Em defesa de Lula, presidente do PT ataca HH: ‘o sujo falando do mal lavado’

CM/Arquivo 1300459839ricardo barbosa Ricardo Barbosa

O presidente do PT em Alagoas, Ricardo Barbosa, reagiu às críticas feitas pela ex-vereadora Heloísa Helena (Rede) ao ex-presidente Lula (PT), condenado pela justiça por corrupção e lavagem de dinheiro, atacando a ex-colega de partido, em um texto repleto de insinuações e um recado claro: não fale de nós, que não falamos de você.

Em suas redes sociais, o petista acusou HH de se postar ao lado dos “inquisidores”, quando ela própria já foi vítima da inquisição e relembrou episódios envolvendo a ex-vereadora, destacando, em outras palavras, que a esquerda alagoana ficou caladinha diante deles.

“A ex-vereadora sofreu o peso da mão injusta e inquisidora da moral do estado burguês quando foi acusada (e condenada!) por omissão de rendimentos ao fisco estadual. Seu ‘débito’ aproximou-se a 1 milhão de reais. Ela sabe como dói ter posicionamentos políticos de esquerda combatidos no campo das instituições burguesas. Ela sabe como dói a exposição da imagem de uma lutadora de esquerda nas manchetes dos noticiários de uma mídia comprometida com a versão da direita reacionária”, alfinetou Barbosa.

O presidente do PT/AL lembrou ainda que a esquerda alagoana não fez alarde quando surgiu,  nos bastidores políticos, o boato de que na época em que foi senadora, Heloísa teria se aliado ao então senador Luiz Estevão, no escândalo do “painel eletrônico”.

Ele citou também a aliança de HH com o PSDB no pleito eleitoral de 2014 e destacou que a esquerda não cobrou explicações dos órgãos de segurança pública do Estado acerca do atentado sofrido pela ex-vereadora quando teve a casa metralhada por criminosos ‘que até hoje não foram descobertos, quanto mais punidos’.

Por fim, o petista acusou a ex-vereadora de se valer das agruras pelas quais passa a esquerda brasileira e usou palavras bonitas para dizer que HH age como o “sujo falando do mal lavado”.

Leia também: Rede diz que ataque a Heloísa é próprio de quem tem corrupto de estimação

HH: o cinismo de Lula e o ‘propinódromo’ dos presidentes

Foto: Divulgação/Arquivo 51342f91 3be8 4b68 add4 07f5f4db59d3 Heloísa Helena

Depois de alguns dias afastada das redes sociais, devido a uma lesão no tendão, a ex-vereadora Heloísa Helena (Rede) girou a metralhadora ao comentar as principais e mais recentes bombas da política brasileira, sempre lembrando que não tem “político corrupto de estimação”.

Sobre a decisão do juiz Sérgio Moro, condenando Lula corrupção e lavagem de dinheiro, HH sugeriu a leitura “repugnante, mas necessária”, dos 962 itens das 218 páginas “que comprovam a participação do ex-presidente nos crimes contra a administração pública”.  

“É muito cinismo, pois nós mortais que já trabalhamos muito, sabemos (inclusive eu, com mandato parlamentar) o real significado disso e das impossibilidades legais disso ser honestamente concretizado”, afirmou, rebatendo o argumento do petista de que os mais de R$ 9 milhões bloqueados de suas contas seriam fruto de trabalho.

Ao falar da liberação de emendas pelo presidente Michel Temer para “comprar parlamentares para roubar direitos dos trabalhadores e fugir da cassação”, comparou as atitudes do atual as ações dos ex-presidentes FHC, “que fez igual na emenda da reeleição e nas privatarias tucanas”; Lula, “com o mensalão, a reforma da previdência e para conferir foro privilegiado a Meireles”; e Dilma “com suas MP’s de reforma trabalhista e para fugir do impeachment”.

“A mesma tática que os iguala na metodologia de comprar parlamentares que têm etiqueta de preço na testa e também para estruturar o propinódromo que os faz ganhar eleições”, sentenciou, terminando o post com o tradicional ditado sertanejo: “Quem for podre que se quebre!”.

