Vídeo: Renan Filho comemora editais para concursos

Foto: Raíssa França/Cada Minuto/Arquivo 9680f0e0 a1f8 4f95 8654 2b38522f8315 Renan Filho

“Hoje eu tô muito feliz”, disse o governador Renan Filho (PMDB) ao comemorar, em vídeo divulgado nas redes sociais, a divulgação, nesta segunda-feira, 31, dos editais para os concursos da Polícia e do Corpo de Bombeiros Militar: “Finalmente conseguimos publicar o edital... É uma alegria muito grande”.

Renan Filho frisou que serão utilizados todos os meios para que o certame seja transparente, célere e capaz de selecionar os melhores, devido à necessidade de convocar rapidamente novos militares para Alagoas.

O governador aproveitou também para informar que julho foi o mês com o menor número de homicídios de Alagoas desde o início das estatísticas, o que demonstra que a política de segurança pública adotada está no caminho certo.

 

 

Não preciso do fracasso dos outros para ter sucesso, diz vice-governador em post sobre Teófilo

3c4d8847 23c5 4230 9262 65ca826e213a

O vice-governador Luciano Barbosa (PMDB) usou suas redes sociais para afirmar que não é desafeto do prefeito de Arapiraca, Rogério Teófilo (PSDB). “Não confunda discordâncias políticas, próprias da democracia, com desavenças pessoais”, alfinetou o secretário estadual de Educação, no recado direto “responder não ofende”.

No post publicado em sua página pessoal no Facebook, Barbosa aproveitou também para dizer que não torce pelo quanto pior, melhor: “Não preciso do fracasso dos outros para ter sucesso na vida. Pelo contrário, desejo que tudo seja resolvido e nossas crianças não sejam condenadas à ignorância e ao obscurantismo pela falta de educação”.

 

O peemedebista prosseguiu afirmando que o que está em jogo não é a política “miúda”, mas o futuro de Arapiraca e seus cidadãos.

 

“Torço, sinceramente, para que através do diálogo entre os professores e a prefeitura se encontre uma solução para o problema. Isso é o que mais importa”, finalizou, em referência a greve dos trabalhadores em Educação de Arapiraca que já dura cerca de dois meses.

 

No mais, a quem servir a carapuça...

'Podemos' oferece sigla para que Thereza Collor dispute vaga ao Senado

Reprodução/Facebook Ff688f71 6281 4343 991f 23160c558be7 Omar, Fernando e Thereza Collor

O Podemos, comandado em Alagoas pelo ex-presidente da seccional da OAB, Omar Coelho, convidou Thereza Collor a se filiar ao partido para disputar uma cadeira no Senado Federal em 2018. O cargo é o foco de interesse da alagoana, que tem sido assediada por várias legendas nos últimos meses.

Caso a proposta seja aceita, a tendência é que o filho de Thereza, Fernando Lyra Collor, entre na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE).

“O perfil de Thereza se encaixa no perfil do Podemos, que embora seja oriundo do PTN, é diferente, novo e tem como um dos principais objetivos o exercício da democracia direta, com proximidade e consulta permanentes aos filiados e eleitores”, destacou Omar em conversa com o Blog.

Ele disse ainda que o Podemos surge, também, para que o eleitor tenha a opção de estar ao lado de um partido que não faz parte do “mar de sujeira” vivenciado no País, com um candidato à presidência da República de passado limpo, em referência ao senador Álvaro Dias.

Como já havia dito em entrevista ao Blog do Vilar, Omar afirmou que Dias terá palanque em Alagoas, com diretórios – ou pelo menos representantes – em todos os municípios e que, caso não seja formada uma boa coligação, o Podemos irá lançar candidatos de “A a Z”.

Com foco na candidatura de Álvaro Dias, o martelo em relação ao futuro político do ex-presidente da OAB-AL – se será ou não candidato em 2018 - ainda não foi batido. Irá depender das águas que ainda irão rolar...

