Política

Postado em 09/06/2011 às 14:59 0

Governador debate situação tributária dos estados nordestinos em Fortaleza

Teotonio Vilela participa, nesta sexta-feira, às 9h30, do Encontro dos Governadores do Nordeste; a proposta será apresentada ao ministro da Fazenda, Guido Mantega


Por Redação

Arquivo CM

Téo Vilela

O governador Teotonio Vilela Filho, participa, nesta sexta-feira (10), a partir das 9h30, de mais uma edição do Encontro dos Governadores do Nordeste. Teotonio Vilela e os demais governadores serão recepcionados pelo governador do Ceará, Cid Gomes, no Palácio da Abolição, em Fortaleza. O secretário de Estado da Fazenda, Maurício Toledo, também participa do evento.

Desta vez, a discussão será sobre a Agenda Tributária da Região, que será encaminhada ao ministro da Fazenda, Guido Mantega. Na última segunda-feira (6), os secretários da Fazenda do Nordeste se reuniram em Fortaleza, para discutir uma proposta tributária para a Região.

As sugestões que serão debatidas no Fórum dos governadores é a cobrança de 17% do ICMS apenas no estado de destino, já que a proposta apresentada pelo Governo Federal propõe a redução da alíquota interestadual do ICMS para 2% a partir de 2015 - nas operações entre os estados. A segunda ideia é a criação do Fundo de Desenvolvimento Regional com parcelas a serem repassadas para cobrir as eventuais perdas.

Os governadores apresentarão a proposta em uma coletiva, no local, marcada para as 13h30.


Postado em 09/06/2011 às 14:41 0

Nonô anuncia maior ampliação do Programa do Leite no país

Em Alagoas, número de famílias beneficiadas passa de 63.500 para 80.000


Por Redação

“Quero dizer aos produtores alagoanos, da nossa bacia leiteira, que depois de muitas peregrinações a Brasília, e graças à credibilidade do governador Teotonio Vilela com o governo federal, conseguimos a maior ampliação do Programa do Leite de todos os Estados do país”. Foi com esta boa notícia que o vice-governador José Tomás Nonô encerrou ou discurso na solenidade de abertura do IX Enel – Encontro Nordestino de Leites e Derivados, na noite da quarta-feira (8), no auditório do Centro Cultural e de Exposições e Ruth Cardoso.

O evento reúne pequenos e grandes produtores de todo o nordeste com o objetivo de incentivar o empreendedorismo, competitividade de mercado e o intercâmbio de inovações tecnológicas no setor. Durante a solenidade de abertura, o Secretário de Estado de Agricultura e Desenvolvimento Agrário de Alagoas, Jorge Dantas, falou sobre o evento e das ações do governo no setor. Segundo ele, o Enel cresce junto com a cadeia produtiva do leite em Alagoas.

“Na terça-feira assinamos a ordem de serviço para 25 módulos do Programa Balde Cheio. O Alagoas Mais Leite beneficia 500 agricultores familiares e capacitou 270 pequenos produtores em inseminação artificial. Repassamos mais de dez tanques de resfriamento para associações de pequenos produtores, máquinas forrageiras, três caminhões refrigerados, kits de ordenha higiênica, kits de inseminação artificial. Enfim, investimos na qualidade para que o produtor possa vender com competitividade para a indústria e governo”.

Nonô agradeceu a presença de representantes da segunda maior empresa de suplementos alimentares do mundo e anunciou a chegada do grupo com novos empreendimentos em Alagoas. O vice-governador destacou também a importância econômica e social da cadeia produtiva do leite no Estado como gerador de emprego e renda no campo. “O governador Teotonio Vilela dá toda a atenção ao setor. Hoje, o governador tem trânsito e credibilidade entre o MST e os grandes produtores. Interessa-nos manter o homem no campo, com trabalho, renda e qualidade de vida, bem como a melhor distribuição demográfica no Estado, crescimento proporcional e justo. Nosso governo trabalha diuturnamente nisso”. Concluiu.

O evento contou com a presença de representantes do Sebrae, Senai, Banco do Nordeste, Ministério da Agricultura, Federação das Indústrias de Alagoas, Federação da Agricultura de Alagoas, Sindicado dos Produtores de Leite de Alagoas, Sileal, Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Agrário e da Secretaria de Estado do Planejamento e Desenvolvimento Econômico.


