Vanessa Alencar
Vanessa Alencar

Jornalista formada pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e autora de quatro livros de ficção, Vanessa Alencar desenvolve suas atividades como assessora de imprensa e repórter do Cada Minuto. Este espaço pretende ser a versão online da coluna “Aparte”, que assina no semanário Cada Minuto Press desde sua estreia, em 2013, com notas sobre política, cultura e outros assuntos. Contato: vanessaalencar2005@gmail.com.

Postado em 29/05/2017 às 18:22 0

 “Sinal de alerta não é ligado”, diz HH sobre chuvas



Foto: Divulgação

Heloísa Helena

A ex-vereadora por Maceió Heloísa Helena (Rede) usou as redes sociais para prestar solidariedade às vítimas das chuvas em Alagoas e para criticar a ausência de providências, por parte do poder público, para evitar os problemas recorrentes no período.

Heloísa lembrou que há poucos anos realizou uma Sessão Pública, na Câmara de Maceió, onde várias alternativas foram propostas, mas, “como sempre, sem óbitos e sofrimento extremos o sinal de alerta não é ligado”.

Segundo ela, a sessão discutiu várias ações emergenciais e definitivas que não foram colocadas em prática.

A ex-vereadora concluiu dizendo, em outras palavras, que o fator surpresa não pode ser usado como desculpa este ano, já que os boletins do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais já alertavam, com bastante antecedência, acerca das chuvas que se aproximavam de Alagoas.


Postado em 29/05/2017 às 15:15 0

Microcefalia: contra aborto, deputada cita exemplo próprio



Foto: Agência Câmara

Rosinha da Adefal

Ao se colocar contrária a legalização do aborto em caso de suspeita de microcefalia - um dos assuntos polêmicos em pauta no STF -, a deputada federal Rosinha da Adefal (PTdoB) usou a si mesma como exemplo.

 "Tirar a vida de um bebê com a justificativa de que ele vai nascer com alguma deficiência é um crime. Eu sou a prova de que as pessoas com deficiência têm condições de ter uma qualidade de vida, de ser cidadão, de produzir, de ajudar no desenvolvimento do país, desde que seja promovida igualdade de oportunidades.", argumentou a parlamentar alagoana.

Conforme reportagem publicada na Agência Câmara, na quarta-feira, 31, o tema será debatido em audiência pública pela Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência.

Já na terça, 30, os deputados participam de ato em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF), onde tramita a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que autoriza, entre outros pontos, a interrupção da gravidez em caso de comprovação de infecção da gestante com o zika vírus.

Propositora da ADI, a Associação Nacional dos Defensores Públicos entende que as mulheres infectadas é que devem decidir sobre a continuidade ou não da gestação.

É polêmica para uma vida.


Postado em 26/05/2017 às 16:10 0

Collor: pesar pelo terrorismo de hoje e pelo genocídio de ontem



Foto: Assessoria/Arquivo

Senador Fernando Collor

O senador Fernando Collor (PTC) teve dois votos, um de pesar e outro de solidariedade, aprovados ontem, 25, durante reunião da Comissão de Relações Exteriores (CRE), presidida por ele.

O voto de profundo pesar foi em razão do atentado terrorista que deixou 22 pessoas mortas, a maioria crianças e adolescente, em Manchester, no Reino Unido.

Conforme matéria da Agência Senado, Collor classificou o massacre de “algo profundamente lamentável”.

O outro voto aprovado foi de solidariedade às vítimas da grande fome que assolou a Ucrânia há 85 anos.

Atribuída ao regime totalitário do líder soviético Josef Stalin, a tragédia que vitimou milhares de pessoas só foi reconhecida como genocídio pela Ucrânia em 2006, por meio de lei assinada pelo então presidente Viktor Yushchenko.

Os votos seguem agora para apreciação em plenário.

