Click Due
Click Due

Blog sobre cultura e entretenimento em Arapiraca

Postado em 06/05/2017 às 05:15 0

Cine Clube é lançado em Arapiraca


Por Lourdes Rizzatto e Silvestre Rizzatto

Uma noite onde gerações se encontraram para iniciar um novo movimento que, com certeza, reforçará o audiovisual na capital metropolitana do agreste. O lançamento do Cine Clube Trianon é o resultado do empenho do Ponto de Cultura NAVI – Núcleo de Audiovisual de Arapiraca, que é um projeto da Associação dos Artistas de Massaranduba e que tem como objetivo promover a produção de cinema no município, além de usar a arte como instrumento de inclusão social.

Dentro deste contexto os nomes de Wagno Godez e Leandro Alves não podem ficar de lado. Eles articularam, movimentaram a galera jovem de idade e de “cabeça” e buscaram parcerias com profissionais da área como o jornalista e cineasta arapiraquense Raphael Barbosa, além da Unidade Sesc de Arapiraca para fazer vibrar e reverberar as produções de filmes arapiraquenses, sejam eles premiados por editais, ou financiados com recursos próprios.

Aliás, foi em 2015 e 2016, com os cursos de cinema e produção de roteiros realizados em Arapiraca pelo Sesc e ministrado por Raphael Barbosa que eu e Silvestre Rizzatto, e muitos outros curiosos passamos a conhecer um pouco dos encantos da “sétima arte”. Este projeto rendeu frutos com filmes arapiraquenses participando de eventos da área, com cineastas arapiraquenses sendo selecionados em editais do governo do estado, e o movimento de audiovisual ganhando força com a energia e atitude corajosa do NAVI.

O evento realizado no auditório da Casa da Cultura traz nas entrelinhas o diálogo que existe entre o poder executivo e as iniciativas artísticas e culturais na “Terra de Manoel André”. A presença de quem faz teatro, fotografia, música, literatura e produção cultural em Arapiraca, além de jovens estudantes e universitários mostrou que o auditório heterogêneo é um reflexo da amplitude que o Cine Clube Trianon pode tomar no que se refere a formação de plateia.

Os filmes “O que lembro, tenho”, ficção, direção de Raphael Barbosa; “Ponto das Ervas”, documentário, direção de Celso Brandão; “Rua das Árvores”, documentário, direção de Alice Jardim e “Trem Baiano”, documentário, direção de Robson Cavalcante e Claudemir Silva trouxeram um novo olhar para um público ávido de conhecimento, do experimentar, ... de sonhar, ... quem sabe com o seu próprio filme?

Este primeiro passo oficial dado por um grupo que é a semente que germinou de uma oficina realizado pelo NAVI é a prova concreta que Arapiraca respira inquieta e sedenta por engajamentos culturais. Então, salve a inquietude e façamos arte!

 


Postado em 09/04/2017 às 13:46 0

Laboratório Primus é inaugurado em Arapiraca


Por Lourdes Rizzatto

Descerramento de fita 

  A capital do agreste, na sexta (07), inaugurou mais um moderno empreendimento na área de saúde, o Laboratório de Análises Clínicas Primus. Fruto de um projeto familiar de jovens profissionais renomados em Arapiraca, o novo segmento de exames laboratoriais chegou com equipamentos de última geração totalmente automatizados e informatizados e, principalmente, com o carisma de seus sócios-proprietários, o farmacêutico-bioquímico João Vitor Sales, que divide a direção e a responsabilidade técnica do laboratório com a prima Karine Nóbrega, biomédica com especialização em citologia. A irmã de João Vitor, a assistente social Larissa Sales, e o esposo, o oftalmologista Walberto Santana, também integram a parceria nesse empreendimento familiar.

Os convidados conheceram a estrutura física do local com catorze ambientes, mas o que mais chamou atenção foi a sala técnica de análises, por ter uma grande parede de vidro que permite aos usuários visualizarem todos os processos das amostras, além dos equipamentos utilizados. O cuidado dos proprietários com o público usuário é percebido na forma acessível do empreendimento, que conta com rampas desde a calçada à entrada da recepção, além de banheiros e salas de coletas com portas amplas, inclusive com identificação em braille.

