Maceió

Postado em 26/12/2016 às 09:26 0

SMTT vai interditar vias para queima de fogos na orla


Por Redação com Secom Maceió

Foto: Secom

Esquema de bloqueio

Devido à queima de fogos na Orla Marítima de Maceió, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) montou um esquema de bloqueio em vias próximas a região para garantir segurança aos que irão assistir ao show pirotécnico.

A partir das 16h do dia 31 de dezembro, o trecho interditado para o show de fogos de artifício compreenderá do cruzamento da Avenida Silvio Vianna com a Rua Professora Hígia Vasconcelos até a intersecção da Avenida Álvaro Otacílio com a Rua Deputado José Lages.

Agentes de trânsito da SMTT estarão não somente nas extremidades desse trecho, como também nos demais cruzamentos de ruas transversais às vias interditadas para impedir que haja a entrada de veículos. “Toda essa parte da orla será destinada aos pedestres que estarão prestigiando o evento. Faremos também rondas no entorno para evitar que haja problemas na fluidez do trânsito na região”, explica o diretor de Operações de Trânsito da SMTT, Carlos Calheiro.

Quem precisar transitar com veículos motorizados particulares próximo ao local do evento poderá utilizar vias alternativas às interditadas, como as ruas Deputado José Lages, Professor Sandoval Arroxelas, Engenheiro Mário de Gusmão e Durval Guimarães, além de parte da Avenida Silvio Vianna. “Além de equipes fazendo os bloqueios, teremos agentes de trânsito orientando os condutores sobre as melhores rotas para cada destino”, afirma Calheiro.

A SMTT recomenda aos que forem assistir à queima de fogos a saída antecipada de casa, preferencialmente em grupos, buscando locais onde seja permitido estacionar ou utilizar formas alternativas de transporte, como ônibus ou táxi.

“Priorizando a fluidez do trânsito, equipes de fiscalização da SMTT vão estar atentas às infrações, como estacionar em local proibido. As pessoas devem respeitar a legislação e evitar começar o ano com multas ou tendo seus veículos recolhidos pelo caminhão guincho”, recomenda o diretor.


Postado em 26/12/2016 às 09:13 0

Trabalho na horta do sistema prisional muda vida de reeducandos


Por Assessoria

Crédito: Assessoria

Horta do Sistema Prisional

Os primeiros raios de sol trazem mais que um novo dia para os reeducandos que trabalham na horta do sistema prisional, trazem esperança e a possibilidade de plantar um futuro melhor. Cada sementes que floresce, transformando-se em alimento, nutri o desejo de liberdade, que torna-se cada vez mais palpável  através da remissão de pena pelo trabalho.

João Carlos Ferreira Lessa tem 38 anos e há três está preso. Assim como muitos, a privação da liberdade lhe pareceu o fim, porém, encontrou no trabalho coma terra uma forma de se redescobrir. “Quando vim trabalhar pela primeira vez na horta, achei que estivesse em liberdade. É o lugar mais bonito que já vi no sistema prisional”, disse.

Assim como João Lessa, outros 29 reeducandos tem a oportunidade de trabalhar no plantio dos 70 mil metros quadrados de território da horta, produzindo alimentos livres de defensivos agrícolas para os servidores e a população carcerária.

O reeducando conta que assim que soube do projeto desenvolvido pela Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social, interessou-se imediatamente pelo serviço. “Pedi para trabalhar na horta, é um trabalho bonito, tranquilo, é um aprendizado diário. Através deste trabalho, estou aprendendo a lidar com o cárcere de uma forma diferente, com mais suavidade. Essa é a magia de lidar com a terra, ela não nos dá o sentimento de estar realmente preso, é uma redescoberta diária de nós mesmos”, afirmou Lessa.

Além do trabalho, o reeducando tem aproveitado outras oportunidades. “Aqui estou cursando uma graduação à distância. Apesar de ter tido oportunidades lá fora, desisti pela falta de tempo. A gente sempre acha que não tem tempo para as coisas importantes, mas aqui temos tempo para refletir e definir quem queremos ser quando sairmos. Quando se foca no que se quer, podemos conseguir”, falou.

