Educadora física e obstetra garantem que gravidez não é tempo de ficar sem exercícios

E8af137a 867c 49aa ae98 079297050713 Disposta no oitavo mês

Entrar na academia e se deparar com uma grávida de 37 semanas (oito meses) em pleno treino não é uma dessas cenas mais comuns. A educadora física Jéssica Hilana da Silva, 28, à espera do seu primeiro filho, encara a academia, seu habitat natural de trabalho, também para se exercitar diariamente. No caso dela, além de contar com o próprio conhecimento (ela é especialista em Biomecânica e fisiologia do exercício), ela tem a orientação do seu ginecologista e obstetra, o médico Alberto Sandes.

Desde o início da gravidez, a rotina da educadora física passou por alterações normais para esta fase. “Minha rotina mudou em relação aos cuidados: fazer o pré-natal adequado, de pensar que agora minha vida mudou totalmente, várias experiências novas e, a cada dia, novas descobertas. Em relação ao meu trabalho, não mudou nada. Continuei ativa. Em relação aos treinos, tive que me adequar em relação à frequência e ao objetivo dos exercícios - ter a gravidez saudável e ativa”, explica.

Para Jéssica, a adequação aconteceu de forma espontânea, o que pode não ser o caso de algumas mulheres. O médico Alberto Sandes ratifica que a contraindicação de exercícios físicos ocorre somente nos casos em que há uma patologia. Além disso, cada uma deve adequar as atividades físicas às suas necessidades e limitações. “Toda mulher deve passar por avaliação. A paciente tem que sair da inércia, tem que fazer exercícios. Todas. Porém, exercícios de acordo com cada uma delas”, destaca.

Especialista em treinos voltados para mulheres, Jéssica Hilana, comemorou os resultados ao aliar sua experiência profissional à vida de mãe de primeira viagem. “Estou na reta final de minha gestação, à espera do meu João, e continuo uma grávida saudável, ativa, sem restrições no meu trabalho e na minha vida. Continuo dormindo muito bem e sem dores no corpo”, revela.

Se você está grávida, não faça exercícios sem avaliação médica e acompanhamento adequado. “Todas as atividades necessitam do acompanhamento de um profissional especializado para orientar e monitorar a frequência, nisso apresentam excelentes resultados quando executados corretamente. As gestantes podem aceitar confiantes o desafio de, mesmo com o barrigão, se renderem à musculação, caminhada, natação, hidroginástica e alongamento”, defende Hilana.

Musculação

Apaixonada pela prática de exercícios físicos, a gestante e educadora física é adepta da musculação. “A musculação fortalece e tonifica os músculos mais afetados, principalmente das pernas e das costas, melhorando a postura e aliviando as dores lombares causadas pela inclinação do quadril. Conseguimos trabalhar com cargas moderadas, sem impacto, controlando a execução do movimento, visando o bem-estar da gestante e tonificando a musculatura do corpo inteiro”, explica Jéssica Hilana.  

Os benefícios físicos e emocionais garantem ainda uma gestação mais tranquila. De acordo com Jéssica Hilana, “a prática melhora a autoestima, ajuda a manutenção do peso, evita a formação de varizes e dores nas costas, aumenta a resistência cardiorrespiratória e a resistência muscular, o que ajuda durante o trabalho de parto, principalmente no parto normal”.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Fábrica de Sonhos finaliza atividades em Arapiraca com decoração natalina

Cdb8d124 2069 49c2 8944 23f886b66647

Há dois anos, a ideia da Fábrica de Sonhos surgiu, em Arapiraca, com a proposta de fazer a decoração natalina a partir de material reciclado, utilizando a mão de obra e o talento de artistas locais. A solução apareceu porque, na época, o município não dispunha de recursos financeiros para os festejos de Natal. O auge, em 2015, foi a decoração arrojada do Bosque das Arapiracas. Este ano, reduzida novamente em virtude da falta de investimentos.