Os pequenos também ficaram encantados, o foco das atenções foi para a sala de coleta infantil. As paredes adesivadas com super heróis e personagens que compõem o universo lúdico da garotada, além do colorido envolvente, proporcionaram uma animação geral brindada com balões dourados. Mas, o ambiente também “roubou” sorrisos de muita gente grande, afinal de contas todos nós trazemos conosco um lado criança, que em situações como estas, não é difícil aflorar nosso imaginário infantil.

O ponto alto do evento aconteceu em dois momentos, o primeiro no desenlace da fita inaugural, e o segundo na cerimônia de abertura oficial com as falas dos sócios e do convidado especial, o procurador de justiça Geraldo Magela Pirauá. Com muita emoção e gratidão aos familiares o farmacêutico-bioquímico João Vitor Sales falou aos convidados. Ressaltou a importância do tio Saulo Sales como seu principal inspirador, ainda na infância, e pelo fascínio que seu laboratório de análises clínicas lhe causava. Ressaltou a união que gerou a concretização deste empreendimento familiar e a dedicação profissional que todos terão neste novo desafio.

Super emocionada, a biomédica Karine Nóbrega não conteve as lágrimas e agradeceu aos familiares pelo apoio incondicional e, em um gesto nobre, também demonstrou gratidão a todas as empresas que contribuíram para o seu crescimento profissional, ressaltando nominalmente cada um de seus representantes presentes neste momento ímpar de sua vida profissional. A assistente social Larissa Sales também reforçou a importância da união familiar neste projeto e o comprometimento profissional de cada um para colocar o Laboratório Primus entre os melhores laboratórios de Arapiraca e de Alagoas, no que se refere a qualidade nos serviços e tratamento humanizado.

Mas, a oratória mais comovente da noite foi a do oftalmologista Walberto Santana, que de forma emocionante falou de cada sócio, desde momentos da infância e juventude até a linda amizade que fortalece ainda mais os laços de família no presente. De forma apaixonada, Dr. Walberto se referiu à esposa, Larissa Sales, frisando que a data da inauguração tem o significado da parceria profissional entre ambos, e lhe proporcionava imensa felicidade, principalmente, porque há dezesseis anos, exatamente no dia 07 de abril, eles subiram ao altar para diante de Deus jurar uma parceria de vida.

À noite, após a fala dos sócios, passou a ter um caráter não só de inauguração. O clima foi tomado por uma energia de amizade familiar, onde todos os convidados passaram a relembrar momentos compartilhados na história de vida de cada um dos sócios, mesmo que por mais simples que fossem os momentos,... todos tinham algo para lembrar.

A inauguração passou a ser um grande encontro de amigos que também contou com a presença do prefeito Rogério Teófilo, do deputado estadual Rodrigo Cunha e do secretário de Cultura Lazer e Juventude, Silvestre Rizzatto. Uma coisa é certa, o evento trouxe muito mais do que a apresentação do Laboratório de Análises Clínicas Primus à sociedade arapiraquense, ele serviu para deixar explícito a todos os convidados que um empreendimento de alta tecnologia, com instalações acessíveis e confortáveis, em sua essência tem que ter no comando pessoas que coloquem o “coração” como mola mestra desse empreendimento, e isso João Vitor, Karine Nóbrega, Larissa Sales e Walberto Santana demonstraram que será esse o principal diferencial do “Primus”.

 

 

 

 

 

 


Postado em 08/04/2017 às 13:00 0

Moda luxo para todas as mulheres


Por Lourdes Rizzatto e Silvestre Rizzatto

Na noite de quinta-feira (06), a loja Lilac, em Arapiraca, lançou a sua “Coleção Outono-Inverno” com as marcas Naguchi, Dimetal, Viber e Elegance. O diferencial neste momento da moda na capital do agreste foi a proposta apresentada de que a “moda luxo é para todas as mulheres”.

O proprietário Francisco Lessa convidou clientes para, na passarela, representarem as múltiplas mulheres brasileiras. Desfilaram como convidadas especiais a diretora do Centro de Atendimento Educacional Especializado da Pestalozzi de Arapiraca, Josete Miranda, e a aluna do CAEEP, Bianca Kerolinne Brito, de 19 anos de idade. Elas reforçaram o time que se vestiu com looks que representam a força e a personalidade feminina.

