Em ritmo de convenção, Taciane Ferro recebe amigos e correligionários em festa de aniversário

Facebook 1339161676tacianeferro01 Taciane Ferro (PTB candidata a prefeita da Barra de São Miguel

O aniversário é hoje (08) e a festa é amanhã (09). A filha do deputado estadual Cícero Ferro (PMN) e pré-candidata a prefeita da Barra de São Miguel, Taciane Ferro (PTB), comemora mais uma primavera ao lado de amigos e correligionários neste sábado.

Em ritmo de convenção e festejos juninos, a pré-candidata dá o pontapé inicial para sua campanha recebendo aliados políticos. O evento deverá contar com as presenças de várias personalidades da política alagoana entre prefeitos, ex-prefeitos, deputados, senadores e populares.

Taciane Ferro é a indicada à sucessão do atual prefeito Reginaldo Andrade (PTB) pelo grupo da situação. Além de contar com o apoio do prefeito, a filha de Cícero Ferro tem todo o aval do senador Fernando Collor (PTB) para concorrer à Prefeitura da cidade.

Na política, vale salientar, Collor sempre teve o pai dela – Cícero Ferro – como um fiel amigo e aliado político de primeiro escalão.

E o PMDB?

Já o senador Renan Calheiros (PMDB), ligado ao prefeito e a primeira-dama da Barra de são Miguel, Márcia Andrade (PMDB), não se pronunciou quanto ao pleito de outubro no município. Segundo fontes fidedignas, Calheiros prefere deixar que a primeira-dama decida o rumo do PMDB barrense na eleição municipal.

Como ela – Márcia – é peemedebista de carteirinha o senador "deixou" o resultado das alianças nas mãos dela (e do esposo também, claro!). A única certeza é que Renan Calheiros sobe no palanque de quem a primeira-dama indicar apoio. Será?

Twitter: @kleversonlevy
Email: kleversonlevy@gmail.com

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Convenções: 1ª chapa majoritária do interior de Alagoas é lançada nesta terça-feira

Você Acontece 1337603686marcius e ronaldo lopes Marcius Beltrão entre Jorge Sexto (PT) e Ronaldo Lopes (PMDB)

Foi dada a largada para o início das convenções partidárias no interior de Alagoas. A primeira chapa majoritária a ser lançada nesta terça-feira, 05, acontece na cidade de Penedo. O ex-prefeito Március Beltrão (PDT) se reúne pela manhã com os partidos políticos que apoiam sua candidatura para eleição de outubro.

Lideranças dos partidos – que já haviam declarado apoio - PT, PMDB, PDT e PCdoB definirão o candidato a vice-prefeito que vai encabeçar a chapa de oposição a atual administração. Na oportunidade, além da coletiva para revelar o nome do vice, a adesão de mais legendas para o “chapão” de Penedo será anunciada.

De acordo com algumas informações de bastidores, o nome mais cogitado e que deverá ser oficializado é do engenheiro e presidente do PMDB penedense, Ronaldo Lopes, como já publicamos aqui neste blog no mês de maio.

Assim, igual ao PT, o PMDB lançaria um candidato à majoritária e preferiu pela retirada do nome da disputa para apoiar Március Beltrão. Juntos o PT, PDT e PMDB terão mais tempo de propaganda eleitoral no rádio.

O “chapão” deverá contar ainda com o apoio do senador Renan Calheiros (PMDB), do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), de lideranças do PT, PcdoB e, provavelmente, do PSD do deputado federal João Lyra.

A coletiva está marcada para acontecer no auditório da Câmara de Vereadores de Penedo, às 10hrs, com todos os partidos da base de oposição ao prefeito Israel Saldanha (DEM).

Twitter: @kleversonlevy
Email: kleversonlevy@gmail.com

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Toninho Lins cessou o “sonho” de eleger a esposa prefeita de Messias

Edmilson Teixeira 1309208556toninho e esposa Izabelle e Toninho Lins

A repercussão do caso de Rio Largo interferiu na eleição deste ano em Messias. Como todos sabiam, Toninho Lins (PSB), ainda no cargo de prefeito de Rio Largo, pretendia eleger a esposa, Izabelle Lins (PSB), prefeita da pequena Messias.