A atuação da Fábrica de Sonhos, neste ínterim, entretanto, foi ampliada e ganhou as ruas da cidade e, principalmente, o Parque Ceci Cunha e o Mercado do Artesanato. O cotidiano da população ganhou pinturas, esculturas, mosaicos e brinquedos interativos.

Sediada em um galpão cedido e contando com o apoio da iniciativa privada, a Fábrica de Sonhos é um projeto que sobreviveu por insistência do idealizador Daniel Rocha, do coordenador Fabrício Azevedo, e compromisso dos próprios artistas: Jonhson Cavalcante, Pedro Rodrigues da Silva Júnior, Marcelo Mascaro, Antônio Alberio Carvalho, mestre José Wilson, Zélia Nogueira e Branca Nogueira.

Apesar do sucesso das artes nas ruas, a iniciativa pode não ter continuidade. A instalação da decoração natalina e a realização de uma exposição fotográfica, no último final de semana, no Arapiraca Garden Shopping, foram as últimas ações do projeto, uma vez que já não está mais recebendo recursos financeiros e os artistas, contratados para trabalhar na concretização das obras, já foram dispensados.

Ruas vivas

As pinturas do artista plástico, Marcelo Mascaro, trouxeram cor e interatividade a ruas e espaços públicos. Nas redes sociais, as fotos dos internautas interagindo com elas multiplicam-se diariamente. As imagens 3D, as asas, os beija-flores parecem hoje uma necessidade visual. A cidade existia mesmo antes delas?

“Eu tenho 35 anos de trabalhos particulares, mas nunca tinha feito um trabalho de rua. O que eu tinha dentro de mim era muita ideia e muita vontade. Fui fazendo na ousadia”, confessou o artista, durante um evento.

A estação celular solar, desenhada pelo multifacetado Alberio Carvalho, tornou-se um marco na Praça Luiz Pereira Lima. Foram nove meses para execução do projeto que contou com a habilidade de Pedro Rodrigues, mineiro, radicado há cinco anos em Arapiraca, e com experiência internacional em mecânica (ele morou um ano na Alemanha, trabalhando na Mercedes-Benz). “A gente está sempre aprendendo porque sempre tem artista aqui. Cada um com uma ideia nova”, destaca Pedro acerca da sua vivência na Fábrica.

Jonhson Cavalcante, profissional conhecido em toda a cidade, atua da soldagem até a finalização. Durante os dois anos de Fábrica dos Sonhos, ampliou suas habilidades, além da serigrafia, comunicação visual em geral, pintura, montagem, entre outras práticas que já executava, ele também aprendeu a fazer peças com pneus reciclados. “Vi na internet, fiquei interessado e comecei a fazer. Hoje, eu domino o pneu”, explica.

Os mosaicos são outra atração. Os pequenos pedaços coloridos de cerâmica,  organizados e colados pelas mãos pacientes de Wilson, Zélia e Branca, dão vida a diferentes formas, como as placas que sinalizam o Bosque das Arapiracas  e o Parque Ceci Cunha que já viraram pontos turísticos. Impossível não se encantar. Pessoas humildes que descobriram na arte uma forma também de sustento.

A Fábrica de Sonhos foi um ganho para a população, mas, principalmente, para os profissionais-artistas que passaram a ser valorizados e reconhecidos. “Os talentos da cidade precisam de reconhecimento”, ressaltou o idealizador Daniel Rocha. 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

ASA de Arapiraca apresenta novo uniforme em desfile

Fotos: Assessoria/ASA 9216be4e 65de 4657 9be4 3529b2fc2813

Os novos uniformes da Agremiação Sportiva Arapiraquense (ASA) foram o foco do desfile realizado, na noite de quinta-feira (15), no Arapiraca Garden Shopping. Com todo o time presente, além dos profissionais que atuam na área administrativa do clube, foram apresentados os novos modelos que estarão em campo, em 2017.