Mais do que tendências das estações, o desfile foi pautado no “glamour” que cada mulher traz ao se vestir de forma elegante, casual, básica, clássica, contemporânea ou sensual. Independentemente do tipo físico, altura, raça, cor ou posição social a mensagem deixada foi que o maior “luxo” é se sentir bela interiormente, para que diante do espelho a imagem refletida também revele uma linda mulher seja qual for o seu look.

As blogueiras Gabrielly Farias e Leila Denise (apresentadora do Programa Glamour da TV Oops), além das jornalistas Mônica Nunes e Taísa Brito prestigiaram o evento. A passarela foi incendiada com a provocação de uma moda que atende a todos os padrões. Afinal de contas, este povo miscigenado do qual fazemos parte rompe preconceitos a cada dia e reforça sua vocação para ser feliz.

Eu me senti imensamente feliz por apresentar esta coleção ao público presente, principalmente, por ser a portadora de uma mensagem explicita de uma moda que não exclui, mas que torna “luxo” o simples ato de se permitir ser igual.


Postado em 02/04/2017 às 23:21 0

2ª Corrida Azul celebra Dia Mundial de Conscientização do Autismo


Por Lourdes Rizzatto e Silvestre Rizzatto

Largada da Corrida Azul
Largada da Corrida Azul

O Bosque das Arapiracas, no sábado (01), foi palco da segunda edição da Corrida Azul realizada pela Associação Pestalozzi de Arapiraca, em alusão ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo celebrado em todos nos continentes no dia 02 de abril. Com modalidades “corrida e caminhada” para adultos e kids, o evento reuniu quatrocentos atletas que abraçaram a bandeira da inclusão social para tornar o evento uma grande festa de solidariedade e respeito à pessoa com o Transtorno do Espectro Autista – TEA.

Segundo dados da ONU (Organização das Nações Unidas) cerca de 1% da população mundial , ou uma em cada 68 crianças, apresenta TEA em vários graus de comprometimento do desenvolvimento, que vai do mais leve ao mais severo.  Na Clínica da Pestalozzi de Arapiraca, em um universo de um pouco mais de seiscentas crianças e pré-adolescentes usuários da instituição, o Serviço de Atendimento ao Autista – SAUT atende a quase setenta pacientes, e no Centro de Atendimento Educacional Especializado da Pestalozzi – CAEEP, dezesseis adolescentes e adultos são acompanhados no contra turno escolar.

Nesta segunda edição, a Corrida Azul se consolida no calendário de eventos da Pestalozzi de forma suave, mas impactante por desmistificar que o autista possui só comportamentos restritivos do convívio social, repetição de movimentos e intolerâncias sensoriais. Ao levar informações sobre os principais sinais de alerta do TEA, não só para os corredores, mas também para todo o público que compareceu ao Bosque das Arapiracas, a Pestalozzi exercitou sua premissa maior que é “Um Trabalho Fundamentado no Amor” e, neste caso, amor significa respeito..., inclusão.

A presença de patrocinadores e de representantes do poder executivo vestindo, literalmente, a camisa para correr em nome da bandeira da inclusão, foi uma das provas de que a sensibilização chegou ao coração de quem contribui diretamente para a realização do evento. Ver crianças compartilhando diversão sem preconceitos é a certeza que sementes estão sendo plantadas para que no futuro possamos ter jovens e adultos mais sensíveis e respeitosos.

Corrida Kids

À Associação Pestalozzi de Arapiraca a nossa admiração e eterna parceria, porque afinal de contas o “autismo não se cura, se compreende” para que preconceitos sejam derrubados.

 

Informações/ SAUT

O trabalho realizado pelo SAUT conta com uma equipe multidisciplinar composta de fonoaudióloga, psicóloga e terapeuta ocupacional (TO). A instituição ainda disponibiliza os serviços de assistência social, fisioterapia, neuropediatria, fisiatria e enfermagem. Os atendimentos são realizados pelo SUS porque a Clínica da Pestalozzi é cadastrada no Ministério da Saúde como Centro Especializado de Reabilitação Física e Intelectual – CER II.