Após o ocorrido na cidade riolarguense, onde ele – Toninho - foi acusado de liderar um esquema de dispensa ilegal de licitação na compra de um terreno, o clima político na terra comandada pela prefeita Vânia Omena (PSDB) também mudou.

Por conta do escândalo – ganhando cada dia mais destaque na imprensa e repercutindo bastante - o “sonho” de Toninho em eleger a esposa prefeita de Messias não deve ter mais palanque. Fontes ligadas ao prefeito revelaram ao blog que “não há mais condições dele tentar colocar Izabelle na disputa eleitoral”.

Como havíamos divulgado aqui no blog, o ex-prefeito de Messias, Jarbas Maya de Omena (PSDB), temendo perder a eleição de 2012 para Izabelle Lins, seria o candidato do grupo político dos Omena. No entanto, a família Omena poderá - ainda não é certo afirmar que sim, mas comenta-se esta hipótese - deixar Vânia ir à reeleição sem ter que se preocupar com os Lins.

Com o desejo de ser prefeita, Izabelle Lins – há alguns meses - fixou residência em Messias e realizava vários eventos beneficentes e sociais evidenciando seu nome na cidade. Todos, sem exceção, premiavam os messienses com grandes brindes. Em Messias, quando há evento realizado pela primeira-dama de Rio Largo a festança é repleta de moradores.

Politicamente, lá em Messias, Toninho e Izabelle contavam ainda com o apoio dos três vereadores de oposição aos Omena: Marcos Calheiros, Marcos Silva e Pedrinho. E agora, após o escândalo, como fica também a situação dos nobres parlamentares? Para onde o trio de vereadores que apoiam (ainda apoiam?) Toninho e Izabelle seguirá?

Por outro lado, se Jarbas Omena vai ou não substituir Vânia Omena na eleição de outubro é outra questão. Os Omenas agora passam a liderar mais a disputa pelo Executivo Municipal. Já os comentários em praça pública na pequena Messias é que o grupo de Toninho Lins foi derrotado antes mesmo do dia 07 de outubro.

“Para quem desejava se reeleger e eleger forçadamente a esposa em outro município, realmente, vai terminar o ano de 2012 sem ter êxito nas eleições de 2012 e, posteriormente, nas mãos da Justiça”, relatou um morador.

Twitter: @kleversonlevy
Email: kleversonlevy@gmail.com
 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Em Palmeira, G12 se reúne hoje para definir nome de "prefeitável" que será lançado dia 10

Internet 1336442786palmeira dos indios vista Vista da cidade de Palmeira dos Índios

Está marcada para noite desta quarta-feira (30) mais uma reunião do G12 - grupo dos doze partidos da oposição - que vai decidir quem serão os candidatos a prefeito e vice-prefeito na eleição de outubro, em Palmeira dos Índios.

A oposição é formada pelos partidos PT, PCdoB, PTB, PDT, PSDC, PPS, PP, PV, PR, DEM, PSC e PSD. O grupo decidiu que no próximo dia 10 de junho anuncia à chapa majoritária que vai enfrentar o atual prefeito James Ribeiro (PSDB).

A indecisão do G12 ainda se deve por conta do nome do ex-prefeito de Igaci, Petrúcio Barbosa (PTB), que aguarda julgamento da Justiça no caso da “Ficha-Suja”. No entanto, em entrevista ao blog do Bernardino, o petebista garantiu que seu nome não consta na lista dos inelegíveis.

Além de Petrúcio Barbosa, os nomes que surgem como possíveis “prefeitáveis” são o da deputada estadual Patrícia Sampaio (PT), Márcio Henrique (PPS), Vladimir Barros (PCdoB), Ricardo Vitório e/ou Zé Maria (PP) e Júnior Miranda (PDT).

Segundo algumas pesquisas internas realizadas, o candidato do PTB sai na frente – com uma grande diferença - quando a disputa é contra o atual prefeito James Ribeiro (PSDB). Com isso, fica mais fácil uma vitória da oposição palmeirense manter a união até o final da campanha.

Segundos os especialistas políticos, se houver um “racha” no G12 o que pode acontecer é a garantia de mais quatro anos do governo tucano de Ribeiro.

