Vanessa Alencar
Vanessa Alencar

Jornalista formada pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e autora de quatro livros de ficção, Vanessa Alencar desenvolve suas atividades como assessora de imprensa e repórter do Cada Minuto. Este espaço pretende ser a versão online da coluna “Aparte”, que assina no semanário Cada Minuto Press desde sua estreia, em 2013, com notas sobre política, cultura e outros assuntos. Contato: vanessaalencar2005@gmail.com.

Postado em 09/03/2017 às 16:10 0

Renan: fala de Temer no Dia da Mulher não foi feliz



Foto: Agência Senado/Arquivo

Senador Renan Calheiros

Em pronunciamento sobre o Dia Internacional da Mulher, o senador Renan Calheiros (PMDB) afirmou que o presidente Michel Temer “não foi feliz” ao dizer que a mulher serve para controlar preços nos supermercados. “Ela serve também para isso, mas não apenas para isso”, pontuou.

Calheiros se referiu a um dos trechos do pronunciamento feito ontem, 8, pelo presidente da República. A fala de Temer repercutiu negativamente por ter sido considerada preconceituosa ao atribuir à mulher a educação dos filhos, os afazeres domésticos e a percepção de desajustes de preços em supermercados.

Em sua fala, o senador fez um balanço das iniciativas do Senado em relação à luta feminina, como a aprovação da lei que tipifica o feminicídio, lamentou o déficit de mulheres na política e lembrou algumas alagoanas ilustres, como Nise da Silveira, Rosa da Fonseca, Linda Mascarenhas, Lily Lages, Selma Bandeira e a jogadora Marta.


Postado em 08/03/2017 às 17:12 0

Irregularidade a olhos vistos: dica para o Cremal



Foto: Ascom ALE/Arquivo

Deputado Pastor João Luiz

Ao repercutir rapidamente o episódio envolvendo o flagrante, pelo Conselho Regional de Medicina (Cremal), de dois médicos oftalmologistas suspeitos de “venda casada” durante consultas realizadas em Murici, o deputado estadual Pastor João Luiz (PSC) disse estranhar a operação ter ocorrido só naquela cidade, já que a mesma prática acontece a olhos vistos em vários bairros de Maceió, por exemplo.

Segundo o Conselho, os médicos que atuavam sem licença em Alagoas realizavam consultas “gratuitas” desde que os pacientes atendidos comprassem óculos em uma determinada ótica.

Se tal prática é mesmo tão corriqueira em outras localidades, como disse o parlamentar, fica a dica para o Cremal...


Postado em 08/03/2017 às 16:47 0

Bancada federal é aguardada em AL para discutir Reforma da Previdência

Sessão pública sobre a polêmica proposta acontece dia 24 de março na capital alagoana



Foto: Vanessa Alencar/CadaMinuto/Arquivo

Deputado Ronaldo Medeiros

Está marcada para o dia 24 de março, às 10h, a sessão pública proposta pelo deputado Ronaldo Medeiros (PMDB) para discutir a Reforma da Previdência. O requerimento para a realização da audiência foi aprovado ontem, 7, no plenário da Casa de Tavares Bastos.

Maior crítico da proposta no parlamento alagoano, o deputado espera conseguir reunir toda ou pelo menos grande parte da bancada federal do Estado no dia da discussão.

A participação dos senadores e deputados federais de Alagoas, únicos com poder de voto acerca do tema, seria bastante proveitosa na sessão pública, que acontece numa sexta-feira, dia em que normalmente os parlamentares que atuam em Brasília já estão em Alagoas.

Inicialmente, a audiência deve ocorrer no plenário da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), mas, como existe a possibilidade da presença de lideranças políticas e populares até de outros estados, o local pode ser modificado.

 


Postado em 07/03/2017 às 18:12 0

ALE: Grupo da minoria não é oposição, mas...



Foto: Vanessa Alencar/CadaMinuto/Arquivo

Deputado Francisco Tenório

Ao discorrer sobre as indicações para compor as comissões permanentes da Casa de Tavares Bastos, o deputado Francisco Tenório fez questão de dizer que o grupo da minoria, liderado por ele, não é de oposição ao governo.

“É um grupo que tem vários deputados que fazem parte da base do governo. Então, mesmo que o governo tente fazer um grupo majoritário na Assembleia isso é apenas para divisão das comissões, uma questão interna do legislativo”, analisou, durante entrevista à imprensa nesta terça-feira, 7.

