Entrega de comenda a ministro foi 'declaração' de apoio para 2018

Foto: Assessoria MB Dd85e27f e9f8 4b91 b5f0 67fe78cc65b8 Entrega da Comenda Governador Afrânio Lages ao ministro e deputado federal Marx Beltrão

A entrega da Comenda Governador Afrânio Lages ontem, 23, ao ministro e deputado federal Marx Beltrão (PMDB), foi um reconhecimento pelo trabalho, investimentos e avanços do turismo na capital alagoana graças ao empenho do deputado-ministro em Brasília. 

Por outro lado, a proposta do vereador Eduardo Canuto (PSDB) e aprovada por unanimidade na Câmara de Municipal de Maceió, também serviu para mostrar ao ministro alagoano que - dos 21 vereadores da Casa de Mário Guimarães - nove (9) estão "fechados" com ele para 2018. 

Estavam lá: Samyr Malta (PSDC), Francisco Sales (PPL), Galba Netto (PMDB), Tereza Nelma (PSDB), Davi Davino (PP), Siderlane Mendonça (PEN), Dudu Ronalsa (PSDB); o presidente da casa,  Kelmann Vieira (PSDB), além de Canuto. 

Isso ficou claro, principalmente, com a declaração do presidente da Câmara de Vereadores de Maceió, ao usar os microfones antes do encerramento da sessão solene, occorrida no auditório da Associação Comercial de Maceió. 

E o que disse o vereador Kelmann Vieira:

"O Povo de Maceió vai ter cada um de nós [eles, os veradores, acredita-se] trabalhando para mostrar que é hora de colocar, lá em Brasília, pessoas como Vossa Excelência que cuida de Maceió, cuida de Alagoas e que sabe honrar a palavra que o senhor dá a cada um político. Não estamos aqui dando essa honraria porque nenhum de nós seremos candidatos não e queremos seu apoio. Nós estamos dando essa honraria pelo que Vossa Excelência faz por Maceió. O que nós precisamos é de pessaos sérias", comentou. 

Por fim, o presidente da Casa de Mário Guimarães - em tom de recado - deixou claro que o apoio dele e de seus colegas parlamentares (o G9?) ao ministro-deputado se deve pelo compromisso que muitos não reconhecem por inveja do trabalho de Beltrão. 

"Já vimos ministro deixar de empenhar obra para não ajudar um município que não o apoiava. E o ministro Marx Beltrão nunca. Em momento algum. Muito pelo contrário, em quantos muitos criticavam da nossa aproximação, o que ele faz:  ele trabalha e garante recursos para Maceió. Muitos, ao invés de reconhecer o trabalho que Vossa Excelência faz por Maceió e Alagoas, começa a ter inveja do seu sucesso.  Nós [vereadores] não fazemos política com inveja das pessoas. Nós queremos o seu bem e o melhor para Maceió e Alagoas", finalizou Vieira. 

Portanto, para quem serviu o recado? 

Não sei!

Sei que no evento apareceram ainda os deputados estaduais Dudu Holanda e João Beltrão (o pai do ministro) e Marcelo Vitor (todos do PSD) - em nome da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Alagoas, como também, prefeitos, vereadores, empresários e pessoas ligadas ao Trade Turístico de Alagoas. 

Redes Sociais: Kleversonlevy   

Email: kleversonlevy@gmail.com 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Ronaldo Luz: o vereador que foi e voltou!

Ascom CMM/Arquivo Bed866ba 60b5 4f62 811c 948770fb099a Vereador Ronaldo Luz

Na semana passada, depois que sua imagem perante sociedade e imprensa ficou negativa, o vereador Ronaldo Luz (PMDB) - por Maceió - foi e voltou em suas declarações sobre o homossexualismo.

Primeiro, Luz disse direto da Tribuna da Câmara de Maceió que homossexualismo é doença, causando enorme repercussão até nas redes sociais.

Leia também: Em nota, vereador que afirmou que homossexualidade é doença pede desculpas

Em seguida, ao se retratar diante da "zuada" que ele mesmo causou, o parlamentar respondeu que tudo não passou de um mal-entendido causado por “interpretações equivocadas” em sua fala.

