The Discovery: suspense da Netflix trata da descoberta de "para onde vamos após a morte?"

Reprodução A444cc2b 8eb0 4439 8652 af0157a12759 Jason Segel em "The Discovey"

A Netflix disponibilizou o trailer do filme "The Discovery" (A Descoberta, em tradução literal) que me chamou bastante atenção. Claro, quase 90% de conteúdo original que a Netflix produz a qualidade é sempre surpreendente,.

Primeiramente, do que se trata o filme? Esse talvez seja o maior trunfo. "Um ano após a existência da vida após a morte ser comprovada cientificamente, milhões de pessoas recorrem ao suicídio para chegar lá. Um homem e uma mulher se apaixonam nesse cenário nada propício ao amor enquanto tentam aceitar as suas próprias tragédias pessoais e descobrir a verdadeira natureza do pós-vida."

Já imaginou o quão bom pode ser a vida após a morte? Afinal, as pessoas tomaram medidas extremas para chegar nesse ponto: o suicídio. E se isso acontecesse na vida real? E se a ciência desvendasse um dos maiores mistérios da humanidade? Para onde vamos? Para um limbo? Para o paraíso? Reencarnamos?

É importante salientar também o elenco que compõe Discovery. Rooney Mara (Carol), Jason Segel (How I Met Your Mother), Robert Redford (Conspiração e Poder) , Jesse Plemons (Ponte dos Espiões) e Riley Keough (Docinho da América). A direção é de Charlie McDowell (Complicações do Amor).

 

 

Sim, o nosso eterno Marshall estará no longa e quero ver como ele vai se sair em um filme de suspense com um enredo tão forte. A fotografia está excelente e a trilha do trailer é bastante chamativa com a canção "Only the Lonely", de Roy Orbison (Aquele mesmo de "Pretty Woman").

Concorrente no Festival de Sundance de 2017, resta agora esperar até o dia 31 de março quando a Netflix disponibilizará The Discovery em seu catálogo. Até lá, basta nos contentarmos com o trailer:

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Crítica: Assassin's Creed é o melhor filme adaptado de games até o momento

Reprodução F30d74c8 c7c3 4b24 be39 9a16dc19c310 Assassin's Creed (2016)

ESTE TEXTO CONTÉM SPOILERS!

É inegável que a crítica "especializada" odeia filmes advindos de franquias de games e histórias em quadrinhos e, dessa forma, o cinema acaba não se modernizando aos outros tipos de culturas que predominam e que fazem as empresas sobreviverem: os blockbusters.

Desta vez, mais um exemplo do "preconceito" contra os blockbusters veio à tona de Assassin's Creed que estreou na quinta-feira, 12, nos cinemas brasileiros. Um conclusão já pode ser tirada, é sim a melhor adaptação de games até o momento. Assassin's Creed tem uma história profunda e sem complicações para quem não é fã ou quem nunca jogou o game que rende milhões todos os anos para a Ubisoft.

A trama tem Callum Lynch (Michael Fassbender) que possui um ancestral  guerreiro chamado Aguilar, morto há mais de 500 anos na época da inquisição espanhola. O guerreiro fazia parte de um grupo chamado "Credo dos Assassinos", de mesmo nome do filme. Eles são responsáveis por proteger a Maçã do Éden dos Templários. O objeto é capaz de controlar o livre arbítrio e está perdido nos tempos atuais.

Então a Animus, através da Dra. Sophia (Marion Cotillard), cria uma espécie de máquina que faz Callum relembrar memórias de Aguilar atá o momento em que ele vê a Maçã do Éden pela última vez.

 

.

A premissa é bastante simples e muito bem executada. O diretor australiano Justin Kurzel (Macbeth: Ambição e Guerra) fez questão de simplificar o máximo possível numa história totalmente nova de Assassin's Creed sem perder a essência e a complexidade dos games, e isso é um trunfo. Um exemplo disso é a máquina que leva Callum rever as memórias de Aguilar e a mistura das cenas de ação, que são incríveis, do passado com o que ocorre no presente.

