Raízes da África
Raízes da África

Postado em 17/05/2017 às 17:32 por Arísia Barros em Raízes da África 0

Negligência. Descaso e Mortes. O Genocídio institucionalizado do Governo Temer com os Quilombos, em Alagoas.




Por Arísia Barros

Alagoas tem 69 quilombos incrustados em sua história de lutas  e resistências.

Nos últimos 4 anos, 266 pessoas morreram por causa da esquistossomose, ou barriga d’água, em todo estado- nos alerta a matéria do jornalista Abidias Martins, exibida nessa terça-feira, 16/05, da TV  Gazeta de Alagoas.

A água de beber dos quilombolas, em Alagoas, é a mesma onde os cavalos/bichos se banham.

A água de beber dos quilombolas, em Alagoas, é cheia de fezes humanas, uma forma de transmissão da esquistossomose. É assim na comunidade Quilombo, na zona rural de Santa Luzia do Norte

Grupos com trajetória histórica própria, entretanto,extremamente vulneráveis, açoitadas e marcadas a fogo e ferro pelo descaso institucional.

Sujeitos históricos, vivenciando as violências étnicas, econômicas, sociais em territórios apartheizados, no  mês da  sub-abolição.

É a dogmática escravocrata desmobilizando identidades e pertencimentos..

Alagoas tem quilombos carregados de carências seculares: Tenho 12 anos, estudo, mas, não sei ler. Quero aprender a ler, pois meu sonho é ser professora- disse a menina quilombola chorando à frente das câmeras.

Tenho  fome- declarou aos prantos, outra quilombola.

Como navios negreiros contemporâneos, nos  territórios quilombolas, sobram inanição, doença, analfabetismo e indigência, numa intrincada malha de violência e segregação permanente..

Quilombolas, que como protagonistas herdeiros dessa história de resiliência do povo preto de Palmares, tem o direito a cidadania, socialização, educação, saúde, ,cultura, lazer, emprego e renda, e assim, a partir da leitura do mundo poderão reescrever suas próprias histórias, letras que encadeiam palavras. Palavras que fazem sentido.

 Cidadania como políticas públicas estruturais e estruturantes que   darão oportunidades as gentes quilombolas de serem engajados em um grande processo emancipatório, abolindo a escravidão contemporânea.

Liberdade!

 

http://g1.globo.com/al/alagoas/noticia/sesau-investiga-casos-de-esquistossomose-em-comunidades-quilombolas-de-alagoas.ghtml

http://g1.globo.com/al/alagoas/noticia/2016/11/quilombolas-vivem-em-situacao-de-miseria-em-comunidades-de-alagoas.html

http://g1.globo.com/al/alagoas/altv-2edicao/videos/v/familias-de-comunidade-quilombola-enfrentam-dificuldades-em-sao-jose-da-tapera/5436031/


Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.