Portanto, como disse a jornalista Vanessa Alencar: "Pode até ser que ele tenha se expressado mal, mas não houve interpretação equivocada. O dito foi dito". E ponto final!

Não só os nobres políticos mas, principalmente eles, devem se "policiar" no que dizem ao usar os microfones. As redes sociais não perdoam.

Os vídeos e áudios gravados são irretratáveis.  

Que sirva como lição (ao vereador também).

Boa semana. Vida que Segue!

Redes Sociais: Kleversonlevy   

Email: kleversonlevy@gmail.com 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Oposição pepista: o recado de Arthur Lira foi para quem?

Foto: Site do Parlamentar C60292c9 43a3 4510 8205 138536b7c481 Deputado federal Arthur Lira (PP)

Desde que divulgou um vídeo tratando ser de oposição aos Calheiros, o deputado federal Arthur Lira (PP) parece que deu o pontapé - de oposicionista - na disputa de 2018.

Lira fez questão de destacar o chamado "acordo branco" existente entre o ex-governador Téo Vilela (PSDB) e o senador Renan Calheiros (PMDB).

O parlamentar explicou - como são os bastidores - que 'ficou claramente definido isso na eleição de 2014, quando Vilela abdicou por toda a sua base de apoio para apoiar uma candidatura que não logrou êxito. 

Por conseguinte, disse o deputado federal, que, ao final, sem nenhum demérito, Vilela apoiou uma outra candidatura que não refletia naquele momento a vontade majoritária do povo alagoano.

"Nós, que fazemos um grupo de oposição ao governo de Estado de Alagoas, estamos vendo e lendo com muitas preocupações algumas notícias que têm sido veiculadas, nos sites e nos jornais, sobre a possível ocupação do Rui Palmeira, do nosso candidato a governador. Espero que Rui defina logo isso, em assumir a presidência estadual do PSDB. A população alagoana precisa de apoio. Não é justo ficarmos à disposição de um jogo político. Deixamos aqui o nosso alerta. Um posicionamento claro e objetivo. A composição política deve ser democrática, clara e limpa, sem jogo de bastidores", comentou.  

Porém, verdade seja dita, mas, os bastidores da política alagoana é isso mesmo. Chega tarde os fatos de 2014 - e sem necessidade pelo tempo, contudo, era o acordo daquele ano entre Téo e Renan.

E 2018? 

Qual o acordo?

Já escrevi neste blog, inclusive, que se os bastidores da política alagoana transparecessem o que - realmente - acontece cotidianamente, muita gente saberia qual rumo tomar em 2018.

Leia também: Bastidores da política alagoana 'esquentam' o clima para 2018

Repito: Portanto, não queiram entender os bastidores da política alagoana. Esperem a eleição chegar e vejam o resultado dos palanques formados e seus respectivos aliados. Afinal, se a união faz a força, os bastidores fazem a velha política alagoana acontecer.  

Agora, se perguntar não ofende: o recado do deputado federal Arthur Lira foi para quem?

Redes Sociais: Kleversonlevy   

Email: kleversonlevy@gmail.com 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Possível indicação do PDT ao IZP gera 'insatisfação' entre servidores

Foto: Facebook 9442a66d 1edb 4ff9 8dd0 5eaf4f4364bb Jornalista Kennedy Luiz pode ser nomeado o novo diretor-presidente do IZP

Desde que este blog publicou a matéria - No "pacote" do PDT, jornalista deve assumir IZP na era RF - a repercussão foi grande nas salas e corredores do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). 

Só de pensar que o atual diretor-presidente da instituição, o jornalista Roberto Amorim, seria substituído pelo também jornalista Kennedy Luiz, servidores reagiram com tom de 'insatisfação" sobre a possível indicação do Partido Democrático Trabalhista (PDT). 

Kennedy, além de fazer parte do diretório do PDT em Alagoas, é atualmente técnico no IZP e trabalha como radialista e jornalista, contudo, considerado um servidor ausente dos quadros de funcionários do local de trabalho. 

Apesar de conhecer bem toda estrutura e espaço, segundo relatos ao blog, ele não tem boa relação pessoal com os servidores do IZP (havia publicado, anteriormente, que havia boa relação, mas não foi isso que me informaram no pós-matéria). 

