Maceió

Postado em 22/06/2012 às 03:00 0

Creas realiza palestra sobre trabalho infantil para crianças da rede pública


Por Redação

O Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) da Orla Lagunar, em parceria com o núcleo do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) da mesma região, realizou na quarta-feira (20), na Escola Municipal Dr. José Bandeira de Medeiros, localizada no bairro do Vergel, uma palestra para as crianças do 1º ao 5º ano sobre o trabalho infantil.

Durante a palestra, os alunos assistiram também a uma apresentação de teatro de fantoches, criado pela técnica Manoela Moreira, e ao monólogo escrito pelo coordenador do Creas da Orla Lagunar, Valdomiro Pontes, apresentado pela educadora social Nayara Souza. Ambos tratavam das questões que envolviam o trabalho infantil.

“Conhecendo seus direitos e deveres, as crianças se tornam multiplicadores das informações adquiridas na comunidade onde vivem”, ressaltou a diretora da escola, Micheline Oliveira.
O evento também contou com a presença do conselheiro tutelar da região, Márcio Pessoa, e demais técnicos do Peti da Orla Lagunar e Santa Lúcia.


Postado em 21/06/2012 às 13:46 0

São João de Maceió será aberto nesta quinta, no estacionamento de Jaraguá


Por Redação

A partir desta quinta-feira (21), o “São João do Gonzagão” estará à disposição de matutos e matutas em Jaraguá. Até o dia 30, quem aparecer no histórico bairro encontrará um cenário caipira em homenagem ao centenário do Rei do Baião, Luiz Gonzaga. Junto a atrações musicais nacionais haverá comidas típicas, concurso de quadrilhas e cocos de roda e forró pé de serra.

No palco principal, a festa está programada para começar às 21h com Galã do Brega, Ivaldo Maceió e as bandas Danados do Forró e Celebridades do Forró. Quem prefere o forró pé de serra, as atrações na Casa de Show Vox Room serão Batoré, Irineu e Brahma do Forró.

Paralelamente, haverá quadrilhas se apresentando em um dos dois palcos montados no Estacionamento de Jaraguá, além da vila cenográfica que conta um pouco da história do cantor Luiz Gonzaga.
A programação até o dia 30 é a seguinte:

Dia 23 - palco principal: Tom Oliveira e Max Lima, Banda Fascínio.

Dia 24 – palco principal: Forrozada, Galope do Cannibal e Desejo de Menina. Vox Room: Tião e Douglas Marcolino.

Dias 25 - Vox Room: Eliezer Setton, Beto Germano.

Dia 26 – Vox Room: Beto Germano, Zé Mocó.

Dia 27: palco principal: Mô Fio, Aviões do Forró e Face Nova. Na Vox Room: Cicinho do Pandeiro, Assanhados do Forró e Messias Lima.

Dia 28: palco principal: Rafael & Gabriel, Los Borrachos e Forró do Muído. Vox Room: Dollar do Acordeon, Forrozão Xodó Beleza e Joelson dos Oito Baixos.

Dia 29: palco principal: Sandro Becker, Forró dos Plays e Elba Ramalho. Vox Room: Chau do Pife, Edgar dos Oito Baixos e Djair.

Dia 30: palco principal: Cavaleiros do
Forró, Internautas do Forró e Galeguinho de Gravatá. Vox Room: Mistura Fina, Sintonia do Forró e Raios e Trovões.

OSMAN LOUREIRO

Dia 23 - concurso de quadrilha junina; shows das bandas Mô Fio e Capa de Sela.

Dia 24 - concurso de quadrilha, bandas Deixa de Brincadeira e Face Nova.

Dias 25 e 26 - apresentação de quadrilhas juninas.

Dia 28 - Forró da Pegação e Cheia de Charme

Dia 29 - Celebridades do Forró e Pinóquio do Acordeon.

Dia 30 - Danados do Forró e Galope do Canibal.


Postado em 21/06/2012 às 13:44 0

Alunos de curso técnico denunciam calote de professor


Por Redação

Maciel Rufino

Alunos denunciam professor

A oportunidade de uma qualificação técnica e oferta de um emprego ‘certo’ no período curto de oito meses serviram como chamada para dezenas de alunos que sonhavam com a chance de mudar de vida. Mas, o que era esperança se transformou em desespero.

Na tarde da última quarta-feira (20), alunos que faziam habilitação técnica em telemarketing e recursos humanos chegaram para mais um dia de aula e, com surpresa, ouviram a informação de que as aulas não aconteceriam mais.

