Deputado comemora “casa nova” e reforça que tentará reeleição

Ascom ALE/Arquivo 3a477915 a29b 4673 abd1 30e973dbf95c Deputado Inácio Loiola

“Sou PDT, sou 12, sou mais Alagoas”. Foi desta forma efusiva que o deputado estadual Inácio Loiola repercutiu, no plenário da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), sua filiação à nova legenda, ocorrida na sexta-feira passada, em Piranhas.

 

Na sessão desta terça-feira, 27, o parlamentar destacou que chegava ao PDT como soldado disposto a dar sua contribuição para o fortalecimento do partido e “revigorado” para continuar na Casa de Tavares Bastos na próxima legislatura.

 

Loiola também reforçou o apoio dele e do partido a reeleição de Renan Filho (MDB), lembrando que “Alagoas é o único estado do país que desafia a crise”.

 

Por fim, para não deixar dúvidas e ao estilo “dessa terra, não quero nem o pó”, o deputado lembrou que, no painel eletrônico do plenário, seu nome ainda consta como filiado ao PSB, e solicitou à Mesa Diretora que, a partir de amanhã, mudasse o registro para filiado ao PDT.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Hemerson Casado se filia ao Progressistas e deve tentar novamente vaga na Câmara

Divulgação Bf954361 59e2 4f0b b198 4d2160a65340 Hemerson Casado se filiou ao Progressistas

Candidato a deputado federal pelo PMDB no pleito eleitoral passado, quando ficou na suplência da coligação, o médico cardiologista Hemerson Casado se filiou nesta terça-feira, 27, ao Progressistas de Biu e Arthur Lira.

 

Portador de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), por meio da Associação Hermerson Casado Gama, o médico é hoje uma das principais vozes do país no combate a doença e pelos direitos dos pacientes, inclusive em relação a melhores e mais acessíveis tratamento.

 

Pela nova sigla, ele deve tentar novamente uma vaga na Câmara dos Deputados, que esteve perto de assumir em outubro de 2016, com o afastamento de Marx Beltrão (MDB) para o Ministério do Turismo.

 

Na ocasião, a primeira suplente, Rosinha da Adefal (PTdoB), era secretária especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Ministério da Justiça e Cidadania. Caso ela renunciasse à suplência, como chegou a ser cogitado, o médico assumiria a vaga.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Prefeito reduz em 30% salário dele, do vice e de comissionados

Divulgação/Arquivo 3d727586 56d3 4117 aac0 cd204c9037da Prefeitura de Atalaia

Em mais uma tentativa para contingenciamento de despesas, o prefeito de Atalaia, Francisco Albuquerque, o Chico Vigário, determinou uma série de medidas, entre elas, o corte de 30% nos salários dos servidores comissionados que permanecerem nos quadros da prefeitura.

 

Conforme o decreto publicado nesta segunda-feira, 26, no Diário Oficial dos Municípios, a redução (no mesmo percentual) atinge ainda os vencimentos do prefeito e do vice-prefeito, dos secretários municipais e outros cargos de chefia.

 

As gratificações por função recebidas pelos servidores também serão reduzidas em 30% cada e estão suspensas novas contratações, exceto em caso de necessidade para serviços essenciais.

 

Consta ainda do decreto que, qualquer empenho de despesas só poderá ser realizado com autorização expressa do prefeito.

 

As medidas serão válidas até o dia 31 de dezembro deste ano.

 

Em setembro do ano passado, Chico Vigário já havia publicado um decreto similar, reduzindo em 30% os salários de todos os cargos não efetivos, com validade até 31 de dezembro de 2017.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Previdência: “Regimes próprios vão falir”, alerta vereador alagoano

Divulgação/Cortesia 52466f3c f61e 44cd bca1 75697ae0fe0d Vereador Anizão fala durante congresso

Segundo o vereador por Murici, Anízio Amorim, o Anizão (MDB), os regimes próprios de Previdência dos municípios são inviáveis e vão falir. Ele discorreu sobre o tema durante o Congresso Estadual de Vereadores do Rio Grande do Norte, que aconteceu na semana passada, em Natal.

 

Para o vereador alagoano, além da má gestão desses institutos de previdência, outros fatores também colaboram para inviabilizar o sistema: “Enquanto o Regime Geral tem várias fontes de financiamento, a previdência própria sobrevive apenas de duas. Além disso, não há teto limitando os valores pagos aos aposentados”, analisou.

 

Anizão alertou sobre a necessidade de mobilização em busca de alternativas para que os servidores públicos tenham suas aposentadorias preservadas. “Se não houver alteração nesse quadro, milhares de servidores aposentados vão ficar sem receber nada”, completou.