A questão é que os cerca de 200 servidores do Instituto vivem no melhor momento de amadurecimento, crescimento, trabalho, conciliação, "arrumação' e sob uma direção que mudou a "cara" da comunicação institucional.

Para maioria dos servidores, trocar de direção por questões políticas é retroagir no tempo em que o IZP era usado - apenas - para preenchimento de cargos políticos. 

"Tivemos grandes avanços com essa nova direção do IZP, desde o início do Governo Renan Filho (PMDB). A indicação do diretor-presidente, através do secretário Ênio Lins, foi uma das melhores para instituição. Mudamos, crescemos e inovamos. O Roberto Amorim não só conseguiu 'arrumar a casa', como também, fez os profissionais se unirem mais e colocou o IZP em ordem. Mudar, após tantos avanços e por questões meramente política, seria uma perda para todos. É inaceitável essa condição", comentou um funcionário que prefere não se identificar. 

Por outro lado, há nos bastidores uma "manifestação interna" contra a indicação de Kennedy Luiz ao IZP, inclusive, de informações como o acúmulo de cargos comissionados. Todavia, esse um assunto que os próprios servidores resolverão internamente. 

Fora isso, no entanto, se o deputado federal Ronaldo Lessa (PDT) quiser mudar a direção do IZP - caso esteja dentro do pacote de aliança do partido com RF - vai enfrentar e trazer também sérios problemas para o Palácio República dos Palmares. 

Ao final, repito: Política é política! O resto... quem decide é o governador Renan Filho. 

Será?

Redes Sociais: Kleversonlevy   

Email: kleversonlevy@gmail.com 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

"Acorda, povo alagoano! O Brasil não merece Renan Calheiros", rebate site

Foto: Paulo Whitaker/Reuters 5c7d051b fb64 4409 94a2 4c876dcd04ec Renan Calheiros e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na cidade de Penedo

Ainda repercute - em rede nacional -  o vídeo gravado pelo senador Renan Calheiros (PMDB) em defesa da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

Desde que Calheiros publicou as imagens - em suas redes sociais - na última sexta-feira, 13, durante a celebração dos 186 anos do município de Viçosa, o considerado "advogado de Lula" foi bem contundente ao afirmar que o 'Brasil  não merece' o deputado Jair Bolsonaro (PSC-SP).  

"O que, lamentavelmente, tristemente, caracteriza o Brasil neste momento é essa discusssão infame. É esse debate nojento. Esse noticiário repetitivo se é legal ou não é legal o recibo de aluguel do apartamento vizinho ao apartamento que mora o ex-presidente Lula. Enquanto preparam sua retirada da eleição presidencial, querendo ou não querendo, não importa, é o caminho para candidatura do Bolsonaro. O Brasil não merece isso”, comentou Renan Calheiros.

Por outro lado, a imprensa nacional comentou o pronunciamento do senador alagoano e - ao mesmo tempo -  criticou a decisão pela defesa do ex-presidente Lula.

O Portal Brasil Sem PT - contra tudo aquilo que vem de Lula, Dilma, PT e esquerda em Geral - rebateu Calheiros ao postar um texto em que repete a mesma frase dita pelo ex-presidente do Senado Federal,.

Intitulado de "Acorda, povo alagoano! O Brasil não merece Renan Calheiros", o conteúdo do Brasil sem PT diz que Renan, alvo de inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF), precisa do foro privilegiado e aposta na força de Lula com o eleitorado de Alagoas.

"Renan Calheiros publicou no Instagram que a insistência em tirar Lula da corrida presidencial fortalece Jair Bolsonaro. Em vídeo ele ainda disse que o que caracteriza o Brasil é o “debate nojento e noticiário repetitivo” sobre o recibo de aluguel do apartamento vizinho em que mora o ex-presidente. Renan, alvo de inquéritos no STF, precisa do foro privilegiado e aposta na força de Lula com o eleitorado de Alagoas", escreveu o Brasil Sem PT. 

Será? 

Por fim, o deputado federal Jair Bolsonaro respondeu às críticas de Calheiros sem dar tanta ênfase ao que foi falado no vídeo. 

Assista abaixo!