Twitter: @kleversonlevy
Email: kleversonlevy@gmail.com 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Oposição desmente negociação de cargos e faz acusações contra administração em Estrela de AL

Divulgação 1337967202chicofautoemradio1 Chico Fausto em entrevista à Rádio Farol FM.

Em resposta à matéria publicada no MinutoPalmeiradosÍndios - no dia de 16 maio - intitulada “Cofre da prefeitura de Estrela de Alagoas é negociado entre candidatose transcrita no semanário Tribuna do Sertão, a oposição em Estrela de Alagoas procurou o Blog para responder às acusações.

Chico Fausto, candidato da oposição pelo PMDB, disse que a informação divulgada não procede. Fausto garantiu que tudo não passa de mais uma mentira plantada e desespero do candidato da situação, Arlindo Garrote (PP), por não saber explicar nada ao povo de Estrela.

“O candidato Arlindo Garrote está desesperado porque não tem como responder às indagações da reportagem do site CadaMinuto do dia 23 de março, e a entrevista que concedi na Rádio Farol FM, no Programa em Defesa do Nosso Direito, em 28 de abril, e explicar sobre os meus questionamentos de como foram aplicados cerca de R$ 80.000.000,00 (oitenta milhões de reais) que passaram por suas mãos quando então era secretário geral de governo da Prefeitura de Estrela”, frisou Chico Fausto.

O peemedebista denunciou ainda que mais de dez poços artesianos estão sem funcionar por falta de manutenção da administração e revelou - também - que os bens patrimoniais que deveriam estar em nome da prefeitura foram colocados em nome de laranjas ou terceiros. Fausto foi mais além aos questionamentos para a gestão atual.

“Este secretário – referindo-se a Arlindo - travou o município de Estrela a ponto de chegar ao caos em processos por desvio de dinheiro da merenda, greve na educação durante todo o mês de maio - cerca de trinta dias - e o tal secretário não resolveu nada. Que ele também explique o fechamento de treze ou mais escolas do município durante esses 12 anos”, indagou.

Por fim, o candidato da oposição reforçou as acusações relatando que a Secretaria Geral de Governo, administrada por Arlindo Garrote e criada conforme Lei Municipal de 01/01/2009, é considerada sem embasamento jurídico (Inconstitucional).

“Este grupo criou a Secretaria Geral de Governo, em 2008, para impedir que o atual prefeito, José Almerino da Silva (PP), administrasse as verbas do município. Ou seja, obrigatoriamente todo dinheiro (os recursos destinados a cada secretaria) passa pelas mãos de Arlindo. O Tribunal de Contas do Estado (TCE-AL), o Ministério Público estadual (MPE) e a Polícia Federal (PF) devem ficar de olho na administração municipal de Estrela de Alagoas”, finalizou o candidato. .

Twitter: @kleversonlevy
Email: kleversonlevy@gmail.com
 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

ÁUDIO: No sertão, radialista chama desembargador e assessor de prefeita de bandidos

R2 Notícias 1337864901marcioaragao Radialista Márcio Aragão usou os microfones da rádio para 'xingar' desembargador e assessor da prefeita

“Prove bandido, que você é influente, prove fechando a rádio e calando a voz”. Esse foi um trecho dito pelo radialista Márcio Aragão, que apresentava um programa jornalístico na Rádio Independente FM (Rádio Comunitária), em Piranhas, referindo-se ao desembargador Washington Luís. Escute áudio aqui!

A briga política no município sertanejo esquentou nas últimas semanas. Além do pai/desembargador de Mellina Freitas (PMDB), prefeita de Piranhas, o radialista usou os microfones da rádio para atingir o assessor da prefeita e diretor administrativo da Secretaria Municipal de Articulação Política de Piranhas, Thiago Nunes, também o chamando de bandido.

Os ataques pessoais contra Washington Luís e Thiago Nunes ocorreram na última quinta-feira (17) quando Aragão anunciou que deixaria o programa de rádio. De acordo com Thiago Nunes, o radialista e a emissora foram denunciados no Ministério das Comunicações devido o tipo de ‘politicagem’ que estava sendo feito na rádio comunitária.

“Desde o inicio deste programa, em maio de 2011, que todos em Piranhas perceberam que era um programa com politicagem. Ele – referindo-se ao radialista - não tem respaldo nenhum aqui”, relatou Thiago.