 

 


Postado em 25/05/2017 às 16:56 0

 “Presidente já morreu”, decreta Medeiros sobre Temer



Foto: Ascom/ALE/Arquivo

Deputado Ronaldo Medeiros

Ao discursar sobre o Dia do Trabalhador Rural, comemorado hoje, o deputado Ronaldo Medeiros (PMDB) não poupou críticas ao presidente da República, Michel Temer, do mesmo partido, e a reforma da Previdência Social, que atinge principalmente esses trabalhadores.

“A reforma tem um lado político, mas foi proposta por um presidente que já morreu, que não tem mais representatividade política, e a única saída honrosa para ele é retirar essa reforma e renunciar. Daria bem menos trabalho a Nação”, sugeriu, acrescentando que, caso Temer lhe escutasse, daria esse conselho a ele.

O parlamentar disse ainda acreditar que o mercado não voltará a investir enquanto o pemedebista permanecer na presidência e que cada dia dele no governo é mais um dia de prejuízo para o trabalhador.

“Ele hoje não pode inaugurar obra nenhuma, não pode se expor, porque o brasileiro já não o tem como presidente, não quer esse senhor como presidente”, concluiu Medeiros.

Em aparte, o deputado Marcelo Victor parabenizou o colega pela atuação contra a “maldita reforma” e opinou que, antes de qualquer mudança, é necessário reformar o custo da estrutura “extraordinariamente grande” que é “monstrengo” da Previdência no País.

Também em aparte, Inácio Loiola engrossou o coro de adjetivos ao governo de Temer: “Pequeno, pusilânime".


Postado em 24/05/2017 às 17:21 0

Confusão em Brasília: Lira defende polícia e chama colega de mentiroso



Foto: Assessoria/Arquivo

Deputado Arthur Lira

O clima incendiário – literalmente – de Brasília foi repercutido rapidamente no final da sessão desta quarta-feira, 24, na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). Já no foco da crise, no plenário da Câmara dos Deputados, antes que a sessão fosse suspensa, o deputado federal Arthur Lira (PP) também falou sobre o enfrentamento ocorrido entre manifestantes e policiais militares na Esplanada dos Ministérios.

Segundo reportagem da Agência Câmara, o alagoano chamou o líder da Minoria, deputado José Guimarães (PT-CE) de “mentiroso” depois que o petista pediu o cancelamento da sessão alegando que vários parlamentares precisaram ser atendidos devido à truculência da polícia.

“Eu ouvi do deputado André Figueiredo que 330 black blocks infiltrados começaram a confusão atirando pedra na polícia. E a polícia tem que se defender e defender a integridade de todos que fazem manifestação”, disse Arthur Lira, acrescentando: “E aqui vem o Zé Guimarães, com toda a eloquência, mentir sobre o que ocorre lá fora. Prendam-se os black blocks e mantenham a integridade física dos parlamentares”, defendeu.

Na ALE, Dudu Hollanda comentou, em outras palavraas, que, enquanto eles discutiam na Casa, Brasília pegava fogo, com manifestantes invadindo ministérios e parlamentares se empurrando na Câmara.

Já Gilvan Barros Filho classificou os responsáveis pelos incêndios nos ministérios de “vândalos anarquistas” e se solidarizou com os servidores que foram "expulsos" do órgão público, em uma manifestação “absurda”: “A população precisa mostrar força sim, mas de forma democrática e pacífica, sem impedir o direito de ir e vir dos outros”, afirmou.


Postado em 23/05/2017 às 18:20 0

Conselheiro do TC mostra sala alagada após reforma milionária



Foto: Reprodução/Anselmo Brito

Sala alagada no TC

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE/AL), Anselmo Brito, postou em suas redes sociais nesta terça-feira, 23, imagens de alagamento no anexo que ele ocupa no prédio público e criticou a reforma que teria custado quase R$ 7 milhões, realizada entre 2015 e 2016, na gestão do presidente Otávio Lessa.