Ainda segundo João Lessa, quem está de fora pode não ter noção da grandiosidade que é o trabalho com a terra. “O plantio, a colheita, tudo é satisfatório. Quando vemos aquele plantio que foi feito há meses através, bem preparado, bem irrigado, bem tratado, dar frutos, nos enche de orgulho, pois sabemos que é fruto do nosso trabalho. Por mais simples que possa parecer, para nós que estamos aqui, é muito importante. Aos poucos vamos valorizando essas pequenas coisas, que muitas vezes desprezamos lá fora”, contou.

Produção em números

Com a dedicação diária, a produção de alimentos no sistema prisional cresce a cada ano. Em 2016 foram produzidas 43 toneladas de mantimentos agrícolas, 13 a mais que o ano anterior. Para o Estado, a economia também é sentida, já que todos os mantimentos produzidos são encaminhados para o setor de aprovisionamento do sistema prisional, e posteriormente distribuídos entre as unidades do sistema que possuem cozinha em suas dependências.

Transformação

Além de servir como atividade terapêutica, tirando os reeducandos da ociosidade, fortalecendo a política de ressocialização e promovendo a reintegração dos internos, o trabalho com a terra traz outros benefícios para os custodiados, como a remição da pena, a garantia de uma fonte de renda e a profissionalização do interno, preparando para o mercado de trabalho após o cumprimento da pena.


Postado em 26/12/2016 às 08:50 0

Tarifas de transporte intermunicipal sofrem reajuste; veja preços


Por Redação

Ônibus intermunicipal

Os usuários das linhas de transporte intermunicipal em todo o estado começaram a pagar tarifas mais altas nesta segunda-feira (26). O aumento autorizado pela Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsal) é de 13,65% e ocorreu a pedido do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado (Sintran) e do Sindicato dos Transportadores Complementares de Passageiros de Alagoas (Sintrancomp).

Os valores valem tanto para os ônibus quanto para as vans de transporte complementar. Segundo divulgou a Arsal, as empresas solicitaram um reajuste de 18%, utilizando como justificativa os aumentos dos insumos referentes, principalmente, a combustíveis e manutenção do veículo. O acordo foi fechado nos 13,65% e vale a partir de hoje.

O aumento, porém, vai deixar bem mais caro alguns trajetos. Das linhas da Região Metropolitana, por exemplo, a passagem entre Maceió e Marechal Deodoro passa a custar R$ 4,50 nos ônibus e R$ 5,00 nas vans. Quem mora em Messias passa a pagar R$ 6,00 para vir para Maceió. As linhas de Pilar para a capital custarão entre R$5,00 e R$ 6,25.

Já as linhas de Rio Largo passam a custar R$ 4,25 até a Ponta Verde, R$ 4,00 a linha que vai até a Via Expressa e R$ 3,65 a linha Cruzeiro do Sul.

A passagem entre Maceió e Arapiraca passa a custar entre R$ 20,50 e R$ 22,50. Para Delmiro Gouveia os preços para ônibus e vans ficarão entre R$ 45,25 e R$ 48,75.

Veja a lista completa com os valores


Postado em 26/12/2016 às 08:19 0

Jovem cai de cavalo, quebra o pescoço e morre durante confraternização de Natal


Por Minuto Arapiraca

Flávia Rafaela

http://minutoarapiraca.cadaminuto.com.br/noticia/18231/2016/12/26/jovem-de-22-anos-cai-de-cavalo-quebra-o-pescoco-e-morre-durante-confraternizacao-de-natal


Postado em 26/12/2016 às 08:06 0

Prefeito veta 106 emendas apresentadas pelos vereadores para orçamento de 2017

Razões dos vetos foram apresentadas no Diário Oficial nesta segunda-feira


Por Gilca Cinara

Foto: Ascom/CMM

Plenário da Câmara de Maceió

O Diário Oficial desta segunda-feira (26) traz a mensagem do prefeito Rui Palmeira sobre o veto parcial ao projeto de lei sobre o Orçamento de 2017. Das 170 emendas acrescentadas ao projeto, o prefeito vetou 106 explicando que “por contrariedade ao interesse público e incompatibilidade com a legislação vigente”.

Ao texto do projeto, os vereadores acrescentaram diversas emendas modificativas que retirava despesas de alguns setores para ser destinado a outro. De acordo com a Comissão Permanente de Finanças, Orçamento e Fiscalização Financeira, foram apresentadas 59 emendas aditivas e 111 modificativas. 

