Vanessa Alencar
Vanessa Alencar

Jornalista formada pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e autora de quatro livros de ficção, Vanessa Alencar desenvolve suas atividades como assessora de imprensa e repórter do Cada Minuto. Este espaço pretende ser a versão online da coluna “Aparte”, que assina no semanário Cada Minuto Press desde sua estreia, em 2013, com notas sobre política, cultura e outros assuntos. Contato: vanessaalencar2005@gmail.com.

Postado em 12/06/2017 às 15:14 0

Governador confirma concursos para Controladoria, Fazenda e Educação



Foto: Reprodução/Plantão Alagoas

Governador Renan Filho

Renan Filho (PMDB) confirmou a abertura de concursos públicos para as áreas da Educação e Fazenda e para o cargo de auditor da Controladoria Geral do Estado. Os anúncios foram reforçados durante entrevista ao jornalista Sikêra Júnior, no programa Plantão Alagoas.

Nesta segunda-feira, 12, o governador divulgou em suas redes sociais trechos da entrevista concedida na sexta-feira passada,onde anunciou ainda a publicação do edital para o concurso da Polícia Militar até o dia 20 deste mês.

Ele também confirmou o certame para o preenchimento de vagas de professores que irão atuar nas escolas de tempo integral e reforçou que pretende transformar a função de auditor – que hoje é cargo comissionado na Controladoria Geral – em carreira de Estado.


Postado em 09/06/2017 às 17:05 0

Deputado denuncia criadouro de mosquitos na Jatiúca



Foto: Reprodução/Facebook

Terreno cercado na Jatiúca

O deputado Ronaldo Medeiros (PMDB), líder do governo na Assembleia Legislativa (ALE), denunciou, em suas redes sociais, a construtora responsável por um terreno baldio murado que se transformou em um grande foco de mosquitos, em uma área residencial, na Rua Jader Izídio Malta de Araújo, na Jatiúca.

Segundo ele, apesar dos vários apelos e reclamações dos moradores da região, até agora nenhuma providência foi tomada.

Medeiros disse que denunciou o caso à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e a outros órgãos responsáveis pelo combate ao mosquito Aedes aegypti na capital e em Alagoas.

É assustador constatar que, se o parlamentar está tendo dificuldades em ter o problema solucionado, imagina o que não passa o cidadão comum que tem uma bomba dessas como “vizinha”.


Postado em 08/06/2017 às 13:56 0

Biu diz que ‘fiscalização’ faz terror com pequenos produtores



Foto: Agência Senado/Arquivo

Senador Benedito de Lira (PP)

 

Em pronunciamento realizado ontem, 7, no plenário, o senador Benedito de Lira (PP) criticou a forma como órgãos de fiscalização, entre eles o Instituto do Meio Ambiente (IMA), vêm agindo em relação as casas de farinha na zona rural do Estado. Ele apelou que o governador Renan Filho (PMDB) determine aos fiscais do órgão que atuem de forma educativa, orientando os pequenos proprietários e trabalhadores rurais antes de multarem e fecharem as casas.

“O IMA e o Ministério Público, segundo informações do Estado, fizeram uma varredura nos povoados, nas cidades onde o cara, ao longo de 30, 40, 50 anos, tem uma casa de farinha artesanal e onde vivia e vive dessa atividade... Eles chegam logo, cada um portando uma arma, com polícia... Enfim, é um verdadeiro terror!”, denunciou o senador.

Lembrando que a raspagem da mandioca é uma tradição secular, Lira disse que foi procurado por produtores prejudicados, que não podem mais produzir porque sua casa de farinha está interditada: “E não há orientação nenhuma. Interditam logo e aplicam logo uma multa de R$ 20 mil, de R$ 30 mil para o pequeno agricultor pagar”.

"Eu apelo ao senhor governador de Alagoas para fazer uma intervenção nessa ação, porque não é possível que se prejudique alguém que vive dessa atividade simplesmente porque o cara do IMA chegou lá e viu que a parede não é de cerâmica...Como é que é isso? Onde é que existe isso?”, criticou.