Contato: CERII, e-mail: pestalozzi.arapiraca@hotmail.com   CAEEP, e-mail: pestalozziarapiraca@hotmail.com

 

 

Resultado da Corrida Azul

Categoria: 2KM FEMININO

1º - Simone de Souza Silva, com o tempo de 10:50

2º - Elis Valderia Freitas, com o tempo de 10:56

3º - Adriana Carla da Silva França, com o tempo 11:11

Categoria: 2KM MASCULINO

1º - José Fábio Boia Porto, com o tempo 10:41

2º - Ailton Souto Júnior, com o tempo de 12:06

3º - Valsandy Cavalcanti Veras, com o tempo de 12:35

Categoria: 4KM FEMININO

1º - Mirella Nobre, com o tempo de 19:43

2º - Luciana Vitório de Souza, com o tempo de 19:58

3º - Dayana Meneses Fausto,  com o tempo de 20:06

Categoria: 4KM MASCULINO

1º - José Flávio dos Santos, com o tempo de 13:57

2º - Alysson Araújo, com o tempo de 13:59

3º - Joás da Silva Duarte, com o tempo de 14:00

Categoria: 6KM FEMININO

1º - Joseana Fernandes de Souza, com o tempo de 28:08

2º - Josielma Leite Santos, com o tempo de 29:18

3º - Suzana Kelly Cordeiro Nascimento, com o tempo de 29:37

Categoria: 6KM MASCULINO

1º - Darlan dos Santos Batista, com o tempo de 20:10

2º - José Luciano Carnaúba dos Santos, com o tempo de 20:45

3º - Gicélio da Silva Venâncio, com o tempo de 22:15

Todos os resultados podem ser vistos no site http://contimeassessoria.com.br/eficiente/sites/contime/pt-br/site.php?secao=resultados&pub=869

 

Patrocinadores

Banco do Brasil

Ortobras

SICOOB

Casal

Sig – Solução de impressão digital

Unimed

Ottobock

Unicompra

Asa Branca Indústria

Coringa

Concrenorte

Mercomplás

Lacel

CDL Arapiraca

MF Ortopedia

Valsandy

Farmácias São Tiago

Morada - Material de Construção

Osacre – Planos de Assistência Funeral

Centergraf

Deputado Estadual Rodrigo Cunha

Apoio: Prefeitura Municipal de Arapiraca, Blog Click Due, Formula Academia, Arapiraca Garden Shopping, Doce Popular e Dr. Cuidar.

 

Veja fotos:


Postado em 01/04/2017 às 14:48 0

Revista arapiraquense inicia comemorações de dez anos de circulação.


Por Lourdes Rizzatto

 Nascida no coração do agreste a Revista Xereta é o que podemos chamar “Prata da Casa”, ou melhor, reconhecida como “Prata de Arapiraca”. Seu editor, Eufrásio Paulino, desde a primeira edição lançada no dia dez de outubro de 2007, “religiosamente” realiza tiragens bimestrais faça “sol” ou “chuva torrencial”. Com a 57ª edição marcada para circular a partir do dia 20 de abril e com uma agenda de eventos programados para celebrar os dez anos da revista, o Click Due bateu um papo descontraído com o idealizador deste veículo que atualmente é distribuído em mais de 30% dos municípios alagoanos.

Click Due: Paulino, sua trajetória profissional em Arapiraca foi iniciada como palhaço Polegar. Como foi essa passagem de animador de festas para editor de revista?

Eufrásio Paulino: O palhaço Polegar surgiu do amadurecimento de trabalhos artísticos que fiz em Arapiraca e no sul do país. Aos 19 anos fui estudar na Escola Hugo Lima e lá o professor de artes, Cícero Feitosa, me convidou para fazer parte do grupo que iria encenar a Paixão de Cristo no Colégio Quintela Cavalcante. Depois dessa apresentação tive a ideia de criar o Companhia Teatral Arapiraca – CTA, e convidei amigos para fazer parte deste projeto. Deu tão certo que participamos de intercâmbios culturais como grupo de teatro amador representando Arapiraca em encontros de teatro em várias cidades do Nordeste. Em 1998, o palhaço Polegar nasceu de forma natural, eu simplesmente uni o “útil” que era a minha necessidade de ter uma remuneração ao “agradável”, à minha paixão por interpretar.