O projeto aprovado pelos vereadores antes do recesso legislativo trouxe ainda o aumento do duodécimo para a Câmara Municipal. Conforme a antiga disposição da Lei de Orçamento Anual (LOA), Poder Legislativo teria para custear suas despesas R$ 58.304.056, mas esse valor é não suficiente para manter os custos.

Os parlamentares conseguiram um aumento aproximado nos R$ 3 milhões, valor colocado como suficiente e fixaram a verba para casa legislativa em R$ 60.606.584.

Os vetos serão apreciados pelos parlamentares para somente ocorrer a sanção do prefeito.


Postado em 25/12/2016 às 16:36 0

SLUM recolheu mais de 6 mil toneladas de lixo de residências este ano


Por Redação com Secom Maceió

Crédito: Ascom Slum

Ação para recolher lixo em residência na Gruta, em março

Uma das grandes ações desenvolvida em 2016 pela Superintendência Municipal de Limpeza Urbana (Slum) foram as ações de retirada de lixo de imóveis. Um balanço divulgado pela pasta apontam que entre dezembro do ano passado até este mês foram mais de seis mil toneladas de lixo e entulho retiradas de residências localizadas em bairros da capital.

Em muitas situações os moradores, denominados de acumuladores, estavam em situação preocupante. Em 29 residências, o salto total foi de 6765 toneladas de lixo.

Entre outras ações realizadas, a Slum destaca as operações de fiscalização deflagradas na capital, o que gerou mais de quatro mil notificações por situações de irregularidade e que vão de encontro com os artigos do Código Municipal de Limpeza Urbana. Este trabalho tem como foco os grandes geradores de resíduos, a exemplo de estabelecimentos comerciais, industriais e da área da saúde, a exemplo de hospitais e clínicas que foram flagrados inúmeras vezes com descarte inadequado de lixo.

Sobre os projetos executados no eixo operacional, o titular da Slum David Maia destaca a mudança na metodologia de limpeza na orla de Maceió, com a instalação de 100 lixeiras com coletores seletivos na faixa de areia, a adoção de máquinas de varrição mecanizadas e também a chamada barragem hidráulica nos canais da capital, que resultou no recolhimento de aproximadamente seis mil toneladas de resíduos em 41 canais. O sistema de treliças, que represa a água de córregos e canais para promover uma onda que varre lama e detritos, teve eficácia comprovada pela própria população que reside próxima aos locais de atuação.

Diariamente, cerca de 1.500 agentes vão às ruas, o que resulta no recolhimento de mais de 1,2 mil toneladas de resíduos, segundo dados divulgados pela Superintendência.


Postado em 25/12/2016 às 10:34 0

Mãe e filho mortos em acidente em União dos Palmares são sepultados no Ceará


Por Gabriela Flores

Crédito: Ascom PRF

Colisão na BR-104 resultou na morte de 3 pessoas

Sob muita comoção, mãe e filho mortos no acidente ocorrido no último dia 22, na BR-104, em União dos Palmares, foram enterrados neste sábado, dia 24, na cidade de Várzea Alegre, no Ceará.

Ítalo Rodrigo Sátiro, de 32 anos e sua mãe, Luísa Leda Sátiro, de 50 anos não resistiram aos ferimentos provocados pelo impacto do Fiat Uno contra um caminhonete e faleceram no local. A esposa de Ítalo, que também morreu no acidente, foi enterrada na sexta, dia 23, em Alagoas.

O CASO

Um grave acidente ocorrido na manhã da quinta-feira (22) resultou na morte de três pessoas. A colisão entre dois veículos aconteceu na BR-104, em União dos Palmares.

O acidente aconteceu na entrada da Usina Laginha, no km 38, por volta das 6 horas. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), um Fiat Uno preto de placa NQQ 8518 de Fortaleza – CE, colidiu com uma Hilux prata, de placa PCR 0205, de Caruaru – PE. O Uno ficou totalmente destruído. Os três adultos que estavam no veículo morreram na hora.

Uma criança que estava no carro foi levada em estado gravíssimo de saúde e se encontra internada no Hospital Geral do Estado (HGE).


Postado em 25/12/2016 às 08:20 0

Denúncias pelo call center da SMTT geraram 3800 ordens de serviço


Por Redação*

Crédito: Secom Maceió/Arquivo

Agentes da SMTT

Um levantamento efetuada pela equipe da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Maceió revelou que no ano de 2016, 3800 ordens de serviços que geraram ações de fiscalização, eventos e outras operações foram efetuadas por intermédio da colaboração da população pelo telefone do cal center 118.