Outro ponto extremamente positivo foi a trilha sonora que causou arrepios em quem assistia o filme e que se encaixou nas cenas de luta, parkour e nas horas mais calmas. Jed Kurzel, que é irmão mais velho de Justin Kurzel, realizou um belo trabalho à frente das músicas do filme, redimindo-se das trilhas apresentadas nos trailers do longa que não agradaram tanto o público.

Os pecados do filme, mesmo que isso possa parecer um trocadilho, foi a bagunça dos enquadramentos das câmeras, um 3D que não possuía uma constante e oscilava bastante e o excesso de fumaça que atrapalhava a visão de quem estava assistindo. Os diálogos foram um caso a parte: bastante fracos e muito explicativos, sendo desnecessário em alguns momentos.

Mesmo assim, para quem estava com expectativa abaixo devido às massacrantes críticas deve sair surpreendido. Assassin's Creed não é lá uma obra-prima, mas também não é tão horrível assim. Foi assim com Warcraft e também será com os vindouros Tomb Raider, Uncharted e Resident Evil: The Final Chapter.

Uma dica: vá ao cinema e tire as próprias conclusões.

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Game of Thrones pode ter mais de sete episódios no sétimo ano da série; é uma boa?

Ilustração B5682b39 35c7 4d4e bf0f c197107a0fde Tyrion Lannister

A série com maior número de prêmios de todos os tempos, Game of Thrones, pode ter mais episódios do que o esperado. Inicialmente, a sétima temporada teriam sete episódios e a oitava temporada teria seis.

De acordo com o presidente de programação da HBO, Casey Bloys, os produtores David Benioff e D.B. Weiss ainda não fecharam um número exato de episódios para a conclusão da série. "Eles ainda estão pensando pois estão tentando chegar à forma da temporada. Eles sempre fazem o que levará a melhor versão do programa, tudo é uma questão de com quantos episódios eles ficam confortáveis. Mas eu faria mais", disse o presidente.

A HBO sabe que Game of Thrones é uma mina de ouro na TV e em produtos licenciados, deixando no ar a possibilidade da série ter mais tempo em tela. Será que seria realmente uma boa ter mais episódios do que os 13 restantes?

Bom, o que se sabe é que Game of Thrones volta no segundo semestre com novos episódios. Segundo Liam Cunningham, ator que vive Ser Davos na série, a oitava temporada começaria a ser rodada ainda neste ano.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Logan, Deadpool, Legion e continuação de Apocalypse; confira o que vem por aí

Reprodução A537688e 94fb 4c58 ac03 0fdb1c07e28c Universo X-Men

O universo dos X-Men não para de se expandir em todos os meios de entretenimento e várias novidades envolvendo os mutantes foram divulgadas nesta semana, incluindo a sinopse oficial de Logan, um dos filmes mais esperados de 2017. Confira:

Logan

Hugh Jackman publicou no twitter pessoal a sinopse de Logan. O longa terá um plot muito parecido com a adaptação dos quadrinhos de “Old Logan”, mas deve se diferenciar bastante devido aos direitos autorais de propriedade da Disney.

“Em um futuro próximo, um Logan cansado cuida do adoentado Professor X em esconderijo na fronteira Mexicana. Mas as tentativas do Logan de se esconder do mundo e seu legado terminam quando uma jovem mutante chega, sendo perseguida por forças das trevas”.

 

Twitter pessoal de Hugh Jackman

 

Logan estreia dia 2 de março em todos os cinemas.

Legion

Pela primeira vez o universo dos mutantes vai para a TV em forma de série live-action. Legion, ou Legião, será transmitido pelo canal FX com estreia marcada para o dia 9 de fevereiro no Brasil, às 22h.

Entretanto, o universo dos X-Men na TV para por aí. Segundo a produtora da série, Lauren Shuler Donner, em entrevista ao Collider, ela garantiu que não há interesse em seguir os passos da CW ou Netflix, e sim apenas deve focar em contar boas histórias com personagens que não seriam apresentados no cinema. Jeph Loeb, presidente da Marvel Television, completou a fala afirmando que a ideia é falar sobre um personagem ao invés de definir o seriado pelos poderes ou por ser uma adaptação de quadrinhos: "Há muitas histórias que vão além de salvar o mundo".