As novas peças foram confeccionadas pela empresa Numer. São dois modelos de camisas, com opções masculina e feminina: o primeiro listrado vazado em branco e o segundo uniforme com a cor branca e listras transversais pretas. Os goleiros ganharam dois modelos de camisas, um tom sobre tom em cinza, e outro, verde. “É um material de qualidade”, observou o presidente do time, Nelson Filho.

A reabertura do quiosque do ASA, no shopping, foi bem recebida pelo público que, ao final do desfile, foi direto comprar as novas camisas. “Facilita o acesso do torcedor ao material esportivo já que o ASA faz a oferta não só do uniforme e dos souvenirs. Se tivermos a oportunidade de colocar o material do ASA em outros pontos da cidade, isso também vai facilitar o acesso do torcedor”, afirmou Nelson Filho.

Nelson Filho destacou que a renovação do uniforme estimula torcedores e jogadores. “É importante esta atualização das peças utilizadas pelo torcedor e pelo time”, disse.

História do ASA

O evento, que contou com a apresentação de todos os atletas e funcionários, foi aberto com a exibição do vídeo do canal Bobéisso acerca da história do ASA de Arapiraca. A plateia assistiu atenta e o mestre de cerimônias da noite, o radialista Paulo Marcelo destacou a importância do relato e a boas lembranças proporcionadas pelas imagens.  Veja aqui o vídeo. 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Modelos Plus Size enfrentam mercado restrito em Alagoas

4ea71421 862f 43b4 8d9a baf05eab9fb8 Taiane também é Miss AL Plus Size

Elas decidiram assumir a própria beleza, independente dos padrões, e lucrar com isso. As modelos plus size são hoje profissionais que atuam amplamente no mercado da moda, em campanhas que vão de roupas casuais à lingerie. Em Alagoas, elas vêm ganhando espaço nas passarelas e ensaios para lojas que começam a apostar no segmento.

Há dois anos na área, a coach, blogger e modelo Plus Size, Taiane Celice, 25, acredita que há muito ainda para ser conquistado. Além do trabalho, Taiane assumiu o Plus Size como causa social. “Levantei essa bandeira e venho trazendo o olhar do Brasil para Alagoas”, destaca.

 Apesar da abertura na imprensa e o incentivo de grandes empresas nacionais e internacionais, ainda persiste o preconceito com quem veste manequim acima do 44, o que se reflete na pouca oferta de roupas voltadas para este público. Taiane explica que, muitas vezes, é difícil encontrar roupas adequadas e, quando encontram, são peças “caras e que não atendem muitas vezes como queremos nos vestir".

A meta dela é contribuir com a mudança deste estigma. “Estou mostrando, cada vez mais, que não precisamos seguir o pensamento padrão de que gordas têm que se vestir como um saco de batata. ‘Mostro que têm roupas que ficam lindas em nós sim, e que devemos sempre estar na moda. Estar na moda nada mais é que estar vestida adequadamente com a situação e sempre deixar sua marca e expressões em seus trajes”, afirma.

A modelo plus size, Érica Quintela, 33, também observa que ainda é preciso melhorar a visão acerca do perfil do consumidor plus size. “Algumas pessoas ainda acham que roupa de gordinha são aqueles 'sacos', sem forma e sem estilo. As gordinhas têm curvas e merecemos looks que nos valorizem”, ressalta.

Érica ingressou na carreira de modelo há cerca de dois anos. Mais do que uma área de atuação profissional, ela frisa o resgate da autoestima. “Eu sempre fui gordinha e sempre me dizem que sou linda, então reuni o útil ao agradável. Eu me sinto feliz porque sei que eu sou bonita do jeito que sou. Ser modelo plus size é isso: se aceitar e se achar linda sendo gordinha”, explica.

Apesar de fazer trabalhos com moda, ela continua trabalhando em uma imobiliária. “Como não dá pra viver de modelar, continuo conciliando. ‘O mercado local para nós (modelos plus size) ainda não expandiu. Ainda é bem restrito e competitivo. Várias meninas têm procurado ser modelo plus size”, avalia.