Tenório lembrou que, “quem se predispõe a fazer oposição, tem que saber que também não vai ter espaço no governo, mas, quem se predispõe a estar na base vai querer ter mais espaço no governo, que os deputados até hoje não têm tido. O fato real é esse”.

De volta

O parlamentar também avaliou que a presença do senador Renan Calheiros (PMDB) na reunião ocorrida ontem com os deputados do partido significa que o ex-presidente do Senado “começou a fazer a política”: “Ele estava muito ocupado apagando incêndios em Brasília, e hoje está mais tranquilo, tem mais tempo e está começando a se dedicar mais as suas bases, até porque está chegando o final do mandato e é um ano pré-eleitoral”.

Destacando como positiva a aproximação de Renan Calheiros do parlamento estadual, Tenório disse que é um sinal de que o Executivo quer conversar com o legislativo, quer  melhorar o relacionamento com a Assembleia.

Costuras

Ainda sobre as comissões, cujas algumas indicações já foram apresentadas, o presidente da Casa, deputado Luiz Dantas (PMDB), disse que a Mesa Diretora tem até o dia 12 de março para publicar, no Diário Oficial, a composição de todas elas. “As indicações ainda estão sendo feitas, as conversas estão sendo costuradas, de forma que atenda os interesses do governo sem atropelar os interesses dos deputados”, resumiu o presidente.


Postado em 06/03/2017 às 16:48 0

Deputado denuncia descumprimento de lei federal em Alagoas



Foto: Vanessa Alencar/CadaMinuto/Arquivo

Deputado Rodrigo Cunha

O deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB) denunciou que Alagoas é o único estado a não cumprir o disposto na Lei Federal 6.015/73 (Lei de Registros Públicos), que garante aos compradores do primeiro imóvel residencial, por meio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), 50% de desconto no pagamento de taxas de registro e escritura.

O parlamentar contou que já conversou sobre o assunto com o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Otávio Praxedes, com o defensor público geral, Ricardo Melro e com o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), Vilmar Pinto.

“A ideia de percorrer essas instituições é buscar apoio na luta por algo que é um direito do cidadão... Não podemos admitir que o alagoano seja o único a não ter o desconto 50% no registro da compra do primeiro imóvel financiado, já que tem uma lei federal que garante isso”, destacou Cunha em suas redes sociais.

Segundo o deputado, a lei foi invalidada em Alagoas por uma decisão do Conselho Estadual de Magistratura, “prejudicando consumidores e os setores imobiliário e da construção civil”.

Uma dúvida: como uma decisão estadual se sobrepõe a uma legislação federal?


Postado em 06/03/2017 às 15:26 0

Pemedebistas de AL miram na Reforma da Previdência: “exagerada, desumana”

Senador Renan Calheiros defende mudanças, mas questiona proposta de Temer



Foto: Assessoria/Arquivo

Renan Calheiros, Michel Temer e Ronaldo Medeiros

Enquanto o PMDB veiculava uma malfadada campanha condicionando a manutenção de programas sociais e até a construção de novas estradas à aprovação da Reforma da Previdência, pemedebistas alagoanos utilizaram suas redes sociais para criticar a proposta.

Neófito nas redes, o senador Renan Calheiros reconheceu a necessidade da reforma, mas classificou de “exagerada” a matéria enviada pelo presidente Michel Temer (PMDB) ao Congresso.

“A Reforma da Previdência é feita de forma gradual. Fernando Henrique, Lula, Dilma fizeram reformas na Previdência... O presidente Michel Temer também vai ter que fazer a sua reforma e o próximo presidente também... Mas a proposta enviada ao Congresso parece bastante exagerada... O Congresso, não tem nenhuma dúvida, vai fazer a sua parte”, analisou.

No parlamento estadual, é justamente um pemedebista, o deputado Ronaldo Medeiros, o principal crítico da matéria. Após discursar sobre o tema na Casa de Tavares Bastos, Medeiros tem usado as redes para repercutir os pontos negativos da proposta.

O parlamentar também se dispôs a ouvir e responder as dúvidas dos cidadãos sobre a reforma, considerada por ele “impopular e desumana”.

