Vanessa Alencar
Vanessa Alencar

Jornalista formada pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e autora de quatro livros de ficção, Vanessa Alencar desenvolve suas atividades como assessora de imprensa e repórter do Cada Minuto. Este espaço pretende ser a versão online da coluna “Aparte”, que assina no semanário Cada Minuto Press desde sua estreia, em 2013, com notas sobre política, cultura e outros assuntos. Contato: vanessaalencar2005@gmail.com.

Postado em 13/01/2017 às 14:45 0

Limitação da internet: ministro pisa na bola e revolta usuários



Foto: Internet

Gilberto Kassab

Depois de ter dito que o Governo Federal vai permitir a limitação de dados pelas operadoras de internet banda larga fixa, para “beneficiar o consumidor”, o ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, foi desmentido pelo presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros.

Em entrevistas à imprensa nacional, Quadro disse que Kassab se equivocou, já que a Anatel mantém a liminar que proíbe a limitação, suspensão dos serviços ou cobrança de excedente caso seja ultrapassado os limites da franquia. Sobre o assunto, aliás, ele já foi bem claro quando assumiu o cargo: é contra.

Por via das dúvidas, o deputado federal JHC (PSB), presidente da Frente Parlamentar pela Internet Livre e Sem Limites, divulgou em suas redes sociais que a bancada da internet vai voltar a se mobilizar diante da tentativa das empresas de telecomunicações de voltar a discutir a limitação do uso da banda larga fixa.

A notícia dada por Kassab também revoltou usuários de todo o País, que foram às redes sociais com a #NaoAOLimiteDeInternet.


Postado em 12/01/2017 às 15:33 0

ALE: haverá surpresa na eleição da “nova” Mesa?



Foto: Ascom/ALE

Mesa Diretora da ALE

A eleição para “nova” Mesa Diretora da Assembleia Legislativa (ALE) para o biênio 2017/2018 vai ocorrer no dia 1º de fevereiro, com a votação individualizada do presidente e em chapa, devido a uma decisão do desembargador Fernando Tourinho.

De acordo com a assessoria de Comunicação do Poder Legislativo, Tourinho acatou o recurso interposto pela Procuradoria Geral da Casa de Tavares Bastos e revogou a liminar anteriormente concedida pela desembargadora Elisabeth Carvalho, no mandado de segurança impetrado pelo deputado Gilvan Barros Filho (PSDB).

Caso não ocorram surpresas até o dia 1º, a composição da Mesa Diretora deve permanecer exatamente a mesma, com Luiz Dantas e Ronaldo Medeiros, ambos do PMDB, respectivamente na presidência e primeira vice-presidência; Isnaldo Bulhões (PMDB) na primeira secretaria e Edval Gaia (PSDB) na segunda.

Se houver surpresa, ela provavelmente partirá do grupo liderado por quatro parlamentares de peso, que estão correndo por fora na tentativa de articular uma chapa para enfrentar a situação.

Se a segunda via será viabilizada? Saberemos até duas horas antes da votação, quando a (s) chapa (s) forem inscritas.

Voltando à decisão de Tourinho, Diógenes Tenório, procurador-geral da ALE, disse que a desembargadora Elisabeth foi “induzida ao erro” por Gilvan Barros Filho. Segundo o procurador, o parlamentar omitiu o dado mais importante: o fato de a resolução de 2006, que alterou as regras da eleição, nunca ter sido publicada.

 “Não tendo sido publicada, é óbvio que não surtiu quaisquer efeitos jurídicos, e isso foi agora reconhecido pelo desembargador", disse Diógenes, acrescentando que as últimas cinco eleições da Mesa Diretora foram efetuadas conforme o Regimento Interno da Casa.


Postado em 11/01/2017 às 17:29 0

Conselheiro quer cidadão denunciando “roubalheira” pelas redes sociais



Foto: TCE/Arquivo

Anselmo Brito

Tornar o cidadão comum um parceiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) na fiscalização do uso dos recursos públicos é uma das principais – talvez a mais ambiciosa - metas do conselheiro Anselmo Brito, recém-empossado no cargo de Ouvidor do órgão.

Para ele, o primeiro passo nesta direção já foi dado, aproximar a Ouvidoria do povo, levando-a para onde ele está: as redes sociais. “Queremos facilitar a vida daquele que quiser fazer contato, denunciar... Também vamos dar andamento às demandas e tentar prestar um serviço razoável, no tempo apropriado e de forma contemporânea”, disse o conselheiro em entrevista ao Blog.

Questionado se o TCE irá realmente ouvir a sociedade, respondeu: “Era para ouvir desde sempre, desde a sua criação... O TCE é um órgão muito próximo do cidadão, que às vezes parece não entender ou não lembrar a importância desse importante instrumento de democracia”.

Lembrando que agora qualquer demanda em relação à Ouvidoria pode ser encaminhada diretamente pelo Twitter, Instagram e Facebook (Ouvidoria TCE), ele reforçou o convite para que o povo ajude a Corte de Contas a fiscalizar o uso do dinheiro público: “O cidadão é o fiscal mais eficiente, porque o TCE não pode estar em todos os lugares... E, se não fiscalizarmos, seremos cúmplices da má gerência dos recursos públicos”.