Para quem pretende ser modelo plus size, há agências em Alagoas que oferecem cursos e há franquias que realizam concursos específicos de Miss Plus Size, no Estado.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Estilo fenomenal da Ronaldo Academy chega a Maceió

490f4234 83b3 4dce 90bd c37f04eaef04

Texto da assessoria de imprensa/Mariana Lima

A partir de 10 de dezembro, a capital alagoana passa a integrar uma força para difundir o estilo de jogo fenomenal pelo mundo do futebol com a inauguração da Ronaldo Academy Unidade Maceió, no bairro de Cruz das Almas – a primeira unidade do grupo em toda Região Nordeste. Uma grande festa vai marcar a abertura da academia de futebol do Ronaldo Fenômeno, o eterno camisa 9 da seleção e três vezes melhor jogador do mundo.

A solenidade de inauguração, às 9h, será um coquetel para convidados com diversas atividades. No dia seguinte, 11 de dezembro, a Ronaldo Academy será aberta às famílias de Maceió para que possam conhecer de perto a estrutura voltada para meninos e meninas dos 4 aos 17 anos de idade, que procura repassar através da metodologia exclusiva "DNA Fenomenal" as características do Ronaldo dentro de campo. Uma equipe especial fará apresentação da academia e matrículas de alunos neste dia, das 8h às 13h.

Contudo, outra característica marcante da rede é a filosofia de transformar a vida de crianças e adolescentes por meio do esporte, formando cidadãos através do futebol. A própria franquia de academias veio da união de dois nomes de impacto
no cenário empresarial, no esporte e na educação: Ronaldo Fenômeno e
Carlos Wizard, professor que montou uma bem sucedida rede de ensino de
idiomas no Brasil,  e hoje é um dos principais nomes do empreendedorismo no brasileiro . 

Este aspecto da formação completa do cidadão-atleta traz a Maceió serviços diferenciados voltados para o desenvolvimento dos jovens, de uma forma não vista antes no mercado alagoano. Um desses diferenciais é o programa Estudante-Atleta, onde os alunos podem realizar o sonho de jogar futebol nos Estado Unidos e estudar nas melhores universidades do mundo através de bolsas de estudo esportivas.

Outro diferencial é o Phenomenal Soccer Camp, um programa para aprendizado ou aprimoramento do inglês voltado para os adolescentes. Durante um período de 15 dias na cidade de Orlando, na Flórida, os alunos treinam futebol, fazem testes físicos, têm aula de inglês, passeiam nos parques e vão às compras. Tudo isso com o acompanhamento de uma equipe muito bem preparada e dedicada a oferecer o melhor aos jovens. Este evento vai ocorrer duas vezes ao ano, nos meses de janeiro e junho.

Mais um importante destaque da franquia é a parceria com o Lab R9 do Corinthians , o mais moderno laboratório de biomecânica para o tratamento e prevenção de lesões para atletas profissionais. Pelo menos uma vez ao ano, a equipe do Lab R9 estará em Maceió para avaliação dos alunos.

E em mais um testemunho de como a saúde é encarada com seriedade na Ronaldo Academy, toda família do aluno ou aluna poderá participar do Treinamento Funcional, um programa especialmente desenvolvido em parceria com o educador físico Márcio Atalla, do quadro Medida Certa, da Rede Globo. Esse treino visa a estimulação cardiovascular e física, no período de uma hora, e é baseado nos movimentos do futebol.  
Isso e muito mais estará presente na Ronaldo Academy Maceió, com
uma metodologia de treinamento de futebol criada com a missão de
espalhar por todo o mundo o estilo de jogo que fez de Ronaldo Nazário
não só o Fenômeno, mas um dos jogadores mais importantes da história
do esporte.
 