 

O vereador foi convidado para falar aos colegas pela União dos Vereadores do Brasil (UVB), da qual é superintendente da seccional Nordeste.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Em Maceió, todos os lugares nos ônibus e guichês de bancos podem se tornar “preferenciais”

Imagem ilustrativa/Internet 5986ef54 688f 41a9 95fe 8f2d76555f3d Fila de banco

Aprovado nesta semana na Câmara Municipal de Maceió (CMM), um Projeto de Lei de autoria do vereador Ronaldo Luz (MDB) torna “preferenciais” todos os assentos dos veículos de transporte coletivo urbano.

 

Caso a matéria seja sancionada pelo prefeito Rui Palmeira (PSDB), idosos, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, gestantes e pessoas com crianças de colo terão prioridade em 100% dos lugares.  

 

Na sessão onde o projeto foi aprovado já em segunda discussão, Ronaldo Luz defendeu que se trata de uma matéria educativa: “Não dá para entender que uma senhora ou um deficiente entre no ônibus e ninguém ceda à cadeira... Se isso não existe por educação, vai por imposição”.

 

Ainda tramita na Casa outra proposta, de autoria do mesmo vereador, que torna preferenciais todos os caixas de bancos e casas lotéricas da capital.

 

A justificativa destaca que um só guichê preferencial não suporta todo o atendimento prioritário e que a proposta já é prevista no Estatuto do Idoso, mas, com o PL o benefício será ampliado.

 

A intenção do vereador é justa, mas, especificamente em relação às filas em agências bancárias e lotéricas: porque será que um guichê apenas não está suportando a demanda?

 

Provavelmente porque a população do país e do mundo está envelhecendo a passos largos. Conforme dados do IBGE, entre 2012 e 2016, só no Brasil o número de pessoas com 60 anos ou mais cresceu 16% e a perspectiva é que o crescimento siga em ritmo acelerado nas próximas décadas.

 

Tornar todos os caixas de atendimento “prioritários” é a solução?

 

Ou haveria um meio-termo, como a abertura de mais guichês, para que todos os demais cidadãos não sejam penalizados por horas e horas em filas, talvez até sem previsão de quando será atendido?

 

O que acha o leitor?

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Oposição começa a migrar em peso para ninho palaciano

Foto: Bruno Levy/CadaMinuto/Arquivo 1e4482fb c84e 4c46 8ba6 124feb943366 Palácio República dos Palmares

O PR do ministro Maurício Quintella, mais recente aliado do Palácio República dos Palmares, abriu as portas para abrigar candidatos proporcionais que resolvam mudar de legenda.

 

Os bastidores dão conta que já estão na mira os tucanos Pedro Vilela, deputado federal, e a candidata a uma vaga na Assembleia Legislativa, Cibele Moura.

 

Cibele é filha de Abrahão Moura - ex-prefeito de Paripueira e um dos aliados de longa data do prefeito Rui Palmeira (PSDB) - e da prefeita da Barra de Santo Antônio, Emanuella Moura, ambos do PSDB.

 

Conforme os bastidores, Abrahão já é persona grata no Palácio, mas, assim como ocorreu com Quintella, mesmo que feche a nova aliança, continuará ocupando espaço na prefeitura da capital.

 

Outra sigla que também abriu diálogo com o MDB é o DEM, comandado em Alagoas por Thomaz Nonô, secretário de Saúde de Maceió.

 

A palavra de ordem é esvaziar a oposição e, quanto mais se avança neste sentido, mais isolados vão ficando o senador Benedito de Lira e o deputado federal Arthur Lira, ambos do PP.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Arthur Lira repercute intervenção e lembra vereadores “trucidados” em AL

Assessoria/Arquivo 94d67f7e ea37 46e0 9252 e1b1efaa1e06 Deputado Arthur Lira

Na sessão de ontem, 21, na Câmara, o deputado Arthur Lira (PP) repercutiu uma entrevista que concedeu à rádio CBN na semana passada, acerca dos assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, entre outros assuntos relativos à segurança pública.

 

O parlamentar destacou que toda a sociedade tem que reagir ao crime e o poder público solucionar o caso, mas lembrou que a violência não está restrita ao Rio de Janeiro.

 

“No meu Estado, há menos de dois meses, dois vereadores foram trucidados na cidade de Batalha, e não houve repercussão nacional. Alagoas apresenta os maiores índices de violência urbana tanto na capital quanto no interior, e isso não repercute no cenário nacional”, criticou.

 

No plenário, Lira também defendeu a intervenção federal na segurança pública no Rio, mas cobrou explicações para alguns questionamentos, principalmente em relação à falta de recursos.

 

“O que está acontecendo com essa intervenção?... Está lá o Exército dizendo que não tem dinheiro; está aqui o Congresso Nacional acocorado porque votou a favor da proposta que veio do Palácio do Governo; a população do Rio de Janeiro não sentiu até agora nenhuma mudança drástica. Por que não foi destinado o dinheiro para atender as necessidades das Forças Armadas, que estão também lá a pagar um desgaste desnecessário”.