O senador sugeriu ainda que o Executivo utilize os recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) para auxiliar os pequenos proprietários a corrigirem as supostas irregularidades encontradas nas casas de farinha localizadas na zona rural.


Postado em 07/06/2017 às 09:09 0

Marx Beltrão manda recado: "Continuem com inveja"



Foto: Reprodução/Vídeo

Marx Beltrão

Após ter sido absolvido ontem, 6, pelo Supremo Tribunal Federal (STF) da acusação de falsidade ideológica, o ministro do Turismo, Marx Beltrão (PMDB), usou as redes sociais para divulgar um desabafo, em vídeo, e mandar um recado para os “invejosos”.

“Fui prejudicado por mentiras publicadas ao meu respeito, por factóides criados por aqueles que querem me prejudicar politicamente. Para esses invejosos, eu digo o seguinte: Continuem com inveja. Eu vou continuar fazendo meu trabalho todos os dias, por Alagoas e pelo Brasil”.

O ministro não citou nomes. A quem servir a carapuça...


Postado em 06/06/2017 às 17:11 0

Cunha cobra presença de colegas para votação de PEC



Crédito: Assessoria/Arquivo

Rodrigo Cunha

O deputado Rodrigo Cunha (PSDB) apelou para que o presidente da Assembleia Legislativa (ALE), Luiz Dantas (PMDB), dê uma forcinha para que os deputados compareçam à sessão para que a PEC de sua autoria, que reduz de 90 para 55 os dias de recesso parlamentar, possa ser votada.

Ao sugerir a realização de uma “força tarefa” para votação, Cunha lembrou que a proposta foi colocada em pauta há vários dias, mas até agora não houve quórum para apreciação.

Dantas pediu paciência ao colega, explicando que, dos 27 deputados, seis estão em Foz do Iguaçu, no Paraná, participando da Conferência da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale).

O quórum mínimo necessário para deliberar sobre Propostas de Emenda à Constituição é de 18 parlamentares. A sessão de hoje terminou com dez deputados presentes no plenário.

Imagina se as "férias" não fossem de 90 dias...


Postado em 06/06/2017 às 16:48 0

Deputada repercute tapa em escola: “Bofetada na educação”



Foto: Ascom/ALE/Arquivo

Deputada Jó Pereira

A deputada Jó Pereira (PMDB) classificou de “bofetada na educação” a agressão cometida por um policial militar contra um aluno da Escola Estadual Campos Teixeira, em maio passado. As imagens onde o PM aparece dando um tapa e apertando o pescoço do estudante repercutiram nacionalmente.

Na sessão desta terça-feira, 6, na Assembleia Legislativa (ALE), a parlamentar disse que o episódio onde o policial  agiu de forma “inadequada”, “incoerente” e “desrespeitosa” foi uma lastimável agressão a todos que têm na educação a saída para o desenvolvimento humano.

“A violência na escola estadual foi um tapa em todos nós que lutamos pela educação”, disse, lamentando que uma ação isolada manche o trabalho que tem sido desenvolvido na área de segurança pública em Alagoas: “As forças de segurança não podem ser injustiçadas pela ação de alguns de seus membros”, lembrou.

Ela anunciou que amanhã, às 14h, o fato será discutido na Comissão de Educação da Casa com representantes da sociedade civil organizada.

Em apartes, os deputados Rodrigo Cunha (PSDB), Ronaldo Medeiros (PMDB) e Galba Novaes (PMDB) se solidarizaram com o pronunciamento da colega.

Frisando ser inadmissível que um policial, “por mais motivos que tenha”, trate um jovem daquela forma, Cunha sugeriu que o caso emblemático “inaugurasse” as atividades da Comissão de Direitos Humanos da ALE que, segundo ele, nunca funcionou.

Lembrando que assumiu recentemente a presidência da Comissão, Novaes adiantou que o colegiado irá cumprir seu papel e solicitar providências por parte do Estado. Ele prometeu ainda que fará “a comissão efervescer em prol dos direitos humanos”.

Já Medeiros, defendeu que a polícia tem que ser enérgica, estando a altura do fato que irá combater, mas, no caso específico da escola, as imagens mostram claramente que a ação foi covarde, desproporcional e deve ser tratada com rigor.