“David Haller (Dan Stevens) é um jovem perturbado que pode ser mais do que apenas um humano. Desde da adolescência, David luta contra problemas mentais e foi diagnosticado com esquizofrenia, sendo submetido a vários hospitais psiquiátricos ao longo dos anos. No entanto, depois de um estranho encontro com um dos outros pacientes, ele se depara com a possibilidade de que as vozes que ele escuta e as visões que tem podem ser reais. Prestes a desistir de descobrir o que há de errado, ele acaba conhecendo a garota dos seus sonhos.” Nos quadrinhos, Haller é o filho do Professor Xavier.

Confira o trailer da série:

 

X-Men: Supernova

A Fox está trabalhando em um novo filme da franquia dos mutantes. Uma listagem do site de produções cinematográficas My Entertainment World revelou que a continuação de X-Men: Apocalipse deve se chamar X-Men: Supernova.

Dessa forma, o título sugere que a história deve adaptar novamente a saga da Fênix Negra, que é quando Jean Grey, já transformada na quase onipotente Fênix, perde o controle de seus superpoderes e transforma-se numa ameaça ao universo. A primeira adaptação ocorreu em X-Men: O Confronto Final, na primeira trilogia.

 

Listagem divulga nome de possível novo filme dos X-Men (Foto: My Entertainment World)

 

Até o momento o filme não foi anunciado oficialmente e nem possui previsão de estreia.

Deadpool 2

Três personagens que apareceram no primeiro filme do Mercenário Tagarela devem voltar para a continuação. Em entrevista ao Collider, os roteiristas Rhett Reese e Paul Whernick confirmaram a volta do Colossus e Negasonic Teenager Warhead.

Os mesmos roteiristas participaram de uma entrevista com os fãs pelo Nerdist e eles confirmaram também a volta do taxista Dopinder. No filme, ele recebeu conselhos amorosos do Deadpool em uma viagem de táxi.

 

Dopinder e Deadpool (Reprodução)

 

Deadpool 2 será dirigido por David Leitch (De Volta ao Jogo) e tem estreia prevista para março de 2018.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Bastante criticado, Assassin's Creed estreia nesta quinta-feira nos cinemas brasileiros

Ilustração 3b50a964 491e 40d6 89bc 6c7330a7de45 Assassin's Creed

Chegou a hora do teste de fogo de um dos filmes de adaptação de game mais aguardados de todos os tempos: Assassin’s Creed. O longa estreia nesta quinta-feira, 12, em todos os cinemas do país.

Com Michael Fassbender interpretando Callum Lynch, o filme se passa entre os tempos atuais e a inquisição espanhola no século XV. Lynch descobre que é descendente de um membro da Ordem dos Assassinos e, via memória genética, revive as aventuras do guerreiro Aguilar, seu ancestral espanhol. Dotado de novos conhecimentos e incríveis habilidades, ele volta aos dias de hoje pronto para enfrentar os Templários.

Adaptado pelo game de grande sucesso da Ubisoft, o filme terá uma história totalmente nova, mas sem perder a essência de Assassin’s Creed. Em alguns países no mundo, inclusive nos Estados Unidos, o longa estreou dia 21 de dezembro e fez pouca bilheteria até o momento, R$ 154 milhões.

O principal motivo para o baixo rendimento foi o massacre de críticas de jornalistas especializados. Nenhum site deu mais que três estrelas para Assassin’s Creed, porém os fãs da franquia de games se agradaram do que foi mostrado.

 

Críticas da imprensa a Assassin's Creed (Foto: AdoroCinema)

 

Leia mais: Assassin's Creed, novo filme da Fox, é massacrado pela crítica nacional e internacional

Além de Michael Fassbender, o filme conta com Marion Cottilard (Dra. Sophia Rikkin), Jeremy Irons (Alan Rikkin), Michael K. Williams (Moussa), Ariana Labed (Maria) e Brendan Gleeson (pai de Callum Lynch).

Os ingressos podem ser comprados antecipadamente através do site ingresso.com

Confira o trailer:

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Gus Fring, de Breaking Bad, pode reaparecer na terceira temporada

Ilustração Edc77bff 492b 4433 968c 91ff974dbe49 Giancarlo Esposito, o Gus Fring

O lendário vilão Gus Fring, da série Breaking Bad, pode estar na terceira temporada vindoura de Better Call Saul. Um pequeno teaser da série apresenta a rede de lojas “Los Pollos Hermanos” com o ator Giancarlo Esposito.