 

O deputado avisou que buscará respostas, por escrito, do ministro Moreira Franco, da Secretaria Geral da Presidência, acerca das razões pelas quais a intervenção não está tendo medidas mais práticas.

 

“Se alguma coisa está errada, este Congresso não vai se calar, porque não pode ficar desmoralizado nem à mercê de inconsequentes, de bandidos, de traficantes... Nós apoiamos todas as medidas para que o Governo consiga trabalhar, mas é necessário que ele dê explicações. Precisamos que o dinheiro chegue ao seu destino, para que as Forças Armadas não parem de funcionar, para que a intervenção não se desmoralize”, finalizou.

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

MP apura existência de supostos servidores fantasmas em Câmara Municipal

Adalberto Custódio/Arquivo 13930173103964 São Sebastião

Por meio da Promotoria da Comarca de São Sebastião, o Ministério Público Estadual (MP-AL) instaurou um inquérito civil para apurar denúncias referentes à existência de supostos servidores públicos “fantasmas” na Câmara de Vereadores do Município.

Na portaria publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 21, a promotora de Justiça Viviane Karla da Silva Farias destacou a necessidade de realização de diligências para melhor apuração do caso.

Em janeiro deste ano, a promotora já havia instaurado inquérito civil público para investigar o funcionamento do Portal da Transparência da Câmara Municipal de São Sebastião.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Citando Marielle, Jó Pereira cobra freios para Fake News

Foto: Ascom/ALE/Arquivo 65c0d4ec d635 4c2d 837d 98f9faa28fee Deputada Jó Pereira

Ao repercutir o assassinato de Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Pedro Gomes, ocorridos na semana passada, no Rio de Janeiro, a deputada Jó Pereira (MDB) destacou que a vereadora não teve como algozes apenas os pistoleiros ocupantes do veículo, mas um exército de pessoas - algumas escondidas no anonimato – que reproduziram, nas redes sociais, notícias falsas sobre a vítima.

 

Para a deputada, mesmo depois da tragédia, Marielle, seus familiares, eleitores e amigos ainda sofreram perseguição, injúria e intolerância por parte desses outros algozes.

 

“Ainda que alguma das notícias fosse verdade, mesmo assim Marielle jamais poderia pagar com a própria vida... Que se chegue aos culpados, autores e mandantes, e que o Brasil aperfeiçoe mecanismos para evitar que as redes sociais provoquem mais estragos”, apelou a parlamentar, durante discurso realizado na sessão desta terça-feira, 20, na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE).

 

Nas redes sociais, a ex-vereadora Heloísa Helena (Rede) também lamentou o que classificou de a “arma dos covardes” e o deputado Rodrigo Cunha (PSDB) lançou uma campanha para conscientizar os internautas a não compartilharem Fake News.

 

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

“Ele não precisa do Procon para se promover”, responde Galba sobre filho

Ascom ALE/Arquivo 9bf1b90d fbfe 4dcf a1b1 54057e8079c0 Deputado Galba Novaes

Em um recado para o deputado Rodrigo Cunha (PSDB) - mesmo sem citá-lo expressamente -, o deputado Galba Novaes (MDB) afirmou que o filho, Galba Netto, não precisa nem usará o novo Procon Alagoas, órgão do qual assumiu a presidência na semana passada, para se promover ou aparecer.

 

Da tribuna da Assembleia Legislativa (ALE) na sessão desta terça-feira, 20, Novaes discorreu sobre a posse do filho e afirmou que o vereador licenciado não fará do Instituto um “trampolim político”, como alguns pensam equivocadamente.

 

“Ele não quer ser santo do pau oco, nem paladino da moralidade... Não quer usar o órgão para aparecer... A sociedade quer ação e não publicidade”, alfinetou, acrescentando que Galba Netto não aceitou o desafio pensando que o Procon lhe daria votos, “até porque não é candidato a nada nessa eleição”.

 

Falando sobre o perigo de quem se acha “bam-bam-bam” e criticando os “recados”, interferências indevidas e críticas não propositivas, o parlamentar finalizou: “Quem chega ao Procon é um jovem desapegado de coisas materiais".

 

Na semana passada, em pronunciamento na Casa acerca do Dia Internacional do Consumidor - e no mesmo dia em que Gaba Netto tomou posse na presidência do Procon Alagoas - Rodrigo Cunha alertou para o engano de “quem entra nessa seara (Procon) achando que vai dar voto, que será um trampolim político”.

 

Também sem citar nomes, Cunha desejou que quem estivesse chegando trabalhasse para fortalecer o órgão de defesa do consumidor, que ele próprio já comandou. 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com