Voltando a Thereza, é praticamente certo que ela deixará o ninho tucano para disputar uma vaga no Senado por Alagoas. O que ainda não se sabe, por enquanto, é qual será o novo lar da eterna musa do impeachment.

Câmara rejeita PL que beneficiaria taxistas

Ilustração 098601e5 30ff 4b3d a12a 8933c9bf92f7 Táxis

O Projeto de Lei de autoria do Senador Renan Calheiros (PMDB) que reduz as exigências para que taxistas comprem veículos com isenção do Imposto sobre Produtos Importados (IPI), foi rejeitado pela Comissão de Finanças da Câmara dos Deputados.

Conforme matéria publicada na Agência Câmara, o relator da proposta na Comissão, deputado Aelton Freitas (PR-MG), destacou que o PL não trouxe informações como: valores da renúncia fiscal, compensação e final da vigência da concessão.

Hoje, para obter a isenção – válida também para compra de veículos por pessoas com deficiência – os carros comprados por taxistas devem se encaixar em uma série de exigências, entre elas, ser fabricados no país, motor de até 2.0 litros e movido a combustíveis de origem renovável.

Caso não haja recurso, a matéria será arquivada.

Parentes de integrantes do TC e MPC podem se tornar inelegíveis

TCE-AL 13708746222526 Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TCE-AL)

Tramita no Senado Federal um Projeto de Lei Complementar, de autoria do senador Álvaro Dias (Pode-PR), que “pune” com a inelegibilidade, os cônjuges e parentes, até terceiro grau, de ministros e conselheiros dos Tribunais de Contas e de membros do Ministério Público de Contas.

Segundo a proposta, que está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a exceção é apenas para os casos daqueles que já são titulares de mandato eletivo e se candidatem à reeleição.

Conforme reportagem da Agência Senado, na justificativa da matéria, o autor chamou a atenção para o desequilíbrio no processo eleitoral diante da função fiscalizatória dos tribunais de contas e destacou que a proposta visa “prestigiar a moralidade administrativa e a igualdade entre os candidatos”.

Dias lembrou ainda que, constitucionalmente, já são inelegíveis os cônjuges e parentes, até o segundo grau, dos chefes do Executivo nos três níveis.

O senador chamou a atenção também para a possibilidade de as competências das cortes de contas (fiscalizar o uso de recursos públicos e apreciar as contas prestadas pelo Poder Executivo) serem utilizadas, antes e durante os pleitos eleitorais, “como instrumentos de perseguição a eventuais candidatos à reeleição concorrentes com parentes de membros dos Tribunais de Contas e do Ministério Público de Contas”.

É clara, na prática, a simbiose política que permeia os tribunais de contas, mas, não seria ingênuo crer que isso impediria as decisões “partidárias”?

Não soa um pouco como vender o sofá?

A mudança precisa ser muito mais profunda, a começar pela forma como são indicados os membros dos tribunais de contas, como já está sendo discutido.

 

Deputado sugere desconto no IPVA para bons condutores

Foto: Vanessa Alencar/CadaMinuto/Arquivo Ca22c9c4 7131 4910 94f8 9bd5825f922a Deputado Rodrigo Cunha

O deputado Rodrigo Cunha (PSDB) apresentou uma indicação para o governador Renan Filho (PMDB) visando recompensar os bons motoristas com descontos no IPVA.

Conforme o anteprojeto de autoria do parlamentar - anexado a indicação -, o motorista que passar a partir de um ano sem cometer infrações de trânsito já seria beneficiado com os descontos, que podem variar entre 5% e 10%.

Em suas redes sociais, Cunha destacou que, antes de ser encaminhada para análise do governador, a indicação ainda precisa ser aprovada no plenário da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE).

O pensamento do deputado: já que os maus condutores são penalizados, porque não recompensar os bons?