Redes Sociais: Kleversonlevy  

Email: kleversonlevy@gmail.com 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Vereadores "fecham" apoio ao nome da família Beltrão para deputado federal

Foto: Facebook F4b1f29f e28f 4605 b633 da3d248017a6 Vereadores "fecham" com família Beltrão para deputado federal

Dos quinze (15) vereadores que fazem parte da Câmara Municipal de Coruripe, 14 - e os suplentes - estarão "marchando" juntos do candidato a deputado federal da família Beltrão. 

Gutte Brêda, Mesaque, Ailton do Nelson, Henrique Chicão, Edinho, Hugo Beltrão, Elieser, Roberta Beltrão,  Neguinho do Newton, Laranjinha, Juarez, Zé da Ní, Di do Jazon, Maurício da Farmácia, Dalmo e Neto Mota se reuniram para dizer 'sim' ao nome indicado pelo grupo político à Câmara dos Deputados. 

Com isso, o presidente do Partido Social Democrático (PSD) e ex-prefeito de Feliz Deserto, Maykon Beltrão, é o pré-candidato a deputado federal da família Beltrão em 2018.

Pelas redes sociais, Beltrão publicou fotos do encontro que teve na última quarta-feira, 11, durante um café da manhã na cidade de Coruripe.

"Hoje (11) pela manhã tomei café com os vereadores de Coruripe. Agradeço o convite de todos os parlamentares que - mais uma vez - se empenham em ajudar e a trabalhar pelo nosso município. Muito bom contar com o apoio de cada um de vocês. Vamos à luta! Esse é o Compromisso, Coruripe! Obrigado, amigos vereadores!", esceveu MB. 

No litoral sul, o apoio parte de lideranças políticas, vereadores e dos prefeitos de Coruripe (Joaquim Beltrão), Jequiá da Praia (Jeannyne Beltrão), Feliz Deserto (Rosiana Beltrão), Piaçabuçu (Djalma Beltrão) e Penedo (Március Beltrão).

"Quero dar continuidade ao trabalho em defesa dos alagoanos que foi iniciado pelo então deputado federal Joaquim Beltrão - à época - e hoje com o ministro do Turismo e deputado licenciado, Marx Beltrão. Uma das bandeiras levantadas, inclusive, será na área da agricultura que já teve um grande avanço com o Projeto de Lei de Conversão (PLV) 8/2016, decorrente da Medida Provisória (MP) 707/2015 - que reabre prazos e concede mais benefícios para a quitação ou renegociação de dívidas rurais de agricultores do Nordeste - uma das bandeiras de lutas do deputado Marx Beltrão em Brasília", disse Maykon Beltrão ao Blog. 

Buscando apoios 

Por outro lado, Maykon continua se reunindo (basta acompanhar suas redes sociais) com lideranças alagoanas para tratar assuntos referentes à política alagoana e aos municípios, bem como, visando o fortalecimento e crescimento do PSD em Alagoas. 

Na última terça-feira, 10, por exemplo, ele - MB - representou o ministro do Turismo, Marx Beltrão (PMDB), numa solenidade ocorrida na cidade Palmeira dos Índios (junto ao prefeito Júlio Cezar - PSB, vereadores, secretários municipais, convidados e população) pela Ordem de Serviço para construção de uma nova Creche no município.

No mesmo dia, em Piaçabuçu, ao lado do prefeito Djalma Brêda, Maykon Beltrão participou das reinaugurações das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) do município, acompanhado também da vice-prefeita, Keity, vereadores, secretários municipais, lideranças políticas e autoridades da região

Portanto, 2018 nem chegou e é hora de ir em busca de apoios para quem almeja disputar o pleito vindouro. 

Redes Sociais: Kleversonlevy  

Email: kleversonlevy@gmail.com 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Moradores farão abaixo-assinado contra "proibido de estacionar" na porta de casa

Cortesia: Jamerson Ramalho C1b74459 7514 4090 9929 0de0a9ebfea7 Ruas transversais da Amélia Rosa receberam placas de proibido estacionar

Apesar da Superintendência  Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) anunciar que instalou placas de sinalizações de proibido estacionar em sete ruas da Avenida Antônio Gomes de Barros (antiga Amélia Rosa), no bairro da Jatiúca, moradores desaprovam a ação do órgão.