Já na Câmara, não é do partido de Temer o deputado alagoano que levantou a bola da discussão. Embora garantindo que “do jeito que está não vai passar”, JHC (PSB) adotou um discurso mais contido e vem apostando em uma espécie de campanha educativa, com a divulgação de vídeos curtos e explicativos sobre as principais mudanças propostas.


Postado em 03/03/2017 às 10:50 0

Conselho de Farmácia quer bancada de AL contra ensino 100% a distância



Foto: CFF

Assunto foi discutido em Brasília

O Conselho Regional de Farmácia de Alagoas (CRF-AL) quer o apoio da bancada federal para impedir a realização de cursos de graduação na área da saúde com matriz curricular 100% de Ensino a Distância (EAD).

Por meio da assessoria de Comunicação, a presidente da Comissão de Ensino do CRF/AL, Mônica Meira, argumentou que a prática é fundamental na área, o que inviabiliza o ensino integral a distância. 

 “Vamos confeccionar um documento para levar ao Ministério da Educação, ao Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e fazer um movimento junto à bancada federal de Alagoas para que eles se sensibilizem com a causa”, destacou Mônica.

O assunto foi discutido na sexta-feira passada, 24, em Brasília, durante encontro promovido pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), do qual participaram o presidente do CRF-AL, Alexandre Correia, e integrantes da Comissão de Ensino.

 “Os cursos dessa área têm peculiaridade e possuem competências que exigem a formação presencial, sob pena de prejuízos à saúde da população”, alertou o presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João.


Postado em 02/03/2017 às 14:53 0

Discutido no Senado, veto ao “cadastro de reserva” já é lei em AL



Foto: Ascom/ALE/Arquivo

Deputado Rodrigo Cunha (PSDB)

Quase a totalidade (96%) dos internautas ouvidos em pesquisa do DataSenado concorda que o número de vagas ofertadas em concurso público deve ser igual ao número de cargos vagos, sendo obrigatório seu preenchimento.

Dos internautas opinaram sobre a PEC 29/2016, que versa sobre o tema, 72% são a favor da proibição de concursos específicos para formação de cadastro de reserva.

A PEC, de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), também proíbe a abertura de novo concurso quando houver candidatos aprovados de certame anterior dentro do prazo de validade.

As informações são da Agência Senado.

Enquanto a proposta ainda tramita em nível nacional, em Alagoas o assunto já é lei, sancionada no dia 31 de dezembro do ano passado pelo governador Renan Filho (PMDB).

Um dos principais pontos da lei que estabelece as normas gerais para realização de certames pela administração pública, de autoria do deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB), proíbe a realização de concursos que se destinem exclusivamente à formação de cadastro de reserva.

Ponto para os concurseiros.


Postado em 27/02/2017 às 08:00 0

Prefeitura alagoana revoga decreto de emergência



Foto: Divulgação/Arquivo

Porto Real do Colégio

A Prefeitura de Porto Real do Colégio revogou na semana passada o decreto de emergência em vigor desde o dia 2 de janeiro. A revogação acontece bem antes dos 90 dias previstos.

Segundo a Procuradoria-Geral do Município, como os procedimentos administrativos “estão em andamento e seguindo o curso normal para retomada da estabilidade”, não era mais necessário manter a situação de emergência.

A Procuradoria informou ainda que o Executivo conseguiu antecipar o pagamento do salário do funcionalismo referente ao mês de fevereiro para antes do Carnaval, na quinta-feira, 23.

Após um atribulado início de gestão, com denúncias envolvendo sumiço de documentos e “caos” encontrado nos órgãos públicos, parece que colocaram água na fervura da relação entre a nova e a antiga administração de Porto Real do Colégio.


Postado em 26/02/2017 às 11:30 0

Ministro anuncia R$ 3,5 milhões para urbanizar Praia da Sereia



Foto: Reprodução/Ministério do Turismo

Praia da Sereia

O ministro do Turismo, Marx Beltrão, anunciou neste domingo, 26, o empenho de R$ 3,5 milhões, via Ministério, para urbanização de um dos mais conhecidos e belos cartões postais da capital alagoana, a Praia da Sereia.

Conforme disse Beltrão em suas redes sociais, a Prefeitura de Maceió será a responsável pela urbanização e já está finalizando o projeto para o início das obras.

“O cenário é a porta de entrada da capital pelo norte e um dos destinos turísticos de nossa capital”, destacou o ministro, divulgando ainda um vídeo com imagens da Praia da Sereia.
 