Conforme informações da assessoria de Comunicação da SMTT, os focos da fiscalização de trânsito da SMTT incluíram o combate ao uso irregular de vagas de idosos e pessoas com deficiência, que resultou em 2 mil autuações, e o uso indevido das faixas exclusivas para garantir a fluidez do transporte coletivo urbano, que atende os mais de 300 mil passageiros que necessitam do transporte público em Maceió. “Fizemos também o recolhimento de quase mil veículos que cometeram infrações de trânsito”, cita o diretor de Operações de Trânsito da SMTT, Carlos Calheiro.

Tiveram destaques as operações integradas bem-sucedidas em parcerias com a Polícia Militar de Alagoas (PMAL), Corpo de Bombeiros Militar (CBMAL), Polícia Civil Alagoas, Superintendência Municipal de Controle e Convívio Urbano (SMCCU) de Maceió e a Guarda Municipal.

Em meio aos eventos diversos que contam com apoio da SMTT, como procissões, partidas de futebol, corridas, passeatas, eventos culturais de datas comemorativas e provas de concursos, o destaque de 2016 foi a passagem da tocha olímpica por Maceió. “Foi o maior evento que o órgão já organizou até hoje, uma vez que percorreu toda cidade e participamos do planejamento”, lembra Calheiro.

Para 2017, a expectativa da SMTT é dar continuidade aos trabalhos que tiveram bons resultados, como o auxílio no trânsito durante eventos, além de intensificar a fiscalização de irregularidades que chamaram atenção neste ano.

“Listamos os pontos mais conflitantes do trânsito da cidade em 2016 e estaremos ainda mais atentos a eles. A participação da população também será novamente essencial para que consigamos identificar outras situações a serem sanadas”, explica o diretor.

*Com Secom Maceió


Postado em 24/12/2016 às 14:55 0

Natal e fim de ano: Parque Municipal estará fechado


Por Secom Maceió

A Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma) informa que o Parque Municipal de Maceió, em Bebedouro, estará fechado para visitação neste domingo (25) de Natal e no último dia de 2015 – dia 31, um sábado. No dia primeiro de janeiro de 2017, as visitas também não serão realizadas. A reabertura acontece no dia 3 de janeiro.

Sobre o Parque

O Parque Municipal de Maceió foi inaugurado em 1978, e ocupa uma área superior a 80 hectares de Mata Atlântica preservada. Ao todo são cinco trilhas acessíveis ao público que dá em média 6 Km de caminhada no meio da vegetação. As trilhas: Cidadã, Aventura, da Paz, do Pau Brasil e a do Jacaré. Dos animais da reserva mais comuns para observação, o visitante pode conferir jacarés-de-papo-amarelo, frangos d’água, tatus bola, cágados de barbicha, preguiças, saguis, gaviões falcões, corujas, raposas, tamanduás, vários répteis e insetos.

O Parque conta com monitoramento de guardas municipais e fiscais ambientais que percorrem as trilhas a pé ou com auxílio de quadriciclos e têm contato direto com o Batalhão de Polícia Ambiental.

Ao entrar na Unidade de Conservação, o visitante é cadastrado pelo RG e CPF, além de recebe pulseira identificadora, e quando solicitado, há acompanhamento de guias ou guardas. Para visitas monitoradas ou em grupo é necessário um agendamento prévio pelo e-mail agendaparquemunicipal@gmail.com.


Postado em 24/12/2016 às 14:45 0

Espírito natalino é convertido em solidariedade e grupos levam ceia de natal a moradores de rua 

Em Arapiraca projeto promoveu evento para moradores em albergue 


Por Redação

Foto: Cortesia

 "A partir do momento que eu vi esse pessoal, que nunca conheci na vida, fazendo algo por mim. Eu vi o que é natal". Foi com esse belo relato que Márcio, morador de rua da cidade de Arapiraca, descreveu o momento vivenciado durante uma ceia de natal coletiva em um albergue, onde passa as noites. 

Durante meses, grupos formados por amigos e familiares se preparam para realizar o sonho de muitas pessoas carentes em diversas partes do estado, levando o espírito natalino convertido em solidariedade. 