Insatisfeito por ter perdido o espaço na rádio piranhense, Márcio Aragão também ironizou o modo de escolha dos assessores da prefeita Mellina Freitas. “Nunca me vendi, não me vendo e nem me misturo com bandidos. Bandidos como esse Thiago Nunes, assessor parlamentar da prefeita, esse bandido que anda com capanga e anda com pistoleiro. Resta saber, senhora prefeita, qual o critério para senhora nomear assessores? Se o critério é bandidagem! Porque esse cidadão é um bandido”, disse Aragão no rádio.

Thiago Nunes disse ainda que Márcio Aragão - em seu programa jornalístico - usava dos artifícios do 'proselitismo politico' para atingir a administração municipal e a prefeita Mellina Freitas.

“O uso do proselitismo político, vedado por lei federal que rege a rádio difusão comunitária, estava sendo usado para atingir a gestão da prefeita e a própria prefeita. A Mellina era sempre a vilã, e o pré-candidato a prefeito de Piranhas, Dr. Dante (PDT), o mocinho. O uso desses artifícios e os excessos cometidos pelo radialista já estão sendo alvos de processos judiciais”, enfatizou Thiago.

Empresário e radialista tramavam morte de assessor

Um plano para executar o diretor administrativo da Secretaria Municipal de Articulação Política de Piranhas, Thiago Nunes, estaria sendo tramado entre o radialista e um empresário de Piranhas.

Segundo relatou Thiago, foi descoberta uma conversa - na rede social facebook - entre Márcio Aragão e o empresário André Moura, dono da Cyber-X, empresa que fornece sinal de internet via rádio em Piranhas, onde os dois tramavam a sua morte com pistoleiros pernambucanos e que seriam agenciados pelo empresário.

“Registrei um BO (Boletim de Ocorrência) no início do mês pedindo que fossem apurados esses fatos na delegacia de Piranhas. Diante da gravidade dos fatos e das provas entregues ao delegado da cidade, Cícero Firmiano, o caso foi repassado para a Delegacia Regional que tem como titular o delegado Rodrigo Cavalcante. E, de imediato, Cavalcante solicitou ao juiz da comarca de Piranhas, Dr. Bruno Aciole, mandado de busca e apreensão na residência de André Moura”, afirmou o diretor.

Busca e apreensão na casa do empresário

Na manhã de ontem, 23, foi deferido o mandado de busca e apreensão, que começou a ser cumprido pelos policiais da regional de Delmiro na casa do empresário André Moura, no bairro Xingó, em Piranhas, cumprindo à referida determinação judicial. Após averiguação por parte dos policiais, nada foi encontrado de suspeito na residência. Outras operações no cumprimento de mandados judiciais serão cumpridas no decorrer dos próximos dias.

Após a polêmica, a Câmara municipal de Piranhas aprovou, por unanimidade, uma moção de apoio a Thiago Nunes.
 

Twitter: @kleversonlevy

Email: kleversonlevy@gmail.com

Com R2 Notícias
 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Toinho Batista poderá enfrentar ex-prefeito Mata Grande em Joaquim Gomes

TRE 1337786323halio brandao mata grande Ex-prefeito de Mata Grande, José Hélio Gomes Brandão (PP), conhecido como Hélio Brandão,

Ao que tudo indica o ex-prefeito de Mata Grande, José Hélio Gomes Brandão (PP), conhecido como Hélio Brandão, deverá ser candidato a prefeito em Joaquim Gomes. Até o momento, no município, comenta-se que o marido da também ex-prefeita de Joaquim Gomes, Amara Cristina da Soledade, conhecida como Cristina Brandão, é o pré-candidato do grupo. Ele deverá enfrentar o atual prefeito da cidade, Antônio de Araújo Barros - Toinho Batista (PSDB).

Após a cassação do registro de candidatura da então prefeita eleita, Cristina Brandão (PP), e seu vice-prefeito, Sid Fragoso, em 2009, o município de Joaquim Gomes, que estava sendo administrada – até o início de dezembro de 2011 – pela presidência da Câmara de Vereadores, realizou a eleição suplementar - em dezembro de 2011 - por determinação do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL).

