Voney Malta
Voney Malta

Blogueiro do Cada Minuto

Postado em 20/04/2017 às 09:38 por Voney Malta em Voney Malta 0

Nova pesquisa Ibope e entrevista de Lula




Por Voney Malta

Tudo bem que essa pesquisa do Ibope foi feita antes da divulgação da delação dos executivos da Odebrecht – o que significa que não deu para saber se houve contaminação - mas ela é simplesmente impressionante para quem ama e para quem odeia o ex-presidente Lula.

Porque mostra que Lula é o presidenciável com maior potencial de votos entre os nove nomes testados e que pela primeira vez desde 2015, “os eleitores que dizem que votariam nele com certeza ou que poderiam votar se equivalem aos que não votariam de jeito nenhum”.

Tem mais: a rejeição a Lula caiu 14 pontos”.

Na direção contrária, os votos de Aécio, Serra e Alckmin, principais caciques do PSDB, seguiram caminho inverso e tiveram diminuição no seu potencial de voto.

O deputado federal Jair Bolsonaro e o ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa, aparecem com capacidade de crescimento.

Já o potencial do prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), tem como vantagem o fato de ser desconhecido além das divisas de SP. Ele tem a menor rejeição entre os seus companheiros tucanos.

Certamente os institutos de pesquisas estão correndo para fazer novos levantamentos após estas semanas de fortes notícias sobre corrupção envolvendo partidos, políticos e o próprio Lula.

Mas, aparentemente, Lula, candidato ou não, decide a eleição de 2018, principalmente porque inexistem adversários nos demais partidos, pelo menos neste momento, pelo menos por enquanto.

Leia mais sobre a pesquisa Ibope aqui e aqui.

ENTREVISTA:

Na manhã desta quinta-feira (20) Lula concedeu entrevista a uma rádio sergipana.

Leia abaixo, com exclusividade, os principais trechos retirados do perfil dele no Twitter e o perfil @comsensoweb que tuitaram em tempo real:

"Muita coisa precisa mudar. Se eu for candidato em 2018, é para mudar muitas coisas: para q o trabalhador tenha direitos, possa se aposentar"

"É muito cedo para falar de pesquisa. Não gosto de comentar pesquisa. O que tenho certeza é que se for candidato é para lembrar ao povo o que aconteceu no Brasil enquanto eu fui presidente, para o povo voltar a sonhar. O brasileiro tinha orgulho de ser brasileiro"                       

"Eu sei como cuidar do povo mais humilde, não é teoria. É prática. Esse governo está destruindo a vida do brasileiro. A renda está caindo, não tem emprego, e o que é pior... o povo não tem esperança".                 

"Governar este país é governar com o coração de uma mãe"                       

"A verdade é que eu já perdi a minha cota de eleição que eu tinha que perder. Eu depois passei a ganhar. Se eu for candidato, é para ganhar, não é para perder"                       

"O Brasil precisa acabar com a corrupção. O que não dá é a pirotecnia da operação"                       

"Eu não tenho que provar minha inocência, eles é que tem que provar a minha culpa"                       

"Duvido que eles encontrem 50 centavos meus em qualquer lugar do mundo"                       

" A globo vai ter que provar se tem ap meu , se tem conta minha, pq já apareceram as contas dos candidatos da globo".

Possibilidade de aliança com Ciro Gomes em uma chapa para 2018, Lula foi cauteloso: "É muito difícil dizer isso. O Ciro é candidato também, vamos esperar o tempo passar".

"É um crime contra os trabalhadores brasileiros o que estão fazendo com a Previdência nesse País. Eu tenho certeza que não vai passar [no Congresso]. Os trabalhadores não merecem ser castigados pelos erros do governo".

"Sempre achei que de tempos em tempos deve-se fazer uma adequação na legislação trabalhista, fazer algumas reformas. Mas isso tem que se fazer discutindo com os sindicatos, com os trabalhadores. É claro que essa lei pode precisar de um aperfeiçoamento, mas isso se faz discutindo com quem está no mundo do trabalho. Agora você rasgar tudo aquilo que os trabalhadores conquistaram no século XX e não propõe nada para eles... isso é um atentado contra as conquistas dos trabalhadores. Um grande equívoco do governo".


Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.