SERVIÇO

O que: Inauguração da Ronaldo Academy Unidade Maceió
Quando: 10 de dezembro de 2016
Onde: Em Cruz das Almas, Maceió – Av. Comendador Gustavo Paiva, n 4888.
Que horas: 9h

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Corretor investe na venda de imóveis de alto padrão em Arapiraca

3080925b 93da 4106 b8db fce5f6642516

O corretor de imóveis, André Felipe Santos Souza, é um exemplo de profissional que soube dar uma guinada na carreira, quando surgiu a oportunidade. Ele descobriu um nicho de negócios, o mercado imobiliário de alto padrão, e investiu na carreira de corretor. Aos 36 anos, casado e pai, ele é referência na venda de imóveis residenciais e comerciais no segmento, em Arapiraca, e responsável por vendas em parceria com grandes construtoras, como a Ouro Verde, a Cassis Construções, a Nix Construtora e a Laguna Engenharia.

Com “feeling” aguçado para vendas, André Felipe tem sua trajetória marcada pelo compromisso e atendimento diferenciado. Nesta entrevista para a revista Áapice, ele relembra o início da sua carreira (André começou a trabalhar aos 18 anos) e faz uma análise do mercado de imóveis de alto padrão, em Arapiraca, com a visão de quem faz parte da própria história deste ramo. Confira:

COMO COMEÇOU A SUA TRAJETÓRIA NO MERCADO IMOBILIÁRIO?

André Felipe: Iniciei minha trajetória aos 18 anos, em uma distribuidora regional de alimentos. Lá, cresci profissionalmente e pude aprender como trabalhar com o pequeno varejo. Após essa experiência, passei por outras empresas do mesmo segmento, indústrias e grandes distribuidores, onde tive contato com grandes contas e negociações maiores. Trabalhei ainda em duas boas empresas gráficas de Alagoas. Neste período, descobri vários outros segmentos, inclusive o imobiliário. Nesta época, já fazia indicações de vendas de imóveis para alguns parceiros, entre eles o amigo Jadielson Pessoa, da Construtora Ouro Verde, que me ensinou bastante sobre o setor imobiliário. Foi ele quem me incentivou a me dedicar somente ao segmento, e assim fiz. Hoje dedico todo meu tempo a minha profissão. Com prazer e satisfação, ajudo pessoas a realizar seus projetos e sonhos.

 AO QUE VOCÊ ATRIBUI O SEU SUCESSO PROFISSIONAL NO MERCADO DE IMÓVEIS DE ALTO PADRÃO?

André Felipe: Meu foco foi sempre fazer um trabalho diferenciado, buscando atender à necessidade do meu cliente, com presteza, agilidade e precisão, valorizando o seu tempo e suas vontades, tendo sempre como foco sua lista de desejos. Hoje sou corretor de imóveis e trabalho especificamente com imóveis selecionados, que quer dizer: imóveis escolhidos para satisfazer, com documentação completa, sem restrições, regularizados. Concluí o curso de Técnico em Transações Comerciais Imobiliárias, que habilita o profissional a ser corretor de imóveis. Já fiz vários outros cursos de especialização, e sempre estou aprimorando e buscando mais conhecimentos e atualizações.

 COMO ESTÁ O MERCADO DE IMÓVEIS SELECIONADOS EM ARAPIRACA HOJE?

André Felipe: Arapiraca está repleta de compradores que sabem valorizar um atendimento especializado, e o mercado está totalmente aberto para bons produtos e bons profissionais. Hoje os compradores têm mais ofertas e podem desfrutar de mais opções.

QUAL O PERFIL DO CONSUMIDOR DESTE MERCADO?

André Felipe: O cliente é muito exigente, detalhista e valoriza muito mais as condições da negociação e a qualidade do que somente o valor final do imóvel. O preço é um fator importante, mas, muitas vezes, não é decisivo na hora do fechamento. O cliente quer exclusividade, pontualidade, segurança na negociação, conversas francas e diretas, e discrição.

TER PARCERIAS É IMPORTANTE NESTE NEGÓCIO?