Postado em 09/06/2011 às 18:08 0

Battisti pede visto de permanência no Brasil


Por Redação

O italiano Cesare Battisti entrou no Ministério do Trabalho com pedido de visto de permanência no Brasil. Segundo a pasta, o caso será analisado pelos conselheiros do CNIg (Conselho Nacional de Imigração) na próxima reunião do órgão, marcada para o dia 22 de junho.

Ontem, o plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) validou a decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de negar a extradição do italiano. Por 6 votos a 3, a Corte determinou expedição de alvará de soltura, e Battisti já deixou o presídio da Papuda, em Brasília.

O Supremo decidiu, também por 6 votos a 3, não reconhecer a reclamação feita pelo governo da Itália, que queria a extradição do terrorista. O ministro Luiz Fux, por exemplo, chegou a dizer que a Itália deveria questionar isso em tribunais internacionais, e não no Supremo.

"A República Italiana litigou contra a República Federativa do Brasil. Isso não é de competência do Supremo Tribunal Federal. Isso é de competência do Tribunal Internacional de Haia."

Foi a quinta vez que o caso de Cesare Battisti foi debatido pelo plenário do Supremo. O italiano fez parte do PAC (Proletários Armados pelo Comunismo), grupo terrorista de extrema esquerda que atuou na Itália dos anos 70, os "anos de chumbo". E foi condenado pela Justiça de seu país à prisão perpétua por participação em quatro assassinatos cometidos pelo grupo em que atuava.

Ele sempre negou a autoria dos crimes e disse que sofreu perseguição política. Seu argumento chegou a convencer o então ministro da Justiça brasileiro Tarso Genro, que concedeu a ele, no final de 2008, o status de refugiado político. Na ocasião, Tarso argumentou que existia "fundado temor de perseguição política" caso Battisti fosse enviado à Itália.

Esse ato, porém, foi considerado ilegal pelo Supremo, que em 2009 autorizou sua extradição, deixando a última palavra para o presidente da República. Dias depois, o tribunal afirmou que Lula deveria seguir o que diz o Tratado de Extradição entre Brasil e Itália.

Durante a sessão, os ministros protagonizaram momentos tensos durante o julgamento e clima chegou a esquentar, quando Marco Aurélio Mello tentou argumentar que a questão já estava encerrada.

"Vossa Excelência não é censor de colega", disse Mendes a Marco Aurélio. Joaquim Barbosa também argumentou que a questão já havia sido resolvida e levantou a voz: "Chega. Chega!"

REPERCUSSÃO

O governo italiano expressou hoje seu "profundo desgosto" pela decisão do STF de não extraditar Battisti, e afirmou que irá recorrer da decisão brasileira em outras instâncias internacionais, inclusive no Tribunal Internacional de Justiça de Haia.

O primeiro-ministro do país, Silvio Berlusconi, afirmou em um comunicado oficial que a decisão da Justiça brasileira "não levou em consideração a expectativa legítima de que se faça justiça, em particular para as famílias das vítimas de Battisti".

"A Itália irá continuar com sua ação e ativar as instâncias judiciais oportunas para garantir o respeito dos acordos internacionais que unem os dois países por vínculos históricos de amizade e solidariedade", disse o premiê.

Já o chefe da diplomacia italiana, Franco Frattini, anunciou que seu país "irá ativar imediatamente qualquer mecanismo jurídico possível junto às instituições multilaterais competentes, em particular o Tribunal Internacional de Justiça de Haia, para conseguir a revisão desta decisão que não é coerente com os princípios gerais do direito e as obrigações previstas pelo direito internacional".

Frattini declarou que a decisão tomada pelo STF "ofende o direito à justiça das vítimas dos crimes cometidos por Battisti e está em contradição com as obrigações presentes nos acordos internacionais que unem os dois países".

Battisti foi solto na madrugada desta quinta-feira, após o presidente do Supremo, Cezar Peluso, firmar a ordem de libertação.

Hoje com 56 anos, Battisti foi condenado à revelia na Itália em 1993 à prisão perpétua por quatro mortes e tentativas de assassinato cometidos pelo grupo em que atuava. Ele sempre negou a autoria dos crimes e disse que sofreu perseguição política.