Segundo Brito, a reforma recente foi, na verdade, uma “obra emergencial prorrogada, inaugurada a base de chope e cachaça”.

“A reforma nem podia ser feita, pois o contrato da empresa era apenas para uma obra emergencial de no máximo 180 dias, que foi prorrogada indevidamente, pois a lei não permite, e que durou por volta de um ano”, explicou ao Blog.

Cobrando a responsabilização dos envolvidos na “reforma” milionária – que parece não ter resolvido os problemas estruturais do prédio - o conselheiro acrescentou que outras salas do TCE também ficaram na mesma situação devido as chuvas que caem na capital.


Postado em 23/05/2017 às 15:58 0

Indicado para vaga de conselheiro do TC é convocado para sabatina na Assembleia



Foto: Ascom/Sérgio Toledo

Procurador se reuniu com deputados

Está marcada para a próxima terça-feira, 30, às 10h, no plenário da Assembleia Legislativa (ALE), a sabatina do procurador do Ministério Público de Contas (MPC/AL), Rodrigo Siqueira Cavalcante, indicado no dia 10 deste mês, pelo governador Renan Filho (PMDB), para ocupar o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas (TCE).

A convocação do procurador foi feita hoje, 23, pelos presidentes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e da Comissão de Orçamento da Casa, respectivamente, deputados Sérgio Toledo (PSC) e Inácio Loiola (PSB), depois de uma reunião com Rodrigo Cavalcante na ALE.

Conforme a assessoria de Comunicação de Sérgio Toledo, todos os deputados presentes à sabatina - que será aberta ao público e transmitida pela TV Assembleia - poderão formular perguntas ao candidato à vaga, que foi ocupada pelo conselheiro Luiz Eustáquio Toledo, aposentado em 2015 e falecido recentemente.

A expectativa é que o nome do procurador seja aprovado sem grandes polêmicas. 


Postado em 23/05/2017 às 11:23 0

“Impeachment não traz solução”, diz Renan sobre pedido da OAB



Foto: Reprodução/Vídeo

Senador Renan Calheiros

Em vídeo divulgado em suas redes sociais, o senador Renan Calheiros (PMDB) disse que a OAB se equivoca ao propor o impeachment do presidente Michel Temer (PMDB). Segundo o alagoano, o afastamento “não traz solução para crise” e, pior, pode agravá-la.

“Falo isso com a responsabilidade de quem conduziu um processo anterior”, justificou.

Calheiros defendeu ainda a construção de saídas que garantam eleições gerais em 2018 e uma Assembleia Nacional Constituinte. “Fora disso, é o impoderável. Tenho absoluta convicção que o presidente da República compreenderá o seu papel e ajudará na construção de uma saída”, finalizou.

No fim de semana, o líder do PMDB no Senado já havia falado que as crises – entre elas a atual - são graves, mas, “pedagógicas”: “Elas forçam o engenho na busca de alternativas para que a Nação não purgue pelos pecados de seus dirigentes”.​


Postado em 23/05/2017 às 10:49 0

"Domingo é meia" e gratuidade serão bancados pela SMTT



FOTO: Joyce Marina/CM/Arquivo

Prefeito Rui Palmeira

O Projeto de Lei que estabelece a meia-passagem nos dias de domingo no transporte coletivo de Maceió foi publicado nesta terça-feira, 23, no Diário Oficial do Município, conforme anunciado ontem pelo prefeito Rui Palmeira (PSDB).

De acordo com a proposta batizada de “Domingo é Meia", os custos referentes à redução no valor da tarifa serão arcados pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT).

Ótima aplicação de parte dos recursos arrecadados pela pasta, diga-se de passagem.

Tem mais:

O PL enviado ao legislativo também transfere da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) para a SMTT a responsabilidade em arcar com a concessão de gratuidade na utilização dos ônibus urbanos por pessoas portadoras de doenças incapacitantes.

