Raízes da África
Raízes da África

Postado em 14/12/2016 às 09:25 por Arísia Barros em Raízes da África 0

Com seu discurso repleto de amorosidade, Adalberto de Sousa encantou as meninas da UIF. E a nós também.




Por Arísia Barros

Ele foi convidado,na manhã nervosa do dia 11 de novembro,  através de um telefonema, horas antes, para ocupar o espaço deixado pela falta de compromisso de outrem.

A proposta era  participar de uma rodada de conversa com as meninas internas da Unidade de Internação Feminina, órgão da Secretaria de Estado de Prevenção á Violência e sob a gerencia de Samara Veluma.

A ação aconteceu no 2º dia de realização do I Ciclo de Formação em Direitos Humanos e Diversidades: Sistema Penal e Racismo' que foi dedicado à sociedade civil.

Pego de surpresa, Adalberto de Sousa, Srelações públicas,, em Maceió,AL, me dizia, avexado:- Arísia, não tenho muita técnica ou mesmo conhecimentos mais abalizados para falar para essas meninas. Como posso te ajudar? E depois de segundos de reflexão decidiu: - Como sinto isso como um chamado, vou atender seu pedido de socorro. Fecharei algumas pendências no trabalho e as 15h estarei lá

E ele foi. E com sua voz modulada pausada e apaziguadora derramou a essência da amorosidade por toda sala.

A Roda de Conversa com Adalberto Sousa  possibilitou carinhos n’alma, abraços, sorrisos, auto-encontros. Permitiu que aquelas meninas abrissem corações embaçados pelo descaso cotidiano.

Adalberto Sousa ofertou  às meninas um  oceano de palavras, a coragem de apostar na fé.

Fez aquelas meninas internas se balançarem em um território de conforto, tranqüilidade, confiança e humanização.

As meninas socioeducandas ouviram atentamente cada palavra, com um sorriso pendurado nos lábios e a cabeça numa dança sicronizada em sinal de concordância, os olhares atentos dissecavam significados e significantes que desbrava o conhecimento tão integral, tão simples.

Adalberto Sousa é um palestrante motivador, desses que fala direto ao coração, meticuloso, cuidadoso com as palavras.

As meninas externaram frases de agradecimento afirmando que: O Sr foi o único que olhou para nós e perguntou quem a gente era, de onde veio, o que queria da vida.  O Sr, realmente nos viu. E o melhor fala bem e explica para gente o  significado  das palavras difíceis.

O Sr. Agora é  nosso amigo- decretaram no final de um diálogo emocionante.

Não é todo mundo que tem sensibilidade e perspicácia para lidar com os que  socialmente vulneráveis e marginalizados, vivem  nas periferias da história. Adalberto Sousa tem expertise nessa  técnica de aliar o amor a palavra que fala em  fortalecimento subjetivo, coletivo conhecimento.

Com seu discurso  repleto de amorosidade Adalberto Sousa encantou as meninas da UIF e a nós também.

Parabéns, Adalberto Sousa.

Obrigada!

 

 


Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.