A ideia é boa, ainda que, assim como a criança que estuda para passar de ano, o motorista que respeita as leis de trânsito “não faz mais do que a sua obrigação”.

Prefeitura de Roteiro anuncia edital de processo seletivo

Beto Macário/Uol/Arquivo Bf97487d 6a14 4f56 a7cc 32f276f08172 Município de Roteiro

A Prefeitura de Roteiro anunciou na edição desta terça-feira, 25, do Diário Oficial do Estado, a realização de Processo Seletivo Simplificado (PSS) para contratação de três visitadores, por seis meses, para atender o Programa Primeira Infância no Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

As inscrições para a seleção acontecem entre os dias 26 e 29 de julho, no prédio da Secretaria de Assistência Social de Roteiro, localizada na Rua Belo Monte, das 9h às 11h e das 13h às 15h.

O visitador – profissional responsável por ir até a residência do beneficiário do serviço – terá uma carga horária semanal de 40 horas e remuneração de R$ 937.

Conforme publicado no Diário Oficial, o edital pode ser obtido pessoalmente, no local das inscrições, ou no site da Prefeitura: www.roteiro.al.gov.br.

O documento, no entanto, até o final desta manhã ainda não estava disponível no portal eletrônico.

O Blog entrou em contato com a prefeitura, por meio do telefone (82) 3276-1125, mas não conseguiu obter informações sobre o edital.

Rede diz que ataque a Heloísa é próprio de quem tem corrupto de estimação

Foto: Agência Brasil/Arquivo A9dabf29 94f1 48bf bb10 4de2c99a3f7b Heloísa Helena

Em um post intitulado “Recado mal dado”, o porta-voz do partido Rede em Alagoas, Átila Vieira, respondeu aos ataques do presidente do PT/AL, Ricardo Barbosa, contra a ex-vereadora Heloísa Helena, classificando-os de “lamentáveis, tendenciosos e próprios dos que continuam a defender corruptos de estimação”.

“Ao contrário dele, que preside uma legenda contaminada pela corrupção que roubou a fé, a ética e recursos públicos do país, Heloísa tem moral, autoridade política e legitimidade pública para falar em nome dos que abominam a corrupção, seja esse crime em que partido ou governo resida”, destacou Vieira no texto publicado em suas redes sociais.

Ele lembrou que a condenação do ex-presidente Lula é um fato e que HH e a Rede não comemoram essa “vergonha na política nacional”, mas esperam que a Justiça continue no encalço de todos os que assaltaram a Nação.

“Cinicamente, não é de outra forma, que o petista presidente do partido em Alagoas cita fatos da vida de Heloísa Helena como se eles pudessem minimizar sua garra e sua força em defesa da ética pública”, completou Átila Vieira, afirmando que HH não deve à Receita Federal e que é “doentia” a insinuação de que a ex-vereadora possa ter forjado um ato de violência em sua própria casa, contra um de seus filhos.

Sobre as insinuações relacionadas a Luiz Estevão, o representante da Rede classificou-as de uma forma “machista e vagabunda de atacar uma mulher honrada que não tem medo de nenhuma organização criminosa de esquerda ou de direita”.

Átila Vieira rememorou ainda que Barbosa só conseguiu se eleger vereador por um mandato – onde obteve 400 votos – puxado pelos quase 30 mil votos de HH em 2008, na Câmara Municipal de Maceió.

“A Rede Alagoas vê com indignação a agressão gratuita do petista Ricardo Barbosa, de novo lamentando que ele continue a ser usado por forças políticas de Alagoas para tentar atingir – inutilmente – a história de honradez de Heloísa Helena na política brasileira”, finalizou.