Vereador defende renúncia de presidente “tampão” da Uveal

Foto: Divulgação/Arquivo 42365211 1c8a 435d 8983 703d0abd64db Vereador Diomedes Rodrigues

 

 

O vereador por Pão de Açúcar, Diomedes Rodrigues (PSDB), defendeu - por uma “questão de ética”-, a renúncia do presidente “tampão” da União dos Vereadores de Alagoas (Uveal), o ex-vereador de Paulo Jacinto, Fabrício Faustino (PMDB). Ele continua à frente do cargo, mesmo tendo deixado de exercer o mandato.

 

O tucano falou sobre o assunto ao repercutir, por meio da assessoria de Comunicação do PSDB, a decisão da Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça, que rejeitou ontem, 20, por unanimidade, recurso da Uveal contra a suspensão da eleição para a nova diretoria da entidade.

 

O pleito eleitoral, que ocorreria no dia 25 de março, está suspenso há quatro meses, por decisão do desembargador Pedro Augusto Mendonça de Araújo.

 

 “A nossa entidade perdeu espaço político, credibilidade e até mesmo a legitimidade de defender a causa dos vereadores. Esperamos que agora cumpra-se a decisão judicial e a Uveal possa voltar a firmar-se no contexto político do estado”, destacou o vereador, ainda por meio da assessoria.

 

Candidato a presidente da União dos Vereadores, Diomedes é o autor da ação que obteve, na justiça, a suspensão da eleição onde sua candidatura havia sido indeferida pela Comissão Eleitoral.

 

Entre as irregularidades apontadas para embasar o pedido, o candidato citou a formação da Comissão Eleitoral sem a presença de vereadores; convocação do pleito em desacordo com o estatuto da entidade e irregularidades na atual mesa diretora.

 

A propósito, o imbróglio segue judicializado e ainda não há data para que a eleição aconteça.

Deputado quer dificultar ‘troca-troca’ sabor pizza em comissões

Reprodução/Facebook Ff963e66 e6d4 4233 a385 57e6b1e083a9 Deputado federal JHC (PSB)

Depois do “troca-troca” de membros na CCJ da Câmara dos Deputados, que garantiu a rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) por corrupção, o deputado JHC (PSB) apresentou um Projeto de Resolução para que a mudança de integrantes nas comissões permanentes seja feita por meio de critérios claros e decididos pela maioria.  

Pela proposta do parlamentar alagoano, que dá nova redação ao Regimento Interno da Casa, o membro de Comissão só poderá ser substituído em virtude de votação de dois terços dos integrantes da bancada a qual pertença ou em caso de renúncia informada de forma oficial ao líder.

Hoje, o Regimento permite que a liderança do partido substitua, a qualquer tempo, o deputado membro de sua bancada nas comissões.

Na justificativa do projeto, JHC destaca que isso prejudica a continuidade do trabalho do parlamentar nas comissões temáticas e causa insegurança jurídica, “podendo dar margem à utilização da vaga para manipulação pontuais e direcionadas das manifestações e pareceres”.

“Como a vaga em questão pertence ao partido, é justo que o parlamentar indicado para determinada Comissão só possa ser substituído, por deliberação de maioria qualificada dos membros da bancada”, destaca outro trecho do documento.

Na justificativa, o deputado federal lembrou ainda o episódio ocorrido na CCJ: “Dessa forma, limita-se as interferências promovidas nesses corpos técnicos com o único objetivo de direcionar votações de grande relevância nacional, como por exemplo a apreciação, pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, do pedido de autorização para a instauração de processo criminal contra o Presidente da República. Bem como dificulta que essas substituições sejam utilizadas como instrumentos de perseguição ou de barganhas pouco republicanas, havidas em prejuízo da vontade da bancada partidária”.

Tapa-buraco: Rui diz que prefeitura investiu mais de R$ 1 milhão em dois meses

Reprodução D0842dc1 4ccb 4c5f b982 b90a042fb35d Rui Palmeira acompanha operação tapa-buraco

 

Após uma saraivada de críticas nos meios de comunicação e nas redes sociais acerca da grande quantidade de buracos nas ruas da capital, o prefeito Rui Palmeira (PSDB) afirmou que, de maio para cá, já foram investidos mais de R$ 1 milhão em recursos próprios do Município e utilizadas 3.500 toneladas de massa asfáltica nos serviços de tapa-buraco.