O blog conversou com os donos de algumas residências que estão instisfeitos com a implantação - de novo! - das placas que proibem estacionar até na porta de casa. Uma delas, inclusive, é a Rua José Maia Gomes que é traversal com a Amélia Rosa. 

Segundo relatos repassados ao blog, a instalação aconteceu por conta que algumas pessoas que moram em ruas próximas da antiga Amélia Rosa solicitaram a sinalização à SMTT, como também, até ajudaram os técnicos com a instalação.  

"Testemunhas ouviram o pessoal que estava realizando a instalação das placas (com o carro adesivado "a serviço da SMTT") conversando com moradores de um prédio que fica na rua por trás, a rua Dep. Luiz Gonzaga Coutinho. Elas afirmaram ainda que foram eles solicitaram tal sinalização, inclusive, questionando o pessoal que estava trabalhando e informando que algumas placas seriam colocadas na rua errada. Após isso, os vizinhos também disseram que a equipe da SMTT informou que, mesmo assim, instalaria nas demais ruas do bairro", comentou Jamerson Ramalho. 

De acordo com informações colhidas pelo blog, a instalação foi possível graças aos residentes de um prédio que fica na Rua Deputado Luiz Gonzaga Coutinho (sem infraestrutura para comportar um edifício e não se sabe como a construção do mesmo foi autorizada) incomodados com veículos estacionados próximos à entrada da garagem do prédio.

"Se haviam carros estacionados de forma irregular cabe ao órgãos competentes fiscalizarem e aplicarem a multa devida. Não realizar tal proibição até porque o estacionamento é benefício para os moradores e empresas da região, assim como, não atrapalha em nada. Tanto que não houve reclamação por parte dos moradores ou empresas da rua José Maia Gomes. Mas - praticamente - privatizaram a rua", completou o morador. 

Por outro lado, moradores insatisfeitos já disseram que vão realizar um abaixo-assinado contra o que eles consideram "ato abusivo" para favorecer poucas pessoas de um prédio e em desfavor da maioria e dos que realmente utilizam tais vagas para estacionamento na via pública.

"A prefeitura e os órgãos responsáveis deveriam estar preocupados em fazer com que o sistema público de transporte funcionasse de uma forma em que todos pudessem utilizar sem restrições, medo e com qualidade. Assim, haveria diminuição de veículos particulares nas ruas. Mas isso não é prioridade, infelizmente", finalizou Jamerson Ramalho. 

Portanto, não é de hoje que o blog chama atenção da SMTT para alguns ajustes no trânsito da capital alagoana. 

Leia também:  Sem fiscalização da SMTT, ruas transversais da Amélia Rosa são um 'caos'

Amélia Rosa: avenida precisa urgente de uma atenção da SMTT

SMTT implanta Zona Azul em mais uma rua e gera insatisfação

O que diz a SMTT?

De acordo com a assessoria de Comunicação da SMTT, as novas placas foram instaladas na Rua Industrial Breno Cansanção, Rua Olavo Macedo Ribeiro, Rua Dr. Augusto Cardoso, Rua José Maia Gomes, Rua Deputado Luiz Gonzaga Coutinho, Rua Desportista Cláudio Rocha Lima e a Rua Dr. Pedro Moura.

Segundo Daniela Loureiro, assessora técnica de Obras Viárias da SMTT, esse já era um projeto antigo que atende demandas solicitadas pela população.

“Por ser uma área residencial e comercial, o fluxo de veículos é intenso na região. Então, com a intenção de fazer com que as pessoas possam transitar melhor e também possam estacionar em suas residências e ter acesso às garagens prédios, as sinalizações foram implantadas”, explicou Loureiro.

Redes Sociais: Kléverson Levy 

Email: kleversonlevy@gmail.com

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

João Dória, de SP, Cidadão Honorário de Maceió. Por quê?

CadaMinuto - Arquivo 14006998516643 Câmara de Maceió

Desde que os vereadores José Márcio Filho (PSDB) e Chico Filho (PP) propuseram concessão de Título de Cidadão Honorário de Maceió ao prefeito de São Paulo, João Dória Júnior (PSDB), o tema repercute nas redes sociais e na sociedade maceioense. 

A questão a ser indagada é: Qual foi a benesse/benefício/ganho/ajuda... que João Dória fez por Maceió?

