Um tribunal na Malásia obrigou um homem a desculpar-se cem vezes no Twitter, como punição pela difamação de uma editora de revistas.

Em janeiro, Fahmi Fadzil publicou um tuíte em que dizia que uma de suas amigas, que estava grávida, não foi bem tratada pela "Female Magazine", publicação da editora Blu Inc Media.

Ele pediu desculpas algumas horas depois do ocorrido, diz o site The Next Web, mas a empresa entrou na Justiça, e o caso foi encerrado nesta semana.

No momento da publicação deste matéria, Fadzil estava no 32º pedido de desculpas: "32/100 I've DEFAMED Blu Inc Media & Female Magazine. My tweets on their HR Policies are untrue. I retract those words & hereby apologize" (32/100 Eu DIFAMEI a Blu Inc Media e a "Female Magazine". Meus tuítes sobre as suas políticas de RH não são verdadeiras. Eu retrato aquelas palavras e, com isto, peço desculpas).