Para quem assistiu Breaking Bad, sabe o quão cruel é Gustavo Fring e o quanto ele foi incrível ao lado de Bryan Cranston, o Walter White, e Aaron Paul, o Jesse Pinkman. Better Call Saul se passa antes dos acontecimentos de Breaking Bad e antes de Saul Goodman (Bob Ondenkirk) se tornar o advogado criminoso, logo seria natural Gus aparecer na série.

Além de Giancarlo, o ator Raymond Cruz reencarnou o papel de Tuco Salamanca logo na primeira temporada de Better Call Saul. Outros atores como Mark Margolis (Hector Salamanca), os primos Salamanca (Daniel e Luis Moncada), Krazy-8 (Maximino Arciniega) e outros também apareceram na série.

 

Bob Odenkirk (Saul Goodman)

 

Bob retorna como Saul, Jonathan Banks como Mike, Michael McKean é James Mcguill e Rhea Seehorn volta a interpretar Kim Wexler. A terceira temporada de Better Call Saul será lançado em algum ponto entre março e maio nos Estados Unidos. No Brasil, a série é exibida pela Netflix, chegando um dia depois da exibição original na AMC, dos EUA.

Confira o teaser:

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Trailer de Carros 3 é incrível e revela trama mais adulta no último filme da franquia

Reprodução Feeda087 7dcc 4cef b07b a9ec8b07e34d Carros 3

O trailer de Carros 3 foi divulgado na madrugada desta terça-feira, 09, para o público e é simplesmente sensacional. Animação deve abordar a vida de Relâmpago MacQueen após um grave acidente e a possibilidade de se aposentar.

Após o fiasco do segundo filme da franquia, Carros 3 deve abordar uma trama mais adulta e, claro, sem perder a essência do infantil. Dessa forma, o novo filme deve ser bem mais sombrio e emocionante dominando os quatro pilares do público cinematográfico.

Nada de espiões, mísseis, tiro, porrada e bomba. Carros deve voltar às origens do primeiro filme e isso é uma boa notícia. A campanha de marketing da Pixar está bastante interessante, mantendo o mistério e provocando arrepios como se fosse um filme de super-herói.

Caso se mantenha dessa forma, Carros deve ser um estrondoso sucesso em 2017. Muita gente que já não botava mais fé na franquia viu com outros olhos o material que está sendo divulgado.

Carros 3 tem estreia prevista para o dia 13 de julho. Owen Wilson volta a dublar o Relâmpago Macqueen, Bonnie Hunt como Sally Carrera, Armie Hammer é Jackson Storm, Cristela Alonzo é Cruz Ramirez e Larry é Mate.

Confira a sinopse e o trailer do filme:

“Surpreendido por uma nova geração de corredores incrivelmente rápidos, o lendário Relâmpago McQueen é repentinamente afastado do esporte que ama. Para voltar com tudo às corridas, ele precisará da ajuda da jovem treinadora de corridas, Cruz Ramirez. Com o seu plano para vencer, mais a inspiração do Fabuloso Doc Hudson e alguns acontecimentos inesperados, eles partem para a maior aventura de suas vidas. O teste final do campeão será na maior prova da Copa Pistão!”

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Musical "La La Land: Cantando Estações" domina Globo de Ouro com sete premiações

Foto: NBC/Reuters 2d0a1c59 c3ae 4b63 a8ee bce142b33889 Elenco e produção de La La Land

O musical “La La Land: Cantando Estações” foi o maior vencedor da 72ª premiação do Globo de Ouro que ocorreu neste domingo, 08, no Beverly Hilton Hotel, em Beverlly Hills, na Califórnia. Com sete prêmios, o musical deve ser o favorito a vencer o Oscar de melhor filme em fevereiro.