O anúncio foi feito nas redes sociais e para os jornalistas que acompanharam a visita do prefeito, na manhã desta terça-feira, 18, a obras de recuperação asfáltica que estão sendo realizadas no entorno na Praça da Faculdade, no Prado.

Rui também destacou a importância de aproveitar os momentos de “trégua da chuva” para realizar os trabalhos: “Quando temos o dia bonito como hoje e o tempo permite, estamos sempre com dez, doze equipes de tapa-buraco e desobstrução de galerias espalhadas na cidade”, informou.

Ponto para o prefeito, que não fez 'ouvido de mercador' para os apelos de condutores e passageiros que trafegam diariamente nas ruas da capital.

E que venham mais dias ensolarados, então!

Operadora pode ter prazo de duas horas para informar localização de celular

Ilustração Fb2c5468 4245 4aa6 86e4 8241bd8c484c Aparelho celular

 

A Comissão de Finanças da Câmara dos Deputados aprovou um texto substitutivo que dá um prazo de duas horas para que as operadoras de telefone móvel informem à polícia a localização de aparelho celular em casos como extorsão, desaparecimento de pessoa, sequestro ou iminente risco de morte.

O pedido de localização deve ser formulado por escrito ao juiz competente, mediante requerimento do Ministério Público ou representação da autoridade policial;

Conforme reportagem da Agência Câmara, o prazo vale também para investigação criminal em que a comprovação da materialidade ou autoria o crime dependa do imediato conhecimento da localização do infrator.

O substitutivo da Comissão de Ciência e Tecnologia é ao Projeto de Lei do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), que definia o prazo em seis horas.

O projeto original prevê que a operadora será remunerada pelo Poder Público quando houver utilização de seus recursos tecnológicos e facilidades de telecomunicações destinados a atender à determinação judicial.

Nas comissões por onde a matéria tramitou há substitutivos que facultam às operadoras a apresentação de projeto para custeio; utilização de recursos de fundos das Telecomunicações; o que estabelece que caberá aos órgãos de segurança viabilizar o acesso às informações de localização; e até o substitutivo que determina que o fornecimento das informações não será cobrado pelas operadoras.

O PL será apreciado de forma conclusiva na Comissão de Constituição e Justiça.

 

Cunha propõe divulgação de despesas de deputados e lotação de servidores

Foto: Ascom/ALE/Arquivo E263edb9 e282 4298 8ab3 ae32b469ba30 Deputado Rodrigo Cunha

 

O deputado Rodrigo Cunha (PSDB) apresentou uma emenda aditiva ao Projeto de Lei que cria o Diário Eletrônico do Poder Legislativo, tornando obrigatória a divulgação mensal, na referida plataforma, dos gastos – e suas respectivas comprovações (notas fiscais, recibos) – das verbas indenizatórias de cada deputado no exercício do mandato.

Publicada nesta segunda-feira, 17, no Diário Oficial do Estado, a emenda propõe ainda a divulgação da nomeação de servidores para cargos efetivos e comissionados, acompanhada da devida lotação (setor ou gabinete ao qual o servidor estará vinculado).

O PL que cria o Diário Eletrônico da ALE é de autoria do deputado Marcelo Victor.

Reajuste

Também foi publicado no D.O de hoje os pareceres favoráveis das Comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Administração ao PL, de autoria da Mesa Diretora, que dispõe sobre o reajuste de 6,29%, a ser aplicado em duas parcelas, nos salários do governador e do vice-governador do Estado.

Caso aprovado, o reajuste beneficiará, em efeito cascata, algumas categorias, a exemplo dos delegados e fiscais de renda.

A expectativa é que essas e outras matérias sejam votadas antes do final do recesso legislativo, em sessão extraordinária.

 

Vereador quer fim da “discriminação” entre clientes novos e antigos

Vanessa Alencar/CadaMinuto/Arquivo 14007906317481 Vereador Kelmann Vieira

Um Projeto de Lei (PL) de autoria do vereador Kelmann Vieira (PMDB), presidente da Câmara Municipal de Maceió (CMM), pretende obrigar os fornecedores de serviços prestados de forma contínua – a exemplo das operadoras de telefonia – a estenderem aos clientes já existentes as promoções oferecidas aos novos clientes.

