OAB recomenda que clientes vejam documentação de advogados antes de contratar serviços

Cortesia 1348697054maiorano Maiorano

O caso da bacharel em direito Marcele Araújo da Silva acusada de lesar seis funcionários públicos se fazendo passar por falsa advogada oferecendo serviços de consultoria e intermediação na venda de precatórios, sem repassar os valores às vítimas levantou o questionamento quanto à segurança dos clientes na hora de contratar um profissional na área do direito.

O presidente em exercício da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional de Alagoas, Ednaldo Maiorano, assinou portaria que foi publicada no Diário Oficial do Estado de Alagoas da quarta-feira (27), para barrar ilegalidades na classe. “O objetivo da medida é o de combater o exercício ilegal da profissão e proteger a sociedade”, afirmou Maiorano.

Ao contratar os serviços de um profissional, a sugestão de Ednaldo é que o cliente faça uma consulta ao Cadastro Nacional de Advogados (CNA). Apenas com o nome do profissional é possível  identificar se ele está no exercício regular ou não da profissão. “No CNA é possível identificar também se o profissional possui inscrição em qualquer OAB do país”, reforçou o presidente em exercício da OAB seccional Alagoas.

No caso da bacharel Marcele Araújo, que se passou por profissional, Maiorano comentou que se a OAB receber a queixa “não vão ter nenhum tipo de representação por parte da entidade uma vez que está no exercício ilegal da profissão. Marcele não possui cadastro na OAB. Se chegar a denúncia vamos encaminhar à autoridade policial por exercício ilegal da profissão”, destacou Ednaldo Mariorano.

Seminário de vendas tem data remarcada para o dia 9 de maio

O 1º Seminário em Maceió “Como se tornar um campeão de vendas”, iniciativa da KLA Treinamentos, será realizado em nova data, no dia 9 de maio. O seminário, que aconteceria hoje, dia 28 d e março, terá a programação retomada devido a problemas pessoais de um dos palestrantes. A programação está mantida e a transferência da data foi realizada porque um dos conferencistas, um dos mais requisitados da América Latina, está se recuperando de um problema de saúde.

 

Inscrições para o 1º Alagoas Caiite serão de 1º a 15 de abril

De 1º a 15 de abril estão abertas as inscrições para o 1º Alagoas Caiite – Congresso Acadêmico Integrado de Inovação e Tecnologia, que será realizado na última semana do mesmo mês, de 22 a 27, no Centro de Exposições Ruth Cardoso, em Jaraguá. Com o tema "Compartilhar Saberes, Multiplicar Conhecimentos", o evento é aberto ao público, gratuito e pretende mostrar à sociedade alagoana a produção acadêmico-cultural da comunidade científica, visando o desenvolvimento do Estado.

Os interessados devem fazer a inscrição no site do congresso, para garantir a entrada em: conferências, mesas-redondas, oficinas, minicursos, lançamentos de livros e uma variada programação artístico-cultural, incluindo o Festival Universitário de Música (Femufal). Todas com expedição de certificados. Além de universitários, o evento também é aberto à comunidade externa, professores e pesquisadores da educação básica à superior.

O evento é uma realização da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), do Centro Universitário Cesmac e da Faculdade Integrada Tiradentes (Fits). O 1º Alagoas Caiite conta também com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação, Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea) e Imprensa Oficial Graciliano Ramos.

De acordo com a coordenadora do congresso, Rachel Rocha, vice-reitora da Ufal, o 1º Alagoas Caiite é também uma demonstração do compromisso da comunidade científica com o Estado de Alagoas e com as formas de conhecimento. Para isso, foi montada uma grande programação de atividades onde serão expostos os trabalhos acadêmicos produzidos no último ano.

 

Projeto Comunidade Futsal apresenta relação das escolas selecionadas

 

O Projeto Comunidade Futsal nas escolas públicas desenvolvido através das Coordenações de Esporte e Recreação (CEREC) e de Saúde (CSAU) do Sesc Alagoas, compõe o Programa de Comprometimento e Gratuidade do SESC, e consiste em intervenções educativas e esportivas, de cunho intersetorial, voltadas para alunos da rede pública. O principal objetivo dessa 1ª edição do Projeto é fortalecer as ações de promoção a saúde por meio do Programa Saúde na Escola, contemplando os eixos temáticos da Política Nacional de Promoção a Saúde.
 
