, mas ainda é vulnerável pela imaturidade da própria idade. Diante das adversidades e da necessidade de amadurecer, ela se torna uma líder, dotada de grande inteligência e coragem para tomar as decisões certas em momentos difíceis. Como afirma seu anjo Pepeu em uma passagem do livro: “A vida é como uma partida de xadrez, se não se consegue em um dia, deve-se tentar no dia seguinte, e nunca deixar de acreditar”.

 

Ficha Técnica:

Título: Jogando xadrez com os anjos

Autor: Fabiane Ribeiro

Editora: Universo dos Livros

Número de Páginas: 400

Preço: R$ 39,90

Universo dos Livros

Com os selos Universo dos Livros e Digerati Books, a editora Universo dos Livros possui em seu catálogo mais de 1.050 títulos publicados. O selo Universo dos Livros apresenta títulos de interesse geral, entre os quais podemos destacar Deixe os homens aos seus pés, O Homem que Falava com Espíritos, Desvendando Nosso Lar, Pescadores de Corações, Série Irmandade da Adaga Negra, Mentes Brilhantes, O fascinante império de Steve Jobs, Katy Perry – A vida da nova rainha do pop. Já o selo Digerati Books oferece títulos de informática e de tecnologia, incluindo séries de sucesso e best-sellers com iPad: O Manual que Faltava, Universidade H4CK3R, Dossiê Hardware, Google Hacking, Entendendo e Dominando o Linux. Além disso, seu catálogo nesta área conta com uma linha de livros em formato pocket, que combinam preços mais acessíveis a conteúdo técnico de qualidade.


Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.