Prefeitura contrata Fundação para organizar concurso com 280 vagas

Mapio.Net/Arquivo F3fc64a9 30de 40a2 bf01 2cd6725d4935 Porto Calvo

A Prefeitura de Porto Calvo divulgou a contratação da Fundação Universitária de Desenvolvimento de Extensão e Pesquisa (Fundepes), ao custo de R$ 274.867,69 (duzentos e setenta e quatro mil oitocentos e sessenta e sete reais e sessenta e nove centavos), para executar o concurso público no município.

 

Conforme o extrato do contrato de inexigibilidade, publicado no Diário Oficial do Estado de quarta-feira (06), o certame será para provimento de cargos efetivos nos níveis fundamental, médio e superior.

 

Em abril deste ano, quando o contrato foi assinado entre o Município e a Fundação, a assessoria de Comunicação da Fundepes divulgou que o concurso prevê a oferta de 280 vagas. Os salários e cargos ainda não foram definidos.

 

No ano passado, a prefeitura assinou com o Ministério Público Estadual um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para a realização do certame. Na ocasião, o prefeito David Pedrosa (MDB) informou que o último concurso realizado em Porto Calvo ocorreu há quase 20 anos, em 1999.

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Congresso se resumiu a votar ‘aumento de imposto’, diz Renan durante votação envolvendo aplicativos de transporte

Agência Senado/Arquivo Eb7ba384 6834 48c2 b97e 2b2580758cff Senador Renan Calheiros

O senador Renan Calheiros (MDB) criticou a aprovação ontem, 05, no Senado, do Projeto de Lei que altera a tributação sobre aplicativos de transporte de passageiros, a exemplo do Uber. A proposta autoriza o recolhimento do ISS pelo município local do embarque do usuário e não somente pelo município onde está sediada a empresa de tecnologia.

 

Referindo-se a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro, que “amarrou” as mãos do Congresso, Calheiros disse que o legislativo se resumiu em votar aumento de imposto e elevar a carga tributária.

 

“Não dá para o Congresso Nacional ficar aqui sem poder emendar a Constituição, votando aumento de imposto todo dia. Do que este projeto trata? De aumento de imposto, é onerar os motoristas da Uber... É um raciocínio elementar. Se eles não pagam e vão pagar, o que é isso se não aumento da carga tributária?”, questionou.

 

Relator da matéria, o senador Armando Monteiro (PTB-PE) rebateu afirmando que não existe aumento, mas redistribuição de carga tributária: “Hoje o ISS do aplicativo vai todo para o lugar onde a empresa do aplicativo tem sede. Com esse projeto, senador, o seu Estado de Alagoas, que hoje não recebe nada do ISS, porque todo o recolhimento vai para São Paulo, os municípios de Alagoas que tomam o serviço passam a ter a receita. Então, eu não sei de onde vossa excelência fez essa inferência...”.

 

Em outro trecho de sua fala, Callheiros defendeu que os municípios precisam ser beneficiados diretamente, mas não dessa forma, “com o cobertor curto, com déficit de mais de R$150 bilhões, você tirar recursos da União e mandar para o Município, mandar para o seu Estado, sem que isso tenha uma contrapartida senão o aumento do imposto”.

 

Com a aprovação no Senado, o projeto, de autoria do senador Airton Sandoval (MDB-SP), segue para a Câmara dos Deputados.

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Seris divulga seleção para 20 vagas de estágio remunerado

Foto: CadaMinuto/Arquivo Ec959c8e 4ad2 4ba5 a6c9 4a63d9ae9caa Seris

A Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) divulgou, nesta quarta-feira (06), a realização de processo seletivo para provimento de vagas imediatas e cadastro de reserva para estagiários de nível superior nas áreas de administração, engenharia, arquitetura e computação.

 

O estudante aprovado e convocado receberá uma bolsa no valor de um salário mínimo mensal, além de auxílio transporte e seguro contra acidentes pessoais.

 

Ao todo, serão 20 vagas, sendo 12 delas na área de Administração ou Administração Pública. Para Arquitetura e Engenharia Civil serão selecionados, respectivamente, dois e três estudantes.

 

As outras três vagas serão para estagiários do ramo de Análise e Desenvolvimento de Sistemas; Sistemas de Informação; Redes de Computadores e Ciência da Computação.

 

O estágio terá duração de seis meses, podendo ser prorrogado por até três novos períodos de igual extensão, até o máximo de dois anos, caso o estagiário permaneça matriculado e com frequência efetiva no curso superior.

