Vanessa Alencar
Vanessa Alencar

Jornalista formada pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e autora de quatro livros de ficção, Vanessa Alencar desenvolve suas atividades como assessora de imprensa e repórter do Cada Minuto. Este espaço pretende ser a versão online da coluna “Aparte”, que assina no semanário Cada Minuto Press desde sua estreia, em 2013, com notas sobre política, cultura e outros assuntos. Contato: vanessaalencar2005@gmail.com.

Postado em 12/04/2017 às 08:00 0

ALE: Moção de Repúdio contra reforma da Previdência



Foto: Vanessa Alencar/CadaMinuto/Arquivo

Ronaldo Medeiros

“Nos meus 52 anos nunca vi nada tão indecente quanto essa reforma da Previdência”, afirmou o deputado Ronaldo Medeiros (PMDB) durante sessão na terça, 11, na Assembleia Legislativa (ALE), antes de anunciar que a maioria da Casa já assinou uma Moção de Repúdio solicitando que a bancada federal alagoana debata melhor o tema.

A fala de Medeiros foi em aparte ao pronunciamento de Tarcizo Freire (PP), que também criticou a reforma, especialmente o ponto que trata da equiparação da idade de homens e mulheres para requerer a aposentadoria e do trabalhador rural: “Não é justo esse massacre. Cortem as gorduras dos privilegiados e deem mais aos que não têm”.

Já Francisco Tenório (PMN) defendeu a manutenção da equiparação. “Há estudos mostrando que a mulher tem perspectiva de vida sete anos maior que o homem... A mulher tem atividades laborais iguais ao homem... Foram conquistas que ela conseguiu, não tem sentido ela querer diferenciar a idade da aposentadoria”, opinou.

Sobre a tripla jornada feminina – apontada por Tarcizo – Tenório disse que hoje os homens também trabalham em casa: “Defendo a igualdade de idade para homens e mulheres”.

Segundo ele, de qualquer forma a reforma sairá totalmente diferente do proposto pelo governo federal. “Temer fez feito vendedor de rede... Disse que o preço é R$ 800, mas se a pessoa oferecer R$ 50 leva”.


Postado em 11/04/2017 às 17:53 0

Tarcizo: “CNH Social não vai quebrar o Detran”



Foto: Ascom/ALE

Deputado Tarcizo Freire

O deputado Tarcizo Freire (PP) voltou a falar sobre a lei, de sua autoria, que cria a CNH Social. Em pronunciamento nesta terça-feira, 11, na Assembleia Legislativa (ALE), o parlamentar disse que a proposta não irá quebrar o Detran.

Ele explicou que a lei deixa o Estado livre para fixar o número de carteiras ofertadas, conforme disponibilidade orçamentária: “A lei não impõe quantidade, por isso não queiram falar que ela vai quebrar o Detran... A lei deixa o governo livre para fixar as despesas com a CNH Social”.

Tarcizo ironizou que, diante de seu superávit e dos gastos com publicidade, o Departamento de Trânsito já demonstrou que tem dinheiro para custear ao menos cem CNHs por ano para pessoas de baixa renda.


Postado em 10/04/2017 às 16:26 0

Servidor da ALE “recebeu” por quase três anos depois de morto



Foto: Vanessa Alencar/CadaMinuto

Assembleia Legislativa

Pelo menos 84 servidores falecidos constavam da folha de pagamento dos servidores efetivos da Assembleia Legislativa entre 2009 e 2014, apontou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) no relatório da auditoria realizada na Casa.

No documento, os auditores destacam que, segundo informações da ALE, não existe convênio com Sistema de Informações sobre Óbitos (SISOBI), “o que impossibilita uma parametrização do sistema para o encerramento automático de benefícios a servidores falecidos”.

Foi explicado ainda que, por hábito, após a confirmação da morte é pago mais um mês de benefício, como se fosse um auxílio-funeral. É justo.

Mas, mesmo diante das justificativas, a FGV identificou 34 casos de pagamentos indevidos na base, sendo seis casos com benefícios pagos mais de dez meses depois do óbito. O caso mais longo chega a inacreditáveis 33 meses de pagamento indevido a um servidor (literalmente) fantasma.

O relatório completo pode ser conferido aqui: http://www.al.al.leg.br/transparencia/acesso-a-informacao-1/analise-de-conformidade-da-folha-de-pagamento-do-poder-legislativo-estadual


Postado em 10/04/2017 às 14:38 0

Previdência: deputada critica ponto “mais radical” da reforma



Foto: Agência Câmara

Rosinha da Adefal

 “A situação da trabalhadora brasileira evoluiu nos últimos anos, mas não a ponto de pôr fim às jornadas duplas”, lembrou a deputada federal Rosinha da Adefal (PTdoB) durante audiência para discutir a equiparação da idade entre homens e mulheres proposta na reforma da Previdência.