A ação contempla a realização de atividades educativas onde serão abordadas as seguintes temáticas: prática corporal/atividade física;alimentação saudável; prevenção álcool e outras drogas; sexualidade/prevenção DST/Aids; saúde bucal; prevenção no trânsito. Além de torneios de fustsal.
 
 
Programação
 
Início das atividades 13 de abril - com o campeonato de futsal (22 sábados) e atividades educativas no SESC Poço.
 
15 de abril - intervenções educativas nas escolas (1 intervenção mensal por escola. Temas: prática corporal/atividade física; alimentação saudável;
prevenção do uso do álcool e outras drogas(cultura de paz); sexualidade e prevenção das dst/aids; saúde bucal; prevenção no trânsito)
Período de duração do projeto 6 meses.
 
Escolas selecionadas por meio de edital nº04/2013 SESC Alagoas
Projeto SESC Comunidade de FUTSAL: promovendo saúde em escolas públicas
 
 
Escolas de Ensino Fundamental do Município de Maceió/SEMED:
 
- Jarede Viana de Oliveira
- Professor Jayme de Altavila
- Frei Damião
- Dr. Balthazar de Mendonça
- Profª Zilka de Oliveira Graça
- Donizetti Calheiros
- Lenilton Alves Santos
- Marechal Floriano Peixoto
- Paulo Henrique Costa Bandeira
- Manoel Pedro dos Santos
- Eulina Alencar
- Nosso Lar I
- Jaime Miranda
- Pe. Pinho
- Évia Valéria
 
01 escola ligada a SEE
- Escola Estadual Ladislau Neto/ SEE

 

Semana Santa: Mercado da Produção amplia horário de atendimento

O Mercado da Produção irá ampliar o horário de funcionamento nesse período da Semana Santa. De acordo com o diretor de Abastecimento do mercado, Fernando Silveira, o maior mercado público da capital irá funcionar das 6h às 15h nesta quinta e sexta-feira para atender aos clientes em busca do pescado, alimento tradicional neste período do ano. Ainda segundo Silveira, também serão ofertadas mais vagas de estacionamento, como forma de garantir mais conforto aos consumidores.

O diretor explicou que desde a última semana os técnicos da vigilância sanitária intensificaram a fiscalização do pescado que está sendo comercializado. “Intensificamos, também, o controle da entrada de mercadorias e dos hortifruti consumidos nesta época, como força de assegurar a qualidade do alimento. Esta tem sido a nossa prioridade”, destacou.

Além da fiscalização da venda de peixes, camarão, siri e sururu, produtos de grande demanda neste período, a fiscalização também observou a cobertura gelada, ou seja, a qualidade e a quantidade do gelo utilizada para a conservação do pescado. A expectativa dos comerciantes do mercado é de que haja um incremento de até 15% nas vendas dos produtos neste período.

Linha de ônibus ganhará reforço a partir de sábado

Divulgação 1343140118onibus Ônibus

 

O Conjunto Eustáquio Gomes ganhará, a partir deste sábado (30), mais novas opções de coletivos para os moradores. Após solicitações da comunidade, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Maceió (SMTT) se reuniu com empresários de ônibus e a associação dos moradores e chegaram a um consenso sobre a necessidade de atender a demanda de transporte na região.

“Esta medida visa o reforço das linhas atuais e oferecer também mais opções aos moradores do Jardim Royal e Novo Jardim, que ficam nas redondezas do Eustáquio Gomes”, explica o diretor de Planejamento da SMTT, Jorge Bezerra.

Para ele, o plano de atendimento das linhas no conjunto atende a atual perspectiva da população, que foi ouvida e em comum acordo aceitou as modificações. Atualmente, segundo o diretor, são cerca de 1.660 casas construídas no  Eustáquio Gomes, o que dá aproximadamente 10 mil moradores, sem contar com o número de mais de 7 mil residências que estão sendo entregues pela Caixa Econômica  Federal.