Postado em 09/06/2011 às 12:43 0

Governo nega 'conflito' com Conselho e garante alterações em projeto


Por Redação

Foto:Arlindo Tavares

Alvaro Machado

Após a orientação do Conselho Estadual de Segurança de que o projeto de lei, que prevê a contratação de cerca de 800 policiais militares da reserva, havia pontos de inconstitucionalidade, o Governo de Alagoas estará realizando alterações na idéia inicial. As contratações fazem parte do plano do governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) para aperfeiçoar os trabalhos da Segurança Pública em Alagoas.

Ao CadaMinuto, o chefe do Gabinete Civil do Estado, Álvaro Machado, explicou que o governo enviou um minuta do projeto ao conselho que apreciou e aprovou a ideia, mas encontrou aspectos inconstitucionais, que precisariam ser modificados.

Álvaro Machado disse ainda que o projeto foi devolvido ao Gabinete Civil, que já o encaminhou ao Secretário de Defesa Social, Coronel Dário César, para que as devidas alterações sejam feitas. “Estamos atendendo as recomendações do conselho, que são bastante pertinentes. O Governo já solicitou ao secretário que o projeto fosse refeito acatando as observações, para que em seguida seja encaminhada uma nova minuta”.

A ideia do projeto, ainda segundo Machado, será mantida, já que ‘sua essência foi aprovada pelo conselho’. Após as devidas alterações, a minuta deverá ser analisada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), para em seguida ser encaminhada a Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), onde passará pela apreciação dos deputados.

Indagado sobre a atuação do conselho e de um possível ‘conflito’ com o governo, Álvaro Machado garantiu que a deliberação do colegiado expressa a participação social, já que traz o exercício de manifestação sobre diversos assuntos.

“O conselho aprimora a decisão do gestor, já que são várias pessoas pensando e opinando. O conselho não opera apenas para ser favorável. Ele deve aperfeiçoar o pensamento manifestado pelo setor junto ao gestor”, afirmou Machado, que aproveitou para descartar qualquer conflito junto ao colegiado.


Postado em 09/06/2011 às 11:20 0

Presidente do TRE se reúne com prefeitos‏


Por Redação

Os prefeitos dos municípios incluídos na segunda fase do recadastramento biométrico se reúnem nesta sexta-feira, com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral , desembargador Orlando Manso para discutir a revisão programada para as cidades incluídas no processo.

Durante a reunião da AMA desta segunda-feira, os prefeitos discutiram em plenário algumas dificuldades que estão encontrando como custos com deslocamento de eleitores para outras cidades e alimentação.

“São questões importantes ,inclusive do ponto de vista jurídico que precisam ser tratadas para que os prefeitos possam contribuir com o Tribunal ,” disse o presidente da AMA ,Abrahao Moura.

A reunião está marcada para às 9 horas, na sede do TRE .Apenas os prefeitos dos municípios onde o recadastramento já foi feito não precisam participar do encontro. São eles: Barra de Santo Antônio, São Miguel dos Milagres,Maribondo, Quebrangulo,Chã Preta, Poço das Trincheiras,Jaramataia,Rio Largo,Coité do Noia, Igaci e Branquinha.


Postado em 09/06/2011 às 11:45 0

Dilma recebe o presidente eleito do Peru, Ollanta Humala

Humala foi eleito no fim de semana e está no Brasil nesta quinta (9). Dilma também conversou com primeira-dama peruana Nadine Heredia.


Por Redação

A presidente Dilma Rousseff recebeu nesta quinta-feira no Palácio do Planalto o presidente eleito do Peru, Ollanta Humala, e primeira-dama peruana Nadine Heredia. Humala foi eleito no último fim de semana e está no Brasil para uma viagem diplomática.

pós reunião com Dilma, o peruano almoça no Itamaraty com o ministro interino de Relações Exteriores, Rui Nogueira. O ministro Antonio Patriota não poderá receber o peruano porque está viagem oficial a Nova York.

Nacionalista de esquerda, Humala enfrenta a desconfiança do mercado. Após a vitória na eleição de domingo, a bolsa de valores de Lima registrou uma das maiores quedas de sua história.

Em entrevista nesta quarta, ele afirmou que o Peru tem uma economia "real, sólida" e que não pode ser abalado pelas bolsas de valores. O futuro governante afirmou que o Peru vem crescendo entre 7% e 8% ao ano nos últimos oito a dez anos. Ele também antecipou os temas que devem nortear o seu mandato.