De acordo com a Assessoria da Câmara de Vereadores de Maceió, o projeto segue para a Comissão Permanente de Constituição e Justiça (CCJ) que emitirá parecer a respeito da iniciativa.

Só depois do trâmite regimental, ele retorna ao Plenário onde será discutido e votado, em duas discussões, para ser aprovado.

Diz a nota da Assessoria: “Além de ter dado cara nova à cidade de São Paulo, o prefeito João Dória Jr. é destacadamente um grande nome do empresariado brasileiro. Por conta do serviço prestado ao país nesse setor e pelo que tem feito pela capital paulista, queremos homenageá-lo com o Título de Cidadão Honorário de Maceió”, destacou José Márcio Filho, companheiro de legenda de Dória.

Sim, e daí?

"Pelo que tem feito pela capital paulista, queremos homenageá-lo". É isso mesmo?  

De fato, e não é de hoje, parlamentares alagoanos têm essa - vamos dizer  - "mania" de homenagear políticos e autoridades que nem bem conhece Maceió, imagine o nosso belíssimo Estado de Alagoas. 

É inadimissível que um político seja homenageado, como João Dória, apenas pelo fato de ser um pré-candidato a presidente da República e, no minimo, querer que a sociedade o conheça como "cidadão do município". 

Infelizmente, Título de Cidadão Honorário de Maceió, como também , Título de Cidadão Honorário de Alagoas deveriam ser entregues aos verdadeiros cidadãos e cidadãs que temos em nosso Estado, seja na Cultura, na Educação, na Saúde, na Arte, na História e tantas outras áreas onde grandes personalidades se destacam. 

Agora, cá para nós: 'implantar' um  Projeto de Decreto Legislativo para uso político-eleitoral é querer que a sociedade aceite qualquer demanda que venha do legislativo municipal. 

Por hora, João Dória (com ou sem rima) merece ser cidadão honorário de Maceió?

Por quê?

Redes Sociais: Kléverson Levy 

Email: kleversonlevy@gmail.com

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

No "pacote" do PDT, jornalista deve assumir IZP na era RF

Foto: Facebook 9442a66d 1edb 4ff9 8dd0 5eaf4f4364bb Jornalista Kennedy Luiz pode ser nomeado o novo diretor-presidente do IZP

Que o PDT, do deputado federal Ronaldo Lessa, já está 'aterrissado' no governo Renan Filho (PMDB) todo mundo sabe. 

Porém, a conversa para o preenchimento dos cargos que serão ocupados pelos pedistas alagoanos no Governo do Estado inclui até o Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). 

Segundo fontes do blog, a sigla deverá indicar também o novo diretor-presidente. No pacote do PDT, o jornalista Kennedy Luiz pode ser nomeado o novo 'comandante' do IZP. 

Kennedy, além de fazer parte do diretório do PDT em Alagoas, é atualmente técnico no IZP e trabalha como radialista e jornalista. Ou seja, conhece bem toda estrutura de trabalho, espaço e tem boa relação pessoal com os servidores do órgão. 

Por outro lado, a fim de aglutinar nomes e compor um grupo político forte à sua reeleição, o governador conseguiu tirar o PDT das mãos do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), oferecendo uma maior quantidade de "acomodações" no Palácio República dos Palmares. 

Se confirmada a ida do jornalista Kennedy Luiz ao IZP, Lessa se tornará um dos grandes aliados dos Calheiros e garantirá seu retorno à Câmara Federal em 2019. 

No mais, Kennedy assumindo o cargo terá pela frente que administrar a TV Educativa de Alagoas (TVE), as Rádios Educativas FM Maceió, Arapiraca e Porto Calvo, e a Rádio Difusora AM, além do Espaço Cultural Linda Mascarenhas, todos sob o comando de quem está diretor-presidente do IZP. 

Política é política! O resto é... (???)!

Redes Sociais: Kleversonlevy   

Email: kleversonlevy@gmail.com 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

"As malas estão nos apartamentos pessoais e as Prefeituras quebradas", diz Carimbão

Foto: Reprodução do Youtube 4561d0e1 ca70 415c 8ffa bad4b4ab46b6 Deputado federal Givaldo Carimbão (PHS)

Conversei ontem, 06, com o deputado federal Givaldo Carimbão (PHS) - na sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) - após a reunião com os prefeitos alagoanos sobre a realidade financeira das cidades em Alagoas. 