André Felipe: Ter parcerias é fundamental. Boas parcerias lhe dão referências, velocidade, segurança e variedade de produtos. Tenho orgulho dos parceiros que tenho, pois eles são responsáveis pelo meu desempenho e pelo sucesso de todos nós. Além da minha grande parceria e relacionamento com a Construtora Ouro Verde, também fortaleci o vínculo com outras construtoras, como a Cassis Construções, a Nix Construtora e a Laguna Engenharia e com o Marcelo Aquino, um grande construtor.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Digital influencer alagoano será garoto-propaganda na Argentina

Ele se encontrou na internet 504a3111 24b0 4990 bb80 701663848fdf Carlinhos Maia

Alagoano, de Penedo, Carlinhos Maia, 24 anos, estourou na internet. Em seis meses, ele conquistou cerca de 600 mil curtidas em sua fanpage no Facebook, além de milhares de seguidores e inscritos no Instagram, Snapchat e Youtube. Da rotina humilde na cidade ribeirinha a Miami, ele conquistou o coração de um público fiel e ávido por compartilhar seus vídeos cheios de sacadas humoradas sobre temas da vida real.

Com experiência de dois anos em uma rádio local, ele conta que a história na internet começou de brincadeira, com os amigos, quando fez dois vídeos para o Youtube. As publicações não atingiram um número expressivo de acessos e ele parou com as gravações até que, meses depois, decidiu colocar vídeos diretamente no Facebook. “No Youtube demora mais para ter uma resposta e eu sou muito avexado. ‘Fiz o primeiro e teve cinco mil visualizações. Fiquei três meses com duas, cinco mil visualizações”, lembra.

A explosão veio com o vídeo “Sobre mulher que usa touca”, publicado em março, com mais de um milhão de visualizações. E, desde então, o número de compartilhamentos e acessos cresceu vertiginosamente. Quando Carlinhos Maia postou sobre as eleições nos Estados Unidos, em 9 de novembro, a audiência foi a quase sete milhões.

Com tanta gente de olho, afinal difícil mesmo é não esbarrar em um vídeo dele na sua timeline, os empresários passaram a entrar em contato para que Carlinhos se tornasse embaixador de diversas marcas. Inclusive, fez publicidade até para loja de brasileiros em Miami (o uso da imagem dele triplicou o número de vendas) e já tem convites para fazer shows para a comunidade brasileira nos Estados Unidos.

Turnê e garoto-propaganda internacional         

Com todo o dinamismo que a internet exige, Carlinhos se prepara para a sua primeira turnê, com início marcado para março de 2017, com organização de uma agência de São Paulo. Ele vai percorrer 150 cidades brasileiras. “Vou me jogar no mundo”, afirma, convicto.

Por enquanto, ele não planeja passar muito tempo fora de casa, mas está de malas prontas para a Argentina onde gravará um comercial. Ele embarca na próxima terça-feira (29) e retorna para o Brasil, no domingo (04).

Família

Os vídeos de Carlinhos Maia são gravados em casa. A mãe, Maria, aparece, constantemente, tendo se tornado uma das marcas do sucesso. “É daquele jeito. Tudo ali é real. Não tenho personagem. Meus vídeos são assim: eu acordo e faço. E só gravo uma vez”, garante.

Adotado com apenas três dias de vida, cresceu com a família adotiva, no interior de Alagoas. Agora, sua meta é poder ajudar ainda mais seus pais, e a mãe biológica, com quem mantém contato.

“Quando eu comecei a assumir a minha mãe (adotiva), a minha casa, quem eu era, as coisas começaram a acontecer. ‘É mais uma lição para aquelas pessoas que acham que se vangloriar com as coisas dos outros é coisa boa”, leciona.

Para quem ainda não conhece, é hora de conhecer o mais novo fenômeno da internet: https://www.facebook.com/carlinhosmaiaof/

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

O menino e o feitiço das imagens: o perfil de um fotógrafo   

A9efa91f d516 42f9 874b 4c322086ce08 Autorretrato

Tarcísio Ferreira era menor de idade quando descobriu a magia de captar imagens. Aos 17 anos, durante um projeto social do qual participava, em Arapiraca, foi solicitado que ele registrasse as atividades desenvolvidas. Este primeiro contato foi apenas a entrada para uma carreira promissora.

