Mauricio Quintella e a tentativa de unir JHC e Rui Palmeira

D1a931c2 7c76 4e8e bcc4 0378a5d6ed44

JHC e Rui Palmeira já foram aliados, já foram adversários, já foram ferrenhos inimigos políticos, e nas voltas que a política dá, podem se tornar novamente aliados. A tentativa de aproximação é feita pelo ministro dos Transportes, Mauricio Quintella, que tem a difícil tarefa de aparar as arestas e juntar os dois a frente de um grupo para fazer oposição aos Calheiros.

Quintella tenta montar um palanque com um candidato ao governo, dois aos senado e uma boa chapa na Câmara Federal. O desafio do ministro é tentar fazer isto funcionar, e a união entre Rui e JHC faz parte desta tarefa, Seá que o ministro consegue?

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Depois de Lessa, Renan tem planos para Marx e Biu de Lira

6dd42ec5 1029 47c7 a80b e12c3480460c

Além de formar uma grande base de apoio, o senador Renan Calheiros vem, um a um, “resolvendo” a vida de seus principais adversários ao Senado.

Depois de tirar Ronaldo Lessa da disputa, já que hoje o pedetista deve anunciar a entrada na base dos Calheiros e sua candidatura a releição, os próximos passos do ex-presidente do Senado serão “resolver” Marx Beltrão e Benedito de Lira.

No caso de Marx Beltrão, o Palácio acredita que uma vaga para vice na chapa resolveria a questão. Depois de uma ameaça de rompimento, o ministro e o governador voltaram a conversar e uma bandeira branca, que passa pela saida de Marx na disputa ao Senado, não está descartada.

Já em relação a Benedito de Lira, existe uma articulação, comandada por Joãzinho Pereira, para trazer o senador para a base. Com isso a família ganharia espaço no Governo, inviabilizaria a saída de Rui Palmeira da prefeitura e o palácio apoiaria “fortemente” a campanha de Arthur Lira para a Câmara dos Deputados e de Biu de Lira , para a Assembleia.

Tudo ou nada pode acontecer, mas é inegável, a força do Senador Renan Calheiros nas articulações políticas, e o seu desejo pessoal de ir para o Senado junto com o ex-governador Teotônio Vilela Filho, repetindo a dobradinha.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Vereador quer ponto facultativo para servidores após jogo de futebol

Foto: Assessoria/Arquivo Cfa33aa9 5fbc 47fe 98a1 d794a6e8c400 Vereador Silvio Camelo

 

Na sessão da tarde desta quinta-feira, 21, na Câmara dos vereadores, um pedido no mínimo inusitado foi feito pelo vereador Sílvio Camelo (PV). Considerando o possível acesso do time do CSA à série B do Campeonato Brasileiro que pode ser definido no jogo da segunda-feira, 25, o pedido foi para que o governador e o prefeito decretem ponto facultativo no dia seguinte à partida, ou seja, na terça, 26.

Considerando que o jogo começa às 20h30, da segunda, o vereador sugeriu que as atividades no serviço público sejam iniciadas a partir das 12h, da terça,  já que muitos servidores desejam festejar a vitória do time do coração.

Bem, se essa moda pegar melhor mesmo será deixar os jogos só para os finais de semana, pois caso contrário a máquina pública vai parar só para gritar gol, ou não.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Revista diz que projeto de Calheiros desagrada Collor

Foto: Reprodução / Internet 62fb6ed5 6a9a 499c ac1f 0df948a98bbb Senador Fernando Collor

A Coluna Radar, do jornalista Mauricio Lima, na Revista Veja, diz em nota que o senador Fernando Collor não gostou nada de saber que Renan Filho almeja disputar uma cadeira para o Senado em 2022, após um possível segundo mandato.

A informação da coluna alimenta uma polêmica, que vem sendo discutida nos bastidores da política alagoana. Será que Collor estará ao lado ou contra os Calheiros em 2018?

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Coligações estão liberadas e se inicia corrida pelos “puxa-votos”

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil B199716e 3720 49f5 a395 6a93ad0eb1b5 Plenário da Câmara conclui fase de discussão de PEC da reforma política e encerra sessão

A Câmara dos Deputados recuou ontem e decidiu liberar, por 348 votos a 87, a formação de coligações partidárias para as eleições de 2018, só as proibindo a partir de 2020. Esta decisão traz um reflexo imediato para as eleições de Deputado estadual e federal em Alagoas, já que alguns candidatos passam a depender de uma boa turma de “puxa-votos” para garantir as eleições.