Postado em 09/06/2011 às 07:17 0

Promotor manda email para vereador reclamando de violência na Gruta de Lourdes


Por Redação

Cortesia - MP/AL

Promotor Delfino Costa Neto reclama da violência na Gruta

O promotor de Justiça, Delfino Costa Neto, encaminhou um e-mail para o vereador Eduardo Canuto (PV) solicitando que o edil relatasse a situação de insegurança pública vivenciada no bairro de Gruta de Lourdes, em Maceió, onde o promotor reside.

O e-mail de poucos parágrafos relata vários assaltos sofridos pelo próprio promotor e seus familiares, na região da Gruta de Lourdes, que segundo ele, encontra-se “abandonada”. “Fui assaltado na quarta-feira. Tive o carro roubado e fui agredido por dois elementos armados. Fato ocorrido quando chegava a minha residência”, destaca o promotor, em e-mail encaminhado.

Ele relata que os “elementos” estavam em dois carros – um Pálio e uma Ranger de cor prata. O promotor coloca ainda que os criminosos passeiam pela Gruta de Lourdes e que – por conta de dois assaltos –o estabelecimento comercial de seu filho (localizado na Avenida Rotary, no Farol) foi obrigado a fechar. “Tive que arcar com as despesas de fornecedor”. “Os assaltos são corriqueiros”, frisa ainda o promotor. As palavras de Delfino Costa Neto foram levadas ao plenário por Eduardo Canuto, que evitou juízo de valor.

O promotor fala – inclusive – sobre a necessidade de mudar de residência. Delfino Costa ainda reclama do número de assaltos na região. Canuto frisou que a situação da violência é nacional e fez elogios à cúpula da segurança pública do Estado, mas ressaltou a necessidade de políticas públicas.

“O Dário César eu conheço e é um oficial brilhante. Não tenho dúvidas que a polícia está nas melhores mãos com o doutor Marcílio Barenco, mas a situação é preocupante”, colocou ainda. Heloísa Helena (PSOL), em aparte, destacou que é doloroso identificar que existem propostas concretas e alternativas tanto para a prevenção, quanto para repressão.

Heloísa Helena salientou a importância de investimentos sociais para modificar os números da violência, lembrando que caminhos há para isto. Ela citou emendas para Educação Infantil colocadas por no orçamento quando Senadora. “Isto são políticas de segurança pública: investimentos em Educação, Saúde e Segurança Pública”, colocou. A vereadora salientou a importância de ampliar o tema para além da discussão da “questão de polícia”. A edil frisou a necessidade da política de prevenção para evitar a entrada da juventude do mundo do crime.


Postado em 09/06/2011 às 06:57 0

Vídeo: Candidatos vivem expectativa para conhecer novo reitor


Por Redação

Cortesia

Três candidatos disputam o cargo de reitor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Nesta quarta-feira (08), alunos, professores e funcionários da instituição foram às urnas e a expectativa é de mais de 10 mil eleitores tenham participado do pleito.

A votação, que teve início às 8 horas e encerrada às 21 horas, traz a disputa acirrada dos professores Valéria Correia (chapa 1), Paulo Vanderlei (chapa 2) e Eurico Lôbo (chapa 3). Durante a madrugada, as urnas ficaram lacradas em uma sala da universidade e foram vigiadas por uma empresa que realiza a segurança patrimonial da instituição federal de ensino.

A apuração dos votos começou por volta das 9 horas desta quinta-feira (09). O resultado deve sair ainda na tarde de hoje. Neste momento, os candidatos vivem a expectativa para conhecer a escolha dos eleitores. A campanha eleitoral deste ano foi marcada pelo clima tenso e de disputa acirrada.

 


Postado em 09/06/2011 às 02:45 0

Áudio:Romário integra missão do Congresso e desembarca hoje em Alagoas


Por Redação

Uma Comitiva do Congresso Nacional desembarca nesta quinta-feira (9) em Alagoas para conhecer o modelo de acolhimento e tratamento de pessoas viciadas em drogas. Lançado ano passado pelo Governo do Estado o Projeto Acolhe Alagoas coordenado pela Secretaria da Paz em parceria com as comunidades acolhedoras está sendo considerado pelos parlamentares que compõem as comissões de políticas sobre drogas como sendo uma das melhores experiências no País.