Ao ser questionado sobre o que poderia ser feito para ajudar os municípios alagoanos, como representante na capital federal, o parlamentar não se esquivou em responder. 

"Representar o povo alagoano para mim é tirar o Temer. Fora Temer! Tudo isto aqui [a respeito da reunião sobre a crise financeira] está baseado no Governo Temer. Montou uma quadrilha, onde as malas estão nos apartamentos pessoais, e as Prefeituras quebradas. Como é que pode cortar 97% do dinheiro do social, enquanto o Brasil está crescendo economicamente? Na contramão da crise política do país, a economia tem crescido de alguma forma. E o Governo Federal cortar dinheiro da Educação, Ação Social, Meio Ambiente para fiscalização, Saúde e Segurança Pública? Isso é um crime o que o Temer faz com o Brasil", disse o deputado. 

Como forma de pressionar o Governo Federal e "alertar" sobre a situação que passa os municípios, Carimbão disse que a solução seria que eles ( os prefeitos) fossem a Brasília pressionar Michel Temer.

"Os prefeitos têm mais é que ir para Brasília dizer aos deputados que votam com o Temer, que não sou eu, para salvar os municípios. Salve o Brasil! Se no superávit [aquilo que se ganha (receita) e aquilo que se gasta (despesa)] o déficit é de R$ 169 bilhões, que aumente esse déficit, mas não quebre os municípios. Ou seja, todos os setores [saúde, educação, Cras e demais programas federais] ligados às Prefeituras estão comprometidos", completou. 

Na oportunidade, o deputado reiterou que a melhor solução para o Brasil é tirar Michel Temer do Planalto para que os gestores tenham uma nova relação com o Pacto Federativo, como também, com um novo presidente da República. 

"Os prefeitos devem pleitear com os deputados que votam com Temer. Forçar os deputados. A melhor solução para o Brasil é tirar o Temer. Alguém diz: Não!, deixa terminar [o Governo Temer]. Terminar uma quadrilha? Vai terminar o Brasil. Então, acho que os prefeitos tem que ir lá [Brasília], brigar e tirar o Temer para que a gente pudesse, como disse o prefeito Joãozinho Pereira, ter uma nova relação com o Pacto Federativo e com um novo presidente da República", conclui Givaldo Carimbão. 

Vale destacar que, Carimbão, foi o único parlamentar que apareceu de repente - na sede da AMA - para dialogar com os prefeitos. 

Por fim, a diretoria da AMA apresentou dados em que considera "uma triste realidade para os municípios".

Entre os números mostrados, por exemplo, estão:

-  O Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e as transferências para execução dos programas federais também estão sem reajuste ou com correções abaixo da inflação; 

- Subfinanciamento dos principais programas como a merenda escolar (PNAE) que remunera em apenas R$ 0,36 dia/aluno do ensino fundamental, o transporte escolar (PNAT), R$0,65 aluno/ dia com base em 20 dias letivos; 

- Cerca de seis mil famílias foram excluídas do programa Bolsa Família por causa dos cortes feitos pelo MDS que está com atraso de repasses desde 2016;

- O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o orçamento de 2017, entre agosto e dezembro foi contingenciado em 70% e o corte anunciado para 2018 eleva o percentual para 90% em relação a 2016;

- O Estratégia Saúde da Família (ESF), criada pelo governo federal, porém executada integralmente pelos Municípios, tendo como incentivos mensais de custeio valores de R$ 7.130,00 a R$ 10.695,00, conforme a modalidade. No entanto, o custo médio de uma equipe equivale a R$ 32.156,60 para os cofres municipais.;

- O piso da Atenção Básica a defasagem é de 31,3%. Agentes Comunitários e de Combate a Endemias (ACS e ACE) têm 25,7% de defasagem. A Assistência Farmacêutica Básica (AFB) 58,6% e o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) com defasagem de 41,7%.

Veja também o vídeo abaixo. 

É o Governo Temer, com menos de 5% de aprovação, administrando Brasil. 

Redes Sociais: Kleversonlevy   

Email: kleversonlevy@gmail.com  

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com