Os especialistas na montagem de chapas já começaram a fazer as contas, e algumas coligações já podem sair nos próximos dias. Ou seja , tudo igual ao de sempre.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

STF inicia ação penal contra Renan Calheiros

Crédito: Assessoria/Arquivo 94d75917 96a3 4750 960f cf4a2c3df914 Senador Renan Calheiros

O senador Renan Calheiros foi processador em dezembro de 2016 pelo Supremo Tribunal Federal (STF) pelo crime de peculato. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), ele é acusado de destinar verba de gabinete para uma locadora de veículos que nunca prestou serviços.

Na última sexta-feira (15), a ação penal contra o peemedebista foi aberta. O início do processo dependia da publicação do acórdão, o que ocorreu somente em julho, e de alguns trâmites burocráticos. O relator é o ministro Edson Fachin.

O inquérito contra Renan foi aberto em 2007, como desdobramento das suspeitas de que teve despesas pessoais bancadas por empresário ligado à empreiteira Mendes Júnior. A denúncia foi enviada pela PGR ao STF em 2013. Somente no ano passado ela foi analisada no pleno quando um dos crimes atribuídos a ele, o de falsidade ideológica, estava prescrito.

A assessoria de Renan Calheiros emitiu a seguinte nota:

"A defesa do senador já incluiu nos autos as provas de que a locadora não apenas existia, como prestou os serviços. Essa ação penal não é um "desdobramento" sobre a acusação referente à pensão, uma vez que esta já foi rejeitada pelo STF. 
Essa acusação terá o desfecho das denúncias já arquivadas por falta completa de provas."

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Rodrigo Cunha senador? Duas legendas se animam com possibilidade

Crédito: Assessoria/Arquivo 234fb9bd 6caa 40a7 b53a 9035247c4db4 Rodrigo Cunha

Ainda está na fase da especulação, mas alguns números tem animado apoiadores do deputado Rodrigo Cunha para que ele tente alçar voos maiores já nesta eleição.

Em levantamentos feitos nos últimos dias, constatou-se que Cunha seria um nome com grande aceitação no Senado, na qual pontuaria bem , no primeiro e no segundo voto.

Pelo menos duas legendas dariam espaço para Rodrigo no Senado, uma delas pode ser a Rede, de Heloisa Helena, e a outra o Livres, antigo PSL

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Renan faz análise de legado de Janot. “Errou Muito”

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil 55607421 cd04 48aa 8098 48a131ec9b00 Rodrigo Janot e Renan Calheiros durante encontro no Senado

Em entrevista ao programa Bastidores da Política, do SBT, o senador Renan Calheiros fez uma análise do legado de Rodrigo Janot, a frente da procuradoria geral da república. E a avaliação não foi boa.

“Acho que o Rodrigo Janot errou muito porque politizou o seu papel. O Rodrigo Janot assumiu indicando para compor a força tarefa da lava-jato três procuradores que foram rejeitados pelo Senado para o Conselho Nacional do Ministério Público. Eu denunciei esse fato o tempo todo nunca vi nenhuma linha em nenhum jornal sobre este fato”

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Heloisa alerta sobre “Botijas de dinheiro em Alagoas para a eleição”

Foto: Assessoria/Arquivo 024fb8e9 7512 452d b663 f34070c7508e Heloísa Helena

A ex-senadora Heloisa Helena partiu para o ataque ao comentar as malas de dinheiro do ex-ministro de Lula, Dilma e Temer, Geddel Vieira Lima. Heloisa colcou uma foto de uma cobra e disse em sua rede social. “Que falta faz uma black mamba nas malas de dinheiro do propinódromo Brasil... agora foi a vez do Geddel - Ministro da Integração do Gov. Lula, Vice - Pres. da CEF do Gov. Dilma, Ministro da Sec. de Governo do Gov. Temer”

Heloisa foi mais além, dizendo que imagina “as "botijas" de milhões que não foram encontradas ainda, em Alagoas e pelo Brasil a fora afff e certamente bem guardadas estão pra eleição”

A ex-senadora citou o escritor colombiano Gabriel garcia Marques, ao fazer uma análise da politica atual e disse “Onde aperta sai pus”

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Grupo de vereadores de Maceió tentam “unir” Marx Beltrão e Rui

Cortesia assessoria 9b801049 0b20 4c92 9fc8 d7d2edbff672 Marx Beltrão

Um grupo de vereadores de Maceió, capitaneados pelo vereador Dudu Ronalsa, tenta juntar na proxima semana em uma mesma mesa, para conversar sobre 2018, o prefeito de Maceió, Rui Palmeira e o Ministro do Turismo, Marx Beltrão.

A proxima semana, inclusive, é decisiva para as relações entre Marx Beltrão e os Calheiros. Com ataques, desconfiança e insatisfação de parte a parte, o ministro pode sair do PMDB e ir para a base de Rui, ou mesmo capitanear, junto com JHC e outros nomes, uma terceira via.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com