Click Due: Nesta época você já pensava em criar uma revista?

Eufrásio Paulino: Nesta época eu estava completamente envolvido em aprimorar o meu lado de ator e diretor, então decidi tentar a sorte em São Paulo e fui morar na casa do meu irmão, em 1981. Fiz vários cursos de teatro e inúmeros testes em emissoras de TV, o que me renderam algumas figurações em novelas. A que mais me marcou foi uma externa, em um shopping, onde pude estar bem perto de Paulo Autran e Fernanda Montenegro, em uma cena da novela Guerra dos Sexos, da TV Globo. Mas, no mesmo ano meu irmão Antônio Pedro faleceu após um AVC, e como a figuração não remunerava de forma que pudesse me manter sozinho tive que retornar a Arapiraca. Em 2004 me envolvi com a política e saí candidato a vereador pelo Partido Trabalhista Cristão – PTC. Muitas pessoas conheciam o trabalho e a trajetória honesta do palhaço Polegar, e apostei nisso para tentar uma vaga na Câmara de Arapiraca e dar a minha contribuição aos artistas da terra. Não fui eleito, porém tive a oportunidade de conhecer vários políticos e percebi que havia uma carência de informações dos trabalhos realizados por eles, e foi aí que comecei a pensar em fazer um veículo que proporcionasse maior visibilidade às ações das prefeituras do agreste. Assim, nasceu em 2007 a revista Xereta.

Click Due: Então a revista Xereta levou três anos amadurecendo para poder nascer?

Eufrasio Paulino: Eu digo que passei por um período de aprendizagem porque me preparei para acompanhar o trabalho de amigos da área de comunicação em eventos de Arapiraca e nos municípios do agreste e sertão. Participei de emancipações políticas, inaugurações, cavalgadas, procissões, enfim, uma gama de temas que contribuíram para que eu analisasse o que poderia ser feito de diferente. Percebi que revistas antigas de vários estilos tinham uma vida útil prolongada, tanto em setores do poder executivo, quanto na iniciativa privada, principalmente em salões de beleza e consultórios médicos. Foi aí que tive a certeza que uma revista abordando assuntos de interesse de cada cidade seria bem aceita. A sugestão de periodicidade da revista obtive através de conversas informais com os moradores de cada localidade. Foi esse “feedback” que me deu coragem para colocar em prática o projeto.

Click Due: Como surgiu o nome Xereta?

Eufrásio Paulino: Eu era o palhaço Polegar, mas nos eventos que eu acompanhava meus amigos de imprensa eu não usava o meu traje de trabalho, eu era simplesmente o Eufrásio Paulino que perguntava muito e sempre queria saber algo mais. Muitos me achavam um xereta e em alguns lugares eu escutava com frequência “ê lá vem o xereta!”. No princípio isso me incomodava, mas depois que eu fui buscar o significado real da palavra, sem o sentido pejorativo que ela possa trazer nas entrelinhas, me apeguei ao sinônimo curioso e decidi que a minha revista seria uma eterna curiosa sobre o que acontece nos municípios, e assim nasceu a Revista Xereta.

Click Due: Qual a análise que você faz destes dez anos de circulação, principalmente pelo fato que nos últimos anos, devido à crise econômica do país, muitas prefeituras deixaram de investir em publicidade?

Eufrásio Paulino: Ser um editor autodidata não é algo fácil, buscar patrocinadores e anunciantes para um produto novo também é algo que requer muito empenho, firmar-se em um mercado competitivo onde há variados veículos guerreando por apoio, muitas vezes gera desânimo e frustrações, mas para quem tem foco as adversidades tornam-se um elemento desafiador..., o que estou querendo dizer na realidade é que, com ou sem crise econômica, sempre tive que batalhar muito para ser fiel à tiragem bimestral. No início foi muito difícil, mas a prefeitura de Arapiraca acreditou no projeto e mil exemplares começaram a circular em Arapiraca e região agreste. Nestes dez anos em circulação a revista Xereta contou com a participação de dezessete prefeituras, mais o governo do estado. A iniciativa privada também fez a diferença no período, principalmente o das “vacas magras”. Continua, ainda hoje, não sendo fácil, mas posso considerar que “com ou sem crise” a revista cresceu, a tiragem aumentou de mil para cinco mil exemplares, a distribuição expandiu de cinco para quase cinquenta cidades de Alagoas. Afirmo, com certeza absoluta, porque na maioria sou eu mesmo que deixo as revistas em locais estratégicos, e a minha meta nos próximos cinco anos é atingir todo o estado com a distribuição gratuita.