 

Gratuitas, as inscrições ocorrem nos dias 13 e 14 de junho, das 8h às 12h e das 13h às 17h, e no dia 15 de junho de 2018, das 8h às 12h, na Seris, situada na Rua 10 de Novembro, 256, no Farol.

 

Confira o edital completo a partir da página 11, do Diário Oficial do Estado de hoje.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

“Táxi intermunicipal”: Galba cobra desengavetamento de projeto

Ascom/ALE C73d295b a61c 448d a58e 944c35e8a3ef Deputado Galba Novaes

O deputado estadual Galba Novaes (MDB) cobrou o desengavetamento de um Projeto de Lei, de sua autoria, apresentado há mais de três anos na Assembleia Legislativa (ALE), em março de 2015. Ele usou a tribuna durante a sessão desta terça-feira (05) para fazer a cobrança.

 

A matéria em questão dispõe sobre o fretamento de táxi para o transporte intermunicipal de passageiros, algo já previsto no regulamento da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado (Arsal).

 

Segundo o parlamentar, o PL foi encaminhado para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas, faltando sete meses para o fim da atual legislatura, ainda não recebeu parecer para ser votado no plenário.

 

Alegando que todos os prazos regimentais foram extrapolados, Novaes solicitou à Mesa Diretora que a matéria tramite em regime de urgência. Ao encerrar sua fala, o deputado destacou a presença de alguns taxistas na galeria do plenário.

 

Caso saia da gaveta, o projeto deve acender o alerta principalmente de taxistas da capital e de complementares licitados que atuam no transporte intermunicipal de passageiros.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Heloísa Helena: “Se enriqueceu na política é ladrão”

Reprodução/Redes sociais B9d976ca 2746 49a9 8038 9086a403b44c Heloísa Helena

“Só enriquece na política quem é ladrão”, afirmou a ex-senadora e pré-candidata a deputada federal Heloísa Helena (Rede), em vídeo divulgado nesta segunda-feira (04), em suas redes sociais. Sem data, o vídeo mostra o trecho de uma entrevista concedida por HH a TV Educativa.

 

Ela explicou que, legalmente, há inúmeros detalhes na ordem jurídica vigente que impedem que alguém enriqueça honestamente na política: “Você pode melhorar de vida... Agora construir fortuna é impossível”.

 

A ex-senadora, que também já ocupou o cargo de vereadora na Câmara Municipal de Maceió, prosseguiu: “Aqui em Alagoas e no Brasil, não tenho dúvidas: se enriqueceu na política é ladrão. As regras fiscais, contábeis, financeiras e orçamentárias impedem de enriquecer no mundo da política”.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Promulgada lei que isenta alagoanos do pagamento de segunda via de documentos roubados ou furtados

Foto: Thiago Davino /CadaMinuto/Arquivo 14086705190023 Assembleia Legislativa de Alagoas

A lei que isenta as pessoas que tiveram documentos roubados ou furtados do pagamento da taxa de segunda via foi promulgada nesta semana pelo presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), deputado Luiz Dantas (MDB).

 

Para ter direito ao benefício, válido para documentos expedidos por órgãos públicos estaduais, a exemplo da Carteira de Identidade (RG) e Carteira Nacional de Habilitação (CNH), é necessário apresentar a cópia do Boletim de Ocorrência (BO) no ato do pedido de segunda via, em um prazo máximo de até 30 dias após o registro policial do roubo ou furto.

 

Aprovado na Casa de Tavares Bastos, o Projeto de Lei, de autoria do deputado Antonio Albuquerque (PTB), foi vetado pelo governo, mas os deputados derrubaram o veto por unanimidade.

 
Conforme o artigo 5º da lei, os agentes policiais lotados em delegacias, distritos ou unidades móveis deverão inserir, na guia do Boletim de Ocorrência, a inscrição acerca da isenção de pagamento da taxa de segunda via, nos casos previstos na lei.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Prefeitura de Rio Largo abre nova seleção para 420 vagas

Ilustração/Internet 25a22029 0af8 4078 a5d9 2fdfc15990fe Processo Seletivo Simplificado - PSS

A Prefeitura de Rio Largo divulgou mais um Processo Seletivo Simplificado (PSS), para contratação temporária e cadastro de reserva, desta vez para atender os serviços e programas da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação.

 

Conforme o edital publicado nesta sexta-feira (1º) serão oferecidas 420 vagas (cadastro de reserva), com salários entre R$ 954 e R$ 2.200, para diversos cargos, entre eles, assessor técnico, assistente social, auxiliar administrativo, psicólogo, pedagogo, recepcionista, vigia e motorista.