Postado em 02/06/2017 às 17:50 0

Na CCJ, vereadora 'barra' projetos inconstitucionais e poupa tempo dos colegas



Foto: Assessoria/Arquivo

Vereadora Fátima Santiago

A vereadora Fátima Santiago, presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, vem seguindo as orientações da Procuradoria na hora de emitir pareceres, principalmente àqueles contrários a alguns projetos de lei propostos pelos colegas.

Entre as matérias “barradas” pela vereadora na Comissão está a que dispõe sobre a vacinação “obrigatória” contra a gripe de todos os professores e servidores da rede pública municipal de ensino.

A proposta que concede transporte “gratuito” a todos os professores da rede municipal também recebeu parecer contrário da relatora.

Não duvido das boas intenções da maioria dos projetos apresentados pelos vereadores, mas, algumas – até para leigos, como eu – simplesmente/legalmente não podem prosperar.

Um exemplo: tramita na Casa um PL que dispõe sobre o tempo mínimo – 15 minutos – de duração de consultas médicas realizadas nas unidades de saúde da capital.

Ainda que fosse aprovada e sancionada pelo prefeito (o que dificilmente ocorreria), para garantir o cumprimento da lei teria que haver um cronômetro em todos os consultórios de todos os postos de saúde de Maceió.

Ao seguir as orientações de quem entende do assunto, poupa-se o tempo dos próprios legisladores.


Postado em 01/06/2017 às 17:43 0

Collor diz que Trump pratica crime contra a humanidade



Foto: Agência Senado/Arquivo

Senador Fernando Collor

Antes mesmo da confirmação da saída dos EUA do Acordo de Paris – anunciada oficialmente na tarde desta quinta-feira, 1º -, o senador Fernando Collor (PTC) já havia classificado a medida do presidente Donald Trump como “um crime contra a humanidade”.

De acordo com reportagem divulgada pela Agência Senado, Collor falou sobre o assunto hoje mais cedo, durante uma reunião da Comissão de Relações Exteriores, presidida por ele.

“É a irresponsabilidade absoluta, uma verdadeira catástrofe e é confundir os interesses dos EUA com os do resto do planeta”, criticou o senador, lembrando que os EUA estão entre os maiores emissores de poluentes.

O tratado foi assinado em 2015 por 195 países que se comprometeram a reduzir a emissão de poluentes na atmosfera.

Com a decisão de Trump, os EUA passam a integrar, junto com Síria e Nicarágua, o pequeno grupo de países que ficaram de fora do acordo.

 


Postado em 01/06/2017 às 14:56 0

Zona Azul: vereador bate e assessor de prefeito rebate



Foto: Ascom/CMM/Arquivo

Vereador Galba Netto

O vereador Galba Novaes Netto (PMDB) repercutiu, nas redes sociais, a suspensão da implantação da Zona Azul pela Prefeitura de Maceió. Ele anunciou que foi aprovado na Câmara Municipal um requerimento, de sua autoria, solicitando a anulação de todas as multas emitidas durante a vigência do estacionamento rotativo.

Galba Netto denunciou ainda que a medida “impensada e isolada do prefeito Rui” levou quase R$ 10 milhões dos cofres públicos.

Por meio da assessoria, Welisson Miranda (PSB), assessor especial do prefeito, respondeu ao vereador afirmando que o Município não desembolsou “nenhum centavo” no contrato firmado com a empresa que administraria a Zona Azul.

“Ou o vereador está desinformado sobre a gestão municipal ou age de má fé”, resumiu Miranda, finalizando: “Não é por fazer oposição que o vereador precisa agir desonestamente contra o prefeito Rui Palmeira... Espero que tenha sido apenas ignorância, nesse caso, pura desinformação mesmo”.


Postado em 31/05/2017 às 17:16 0

IC em Arapiraca: Nezinho cobra um “sim ou não” de Teófilo



Foto: Vanessa Alencar/CadaMinuto/Arquivo

Ricardo Nezinho

O deputado Ricardo Nezinho (PMDB) pediu ao colega Rodrigo Cunha (PSDB) para intermediar uma reunião entre o prefeito de Arapiraca, Rogério Teófilo e a bancada do município na Assembleia Legislativa para discutir a possibilidade da instalação de uma sede do Instituto de Criminalística (IC) na cidade, para atender as regiões do Agreste e Sertão.