“Infelizmente, hoje pagamos por uma falta de planejamento prévio na implantação destes conjuntos no que diz respeito ao transporte público. Mas, com muito esforço, estamos viabilizando recursos para que o mais rápido possível possamos reestruturar o transporte no Eustáquio Gomes, reforça Jorge Bezerra ao citar o não cumprimento à época do artigo 93 do Código de Trânsito Brasileiro.

De acordo com o artigo “nenhum projeto de edificação que possa transformar-se em pólo atrativo de trânsito poderá ser aprovado sem prévia anuência do órgão ou entidade com circunscrição sobre a via e sem que do projeto conste área para estacionamento e indicação das vias de acesso adequadas”.

Ainda na próxima semana, uma equipe de técnicos da engenharia de tráfego da SMTT estará no conjunto para realizar estudo técnico para a implantação das sinalizações vertical e horizontal e o disciplinamento de lombadas, bem como a colocação de paradas de ônibus e a reforma do terminal.

Confira as novas linhas:

Linha 052 (Forene/Centro, via Cambucí) – diariamente, a linha também terá como destino o terminal rodoviário João Paulo II e o mercado da produção;

Linha 304 (Ufal/Ipioca) – a linha terá mais dois veículos nos finais de semana;

Linha 230 (Forene/Trapiche) – a linha ganha mais duas viagens todos os dias nos horários de 6h e 6h30. No sentido bairro/Centro não entrará mais na Ufal. A entrada no campus da universidade será mantida somente na viagem de volta e a partir das 18h;

Linha 903 (B. Bentes/Ufal) – após o Eustáquio Gomes, a linha seguirá direto para o B. Bentes e não entrará mais no Village Campestre e no Graciliano Ramos. Mas, os dois conjuntos serão beneficiados pela linha 807 (Santos Dumont/Ufal).

SMTT retira anúncios ilegais colocados em sinalização

136449198913

Em uma das regiões mais movimentadas de Maceió, no Centro, agentes de fiscalização da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) flagraram várias placas de anúncios colocadas ilegalmente nas estruturas onde ficam afixadas sinalizações de trânsito.

Em cumprimento ao Código de Trânsito Brasileiro, todos os anúncios de propaganda visualizados foram retirados. De acordo com o artigo 84, “o órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre a via poderá retirar ou determinar a imediata retirada de qualquer elemento que prejudique a visibilidade da sinalização viária e a segurança do trânsito, com ônus para quem o tenha colocado”.

“Muitos não têm a noção de que o objetivo das placas de sinalização é unicamente de orientar e dar segurança aos usuários das vias. A fixação de anúncios de propaganda pode, por exemplo, causar confusão para quem tenta visualizar a informação de poder seguir em frente ou entrar para direita ou esquerda, e assim causar acidentes”, explica o coordenador de Operações de Trânsito da SMTT, Carlos Calheiro.

A maior parte das placas retiradas trazia anúncios de propagandas de motos-frete. Algumas tinham até os números de contatos para quem quiser contratar o que se pode chamar de call center do serviço de transporte.

O artigo 82 do CTB também traz em seu texto a proibição de afixar sobre a sinalização de trânsito e respectivos suportes, ou junto a ambos, qualquer tipo de publicidade, inscrições, legendas e símbolos que não se relacionem com a mensagem da sinalização.

Já a Lei nº 3.538/85 (Código de Posturas do Município de Maceió), no artigo 187, evidencia que “qualquer publicidade ou propaganda comercial do tipo alegórico ou ambulante, seja qual for a sua forma ou composição, só será permitida se for considerada de interesse público pela Prefeitura.

O artigo 228 do Código de Postura conceitua ainda que “o trânsito público será protegido nas vias urbanas por sinais colocados nos logradouros públicos para advertência do perigo ou impedimento de transito e placas indicativas do sentido de transito; A Prefeitura processará, administrativa e criminalmente, aquele que danificar, depredar ou alterar a posição dos sinais de trânsito.

Nota de esclarecimento sobre acidente de Pilar

A Assessoria de comunicação da Perícia Oficial do Estado de Alagoas informa que a senhora vítima fatal do acidente de trânsito ocorrido no último dia 26, na BR-101, KM-95,4, no município de Pilar foi devidamente identificada como MARIA DO CARMO BARROS, nascida em 18 de janeiro de 1951, com 62 anos de idade, natural do município de Araçagi no estado da Paraíba.