“Além da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito possuir condições financeiras para arcar com esse benefício tarifário, por uma questão operacional, como essa Superintendência sempre foi a responsável pelos procedimentos de reconhecimento do direito à concessão de gratuidade na utilização do Sistema Público de Passageiros do Município de Maceió pelas pessoas portadoras de alguma das doenças incapacitantes previstas no artigo 14 da Lei Municipal nº. 6.370, de 17/03/2015, conforme os artigos 15 a 21 dessa Lei Municipal, ela também deve se responsabilizar de arcar com esse benefício tarifário”, diz um trecho da justificativa.

O PL ainda será votado na Câmara Municipal de Maceió (CMM).


Postado em 22/05/2017 às 18:02 0

Deputado sugere abono salarial para militar que adiar aposentadoria



Foto: Ascom/ALE/Arquivo

Deputado Tarcizo Freire

O deputado estadual Tarcizo Freire (PP) protocolou, na Casa de Tavares Bastos, uma indicação para que o governador Renan Filho (PMDB) crie um abano salarial para os policiais e bombeiros militares que, mesmo tendo completado o tempo de serviço para aposentadoria, permaneçam na ativa.

Pela indicação, que ainda será lida em plenário, o abono seria de 25%, calculado com base na remuneração bruta dos militares.

O parlamentar justifica que o incentivo pode desestimular a aposentadoria,  fortalecendo o efetivo das corporações. Segundo Tarcizo Freire, por falta de estímulo, hoje muitos militares vão para a reserva com aproximadamente 50 anos.


Postado em 20/05/2017 às 08:00 0

Alagoano preside comissão que analisará fim de desoneração de folha



Crédito: Assessoria

Deputado federal Pedro Vilela

A Comissão Mista de deputados e senadores que irá analisar a Medida Provisória (MP) 774/17, que acaba com a desoneração da folha de pagamento de vários setores, será presidida pelo deputado federal alagoano Pedro Vilela (PSDB).

De acordo com a Agência Câmara, após a análise pela comissão, a MP segue para apreciação nos plenários da Câmara e do Senado.

Conforme o texto da proposta, setores de tecnologia da informação, teleatendimento, comércio, hoteleiro e alguns segmentos industriais voltam a contribuir sobre a folha de pagamento, com alíquota de 20%.

A medida não atinge as áreas de transporte coletivo, construção civil e comunicação, devido ao maior uso de mão de obra.

A desoneração da folha foi instituída por lei no governo da presidente Dilma Rousseff (PT) para estimular a economia. Com a mudança, o governo estima arrecadar quase R$ 5 bilhões.


Postado em 19/05/2017 às 18:22 0

Heloísa Helena: “Tem gente com medo de novas eleições”



Foto: Assessoria/Arquivo

Heloísa Helena

A ex-senadora Heloísa Helena (Rede) voltou a usar as redes sociais nesta sexta-feira, 19, para defender eleições diretas para presidente da República. Em vídeo, ela afirmou que o partido segue apelando ao TSE pela cassação da chapa Dilma/Temer, possibilitando a convocação de novas eleições.

“Eu sei que tem muita gente que tem medo de novas eleições porque acha que algum bandido investigado ou oportunista pode ganhar a eleição, mas não podemos ter medo da democracia”, argumentou.

Ela acrescentou que, por mais “fajuta” que seja a democracia brasileira, pior são as ditaduras, “burocracias sangrentas, assassinas e totalitárias, de direita ou de esquerda”: “Não devemos ser reféns do medo da democracia”, apelou.

Ontem, Heloísa também usou as redes para criticar o que classificou de “guerra das versões” entre defensores de partidos envolvidos nos escândalos de corrupção que estouram quase diariamente: “Lula-Dilma-Temer saquearam o BNDES para a JBS, que montou propinódromo para PT, PMDB, PSD, PP, etc... E os lacaios duelando na internet”.