Após o desembarque, eles seguem direto para o Juvenópolis, em Bebebouro, onde serão recepcionados às 10h00 pelo governador Teotonio Vilela Filho. A entidade é uma das integrantes da rede Acolhe Alagoas. De lá, antecipa Jardel Aderico, os deputados e senadores vão percorrer outras unidades e encerram o dia numa reunião com Vilela no Palácio República dos Palmares.

Segundo Jardel Aderico, o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo da Fonte, o ex-jogador de futebol e agora deputado federal pelo Estado do Rio de Janeiro, Romário e o ex-governador do Piauí, senador Welington Dias estão entre 30 parlamentares que integram a representação congressista. Os deputados federais alagoanos, Givaldo Carimbão, Célia Rocha, Rosinha da Adefal, entre outros, também devem acompanhar a visita técnica.

O secretário da Paz revelou que durante o encontro o governador vai apresentar as ações e estratégias que viabilizaram a criação dessa rede de acolhimento e tratamento de dependentes. “A comitiva vai reunir documentos e relatos para elaborar relatório que será encaminhado a presidente Dilma para viabilização de mais condições e recursos indispensáveis para ampliação dessa assistência” ressaltou.

Além dos 35 deputados federais e 3 senadores ainda compõem essa missão do Congresso, o diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Brás, Secretária Nacional Antidrogas, Paulina Duarte, Major da Aeronáutica, Marcelo Moreno, consultor Sérgio Senna, Tv Câmara, Hanna Gabriela, Adson Souza e Agenor Francisco.


Postado em 09/06/2011 às 02:28 0

Ricardo Barbosa diz que é vítima de preconceito. "PT se mostra uma boa Casa"


Por Redação

Assessoria

O vereador Ricardo Barbosa (Psol) disse, em entrevista ao Portal Cadaminuto, que sua saída no partido é questão de tempo e que o Partido dos Trabalhadores (PT) vem mostrando ser uma boa possibilidade, já que existem, estadual e nacionalmente, representantes que se destacam pela caráter e pensamento.

Para Barbosa, no Psol Alagoas existe várias correntes que pregam o preconceito contra ele, que se mostrou e desenvolveu nos últimos sete meses.

“Digo que sou vítima de um preconceito dentro do partido que vivi nos últimos anos. Infelizmente, estou passando por isso”, colocou o vereador. Ainda de acordo com Barbosa, o PT surge, agora, como uma possibilidade que pode acolhe-lo de forma recíproca.


“A adesão ao PT é discutida há algum tempo, por grande lideranças locais mas, outros partidos também se mostraram receptivos em me receber”, frisou, ressaltando que nos próximos dias será noticiada sua decisão e que existe um grupo dos 100 filiados ao Psol que podem sair, em breve.

Por fim, Ricardo Barbosa revelou que o anúncio da adesão será publicada após a análise do parecer do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). “Para oficializar a saída preciso,antes, do parecer da procuradoria”,.

O presidente do Psol/AL Mario Agra, disse, em entrevista ao radialista Ildo Rafael, no último dia 26 de abril, que o vereador não cabe mais no partido, devido às suas atitudes na Câmara Municipal de Maceió.

Segundo Agra, o vereador tem muito ainda o que explicar não só para o partido, mas também para os seus eleitores.

“O histórico de Ricardo Barbosa na Câmara de Maceió não condiz com a conduta do partido. Existem questionamentos sobre sua postura na câmara, tais como votar no atual Presidente da Casa, Galba Novaes (PRB), questionar a conduta do membro do mesmo partido, neste caso, Heloísa Helena e também com relação aos gastos da verba de gabinete”, confidenciou um membro do Diretório Municipal do Psol no começo de 2011, alertando que a população de Alagoas exige, também, uma resposta a ‘essa’ conduta contraditória.


Postado em 09/06/2011 às 02:16 0

Governador desconhece "irritação" de Almeida e promete averiguar situação


Por Redação

Jonathas Maresia

Téo Vilela

O prefeito de Maceió, Cícero Almeida (PP/PSD), lembrou, na última segunda-feira (06) durante o lançamento oficial da programação oficial do São João de Maceió, do apoio público ofertado na campanha eleitoral em 2010 e questionou a postura do governador Teotônio Vilela (PSDB) em não apoiar o São João da capital.

Sobre o assunto, o governador disse, em um evento na manhã desta quarta-feira (08) ao Portal Cadaminuto, não saber do motivo da chateação do prefeito.