Foi com a aprovação, pelo Ministério da Cultura, de um projeto de produção cultural que Tarcísio descobriu que a fotografia poderia ser trabalho e arte. No projeto, ele ensinava crianças e jovens da comunidade quilombola Carrasco, na zona rural de Arapiraca, a fazer fotografia estenopeica, processo analógico que gera imagens por meio de um furo feito em latas e caixas. “A gente utilizou filme fotográfico analógico e lata de leite e revelava as imagens em laboratório”, explica.

Durante o projeto, ele desenvolveu novos olhares. Enquanto ministrava as aulas, Tarcísio registrava cenas do cotidiano da comunidade. As imagens captadas se tornaram uma exposição. “As cenas renderam a série Carrasco que, inclusive, está disponível na internet”, afirmou o fotógrafo.  Confira as imagens: https://500px.com/tarcsioferreira/galleries/carrasco-2013

Desde então, Tarcísio, hoje com 23 anos, participa de cursos de fotografia para ampliar o conhecimento na área e trabalha com cobertura de eventos, públicos e particulares, faz ensaios e editoriais. “Futuramente, quero trabalhar com fotografia etnográfica, registrar sociedades, culturas e também com cinema”, revela.

No cinema, Tarcísio foi assistente de câmera do curta-metragem “Flamor” (2012), dirigido pelo cineasta Leandro Alves, e assistente de fotografia dos filmes “Povoado”, de Wagno Godez e do documentário “O Juremeiro de Xangô”, de Arilene de Castro.

Pelo conhecimento

Tarcísio Ferreira também participou de diferentes cursos na área. Em 2011, ele se inscreveu na oficina de arte contemporânea, com ênfase em fotografia, ministrada pelas artistas visuais Karla Melanias e Camila Calvalcante. “Foi a partir dessa oficina que me senti instigado a fotografar”, revela.

Em 2012, ele fez um minicurso de produção audiovisual do SESC, ministrado pelo Leandro Alves. No final do mesmo ano, ele esteve no curso de fotografia analógica como arte contemporânea e fotografia estenopeica (Pinhole), com Karla Melanias.  “Este curso deu origem à exposição fotográfica Caixa Preta. “Fiz um video no qual a proposta era recriar o ambiente sensorial da Praça Luiz Pereira Lima, com fotos feitas com latas de leite (Pinhole - estenopeica) junto com a captura do som ambiente da praça”, lembra. O vídeo está disponível no link: https://vimeo.com/73357711

Ensaio para o Blog da Clau Soares

Com a proposta de criar um clima boêmio e vintage, o ensaio para o blog contou com a diretora de arte, Isadora Magalhães, com assistência de Yuri Rangel. A locação foi no bar do Hotel Ibis, em Arapiraca, com vestidos da loja Veras, acessórios Soraya Farias Arapiraca e sandália Santa Lolla.

Confira o ensaio completo: https://500px.com/tarcsioferreira/galleries/clau-soares-2016-6

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Expo Handmade apresenta trabalho artesanal de dupla de Arapiraca

25ac9ddf 04cc 4d81 89e1 cab9a8ce7f53

As peças feitas à mão ganharam o patamar de luxo, nos últimos anos. Detalhes minuciosos, a exclusividade, o carinho impresso em cada item fazem da tendência “handmade” um dos maiores movimentos da atualidade. Em Arapiraca, as adeptas do estilo Daniely Menezes e Amanda Oliveira realizam a primeira edição da Expo Handmade, no próximo sábado (19), das 13h às 17h, no Carranca's Café, situado no primeiro andar da Casa da Cultura, no Centro de Arapiraca.