A audiência proposta pela alagoana acontece na Comissão de Defesa da Mulher da Câmara dos Deputados, nesta segunda-feira, 10.

Segundo informações da Agência Câmara, Rosinha criticou alguns pontos da reforma, como o aumento da idade mínima e do tempo de contribuição, destacando, no entanto, que a proposta de equiparação entre homens e mulheres “é a mais radical”.

“Joga por terra o preceito originário da política de proteção social, bem como o princípio da igualdade que assegura que pessoas em situações diferentes devem ser tratadas de forma diferente”, destacou, lembrando que a reforma se presta apenas à retirada de direitos dos milhões de trabalhadores de todos os ramos de atividade econômica.


Postado em 07/04/2017 às 16:49 0

Previdência: reclamar com o bispo adianta



foto: Cada Minuto/Arquivo

Dom Antônio Muniz, arcebisbo metropolitano de Maceió

O arcebispo de Maceió, Dom Antônio Muniz avisou a OAB/AL que irá pedir aos padres alagoanos que conversem com os fiéis sobre os prejuízos que a reforma da Previdência irá ocasionar aos cidadãos.

A informação é da assessoria de Comunicação da Ordem em Alagoas.

Ontem, membros da OAB/AL se reuniram com Dom Muniz para falar sobre a reforma e ouviram dele a confirmação de sua posição “totalmente contrária à proposta”.


Postado em 06/04/2017 às 18:00 0

Ex-superintendente da PF é ‘barrado’ no Ministério da Justiça



Foto: Reprodução

Pinto de Luna

O ex-superintendente da Polícia Federal em Alagoas, Pinto de Luna, usou as redes sociais para denunciar uma situação inusitada vivenciada por ele no Ministério da Justiça, em Brasília, na semana passada: “Não passei da portaria, mesmo sendo advogado”.

Ele contou que ao buscar informações sobre um processo no qual atua, ouviu que não havia atendimento ao público e a solicitação deveria ser feita por e-mail. Em caso de necessidade de atendimento presencial, seriam marcadas data e hora.

Luna destacou que o Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) diz que o advogado deve ter acesso a toda e qualquer repartição pública: “Justamente no Ministério da Justiça fui cerceado desse direito básico”, desabafou, informando que irá acionar a Ordem acerca do episódio.


Postado em 05/04/2017 às 18:03 0

Previdência: carapuça de "folgadinho" não serviu para Medeiros



Foto: Vanessa Alencar/CadaMinuto/Arquivo

Deputado Ronaldo Medeiros

Em entrevista ao jornalista Carlos Victor Costa, do jornal Tribuna Independente, o deputado federal Arthur Lira (PP) disse que a Assembleia Legislativa de Alagoas e as demais assembleias do País se omitem do debate em relação à reforma da Previdência.

Chamando os deputados estaduais de “folgadinhos”, Lira disse, em outras palavras, que é preciso dividir as responsabilidades (leia-se o ônus) acerca do tema.

O parlamentar esqueceu de tirar do bolo o deputado Ronaldo Medeiros (PMDB), que tem encampado as discussões sobre o tema em Alagoas. Foi ele o organizador da audiência pública ocorrida no dia 24 de março, em Maceió, para discutir a reforma.

Detalhe: segundo Medeiros, toda a bancada federal, inclusive o próprio Lira, foi convidada para a sessão, por e-mail e por telefone.

Além de realizar o debate público, o deputado também tem usado as redes sociais e divulgado vídeos, imagens – e até outdoors pela cidade - para falar sobre o assunto.


Postado em 05/04/2017 às 15:57 0

Olavo se licencia e Cícero Cavalcante volta à Assembleia pela quarta vez



Foto: Ascom/ALE/Arquivo

Cícero Cavalcante

Para tratar de interesse particular, o deputado estadual Olavo Calheiros (PMDB) se licenciou por 121 dias do mandato a partir desta quarta-feira, 5, abrindo espaço para que o suplente Cícero Cavalcante (PMDB) retorne - mais uma vez - à Casa de Tavares Bastos.

Desde 2015, o ex-prefeito de São Luís do Quitunde já assumiu a vaga de Dudu Hollanda (PSD), por um curto período, Sérgio Toledo (PSC) e Ricardo Nezinho (PMDB), durante o pleito eleitoral do ano passado.