 

As inscrições ocorrem no período de 07 a 08 de junho deste ano, das 8h às 14h, no Auditório do Shopping Rio Largo, no Centro da cidade.

 

O edital completo pode ser conferido na página eletrônica http://www.riolargo.al.gov.br/, na secretaria ou pelo e–mail: smdsh.riolargo@hotmail.com.

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Medeiros compara popularidade de prefeito “aliado” a de Temer

Ascom ALE 4f833841 2099 4981 a77f 6d90e9f9acf7 Deputado Ronaldo Medeiros

 

Durante pronunciamento na sessão de ontem, 29, na Assembleia Legislativa (ALE), o deputado Ronaldo Medeiros (MDB), líder do governo, deixou claro que a relação entre ele e o (ex?) aliado Padre Eraldo, prefeito de Delmiro Gouveia, não é mais a mesma.

 

Ao repercutir a greve dos caminhoneiros e creditar ao governo federal a culpa pelas constantes altas no preço dos combustíveis, o parlamentar disparou que a popularidade do presidente Michel Temer (MDB) só não é menor que a do prefeito sertanejo.

 

“A impopularidade desse governo fraco só é comparável a do prefeito de Delmiro Gouveia, que está mais impopular ainda... Se o presidente é um barco à deriva em alto mar, nosso prefeito está à deriva, ou melhor, encalhado no São Francisco, que tem menos água”, comparou.

 

Nos bastidores, comenta-se que, com uma gestão “temerosa” à frente do Município, o prefeito vem descumprido promessas de campanha e decepcionando, reiteradamente, antigos aliados.

 

Tanto que já tem buscado novas lideranças para oferecer seu apoio no pleito de outubro.

 

Quem topará?

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

A morte de Zé do Pedrinho e os oito minutos com meu pai

Divulgação 3933bb4d 8b94 45c4 897f d2147fa69456 Zé do Pedrinho

Recebi nesta quarta-feira, 30, a notícia triste do falecimento do ex-prefeito de Atalaia, José Lopes de Albuquerque, o Zé do Pedrinho, aos 77 anos.

 

Por um momento, senti como se meu pai, falecido em setembro de 2014, tivesse morrido novamente. Eles eram amigos e, pelo menos aos meus olhos, bem parecidos: simples, diretos e brincalhões.


Todas as vezes que via alguma notícia do Zé na imprensa, era inevitável lembrar meu pai, que trabalhou diretamente com o então prefeito em um de suas gestões à frente do município.

 

Por indicação de uma amiga, assisti recentemente um belo filme, “Tão forte e tão perto” e, em uma das inúmeras cenas comoventes, o ator principal, um menino lidando com o luto pela perda do pai, diz que, caso o sol exploda, “morra”, levaríamos oito minutos para descobrir isso, porque é o tempo que a luz leva para chegar até nós.

 

Durante oito minutos, o sol que não mais existia ainda estaria “vivo” e o mundo ainda seria quente e iluminado.

 

Zé do Pedrinho era um desses oito minutos com meu pai.

 

Meus sinceros sentimentos a todos os seus familiares e amigos.

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Presidente da Fiea critica aumento de impostos, ao tempo que ministro recua

Assessoria 14dc2440 2dba 40ef ab78 82a79f920db8 José Carlos Lyra, presidente da Fiea

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), José Carlos Lyra, criticou a intenção do governo federal de aumentar impostos para cobrir o subsídio que será dado ao diesel, como parte do acordo para o fim da greve dos caminhoneiros.

 

Em nota encaminhada à imprensa nesta terça-feira, 29, por meio da assessoria de Comunicação da Fiea, o industrial classificou a ideia de “lamentável” e sugeriu que o Brasil siga os passos dos países desenvolvidos, que apostam na redução da carga tributária para gerar emprego e renda.

 

Em entrevista coletiva realizada ontem, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, levantou a possibilidade do aumento de impostos - resumindo, cobrir um santo e descobrir outro - como forma de compensar o “rombo” na redução do preço do diesel, mas, hoje, voltou atrás, afirmando que o governo federal não cogita a possibilidade.

 

“O governo deveria trabalhar para reduzir a burocracia e as despesas cada vez maiores do estado brasileiro, no lugar de aumentar a já pesada carga tributária, que pesa sobre os setores produtivos e a sociedade brasileira”, prosseguiu Lyra, em outro trecho da nota.

 

Para ele, as aprovações de matérias, a exemplo das reformas tributária e da Previdência Social, estão entre as medidas que poderiam fornecer condições para o país voltar a crescer.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com