Postado em 26/02/2017 às 10:43 0

Ex-secretária de Estado é “malhada” na Assembleia



Foto: Ascom/ALE

Deputado Inácio Loiola

A ex-secretária estadual de Saúde, Rozangela Wyszomirska, foi “malhada” por um grupo de deputados na sessão de quinta-feira, 23, na Assembleia Legislativa (ALE).

Quem levou o assunto à tribuna foi o deputado Inácio Loiola (PSB). Ele creditou a ex-secretária adjetivos como “falta de equilíbrio, inapetência e hostilidade no trato pessoal” e comemorou o fato de o ex-secretário de Planejamento, Christian Teixeira, ter assumido o comando da Sesau.

“Uma vez eu e Jorge Dantas (então prefeito de Pão de Açúcar) praticamente fomos colocados para fora do gabinete... Perguntei se ela tinha feito concurso para ser secretária... O governador acertadamente demitiu a secretária e entregou a pasta, que está na UTI, para Christian Teixeira, uma das maiores revelações da administração pública”, contou o parlamentar, acrescentando que já foi recebido “de maneira extraordinária” pelo novo gestor.

Em aparte, Dudu Hollanda (PSD) reforçou o pronunciamento do colega: “As reclamações eram muitas... Estive lá (na Sesau) uma só vez e fui atendido no corredor, sequer cheguei ao gabinete... Tive que abordá-la (a então secretária) e disse que era caso de extrema urgência... Eu fui atendido, mas, de forma prática e descortês”.

Também em apartes, Léo Loureiro (PPL) e Gilvan Barros (PSDB) se associaram às críticas de Loiola. Já Bruno Toledo (PROS) desejou boa sorte ao novo secretário para solucionar os graves problemas da pasta.


Postado em 23/02/2017 às 17:15 0

Deputados derrubam veto do governador ao aumento dos próprios salários

Aprovação de auxílio-moradia para integrantes do MP foi citada como "exemplo"



Foto: Ascom/ALE

Plenário da ALE

Como já era esperado - não para hoje - os deputados derrubaram, por 14 votos a dois, o veto total do governador Renan Filho (PMDB) ao Projeto de Lei (PL) que reajusta, de R$ 20 mil para R$ 25 mil aproximadamente, o salário dos parlamentares da Casa. Votaram pela manutenção do veto as deputadas Jó Pereira e Thaíse Guedes, ambas do PMDB.

Além deste, outros dois vetos parciais foram colocados em votação em um dia que sequer costuma ter quórum no parlamento. O primeiro, ao PL que dispõe sobre as normas relativas aos tributos de competência do Estado, foi mantido. O segundo, que versa sobre tratamento tributário relativo ao IPVA, foi rejeitado.

Antes das votações, Jó Pereira iniciou uma discussão ao tentar convencer os colegas. “Sei que não vou convencê-los do contrário, mas gostaria que todos lembrassem que estamos passando por uma crise econômica e o Estado não aumentou o salário dos servidores, nem essa Casa cumpriu a data-base dos servidores”, argumentou, lembrando que, segundo a Constituição Estadual, o aumento só poderia ser aplicado no final de uma legislatura, o que não é o caso.

“Não vejo Alagoas em crise financeira... O governador tem competência para conduzir de forma exemplar as finanças do Estado, que tem recursos inclusive para investimentos”, respondeu Francisco Tenório (PMN), relator especial das três matérias e autor dos pareceres pela rejeição aos vetos.

Ele lembrou ainda que a Casa acabou de conceder auxílio-moradia aos promotores de Justiça e, no primeiro ano do governo Renan Filho, os servidores tiveram reajuste enquanto os parlamentares e o governador, não.

Marcelo Victor completou que a Emenda Constitucional 19 revoga o dispositivo citado por Jó Pereira, por uma questão de simetria: “Todas as assembleias fixam seus subsídios por lei, ao tempo que elas decidirem fixar. Não estamos descumprindo a Constituição Estadual”.

Ao defender a derrubada do veto, Bruno Toledo (PROS) criticou o que classificou de demagogia: “As imoralidades não estão nos subsídios dos parlamentares”, alfinetou, lembrando  da aprovação, pelo parlamento, do auxílio-moradia para os integrantes do Ministério Público, citado como exemplo também por Dudu Hollanda.