“Não sei o porquê do ‘problema’ com o prefeito, não estou sabendo o que foi que aconteceu com o apoio financeira da nossa parte”, disse o governador, rebatendo as declarações de Almeida, confidenciando ainda que iria procurar informações sobre o que de fato aconteceu.

“Tentamos por diversas vezes um contato com o Estado com objetivo de conseguir um apoio financeiro para realizarmos o melhor São João do Nordeste. No entanto, não tivemos resposta”, colocou Almeida no lançamento da programação.

Ainda segundo o prefeito, essa é uma postura estranha, já que há menos de sete meses eles, Almeida e Vilela, estavam no mesmo palanque em busca de votos.

“Fizemos parte de um período que estávamos juntos. Há dois anos, fazemos o São João com o incentivo do governo de Alagoas. Infelizmente este ano vamos gastar um pouco mais”, salientou o prefeito, dizendo ainda que a população de Maceió não pode ficar sem a tradição da festa junina. Almeida disse ainda que esperava um postura apartidária do governador Teotônio Vilela.

Apesar do questionamento, Cícero Almeida disse, na semana passada em entrevista ao portal Cadaminuto, que a relação que mantinha com o governador, era apenas de prefeito para governador, argumentando que o abandono de Vilela no ‘momento mais difícil da vida dele’ foi o marco final de uma amizade.

Em 2010, Cícero Almeida e Teotônio Vilela celebravam a união na edição do São João de Maceió, como pode ser visto no vídeo abaixo. Na ocasião, prefeito e governador ofereceram café da manhã onde anunciaram a parceria entre Estado e Município para os festejos


Postado em 08/06/2011 às 18:17 0

Deputado defende a ampliação do recadastramento de eleitores


Por Redação

O deputado Joãozinho Pereira (PSDB) movimentou o plenário da Assembleia Legislativa na tarde desta quarta-feira (8) quando se pronunciou sobre a ampliação do recadastramento biométrico do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O parlamentar entregou requerimento à Mesa Diretora da casa pedindo que sensibilize os juízes do TRE para o recadastramento nos 102 municípios alagoanos.

Joãozinho Pereira afirmou que ouviu uma rádio de Arapiraca convocando a população dos municípios de Craíbas, Lagoa da Canoa e Feira Grande para se recadastrarem na capital do Agreste. “Quanto é que esse eleitor irá gastar para fazer esse recadastramento ao sair de sua comarca”, indagou o deputado, solicitando ainda que os prefeitos sejam parceiros do TRE e deem sustentação para garantir o benefício para os eleitores.

O deputado Ronaldo Medeiros (PT) foi o primeiro a parabenizar o discurso em defesa dos municípios e sugeriu uma campanha para incentivar a população a se recadastrar, lembrando que, caso isso não ocorra, na eleição de 2012 o número de eleitores deve reduzir em cerca de 30%.

“Esse tema é muito importante e deve ser levado para a Câmara de Vereadores também pedir a conscientização dos prefeitos. Se não nos unirmos teremos uma eleição com mais urnas do que eleitores”, ressaltou o deputado.

Em defesa também se pronunciou o deputado Jeferson Morais (PSDB), que também parabenizou o deputado Joãozinho Pereira pela tamanha relevância do tema colocado em plenário. “É complicado convencer o cidadão do sítio, do campo a se deslocar a outro município e ainda enfrentar fila”, colocou, reforçando a necessidade de uma campanha maciça na mídia. “Caso não haja o engajamento de prefeitos, igrejas e sociedade sob a supervisão do TRE as eleições de 2012 estarão prejudicadas”.

Com o mesmo pensamento se pronunciaram os deputados Dudu Holanda, João Henrique Caldas e Ricardo Nezinho que demonstraram preocupação com a proximidade do prazo para o fim do recadastramento, em dezembro deste ano, e com a necessidade de uma campanha de conscientização.

Eletrobras - Ainda em plenário o deputado Joãozinho Pereira criticou a Eletrobras e parabenizou a Celpe, empresa que fornece energia para Pernambuco, devido ao lançamento de uma campanha para promover a troca de equipamentos e eletrodomésticos antigos por novos com o Selo Procel, por meio do Projeto Energia Verde.

Joãozinho Pereira entregou o exemplar do jornal para o deputado Ronaldo Medeiros e sugeriu que quando a Eletrobras estiver na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) seja informada sobre o programa e e conheça o funcionamento da Celpe para ver um modelo de qualidade.