“Eu nunca vi uma coisa dessas acontecer. Alunos serem doados para outra instituição é um absurdo. Chegando nesse novo local, fomos informados que era mentira do professor Luciano Barata. Ele não cumpriu com seus compromissos e agora estamos aqui, vagando atrás dos nossos direitos”, lamentou a estudando Diandra Andrade, que mobilizou parte das vítimas na tarde de hoje para tentar encontrar uma solução.

“Eu terminei o curso de recursos humanos e quando tentei buscar o certificado fui informada que as aulas não eram autorizadas pelo Ministério da Educação. Era tudo mentira do professor Luciano Barata. Agora, não quero mais certificado ou meu dinheiro de volta. Quero apenas que a sociedade conheça quem é esse Luciano”, frisou.

Durante a entrevista, outros alunos chegaram ao local que o professor alugou para ministrar as aulas e também foram pegos de surpresa com a situação. “Quando eu falava para os meus amigos que Luciano Barata era meu professor, eles me alertaram da possibilidade de levar um calote monstro. Não quis acreditar e agora estou aqui”, disse a estudante de Telemarketing, Bruna Leandro.

Os alunos foram orientados a se dirigir até o prédio do Cesmac, na Rua da Harmonia. A reportagem do CadaMinuto foi até o local e tentou contato telefônico com o professor Luciano Barata, mas não obteve resposta.
 


Postado em 22/06/2012 às 02:28 0

Cooperativa estrutura calendário de torneios leiteiros


Por Redação

Mesmo com a estiagem que atinge fortemente os municípios do Agreste e Sertão de Alagoas, a Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA), resolveu manter o calendário dos torneios leiteiros do ano de 2012. O evento é voltado para o fomento da agricultura familiar.

Conforme foi estabelecido pela equipe técnica da cooperativa, do dia 10 de agosto até o dia 25 de novembro serão realizados oito torneiros leiteiros em comunidades diversas dos municípios de Batalha, Ouro Branco, Traipu e Olha D’água Grande. Em Batalha, por exemplo, agricultores das comunidades Cajá dos Negros, Ribeira e Saúde de Baixo irão participar.

“Estamos trabalhando parcerias para amenizar os efeitos da seca entre os agricultores familiares ligados à cooperativa, essa iniciativa é para estimular a criação do gado de leite e não deixar o agricultor desanimar. Estamos confiantes que a chuva vai voltar a cair e a situação vai melhorar”, frisou Aldemar Monteiro, diretor presidente da CPLA.

Para realização dos eventos, a cooperativa conta com o apoio da gestão municipal e com a parceria da Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri). Os torneios premiam os proprietários dos animais que mais produzem.


Postado em 22/06/2012 às 02:11 0

Semed inicia curso de formação de alfabetizadores e coordenadores


Por Redação

Alfabetizadores e coordenadores selecionados pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) que fazem parte do Programa Brasil Alfabetizado participam, nas escolas Margarez Lacet e Tavares Bastos e na própria Semed, de uma formação inicial de 40 horas, que tem como objetivo discutir o funcionamento do programa e as temáticas desenvolvidas em sala de aula.

A gestora local do Programa Brasil Alfabetizado, Maria de Lurdes Bezerra Nunes, ressalta a importância da formação para os alfabetizadores e coordenadores do programa. “A formação é extremamente importante para os alfabetizadores, pois permitirá um maior conhecimento de como trabalhar a alfabetização de jovens e adultos numa sala de aula”, completa.

Maria de Lurdes explicou ainda que na formação constam sete eixos: constituição histórica do analfabetismo; formação política; alfabetização em linguagem; alfabetização em matemática; avaliação em planejamento; trabalho; além de lazer, cultura e meio ambiente.

“Os alfabetizadores terão o compromisso de participar da formação inicial e continuada, ministrar as aulas, além do acompanhamento dos alunos para as escolas que oferecem o Programa Educação de Jovens e Adultos”, afirma Maria de Lurdes.

O Programa Brasil Alfabetizado é voltado para a alfabetização de jovens, adultos e idosos. Seu objetivo é o despertar do interesse pela elevação da escolaridade, na perspectiva de garantir a continuidade dos estudos pelos alfabetizandos. Em Maceió, o curso tem duração de oito meses e conta com 350 alfabetizadores e coordenadores e cinco mil alunos que nunca frequentaram a sala de aula ou se afastaram dela há algum tempo.