Na sessão desta quarta-feira, 31, Nezinho disse querer ouvir do próprio Teófilo se o Município poderá ou não arcar com a contrapartida exigida pelo Estado para implantação do IC. Segundo ele, a Prefeitura teria que ceder 18 funcionários para trabalhar no órgão.

“Se o segundo maior município de Alagoas não puder entrar com uma contrapartida de 18 funcionários que recebem entre R$ 1 mil e R$ 2 mil, ele (Teófilo) assim nos diga, posso ou não posso ceder... Sim, sim. Não, não... O que não pode é deixar passar o tempo”, afirmou.

Ainda segundo Nezinho, o governo do Estado entraria com o aluguel do prédio onde funcionará o IC, com 12 peritos em plantão 24h e toda a infraestrutura necessária.

Rodrigo Cunha respondeu que a contrapartida da Prefeitura de Arapiraca é em torno de R$ 60 mil mensais e que o executivo estadual ficaria apenas com a parte mais fácil, o aluguel do imóvel. “Acho que (essa contrapartida) hoje não é possível... Mas, é importante ouvir isso do próprio prefeito”, afirmou, deixando claro que irá solicitar a reunião.


Postado em 31/05/2017 às 14:50 0

Câmara de Maceió abrirá concurso com salários de mais de R$ 4 mil



Cada Minuto/Arquivo

Camara Municipal de Maceió

A Câmara Municipal de Maceió (CMM) abrirá concurso público para o preenchimento de quatro vagas em seu quadro de servidores efetivos, sendo duas para analista de Controle Interno e duas para analista de Planejamento e Orçamento.

A remuneração prevista é de R$ 4.138,30 (quatro mil, cento e trinta e oito e trinta centavos) e carga horária de 30 horas.

O Projeto de Lei, de autoria do Poder Legislativo que cria o Sistema de Controle Interno – onde os servidores irão atuar – e os cargos de provimento efetivo foi publicado na edição desta quarta-feira, 31, do Diário Oficial do Município.

Para concorrer à vaga de analista de Controle Interno, é preciso ter formação superior em Ciências Contábeis, com registro no Conselho Regional de Contabilidade. Para a vaga de analista de Planejamento é exigido nível superior nos cursos de Ciências Contábeis, Administração, Economia ou Direito, com registro no respectivo órgão de classe.

A abertura do concurso atende uma recomendação do Ministério Público Estadual, por meio da 15ª Promotoria de Justiça da Capital.

Ainda não há data para a realização do certame.


Postado em 30/05/2017 às 17:17 0

Renan “topa” continuar líder e conta que deu prova de bom senso ao governo



Foto: Reprodução/TV Senado

Senador Renan Calheiros

Ao repercutir a reunião do PMDB para definição da liderança do partido, o senador Renan Calheiros (PMDB) disse que o encontro foi uma oportunidade de ver, “com humildade”, quem tem mais condições de exercer a liderança do partido neste momento: “Se for eu, eu topo o desafio”, anunciou em entrevista a TV Senado nesta terça-feira, 30.

Calheiros aproveitou também para alfinetar a indicação do ex-ministro da Fazenda, Osmar Serraglio, para o Ministério da Transparência – convite recusado, a propósito.

“A maior demonstração do meu bom senso e do gesto que tive com o governo foi não comentar a nomeação do Osmar Serraglio para o Ministério da Transparência. Ao não comentar essa nomeação, eu tive um gesto importante na relação com o governo neste momento complicado”, afirmou o senador.

Em março passado, Renan Calheiros chegou a acusar Serraglio e outros peemedebistas de facilitarem a influência do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, preso em Curitiba, no governo Temer.

Reforma trabalhista

Na mesma entrevista, o alagoano disse considerar “dificílima” a aprovação da reforma Trabalhista no Senado, devido à correlação de forças vista na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde a proposta foi discutida. “A tendência maior é para que a matéria seja rejeitada, mas, vamos ver na próxima semana”, avaliou.