No páreo, estavam o prefeito da época - José Marcelino da Silva, o popularmente conhecido como Nêgo Farrapião (PSL); o vereador Benedito de Pontes (PP), o Bida, que ocupou também o cargo de prefeito interinamente - por dois anos - com o afastamento de Cristina Brandão; e Toinho Batista, que foi eleito com mais de 47% dos votos dos eleitores.

Hélio Brandão, filiado ao PP do senador Benedito de Lira, poderá ser o candidato do grupo para tentar vencer Toinho Batista - que vai à reeleição. Em 2011, na eleição suplementar, o grupo foi derrotado nas urnas quando o vereador Benedito de Pontes (PP) – o Bida, nome indicado pelo grupo de Brandão, não conseguiu se eleger.

Toinho Batista foi prefeito de Joaquim Gomes entre os anos de 1997-2000 e eleito para um novo mandato na eleição suplementar de 2011. Hélio Brandão, em Mata Grande, foi prefeito por dois mandatos (1997-2000 e 2001-2004). Em 2004, em Joaquim Gomes, Brandão conseguiu eleger a esposa – Cristina Brandão – prefeita do município.

Como em 2009 ela teve o registro de candidatura cassado, perdeu o mandato e não conseguiu eleger o indicado – o vereador Bida - na eleição suplementar; atualmente, o grupo de Brandão comanda apenas Mata Grande, com Jacob Brandão (PP), filho dos ex-prefeitos.

Twitter: @kleversonlevy
Email: kleversonlevy@gmail.com
 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Oposição em Palmeira decide no próximo dia 10 o nome de “prefeitável”

Internet 1337698926prefeituradepalmeira Sede da Prefeitura de Palmeira dos Índios

A oposição em Palmeira dos Índios, formada pelos partidos – até então presentes nas reuniões - PT, PCdoB, PTB, PDT, PSDC, PPS, PP, PV, PR, DEM, PSC e PSD, decidem no dia 10 de junho quem será o candidato a prefeito que enfrentará James Ribeiro (PSDB) em outubro.

Pelo andar da carruagem a campanha eleitoral na terra xucuru-kariri vai ser quente. O G12 – grupo formado por 12 partidos – realiza sua convenção no dia 10 para escolha dos candidatos à majoritária e proporcional. No “chapão”, serão mais de 90 candidatos à Câmara Municipal de Vereadores para concorrer às quinze vagas do legislativo palmeirense.

Os possíveis nomes dos “prefeitáveis” são Petrúcio Barbosa (PTB) - que ainda tenta resolver na Justiça a questão da “Ficha-Suja”, Márcio Henrique (PPS), Patrícia Sampaio (PT), Vladimir Barros (PCdoB), Ricardo Vitório e/ou Zé Maria (PP) e Júnior Miranda (PDT).

O G12 poderá contar com o apoio do senador Benedito de Lira (PP), do presidente estadual do PCdoB, Eduardo Bomfim; do Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PCdoB); do secretário de Estado da Pesca e Aquicultura, Regis Cavalcanti (PPS); do Partido dos Trabalhadores (PT) em Alagoas; além da deputada federal Célia Rocha e do senador Fernando Collor, ambos do PTB.

E a situação?

O prefeito James Ribeiro - que não decidiu quem será seu próximo vice-prefeito - continua firme na busca pela sua reeleição. Porém, Ribeiro anda calado e não comenta publicamente sobre o pleito de outubro. Por enquanto, o prefeito vai liberando ordens de serviços por toda cidade e prometendo inaugurar grandes obras em Palmeira dos Índios. Será?

Twitter: @kleversonlevy
Email: kleversonlevy@gmail.com
 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Enquete aponta rejeição de ex-deputado Celso Luiz na disputa pela Prefeitura de Canapi

Foto arquivo 1280435544celso luiz Celso Luiz

Uma enquete realizada pelo Blog Canapi Agora revelou que o ex-deputado, Celso Luiz (PMN), enfrenta uma 'pequena' rejeição na disputa pela Prefeitura de Canapi. A pergunta foi a seguinte: Em qual destes possíveis candidatos a prefeito você não votaria de jeito nenhum? O resultado da enquete foi divulgado no início do mês.