De acordo com uma das coordenadoras do programa, Maria Margarete da Silva, a ideia básica é fazer com que os alfabetizadores trabalhem junto com os alunos os eixos temáticos aprendidos na formação. “Ao longo dos oito meses, temos um cronograma de visitas aos locais onde são ministradas as aulas para ver como anda o processo de ensinamento, além de outras formações com os alfabetizadores”, afirma.

A parceria entre Programa Brasil Alfabetizado e Semed existe desde 2007 e tem como principal finalidade alfabetizar jovens, adultos e idosos. O município recebe apoio técnico na implementação de ações do programa, procurando a garantia na continuidade dos estudos aos alfabetizandos.


Postado em 22/06/2012 às 01:15 0

Unidade Executora adquire novos equipamentos e veículos


Por Redação

O secretário-executivo da Unidade Executora Municipal Fiscal de Maceió, Carlos Lima, anunciou que as metas estabelecidas na quinta revisão do Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros (PNAM) foram aprovadas pela Coordenação Geral de Programas e Projetos de Cooperação quanto a seus aspectos técnicos e limites financeiros.

Com isso, os investimentos realizados nas diversas categorias serão balizados mediantes esses critérios, o que garantirá a continuidade do programa no âmbito da administração de Maceió. “O objetivo é sempre melhorar os serviços públicos direcionados aos cidadãos e contribuintes”, explicou Lima. A UEMF é vinculada à Secretaria Municipal de Finanças (SMF).

Este ano foram adquiridos por meio do PNAM um veículo e duas motocicletas, além de duzentos equipamentos de informática, servidores e fornecimento de licenciamento de softwares. “Tais equipamentos estão sendo distribuídos na Secretaria Municipal de Finanças e também nas demais secretarias vinculadas, tais como de Planejamento e Desenvolvimento, de Administração, Recursos Humanos e Patrimônio e Controle Interno; e Procuradoria Geral do Município”, informou Lima.

Segundo ele, estão em tramitação processos para capacitação de servidores, visando à atualização no manuseio dos sistemas adquiridos; ampliação das ações e capacitação para o Geoprocessamento e aquisição de novos equipamentos para atender também outras secretarias não contempladas na primeira aquisição.


Postado em 21/06/2012 às 11:31 0

MPF move ação de improbidade contra prefeito


Por Redação

O Ministério Público Federal em Arapiraca (AL) ajuizou, nesta semana, ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito de Olho D'Água do Casado – município localizado a 277 km da capital –, José Gualberto Pereira. Recai sobre o gestor a omissão quanto à prestação de contas referente a recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Essa ação, de autoria do procurador da República José Godoy Bezerra de Souza, teve como origem denúncia feita pelo próprio José Gualberto contra o ex-prefeito do município, Wellington Damasceno Freitas (2005/2008). O atual gestor acusava Wellington Damasceno por não prestar contas sobre valores do FNDE, no exercício de 2008.

O convênio entre a prefeitura e o Ministério da Educação, no valor de R$ 125.482,50, tinha como finalidade a compra de um transporte escolar, amparada no Programa do Caminho da Escola (governo federal). A prestação de contas deveria ter sido feita até 19 de março de 2009. Em 1º de janeiro do mesmo ano, José Gualberto assumiu o comando da prefeitura.

Para o representante do MPF, apesar do convênio ter sido firmado na gestão de Wellington Damasceno, a prestação de contas era de responsabilidade de José Gualberto. “O atual prefeito, somente dois meses após findo o prazo e mais de cinco meses depois de ingressar na administração do município, ofertou representação em desfavor de Wellington Damasceno”, explica José Godoy.

Consta na ação que a secretária de educação do município, Marizete Oliveira Rocha, admitiu que os documentos necessários para a prestação foram encontrados na prefeitura em setembro de 2011. No entanto, a mesma não foi enviada no prazo estabelecido pelo Ministério da Educação. “José Gualberto optou por representar o ex-prefeito a prestar contas perante o órgão competente”, afirma o procurador.

José Godoy ainda esclarece: “a representação ofertada por José Gualberto mostrou-se inócua e tendenciosa, uma vez que a prestação de contas feita por Wellington Damasceno à Secretaria de Educação foi apresentada antes que o atual prefeito o substituísse”. Foi o atual gestor que não fez o envio ao governo federal. Não houve sequer solicitação de prorrogação de prazo.