Click Due: Para encerrar este nosso bate papo, quero saber qual a agenda de eventos em 2017 que a Revista Xereta está preparando para celebrar os dez anos de circulação?

Eufrásio Paulino: Iniciei no dia 11 de março com um lindo baile na AABB de Arapiraca, com o tema “Anos Dourados”, foi uma linda festa que contou com o talentoso DJ Paulo Marcelo, Banda Cores do Mar da cidade de Penedo, e participação especial da cantora Claudia Carla. Neste evento eu contei com apoio da Radar, Alagoas Motos, Edileide Decorações de Festas, Centergraf, SINAL Impressão Digital, Panificadora São Gerônimo e AABB Arapiraca. As comemorações dos dez anos da revista também contarão com a 1ª Feijoada Xereta, Exposição Fotográfica das Capas e a entrega da 7ª edição Prêmio Destaque Alagoas. Estes três eventos ainda estão sem datas definidas porque estou alinhando patrocinadores, apoio e parcerias, mas adianto que serão grandes eventos.

Nós, do Click Due, agradecemos ao editor Eufrásio Paulino pela entrevista e expressamos a nossa admiração por essa bela trajetória de vida, e desejamos que daqui a cinco anos possamos ter outro encontro como este para que, orgulhosamente, você possa confirmar que sua meta de distribuição gratuita da Revista Xereta em todo estado de Alagoas seja uma realidade.

Para você nosso leitor, deixamos na galeria de imagens alguns cliques do “Baile Anos Dourados”, a primeira grande festa em comemoração dos dez anos da Revista Xereta. Esperamos que você curta e se sinta motivado para os próximos eventos que virão.


Postado em 01/04/2017 às 14:24 0

Click Due, chega repaginado ao Cada Minuto


Por Lourdes Rizzatto e Silvestre Rizzatto

  Hoje, eu (Lourdes Rizzatto) e Silvestre Rizzatto, iniciamos uma nova fase do Click Due ao entrarmos na “Capa” do Cada Minuto, após uma parceria de seis anos do nosso blog no Minuto Arapiraca, portal que faz parte do grupo Cada Minuto.

  Nosso primeiro post foi exatamente no dia 22.03.2011 e, de lá para cá, o Click Due registrou eventos e momentos que aconteceram, em sua grande maioria, em Arapiraca. Sempre em busca do jornalismo social clicamos peças teatrais e shows e seus bastidores, inaugurações, aniversários, festas, lançamentos de grifes, festivais culturais, ações solidárias e de responsabilidade social, ensaios fotográficos. Enfim, foram inúmeras pautas e cliques que nos permitiram conhecer mais a vida, os empreendimentos, o lazer e, principalmente, a cultura desta gente maravilhosa que vive na capital do agreste. 

Nesta nova fase do Click Due, estamos em busca de maior pluralidade jornalística e, por isso, sempre com o foco na qualidade de conteúdo, apresentaremos um leque maior de matérias culturais, empreendedoras, de responsabilidade social, esportivas, tecnológicas, sem é claro, deixarmos de lado o nosso olhar para os eventos sociais.

Esperamos que você internauta que nos conhece curta esta repaginação e, você que a partir de hoje passa a nos conhecer, goste do que iremos fazer daqui por diante. Antes de iniciarmos quero que você, antigo ou novo leitor, faça uma viagem por nossos posts anteriores, para que possa avaliar as mudanças e nos dar um feedback através do facebook (https://www.facebook.com/ClickDue), inclusive com sugestões de pauta.

Então, é isso... vamos que vamos e até o próximo post.