Na justificativa, o autor pontua que a matéria visa contribuir para a proteção e defesa do consumidor, cuja “vulnerabilidade se mostra patente quando empresas prestadoras de serviço lançam com grande alarde promoções imperdíveis para captar novos clientes, ignorando a existência dos consumidores angariados no passado, muitas vezes com fidelizações por determinado período de tempo”.

Para Kelmann, a garantia dos benefícios de novas promoções a antigos clientes deve ser uma imposição legal aos prestadores de serviços contínuos, como forma de assegurar minimamente o direito de isonomia entre os vários consumidores de uma empresa.

O vereador lembra ainda que, coincidentemente, a proposta foi normatizada pela Anatel. Na resolução 632/2014, a Agência Nacional destaca que “todas as ofertas, inclusive de caráter promocional, devem estar disponíveis para contratação por todos os interessados, inclusive já consumidores da prestadora, sem distinção fundada na data de adesão ou qualquer outra forma de discriminação dentro da área geográfica da oferta”.

O PL recebeu parecer favorável da relatora na CCJ, vereadora Fátima Santiago. Ela destacou que a proposta é mais abrangente que a norma da Anatel, por envolver outros serviços prestados na capital, além da telefonia, e pelo caráter perene de uma lei.

A ideia com certeza agradará em cheio aos consumidores (antigos) de serviços como planos de saúde, telefonia, TV por assinatura e internet, que se sentem lesados com o que consideram “discriminação” e lideram as reclamações referentes a promoções exclusivas para novos usuários.

A proposta é boa, mas, é interessante lembrar que ela pode gerar um efeito “rebote”, a exemplo da decretação do fim das “promoções” pelas empresas prestadoras de serviços contínuos. 

Aí, nem o mel nem a cabaça...  

Prefeitura divulga edital de seleção para contratação

Ilustração Cdbef818 47ea 4159 a248 8a7f2d34388e Processo Seletivo Simplificado (PSS)

A Prefeitura Municipal de Estrela de Alagoas divulgou, no começo da tarde desta quinta-feira, 13,  o edital de Processo Seletivo Simplificado (PSS) para contratação de cinco profissionais de nível superior na área de saúde, sendo um psicólogo, dois educadores físicos, um nutricionista e um fisioterapeuta.

Pela manhã, o Blog informou acerca da seleção, destacando que, ao contrário do que foi divulgado no Diário Oficial do Estado de hoje, o edital completo ainda não estava disponível no www.estreladealagoas.al.gov.br.

Conforme o documento já disponibilizado no portal da prefeitura, os salários variam entre R$ 1.106,75 e R$ 2.213,51 e as inscrições, gratuitas, podem ser feitas de 31 de julho a 02 de agosto, de segunda a quarta-feira, das 8h às 12h, no Setor de Recursos Humanos, localizado no prédio anexo da Prefeitura de Estrela de Alagoas.

Prefeitura abre seleção, mas "esquece" de divulgar edital

Divulgação/Arquivo A89b3999 151b 4b99 8661 eeb1912b3697 Estrela de Alagoas

A Prefeitura Municipal de Estrela de Alagoas, por meio da Secretaria de Administração, divulgou nesta quinta-feira, 13, edital de Processo Seletivo Simplificado (PSS) para contratação de cinco profissionais da área de saúde, sendo um psicólogo, dois educadores físicos, um nutricionista e um fisioterapeuta.

 

As inscrições devem ser feitas no Setor de Recursos Humanos, localizado no prédio anexo da prefeitura, de 08 às 12h.

 

No Diário Oficial do Estado de hoje o Executivo informa que o edital completo está à disposição dos interessados no site www.estreladealagoas.al.gov.br.

 

O Blog, no entanto, não encontrou o documento agora pela manhã. O telefone informado na página eletrônica também estava fora de área.

 

Em contato com a Secretaria Municipal de Saúde, fomos informados que o edital está disponível impresso, no prédio da própria secretaria, e que ainda hoje deve ser disponibilizado na página eletrônica.

 

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com