Previsão legal

O MPF requer a condenação de José Gualberto nas sanções previstas no artigo 12, inciso III, da Lei nº 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa). Caso seja comprovada a responsabilidade do gestor, ele pode perder a função pública e ter suspensos os direitos políticos por até cinco anos, além de ser obrigado a pagar multa civil de até cem vezes o valor da sua remuneração como prefeito. É acusado por “deixar de prestar contas quando esteja obrigado a fazê-lo”, ato previsto no artigo 11, caput e inciso VI, da mesma lei.

Seara criminal – O MPF fez a remessa dos inquéritos policiais relativos ao caso à Procuradoria Regional da República da 5ª Região, para que esta promova a devida responsabilização criminal de José Gualberto, uma vez que este, como prefeito, detém foro privilegiado.


Postado em 21/06/2012 às 11:19 0

“Transportadores são tratados como marginais”


Por Redação

Os motoristas de transportes clandestinos realizaram, na manhã desta quinta (21), um protesto em frente à sede da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), na Avenida Durval de Góes Monteiro. Segundo o advogado da categoria, João Luiz Valente, “os transportadores estão sendo perseguidos por fiscais da SMTT”.

“O presidente da Associação Ponto de Apoio, Robervan dos Santos, ao tentar filmar pelo celular, a ação truculenta da polícia que chegou ao local atirando, teve o aparelho violentamente tirado das mãos, foi empurrado e seu rosto pisoteado por um policial”, declarou Valente.

“O poder público tem tratado os transportadores irregulares como marginais. A prefeitura precisa entender que são pais de família trabalhando e não estão cometendo nenhum crime”, revelou o advogado da associação.
 


Postado em 21/06/2012 às 09:53 0

Taxistas entram em confronto com a polícia durante protesto


Por Redação

Muita confusão envolvendo taxistas clandestinos durante um protesto, na manhã desta quinta-feira (21), em frente à sede da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), na Avenida Durval de Góes Monteiro, Tabuleiro do Martins, em Maceió. O grupo, que reclamava da apreensão de veículos e aplicação de multas, bloqueou a pista e entrou em confronto com a polícia.

A manifestação reuniu cerca de 300 taxistas que realizam o transporte irregular de passageiros pelas ruas da capital. Eles pediam a liberação de veículos apreendidos e reclamavam do valor das multas que devem ser pagas pelos proprietários. A chegada de policiais militares da Radiopatrulha acabou em confronto.

A denúncia dos taxistas é de que os militares chegaram atirando balas de efeito moral para dispersar o grupo. Alguns denunciaram que foram espancados. Mas de acordo com a polícia, ao chegar ao local, foram recebidos a pedradas e precisaram revidar.

Pelo menos duas pessoas ficaram feridas, sem gravidade. Outras cinco foram detidas e encaminhadas à Central de Polícia. Por conta do protesto, o trânsito ficou bastante complicado e o congestionamento na região era intenso.

A pista foi liberada após a negociação com equipes do Gerenciamento de Crises da Polícia Militar. Uma reunião ficou agendada entre a comissão de taxistas e o superintendente da SMTT, Ranilson Campos.
 


Postado em 21/06/2012 às 09:16 0

Corpos esperam liberação no IML; direção reconhece deficiência

Desde as primeiras horas de hoje os legistas aderiram à greve


Por Redação

Jonathas Maresia

Luiz Antônio Mansur reconhece deficiências e promete solução

O novo diretor do Instituto Médico Legal, Luiz Antônio Mansur, disse – em entrevista a imprensa na manhã desta quinta-feira (21), que não encara o que cargo que ora assume como um grande desafio, mas reconheceu as deficiências históricas que o local apresenta. Atualmente, os dezesseis médicos legistas do Instituto estão em greve e três corpos esperam os procedimentos legais para posterior liberação.

Apesar da insistência por respostas, o novo diretor não quis fazer nenhum juízo de valor sobre a situação preocupante que o IML se encontra. Ele reconheceu que as dificuldades são históricas e responsabilizou governantes de gestões passadas pelo caos. ”Estava afastado do IML por problemas de saúde, mas como médico-legista tenho conhecimento de todos os problemas. Vamos sentar e analisar todas as situações e propor os melhores caminhos. O meu desejo é resolver as deficiências em sintonia total com os servidores. Concordo em síntese com a pauta de cobrança dos funcionários”, colocou o diretor.