Em defesa de Lula, presidente do PT ataca HH: ‘o sujo falando do mal lavado’

CM/Arquivo 1300459839ricardo barbosa Ricardo Barbosa

O presidente do PT em Alagoas, Ricardo Barbosa, reagiu às críticas feitas pela ex-vereadora Heloísa Helena (Rede) ao ex-presidente Lula (PT), condenado pela justiça por corrupção e lavagem de dinheiro, atacando a ex-colega de partido, em um texto repleto de insinuações e um recado claro: não fale de nós, que não falamos de você.

Em suas redes sociais, o petista acusou HH de se postar ao lado dos “inquisidores”, quando ela própria já foi vítima da inquisição e relembrou episódios envolvendo a ex-vereadora, destacando, em outras palavras, que a esquerda alagoana ficou caladinha diante deles.

“A ex-vereadora sofreu o peso da mão injusta e inquisidora da moral do estado burguês quando foi acusada (e condenada!) por omissão de rendimentos ao fisco estadual. Seu ‘débito’ aproximou-se a 1 milhão de reais. Ela sabe como dói ter posicionamentos políticos de esquerda combatidos no campo das instituições burguesas. Ela sabe como dói a exposição da imagem de uma lutadora de esquerda nas manchetes dos noticiários de uma mídia comprometida com a versão da direita reacionária”, alfinetou Barbosa.

O presidente do PT/AL lembrou ainda que a esquerda alagoana não fez alarde quando surgiu,  nos bastidores políticos, o boato de que na época em que foi senadora, Heloísa teria se aliado ao então senador Luiz Estevão, no escândalo do “painel eletrônico”.

Ele citou também a aliança de HH com o PSDB no pleito eleitoral de 2014 e destacou que a esquerda não cobrou explicações dos órgãos de segurança pública do Estado acerca do atentado sofrido pela ex-vereadora quando teve a casa metralhada por criminosos ‘que até hoje não foram descobertos, quanto mais punidos’.

Por fim, o petista acusou a ex-vereadora de se valer das agruras pelas quais passa a esquerda brasileira e usou palavras bonitas para dizer que HH age como o “sujo falando do mal lavado”.

Leia também: Rede diz que ataque a Heloísa é próprio de quem tem corrupto de estimação

HH: o cinismo de Lula e o ‘propinódromo’ dos presidentes

Foto: Divulgação/Arquivo 51342f91 3be8 4b68 add4 07f5f4db59d3 Heloísa Helena

Depois de alguns dias afastada das redes sociais, devido a uma lesão no tendão, a ex-vereadora Heloísa Helena (Rede) girou a metralhadora ao comentar as principais e mais recentes bombas da política brasileira, sempre lembrando que não tem “político corrupto de estimação”.

Sobre a decisão do juiz Sérgio Moro, condenando Lula corrupção e lavagem de dinheiro, HH sugeriu a leitura “repugnante, mas necessária”, dos 962 itens das 218 páginas “que comprovam a participação do ex-presidente nos crimes contra a administração pública”.  

“É muito cinismo, pois nós mortais que já trabalhamos muito, sabemos (inclusive eu, com mandato parlamentar) o real significado disso e das impossibilidades legais disso ser honestamente concretizado”, afirmou, rebatendo o argumento do petista de que os mais de R$ 9 milhões bloqueados de suas contas seriam fruto de trabalho.

Ao falar da liberação de emendas pelo presidente Michel Temer para “comprar parlamentares para roubar direitos dos trabalhadores e fugir da cassação”, comparou as atitudes do atual as ações dos ex-presidentes FHC, “que fez igual na emenda da reeleição e nas privatarias tucanas”; Lula, “com o mensalão, a reforma da previdência e para conferir foro privilegiado a Meireles”; e Dilma “com suas MP’s de reforma trabalhista e para fugir do impeachment”.

“A mesma tática que os iguala na metodologia de comprar parlamentares que têm etiqueta de preço na testa e também para estruturar o propinódromo que os faz ganhar eleições”, sentenciou, terminando o post com o tradicional ditado sertanejo: “Quem for podre que se quebre!”.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com