Além das redes sociais, a Ouvidoria pode ser acionada nos e-mails ouvidoria@tce.al.gov.br e ouvidoria.tceal@gmail.com.

 


Postado em 10/01/2017 às 15:11 0

Cadastro pode dar rosto a “deliquentes invisíveis”, avalia deputado



Foto: Assessoria/Arquivo

Pedro Vilela

Aprovado na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei que cria o cadastro nacional com informações sobre foragidos da Justiça pode colaborar para localização dessas pessoas.

Em seu parecer, o relator da proposta na Comissão, deputado Pedro Vilela (PSDB), destacou que, “a partir do momento em que for instituído o referido banco de dados, não só os procurados serão localizados e efetivamente presos, como as pessoas poderão se precaver contra a ação maléfica desses delinquentes invisíveis”.

Segundo reportagem da Agência Câmara, a matéria, de autoria do deputado Alberto Fraga (DEM-DF), prevê a disponibilização do cadastro junto aos órgãos públicos e entidades privadas que colaborem na localização de procurados, inclusive com a divulgação nos meios de comunicação.

O PL ainda será analisado na Comissão de Constituição e Justiça.


Postado em 09/01/2017 às 18:01 0

Aumenta de 73 para 74 número de expulsos do serviço público em AL



Foto: Divulgação

Prédio da CGU

Em 2016, dos 550 servidores federais expulsos do serviço público em todo o País, dois trabalhavam em Alagoas, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 9, pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU).

Entre 2003 e 2016, foram 74 expulsões no Estado, assim divididas: 35 entre 2003 e 2010; nove em 2011; cinco (2012); oito (2013); seis (2014); nove (2015) e duas em 2016 (até outubro do ano passado, o relatório registrava apenas uma expulsão, levando a crer que a segunda ocorreu entre novembro e dezembro).

Em todo o Brasil, de acordo com a CGU, em 65% dos casos a “corrupção” encabeça a lista de motivos para as demissões.

Em outubro de 2016, o CadaMinuto trouxe uma matéria sobre o assunto: http://www.cadaminuto.com.br/noticia/293780/2016/10/10/em-13-anos-73-servidores-federais-foram-expulsos-do-servico-publico-em-al.

 

 


Postado em 09/01/2017 às 15:39 0

Heloísa Helena critica e ironiza lema do “bandido morto”



Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil/Arquivo

Heloísa Helena

A ex-vereadora Heloísa Helena utilizou suas redes sociais para criticar o lema “bandido bom é bandido morto” – desde sempre em voga no País - e, consequentemente, as “comemorações” de alguns diante dos assassinatos em massa em presídios brasileiros.

Heloísa ironizou que, em geral, o lema não se aplica a todo criminoso: “Bandido bom é bandido morto... desde que não seja o político ladrão em que ele vota, o filhinho de papai que estupra meninas pobres ou o filhinho da mamãe traficante de drogas”.

Utilizando palavras duras, a ex-vereadora classificou as chacinas de atrocidades indefensáveis dentro do aparato público, lembrando que elas ocorrem diariamente nas periferias, devido à ausência de prevenção, repressão e ressocialização.

O texto completo pode ser conferido na página de HH no Facebook: https://www.facebook.com/heloisa.helena.33865?fref=nf&pnref=story.

A propósito, sigo acreditando que bandido bom é bandido preso (e/ou punido dentro da lei), tenha ele a “patente” que tiver.


Postado em 06/01/2017 às 17:19 0

Ex-prefeito divulga extratos bancários para desmentir rival



Foto: Reprodução/Facebook

Ex-prefeito Jorge Dantas

O ex-prefeito de Pão de Açúcar, Jorge Dantas, utilizou suas redes sociais nesta sexta-feira, 6, para compartilhar o que classificou de “a verdade sobre como o novo prefeito, Flávio Almeida, recebeu as contas da prefeitura”.

Dantas divulgou uma série de extratos bancários da Caixa Econômica Federal (CEF) e do Banco do Brasil (BB), mostrando que deixou um saldo de quase R$ 6 milhões nas contas do Município.

Sucinto, ele disse que se sentia no direito de dar uma satisfação “aos que merecem” e tornar público a verdade diante das falsas informações divulgadas pelo prefeito eleito.

O novo prefeito chegou a lacrar a sede do Poder Executivo Municipal. Em entrevistas à imprensa local, Almeida afirmou que, além de não apresentar condições de trabalho, faltavam equipamentos e documentos no prédio público.

Sobre isso o ex-prefeito não falou.


Postado em 06/01/2017 às 16:31 0

TCE: tensão sem transmissão na troca de comando



Foto: Ascom/TC/Arquivo

Rosa Albuquerque e Otávio Lessa

Ao contrário do que possa parecer (na fotografia toda família é feliz), a mudança da antiga para a atual presidência do Tribunal de Contas do Estado (TCE) passou longe de ser um mar de rosas.

Uma fonte contou ao Blog que não houve nenhum tipo de “transição”, como costuma ocorrer entre uma gestão pública e outra, e que até mesmo informações simples deixaram de ser repassadas à nova equipe.