Com relação aos três corpos que aguardam os procedimentos legais para liberação, o novo diretor assegurou que o Estado resolverá a situação em breve. “No Brasil, existe a cultura de velar o morto no mesmo dia ou até um dia após. Em outros países, a cerimônia demora uma semana, duas ou até um mês para acontecer. O Estado tem um prazo máximo para devolver o corpo à família e dentro desse limite vamos solucionar. Sabemos do sentimento dos parentes, mas é preciso compreender também as deficiências do IML”, destacou.

Desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira, os médicos-legistas pararam as suas atividades solicitando melhores condições de trabalho, além de outras questões estruturais. “A Secretaria de Estado de Defesa Social não foi comunicada oficialmente sobre nenhum movimento grevista. Portanto, não temos conhecimento de greve ou algo relacionado a isso. O médico que estava de plantão pode ter faltado. Enfim, vamos procurar as respostas”, declarou Mansur à imprensa.

O movimento grevista foi divulgado fartamente na imprensa alagoana desta a última terça-feira (19).


Postado em 25/06/2012 às 04:20 0

Centro e shoppings não funcionam no Dia do Comerciário

Entre os supermercados, apenas as três unidades do Palato vão funcionar normalmente


Por Redação

Site do CDL

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio/AL) informa que as lojas do Centro da Cidade estarão fechadas na próxima segunda-feira (25), Dia do Comerciário. A praça da alimentação e as lojas dos shoppings Farol, Maceió e Pátio estarão fechadas. Apenas os cinemas vão manter a programação normal.

Todas as lojas dos supermercados Extra, GBarbosa, Unicompra e Bompreço também estarão fechadas no próximo dia 25. Já as três lojas do Palato vão funcionar normalmente. A loja Farol, das 7h até meia-noite; Palato Parque (localizado no Parque Gonçalves Lêdo), das 7h às 10h e Palato Ponta Verde, 24 horas.

O Sindicato do Comércio Varejista de Penedo (Sindilojas Penedo) e o Sindilojas Palmeira dos Índios, ambos afiliados à Fecomércio, informam que no dia 25 o comércio da cidade funcionará normalmente. O fechamento, em virtude do Dia do Comerciário, será no dia 29.

Já o Sindilojas Arapiraca comunica que o feriado do Dia do Comerciário é comemorado sempre no dia 24 de junho. Portanto, nos dias 25 e 29, o comércio da cidade funcionará normalmente.
 


Postado em 21/06/2012 às 06:58 0

Prefeito alega que queda de royalties impediu São João em Coruripe

"Como gestor, não poderia comprometer o orçamento da prefeitura", diz Max Beltrão


Por Redação

Jonathas Maresia

Prefeito de Coruripe esclarece cancelamento de festas juninas

Após o anúncio do cancelamento do São João de Coruripe, o prefeito Max Beltrão, concedeu entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (21), na sede da AMA, para explicar os reais motivos da desistência dos festejos. Entre os motivos, a queda de quase 100% na arrecadação dos royalties foi o citado como o principal fator para a decisão do prefeito.

De acordo com o prefeito, a produção de gás natural do campo de Paru, localizado no município, foi interrompida desde o mês de março, por causa da paralisação das atividades para manutenção e reparo por meio da empresa Petrobras. Sendo assim, os royalties de junho, julho e agosto ficaram comprometidos.

Ainda segundo Max, a administração só teve conhecimento da paralisação na última terça-feira (19), o que inviabilizou a promoção dos festejos. “Fui eu quem inventou o São João aqui na cidade. Estou muito triste com a situação. Mas como gestor, não poderia comprometer o orçamento da prefeitura. Se eu continuasse com a programação, comprometeria os serviços de educação e saúde da população”, frisou Max Beltrão.

Max disse ainda que houve um corte de patrocínio do Ministério do Turismo e do Governo de Alagoas, que em anos anteriores apoiaram o evento. “O governador de Alagoas teve que cortar o orçamento para ajudar nas despesas dos municípios que sofrem com a seca. Entendo perfeitamente a atitude do governador, da mesma maneira que estou pensando em minha cidade. O salário do funcionalismo público municipal tinha que ser respeitado, como também, todas as atividades das políticas públicas realizadas no município, dar continuidade aos investimentos, além de honrar os compromissos assumidos com todos os fornecedores”, disse.

A administração estuda ainda uma possibilidade de promover uma festa mais simples para a população, porém, nada está definido. Beltrão disse ainda que se alguma empresa de evento entrar na Justiça para reclamar da quebra de contrato, ele irá se defender a altura.