Além de Celso Luiz, os nomes dos possíveis pré-candidatos a prefeito, Vavá, Rita Tenório, Zé Carvalho, Tonho Prefeitinho e Janielson Vieira também foram citados. O ex-deputado ficou na segunda colocação na opinião dos internautas. Por trinta dias, os internautas escolheram quem não merecia o voto nas urnas. Com cerca de  343 votos, este foi o resultado:

O ex-secretário de Transportes, Vavá Mariano, que deve ser o nome indicado pelo atual prefeito, José Hermes (PTB), obteve 44% dos votos (153). O ex-deputado Celso Luiz ficou no segundo lugar com 37% (128) votos. Em seguida, Zé Carvalho 7% (26), Rita Tenório 5% (20), Janielson Vieira 2% (10) e Tonho Prefeitinho com 1% dos votos (06).

Depois que o ex-deputado estadual Celso Luiz decidiu candidatar-se a prefeito de Canapi, o clima político esquentou de verdade. Hoje, Celso Luiz conta com o apoio de três vereadores na Câmara Municipal.  Já José Hermes foi eleito prefeito em 2004 e reeleito em 2008, derrotando nas duas eleições os aliados do ex-deputado.

Celso Luiz, além de Canapi, no sertão de Alagoas, quer continuar mandando em Inhapí, em que seu irmão e atual prefeito Oberdan Tenório (PMN) – o Bel, busca à reeleição.

Twitter: @kleversonlevy
Email: kleversonlevy@gmail.com

Com informações do Blog Canapi Agora
 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Depois do PT fechar com PDT, PMDB também se alia ao "chapão" em Penedo

Rafael Medeiros 1337265376dscf8856 Integrantes do PMDB se reuniram com o ex-prefeito Március Beltrão

Um verdadeiro “chapão”! É assim que está se formando o grupo de oposição que enfrentará o atual prefeito de Penedo, Israel Saldanha (DEM), na eleição de outubro. Depois do Partido dos Trabalhadores (PT) ter fechado um acordo na semana passada para apoiar a candidatura do ex-prefeito Március Beltrão (PDT), na eleição deste ano, o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) – do senador Renan Calheiros - bateu o martelo na manhã desta quinta-feira.

A Executiva Municipal elaborou uma carta de intenção com vistas a montar um programa de governo que viabiliza o recuo da candidatura própria do partido e decide por uma coligação majoritária.

Assim como o PT, o PMDB poderia lançar um candidato à majoritária, porém, preferiu pela retirada do nome da disputa deste ano. O PMDB penedense que tinha como pré-candidato o engenheiro e presidente do partido na cidade, Ronaldo Lopes, oficializou a retirada do nome e decidiu apoiar Március Beltrão.

De acordo com algumas informações de bastidores, Lopes deverá ser escolhido o vice-prefeito na chapa de Beltrão. Com a junção de mais um partido na coligação de oposição a Saldanha, o grupo liderado pelo ex-prefeito já vem sendo chamado de “chapão.” Juntos o PT, PDT e PMDB terão mais tempo de propaganda eleitoral no rádio.

As articulações também não param em Penedo, no entanto, é possível que mais partidos estejam trabalhando e conversando com seus lideres para unir-se ao “chapão” de oposição.

Por outro lado, o grupo do prefeito Israel Saldanha continua indeciso nas questões políticas. Mas há quem diga que essa indecisão se deve por conta da escolha do futuro vice-prefeito. Uma dúvida que tem demandado muito tempo e espera por parte dos aliados.

Como a vereadora Ivana Toledo (PSDB) - esposa do ex-prefeito e atual secretário de Estado da Saúde, Alexandre Toledo - não decidiu ainda seu futuro político, já que ela também pode ser indicada como vice, quem vai ganhando ‘brecha’ é Eliane Rêgo Cavalcanti (PSDB), secretária de Cultura de Penedo e esposa do secretário de Estado da Comunicação, Rui França.

Enquanto isso, o “chapão” vai trabalhando nos bastidores para unir os partidos e lideranças que estão insatisfeitos com a administração atual. Portanto, a política penedense deve ser bastante acirrada. É aguardar os próximos capítulos. 

Twitter: @kleversonlevy
Email: kleversonlevy@gmail.com
 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com