Dano à reputação é o principal temor das empresas, diz pesquisa

Ilustração 22775dae b688 48b4 a4e1 c7bad5866ec4

Segundo a pesquisa Global de Gerenciamento de Riscos, divulgada a cada dois anos pela consultoria e corretora de seguros Aon, o principal temor das empresas hoje é o dano à reputação da marca, que pode ocorrer em consequência de escândalos públicos de corrupção envolvendo executivos, de produtos e serviços de má qualidade e da violação de dados próprios.

Ainda de acordo com o estudo, essa é a primeira vez, em oito anos, que tal risco aparece em primeiro lugar na lista dos dez principais “temores” da América Latina.

Porque será?

A pesquisa engloba 1.418 empresas localizadas na América Latina, Ásia, Europa, Oriente Médio, África e América do Norte.

Veja o ranking dos dez riscos mais importantes apontados por empresas na América Latina:

1 – Dano à reputação/marca

2 – Mudanças regulatórias/legislativas

3 – Acirramento da concorrência

4 – Crime/roubo/fraude/desonestidade do funcionário

5 – Dano a propriedade

6 – Falha na distribuição ou na cadeia de suprimentos

7 – Incapacidade de atrair ou reter os melhores talentos

8 – Desaceleração econômica/recuperação lenta da economia

9 – Risco do preço das commodities

10 – Responsabilidade civil perante terceiros

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

O conselho do diretor da FMAC aos cantores evangélicos

Foto: Secom/Maceió 5f44f4b4 c0cd 4655 80fb 291d38e2a429 Keyller Simões

Ao reivindicarem espaço para suas apresentações no calendário oficial do município, cantores gospel que participaram de uma audiência pública na manhã desta sexta-feira, 02, na Câmara Municipal de Maceió (CMM), ouviram do diretor da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), Keyller Simões, que qualquer um pode se inscrever nos editais de seleção lançados pela Fundação.

Segundo matéria divulgada pela assessoria de Comunicação da CMM, o diretor afirmou que a escolha dos artistas não é aleatória e aconselhou os cantores evangélicos a se aproximarem mais do Conselho Municipal de Cultura para encaminhar suas reivindicações.

Durante a sessão, os cantores lamentaram a falta de valorização da música deles por parte dos órgãos públicos, cobraram a inclusão nos eventos oficiais e falaram até em “bullying” contra evangélicos.

Absolutamente nada contra esse segmento musical, mas acho que o conselho de Keyller merece ao menos ser ouvido.

A Prefeitura de Maceió acerta ao apostar na democratização cultural, com o lançamento de editais de apoio às artes em geral e da lei que cria o Sistema Municipal de Financiamento da Cultura. O “Q.I” ainda deve existir, mas merecem aplausos todas as medidas no sentido de sepultá-lo de vez.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Fim da prisão disciplinar para militares é aprovada na Câmara

Agência Câmara Bf46bce0 98cd 4a69 8bb5 ffbcbb3f96c5 Subtenente Gonzaga

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira, 01, o fim da prisão disciplinar para policiais e bombeiros militares. A proposta está prevista no Projeto de Lei 7645/14, dos deputados Subtenente Gonzaga (PDT/MG) e Jorginho Mello (PR/SC).

Gonzaga classificou a proposta como “o maior tratado de cidadania para policiais e bombeiros do Brasil”, garantindo a eles direitos assegurados pela Constituição. “É uma prisão humilhante, uma realidade humilhante. Pode ser causada por um sapato mal engraxado, por uma barba mal feita e até por uma farda mal passada”, exemplificou o parlamentar.

De acordo com a Agência Câmara, o deputado Cabo Sabino (PR/CE), que também viveu a experiência de ser preso, comemorou a aprovação: “O projeto corrige injustiças cometidas a mais de 700 mil profissionais da segurança pública”.

(Com Agência Câmara)

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Suplente assume vaga de João Beltrão na Assembleia

Foto: Ascom ALE 18e67f57 41be 433b be04 c905abcf17c4 Léo Loureiro

Com a licença por 121 dias para tratamento de saúde apresentada pelo deputado João Beltrão (PRTB), nesta quarta-feira, 30, o suplente Alesson Loureiro Cavalcante, o Léo Loureiro (PPL) assumiu a cadeira na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), durante a sessão ordinária.

Loureiro, conhecido também como “Léo da Apae" - entidade que presidiu na capital entre os anos de 2002 a 2013 - recebeu 24.700 votos nas eleições do ano passado, pela coligação Caminhando com o povo, que reuniu PRTB, PPL e PMN.

Em rápido discurso na tribuna da Casa, o deputado falou sobre os 12 anos que esteve à frente da Apae Maceió e destacou que, no parlamento, pretende ajudar ainda mais as pessoas com deficiência – que representam 24% da população brasileira, segundo o IBGE - e a população em geral.

O novo deputado deverá engrossar a bancada governista na Casa de Tavares Bastos.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Projeto dificulta vida de pais que não querem assumir filhos

Foto: Agência Senado/Arquivo D8aa0cdb ca32 41e1 9a27 bcff6745a7cd Benedito de Lira

Segundo informações da Agência Senado, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou projeto referente a casos de investigação de paternidade. Uma das principais novidades é responsabilização criminal do oficial de registro civil que não informar ao juiz, em até cinco dias, os casos de crianças registradas sem o nome do pai.

O texto aprovado nesta quarta-feira, 30, é um substitutivo do senador Benedito de Lira (PP) ao Projeto de Lei 101/2007, do senador Marcelo Crivella (PRB/RJ). O projeto ainda deverá ser votado em turno suplementar na Comissão.