Daniely Menezes irá mostrar seu trabalho com costura e feltro, que inclui desde peças decorativas até utilidades, como máscaras para dormir e marca-páginas. Já Amanda Oliveira levará acessórios artesanais, pinturas em camisas e quadros de letterings. “A ideia principal é que as pessoas vejam de perto as peças e que possam ver a dedicação e a qualidade que colocamos em cada uma”, ressalta a jovem artesã Amanda Oliveira.

Além de expor os trabalhos manuais, a dupla promete uma tarde de troca de conhecimento, boas conversas e muita música.  A mostra, cuja entrada é gratuita, “foi pensada para que pudéssemos mostrar a importância do trabalho artesanal e fazer deste, um momento especial tanto para nós quanto para quem irá ao evento”, explica Daniely Menezes. 

A fotógrafa Rosely Lúcio, que vai registrar todo o evento, e os músicos Daniel Tenório e Lucas Calixto estão entre as presenças confirmadas. 

Serviço:

O quê: Expo Handmade

Quando: Sábado (19/11), das 13h às 17h

Onde: Carranca’s Café, na Casa da Cultura, no Centro de Arapiraca

Entrada Gratuita

Informações: (82) 99606-9455 - Daniely Menezes 

                         (82) 99932-3417 - Amanda Oliveira

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Finanças pessoais: como gerenciá-las e evitar o endividamento

Reprodução/Facebook 103f7834 8cd2 45ef 817d 57b9cf981a38 Coach financeiro indica caminhos

Os efeitos da crise no Brasil são reais e se refletem no cotidiano da população. A feira encareceu, o combustível também, bem como os serviços em geral, como saúde e educação. Para não entrar em uma bola de neve de dívidas, é preciso estabelecer prioridades.

Para quem tem encarado como missão impossível ajustar o salário com os gastos, o professor e coach financeiro, Alandson Araújo, é categórico: é preciso deixar o cartão de crédito de lado – um dos maiores geradores de endividamento, e fazer um mapeamento geral de cada centavo que sai da carteira. Fazer anotações diárias e identificar para onde o dinheiro está indo é indispensável.

As tradicionais planilhas evoluíram e o controle dos gastos pode ser feito por aplicativos no celular, como o Minhas Economias e o Mobills, este indicado pelo coach. Ambos são gratuitos, seguros e muito intuitivos. Basta registrar despesas e receitas, sem vincular a qualquer dado pessoal, como conta bancária ou número do cartão de crédito.

Para parar a bola de neve das dívidas e conseguir se reorganizar, a saída é fazer o planejamento. “Quanto que eu ganho? Quanto que eu gasto? Primeiro, tem que resistir às tentações, como promoções, e criar planos financeiros. ‘Se gasta mais do que ganha, precisa renegociar as dívidas e fazer com que as parcelas se encaixem no orçamento”, orienta Araújo.

Para aqueles que não conseguem manter as finanças em dia, pedir ajuda pode ser o melhor caminho. Entre os serviços ofertados, está o coaching financeiro que utiliza diversas ferramentas para equilibrar as finanças do cliente. “Lidar com o dinheiro é mais uma questão de inteligência emocional do que de conhecimento”, ressalta Alandson Araújo.

Durante as sessões semanais de coaching, o cliente é incentivado a buscar soluções. “São trilhados caminhos que vão contribuir para que o indivíduo saia dessa zona financeira perigosa. ‘No coaching financeiro, são trabalhados o autoconhecimento, a inteligência emociona, é feito o mapeamento das dívidas e sugeridas estratégias para que saia do status de devedor para investidor”, afirma.

Para quem não pode pagar pelo serviço, o jeito é seguir os passos indicados neste texto. Em resumo:

>> Mapear as contas, anotando todas as despesas diárias. Identificar onde estão os maiores gastos e buscar formas de reduzi-los. (Baixe um aplicativo de gerenciamento financeiro no celular);

>> Parar de fazer compras no cartão de crédito;

>> Resistir às tentações, como promoções. Se não tiver dinheiro para pagar à vista, não compre;

>> Caso necessário, renegociar as dívidas e dividi-las em parcelas que caibam no orçamento.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com