Em Arapiraca, jovens voluntários do projeto “Espalhe amor” realizaram uma grande ceia natalina no albergue noturno Monsenhor José Neto, localizado no Centro da cidade, onde as pessoas em situação de rua podem passar a noite.

Laís Costa, um das coordenadoras do projeto, coloca que a ação foi realizada ano passado em uma praça , mas este ano o projeto resolveu fazer dentro do albergue, recebendo as pessoas quando elas chegassem ao local. 

 

Uma grande mesa foi montada e uma decoração natalina preencheu os espaços com a magia do natal. Mais de 50 moradores de rua participaram da ceia. Eles foram recebidos pelos voluntários, ganharam um chapéu de Papai Noel, curtiram música ao vivo, jantaram sentados, lado a lado, na grande mesa montada especialmente para eles.

Márcio, um dos beneficiários, vive nas ruas há 10 anos e afirmou que "a  ceia foi algo extraordinário e conseguir ver a humanidade nas pessoas verdadeiramente. O amor de  Deus é capaz de mover montanhas".


Postado em 24/12/2016 às 14:40 0

Beneficiária do Jarbas Oiticica irá passar Natal, pela primeira vez, em sua casa própria


Por Agência Alagoas

“Pela primeira vez, meu Natal será muito feliz, com minha família toda, na minha casa própria”. Essas foram as palavras da dona Sirleide Silva, uma das beneficiárias do conjunto Jarbas Oiticica, entregue em janeiro desse ano.

“Depois de 14 anos morando de aluguel é um sonho poder viver na minha casa. Minha vida aqui é ótima: tenho tranquilidade e paz ao lado do meu marido e minha filha”, contou a garçonete. Sirleide Silva ressaltou que, mensalmente, pagava R$ 280,00 de aluguel e que, hoje, em sua casa própria, paga apenas R$ 75,00.

A decoração já está pronta: Papai Noel pendurado na porta, árvore de Natal com luzes e os comes e bebes da ‘noite feliz’ sendo preparados. “Já estou organizando tudo para a ceia, pois está vindo meu irmão, que mora em São Paulo, e outros familiares, que ainda não conhecem minha casa. Quero recebê-los da melhor forma”, disse.

As residências do conjunto são equipadas com dois quartos, banheiro, sala, cozinha e área de serviço. Elas fazem parte do programa Minha Casa, Minha Vida para famílias com renda bruta de até R$ 1.600,00.


Postado em 24/12/2016 às 09:32 0

Tribunal de Contas emite Alerta de Responsabilização a todos os prefeitos de Alagoas

MP de Contas quer garantir o pagamento da folha e do 13º salário dos servidores municipais


Por Redação*

TCE-AL

Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TCE-AL)

O presidente do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TCE/AL), conselheiro Otávio Lessa, a pedido do Ministério Público de Contas (MPC), emitiu Alerta de Responsabilização a todos os prefeitos alagoanos, sobre o uso dos recursos extraordinários em final de mandato como a cota-parte do ICMS decorrente do Programa de Recuperação de Créditos e de outras verbas.

O MPC solicitou o envio do alerta no sentido de garantir que esses recursos sejam utilizados prioritariamente, para quitar as folhas de pagamento eventualmente atrasadas, quitar o décimo terceiro salário dos servidores municipais no prazo legal, além de pagar a própria folha deste mês de dezembro.

Segundo o procurador-geral de Contas em exercício, Enio Pimenta, as notícias recorrentes de atraso das folhas de pagamento nos municípios alagoanos, inclusive sobre o não pagamento do décimo terceiro salário dos servidores, foi um dos motivos para que o órgão ministerial solicitasse o envio de Alerta de Responsabilização.

“O cenário de crise financeira é presente nos municípios de Alagoas e é preciso atentar a necessidade de orientar os agentes públicos municipais acerca das condutas a serem adotadas neste período de encerramento e transição de mandato, sendo importante que os atuais gestores cumpram suas obrigações sem deixar dívidas para o seu sucessor na administração municipal”, ressaltou Enio Pimenta.

O procurador de Contas lembra ainda que a inobservância ao alerta da Corte de Contas poderá resultar na rejeição das contas anuais de 2016, além de outras implicações, em especial, sanções previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal. O acompanhamento do cumprimento do alerta será feito pela Diretoria de Fiscalização da Administração Financeira e Orçamentária Municipal (DFAFOM).

 

*Com Assessoria MPC