Em seu parecer, o senador alagoano explicou que, quando o registro contar apenas com o nome da mãe, o oficial do cartório deve se informar com ela a respeito de dados como identidade e endereço residencial do suposto pai para, em seguida, encaminhar os dados ao juiz, a quem caberá a notificação do sujeito.

“Esse projeto vai dar dignidade às criancinhas que não pediram para nascer e são discriminadas”, defendeu Biu de Lira.

Embora ainda esteja longe disso, qualquer iniciativa visando acelerar as investigações de paternidade é válida, desde que sejam dadas condições – em todos os aspectos - para que os oficiais do cartório realizem as entrevistas e os encaminhamentos.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

“Às vezes é o partido que deixa a gente”, diz Ronaldo Medeiros sobre o PT

Foto: Ascom ALE 5a4be55d 237c 4600 a621 f5bf78520aa3 Deputado Ronaldo Medeiros

“Satisfeito eu não estou, mas ainda não há decisão, tenho inclusive que ver a parte legal. Às vezes não é a gente que deixa o partido, mas o partido que deixa a gente”. Foi assim, de forma melancólica, que o líder do PT na Assembleia Legislativa, deputado Ronaldo Medeiros, respondeu ao questionamento sobre se estaria mesmo disposto a deixar a legenda.

Medeiros confirmou o convite para ingressar no PMDB, partido do governador Renan Filho, de quem é líder na Casa, e também de outras siglas, mas frisou que ainda não há definição se irá mesmo mudar, nem para onde vai.

Só uma certeza ficou clara na fala do parlamentar: a desilusão com o partido pelo qual se elegeu por duas vezes como deputado estadual. “O PT perdeu seu objetivo maior de trabalhar para as classes trabalhadoras”, comentou, lamentando a desfiliação do deputado federal Alessandro Molon, do Rio de Janeiro, que migrou para a Rede, de Marina Silva.

“Perdeu o Molon e tende a perder outros nomes se não voltar a ouvir suas bases”, disse, classificando a desfiliação do ex-partidário como uma grande perda para o PT.

O líder do governo aproveitou o desabafo para voltar a criticar o pacote econômico anunciado há alguns dias pela presidente Dilma Rousseff (PT): “Vai trazer recessão e são medidas que não apontam sequer para a cura”.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Comenda sem comes e bebes

Ascom ALE 575f5f41 1cb2 4a1b ab6d a6033b77c4da Deputado Davi Davino e o homenageado

 

Alguns dos convidados para a sessão solene realizada na segunda-feira, 28, na Assembleia Legislativa, onde foi outorgada a Comenda Ledo Ivo ao escritor Francisco Reynaldo Amorim Barros ficaram surpresos com a ausência do coquetel após a solenidade.

Não que o “mimo” fosse obrigação do autor do requerimento, deputado Davi Davino Filho (PSDB), mas, a ausência dos comes e bebes chamou a atenção inclusive de autoridades nas áreas política e cultural que lotaram o plenário para prestigiar o escritor.

A propósito, a segunda edição da obra “ABC das Alagoas”, dicionário com cerca de 10 mil verbetes de autoria de Francisco Reynaldo, será lançada durante a 7ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, em novembro.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Doação de órgãos: não deixe isso em segredo

Ilustração 90240deb 60d6 4a4f 9975 7471706eec83

Segundo dados da Central de Transplantes de Alagoas (CTA), em 2015, mais da metade das famílias (57%) de pacientes com morte encefálica comprovada disseram não à doação de órgãos. Um dos motivos apontados é o desconhecimento dos familiares acerca da vontade do morto.

Daí a importância: se você é doador de órgãos, não deixe isso em segredo. Pelo contrário, não perca nenhuma oportunidade de expressar o desejo aos seus familiares e amigos.

A Central de Transplantes de Alagoas informa ainda que 231 pacientes estão na fila de espera para receber um rim, por exemplo. O número é considerado expressivo, já que apenas 10 procedimentos deste tipo foram realizados este ano e 107 intervenções registradas desde o primeiro transplante, há 27 anos.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

A mordida e a imunidade parlamentar

CadaMinuto/Arquivo 1309454149cpi4 Deputado Dudu Hollanda

Com a divulgação da retomada, pelo Tribunal de Justiça de Alagoas, do julgamento do deputado Dudu Hollanda (PSD) por agressão, a assessoria do Ministério Público lembra que ainda existe uma pedra no meio do caminho... O decreto legislativo apresentado ao TJ no ano passado, pelo então presidente da ALE, Fernando Toledo.

O decreto - de autoria da Comissão de Ética da Casa e aprovado por unanimidade pelos deputados - dá ao parlamento poderes de suspender a ação penal contra Hollanda, com base na imunidade parlamentar.

Na ocasião, Hollanda reafirmou que agiu em legítima defesa.

A assessoria do MPE frisa ainda que foi solicitada a impugnação da juntada do decreto aos autos do processo e que, amanhã, o TJ deve julgar primeiro isso. Caso o decreto seja acolhido, o processo seguirá parado enquanto o réu estiver no exercício do mandato.

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Motorista bêbado que matar no trânsito pode ter pena maior

Ilustração 08c06503 00b5 4dac 9fea 02b35a1250c3

Foi aprovado no plenário da Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei 55/12, da deputada Gorete Pereira (PR/CE), que aumenta a pena para àqueles que, sob efeito de bebidas alcoólicas ou outras substâncias psicoativas, matem no trânsito.

A pena, que hoje é de dois a quatro anos de reclusão - ou seja: cesta básica... - pode aumentar para de quatro a oito anos.

A autora do projeto lembra que mais de 40 mil pessoas morrem todos os anos no País vítimas de acidentes automobilísticos.

Vale lembrar: em muitos casos, #NãoFoiAcidente.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com