Esta será a quarta vez que o suplente tomará assento no parlamento alagoano nesta legislatura.


Postado em 05/04/2017 às 11:18 0

Capacete “emplacado”: Galba pedirá veto para rediscutir projeto



Foto: Vanessa Alencar/CadaMinuto/Arquivo

Deputado Galba Novaes

O deputado Galba Novaes (PMDB) informou ao Blog que pedirá ao governador Renan Filho (PMDB) para vetar o Projeto de Lei, de autoria do próprio Galba, que obriga a fixação do número da placa da motocicleta na parte posterior do capacete do condutor. A matéria foi aprovada na semana passada na Assembleia Legislativa (ALE).

A decisão foi tomada depois que o deputado recebeu um documento, redigido pela Federação de Moto Clubes e Moto Grupos do Estado de Alagoas, sugerindo mudanças na matéria.

A equipe jurídica de Galba está estudando as sugestões antes de definir o que pode ou deve ser alterado na proposta, discutida no começo da semana com representantes de vários motos clubes da capital, que procuraram o parlamentar.

Ele reforçou que, embora polêmico, a ideia do PL é trazer mais segurança para a população - coibindo os assaltos cometidos com motocicletas - e ajudar na identificação dos veículos em casos de infrações de trânsito.


Postado em 04/04/2017 às 15:01 0

Othoniel deve comunicar desistência do “Senado”



Foto: AL24h/Cortesia/Arquivo

Defensor Othoniel Pinheiro

O defensor público Othoniel Pinheiro, recém-filiado ao PSOL, deve informar oficialmente - na próxima reunião da legenda - sobre a retirada de seu nome para disputa ao Senado em 2018. É o que garante um dos dirigentes do partido.

A desistência ocorre após a repercussão negativa da “pré-candidatura” dentro do próprio PSOL. “Um passo atrás agora poderá render alguns passos à frente mais tarde”, avaliou o dirigente, em conversa com o Blog.

Apesar de ser um nome bem quisto no partido, o defensor público teria provocado tensões desnecessárias ao agir precipitadamente ou, como diz no popular, ir com muita sede ao pote...

Agora é esperar para ver como o PSOL lidará com a questão.


Postado em 04/04/2017 às 09:24 0

Contra PL, Uber mobiliza usuários pelo #direitodeescolha



Divulgação

Uber

Diante da possibilidade do plenário da Câmara votar, a partir desta terça-feira, 4, o Projeto de Lei 5587/2016, que regulamenta táxis e aplicativos  de transporte, a Uber Brasil foi às redes com a campanha #direitodeescolha.

Além da divulgação nas mídias em geral, a empresa encaminhou um e-mail para cada usuário do aplicativo, com o questionamento: “E o seu direito de ir e vir, pra onde vai?”, seguido de informações individualizadas sobre quantas viagens o passageiros já realizou pelo aplicativo e a quantidade de minutos e quilômetros percorridos.

Segundo a Uber Brasil, o PL de autoria do deputado Carlos Zarattini (PT-SP) transforma os aplicativos em sistemas convencionais de táxi e inviabiliza a nova tecnologia, que já faz parte da rotina do brasileiro.

Para ser votada nesta semana, a matéria precisa ter o regime de urgência – já pautado – aprovado pelos deputados.

Fique de olho!


Postado em 30/03/2017 às 15:04 0

Renan repudia vazamentos “seletivos” e diz que é atacado por criticar terceirização



Foto: Agência Senado/Arquivo

Senador Renan Calheiros

Em discurso ontem, 29, no plenário, o senador Renan Calheiros (PMDB) criticou o que classificou de “vazamentos seletivos e inusitados” contra ele e outros agentes públicos. O senador reagiu à divulgação dos saques no total de R$ 300 mil, comunicados pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

De acordo com matéria publicada na Agência Senado, Calheiros disse que se trata de mais um vazamento inusual, inconstitucional, expondo pessoas públicas. Como pode essas pessoas continuar a fazer isso sem que haja uma punição? Não podemos expor os senadores a esse tipo de maldade e perseguição”, disse.

O senador também acusou o Jornal Nacional de tentar criminalizá-lo ao noticiar os saques e disse que alguns setores tentam atacá-lo por conta das críticas que tem feito ao projeto da terceirização aprovado na Câmara dos Deputados.

Ele revelou que o saque feito em 2014 foi referente a um empréstimo feito no Banco do Brasil para pagar contas atrasadas durante o ano: “Criminalizar um saque de um empréstimo do Banco do Brasil? Isso é uma coisa inacreditável”.