O reconhecimento foi realizado na manhã de hoje, 28, por um sobrinho da vítima, o qual apresentou a documentação necessária para liberação do corpo que foi encaminhado ao seu estado de origem, aonde acontecerá o sepultamento.

Aceleração prolongada causou explosão de veículo de professor universitário

Internet 1362937315captura de tela inteira 1032013 144110bmp Professor Paulo Décio

O laudo pericial ainda não foi concluído, mas, informações passadas ao delegado Marcos Vinicius da Delegacia de Homicídios, dão conta de que o incêndio que matou o professor universitário Paulo Décio, se deu por conta de uma aceleração prolongada do veículo, afastando assim, a tese de homicídio que vinha sendo levantada e forçou um novo trabalho de análises no carro

O delegado passou a manhã de quinta-feira em reuniões, avaliando este e outros casos, mas, recebeu a informação de peritos que o motivo real da explosão do carro se deu por uma aceleração prolongada, confirmando que o professor dormiu no veículo e provocou o acidente.

A confirmação do resultado preliminar do laudo, muda a idéia de que o professor Paulo Décio poderia ter sido assassinado. Este trabalho de perícia só foi realizado após depoimentos de testemunhas, que afirmaram ver o carro explodindo antes do incêndio que veio a carbonizar o carro e matar o professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

O CASO

Um carro pegou fogo na noite do sábado, dia 09 deste mês, vitimando fatalmente o proprietário, o professor de sociologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) Paulo Décio de Arruda Mello. Ele morreu carbonizado dentro do veículo.

Segundo testemunhas, Paulo teria estacionado em frente a sua residência em Guaxuma e permaneceu sentado no banco da frente, com o carro ligado por algum tempo. Depois disso ninguém viu mais nada até o momento em que o carro já estava pegando fogo.

O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado e deslocou até local, mas ao chegar já encontrou o professor em óbito.

O professor estava prestes a se aposentar da Ufal. Suas últimas aulas seriam ministradas em abril. A morte dele chocou a comunidade acadêmica, já que Paulo era muito querido por alunos e colegas.

Maceió ganha destaque internacional como a sexta cidade mais violenta do mundo

1364481893484

Após ganhar destaque negativo na mídia nacional com uma matéria do jornal Folha de São Paulo, Maceió voltou a ser mencionada como uma das capitais mais violentas do mundo. No site mexicano da rede americana de televisão CNN, uma reportagem veiculada nesta quarta-feira (27), elenca as dez cidades mais violentas do mundo. Maceió aparece na lista em sexto lugar.

Em um vídeo da rede de televisão que fala sobre a violência nas cidades latino-americanas, a cidade hondurenha de São Pedro encabeça a lista com 169.30 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes. Maceió registrou 85.88 crimes. Outra cidade brasileira que também foi mencionada na pesquisa é a capital paraibana João Pessoa. A cidade aparece em décimo lugar e registrou 71.59 homicídios para cada cem mil habitantes.

Os dados são do Consejo Ciudadano para La Seguridad Publica Y La Justiça do México. O apresentador chama a atenção para a grande quantidade de mortos nessas cidades.

Na reportagem a CNN fala sobre o alarmante número de assassinatos na cidade de São Pedro, onde três pessoas são assassinadas por dia.

Veja vídeo no link:

http://mexico.cnn.com/videos/2013/03/27/cuales-son-las-ciudades-mas-violentas-del-mundo

Estado mais violento do país

No último domingo (24), uma reportagem da Folha de São Paulo apontou Alagoas como o estado mais violento do país.

Os pontos destacados pelo portal são a falta de efetivo de policiais, apuração dos crimes ocorridos, principalmente a estrutura do sistema penitenciário do estado, que não dispõe de presídios para abrigar presos no regime semiaberto.

A reportagem faz uma análise de todas as “falhas” existentes na Segurança Pública, o que acarretou para a capital do estado liderar o ranking de homicídios no país.  Matéria faz parte de uma série de reportagem “Capitais do Medo”, sobre as capitais que lideram registram de violência letal no país.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com