Ainda segundo a fonte, o trabalho de quem está chegando não foi facilitado em nada.


Postado em 05/01/2017 às 10:39 0

Uso de dinheiro da "Reconstrução" será auditado



Foto: Agência Alagoas/Arquivo

Enchentes em Alagoas

Com o auxílio do Tribunal de Contas da União (TCU), a Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados vai investigar a aplicação de R$ 1,5 bilhão em recursos federais destinados ao Programa da Reconstrução, em Alagoas, criado após as enchentes que devastaram vários municípios em junho de 2010.

Aprovada, a proposta para fiscalização da aplicação dos recursos é do deputado federal JHC (PSB). Ele também recomendou a atuação do Ministério da Transparência, Controladoria-Geral da União e Caixa Econômica Federal na “auditoria”.

Na justificativa da proposta, o deputado alega que, após mais de seis anos da tragédia, ainda há obras incompletas, especialmente as destinadas à infraestrutura, e pessoas desabrigadas nos locais atingidos.

Segundo reportagem da Agência Câmara, após a auditoria, a comissão irá analisar o relatório final. Caso aprovado, ele será enviado à presidência da Câmara para encaminhamento às autoridades competentes.

O deputado Esperidião Amim (PP-SC), relator da proposta na comissão, defende que a fiscalização será mais rápida e evitará duplicidade se, inicialmente, for realizada apenas pelo TCU.


Postado em 04/01/2017 às 15:56 0

Habemus prefeito: vice assume prefeitura de Santa Luzia



Foto: Kléverson Levy/CM/Arquivo

Prefeitura de Santa Luzia do Norte

Fim do impasse. O vice-prefeito de Santa Luzia do Norte, José Ailton Nascimento, o Nego da Saúde, assumiu o cargo de prefeito nesta quarta-feira, 4, um dia depois da recomendação do promotor de Justiça da cidade, Vinícius Ferreira, para que o presidente da Câmara assumisse a vaga.

A informação foi divulgada pela assessoria de Comunicação do Ministério Público Estadual (MP/AL).

Ontem, o promotor disse que José Ailton havia se negado a ocupar a cadeira do prefeito Edson Mateus (PRB), que está preso preventivamente por suspeita de estupro de vulnerável.

Vinícius Ferreira destacou que o vice poderia ser acusado de prevaricação caso não apresentasse uma justificativa para a negativa.

Não precisou.


Postado em 04/01/2017 às 14:00 0

Prefeito “lacra” prefeitura e derruba banheiros com marreta



Fotos: Pão de Açúcar Notícias

Prefeito inicia derrubada de banheiros

Uma das primeiras medidas do prefeito eleito de Pão de Açúcar, Flávio Almeida (PMDB), foi “lacrar” a sede da prefeitura municipal. Em entrevista à imprensa local, o gestor disse que a interdição ocorreu devido ao estado em que encontrou as dependências do prédio, sem documentos, "com lixo picotado no chão e sem nenhum equipamento”.

Ainda na entrevista, o prefeito contou que há suspeitas de que “surrupiaram” documentos e equipamentos da sede do Poder Executivo e de algumas secretarias e que o suposto desmando precisa ser investigado. “Fiquei decepcionado com a forma como deixaram a prefeitura... Como a fênix, vamos ter que ressurgir Pão de Açúcar das cinzas”, afirmou.

Ao estilo João Dória (PSDB) com a vassoura em São Paulo, em Pão de Açúcar, Almeida pegou uma marreta e iniciou a demolição de banheiros públicos, alvo de várias reclamações pela “fedentina” e por terem sido construídos bem próximos a alguns restaurantes. O fato foi registrado pela página no Facebook "Pão de Açúcar Notícias".

Segundo moradores da cidade, derrubar a construção era uma das promessas de campanha do prefeito. O Blog tentou, mas não conseguiu contato com Flávio Almeida para saber se ele oficializou as denúncias às autoridades competentes e se a “interdição” da prefeitura foi apenas simbólica.


Postado em 04/01/2017 às 10:15 0

Cidade sem prefeito: vice pode responder por prevaricação



Foto: Ascom/MP/Arquivo

Promotor Vinícius Ferreira Calheiros

O vice-prefeito de Santa Luzia do Norte, José Ailton Nascimento, o Nego da Saúde, pode responder por prevaricação caso não apresente uma justificativa para não assumir o comando da cidade, “acéfala” devido à prisão preventiva do prefeito Edson Mateus. A informação é do promotor de Justiça do município, Vinicius Ferreira.

Ontem, 3, o promotor recomendou que o presidente da Câmara Municipal, José  Alberto, o “Beto Policial”, assuma a prefeitura.

Por meio da assessoria de Comunicação do Ministério Público Estadual (MP/AL), o promotor disse ao Blog que está aguardando, até o final desta semana, uma justificativa do vice-prefeito para o impedimento em assumir a prefeitura.

Caso a resposta não chegue, Vinícius Ferreira irá requisitar à Polícia Civil a instauração de um inquérito para apurar se José Ailton está cometendo crime de prevaricação.