Com apresentação irreverente e hilária de Jimmy Fallon, os sete prêmios entregues a La La Land só confirmaram o favoritismo do tema favorito de hollywood que busca manter viva a essência do cinema. Os prêmios foram de melhor ator em comédia ou musical para Ryan Gosling; melhor comédia ou musical; melhor diretor e melhor roteiro, para Damien Chazelle; melhor atriz em comédia ou musical, para Emma Stone; e melhor canção original e melhor trilha sonora, ambas para o compositor Justin Hurwitz.

 

Ryan Gosling e Emma Stone no Globo de Ouro (Foto: Invision/AP)

 

Quem corre por fora no Oscar é o filme Moonlight: Sob a Luz do Luar que conseguiu o prêmio de Melhor Drama do ano. Viola Davis recebeu o merecidíssimo prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante em filme de drama em “Fences” e Casey Affleck de Melhor Ator em filme de drama em “Manchester à Beira-Mar”.

A premiação também teve surpresas na TV, onde “The Crown”, produção da Netflix, desbancou “Game of Thrones” e “Westworld”, ambas da gigantesca HBO. Já a melhor série de comédia foi "Atlanta", criada, escrita, dirigida e estrelada por Donald Glover, que ficou com o prêmio de melhor ator de comédia.

 

The Crown (Netflix)

 

A homenageada da noite foi a sensacional Meryl Streep que, durante discurso, defendeu os estrangeiros ao dizer que “sem eles, não existiria filmes e estaríamos só vendo futebol e MMA”, disse a atriz.

A parte mais engraçada da festa ficou a cargo de Ryan Reynolds, que concorreu para Melhor Ator em filme de comédia ou musical em Deadpool, e Andrew Garfield, que recebeu uma indicação a melhor ator em drama, por sua atuação em "Até o Último Homem". Garfield “consolou” Ryan com um beijo quando o ator perdeu o prêmio para Ryan Gosling.

 

 

Confira a lista dos vencedores da noite:

MELHOR FILME DRAMÁTICO

“Até o Último Homem”

“Lion”

“A qualquer custo”

“Manchester à Beira-Mar”

“Moonlight"

 

MELHOR ATOR EM FILME DRAMÁTICO

Casey Affleck, “Manchester à Beira-Mar”

Joel Edgerton, “Loving”

Andrew Garfield, “Até o Último Homem”

Viggo Mortensen, “Capitão Fantástico”

Denzel Washington, “Fences”

 

MELHOR ATRIZ EM FILME DRAMÁTICO

Amy Adams, “Animais Noturnos”

Jessica Chastain, “Miss Sloane”

Isabelle Hupert, “Elle”

Ruth Negga, “Loving”

Natalie Portman, “Jackie”

 

MELHOR DIRETOR

Damian Chazelle, por "La La Land: Cantando Estações”

Tom Ford, por “Animais Noturnos”

Mel Gibson, “Até o Último Homem”

Barry Jenkins, “Moonlight”

Kenneth Lonergan, por “Manchester à Beira-Mar”

 

MELHOR ROTEIRO

Damien Chazelle, por “La La Land: Cantando Estações”

Tom Ford, por “Animais noturnos”

Barry Jenkins, “Moonlight”

Kenneth Lonergan, “Manchester à Beira-Mar”

Taylor Sheridan, “A qualquer custo”

 

MELHOR FILME DE COMÉDIA OU MUSICAL

“20th Century Women”

“La La Land: Cantando Estações"

“Deadpool”

“Sing Street”

“Florence Foster Jenkins"

 

MELHOR ATRIZ EM FILME DE COMÉDIA OU MUSICAL

Annete Bening, “20th Century Women”

Lilly Collins, “Rules Don't Apply”

Halee Steinfeld, “The Edge of Seventeen”

Emma Stone, “La La Land: Cantando Estações”

Meryl Streep, “Florence Foster Jenkins”

 

MELHOR ATOR EM FILME DE COMÉDIA OU MUSICAL

Colin Farrell, “The Lobster”

Ryan Gosling, “La La Land: Cantando Estações”

Hugh Grant, “Florence Foster Jenkins”

Jonah Hill, “War Dogs”

Ryan Reynolds, “Deadpool”

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Viola Davis, “Fences”

Naomie Harris, “Moonlight”

Nicole Kidman, “Lion”

Octavia Spencer, “Estrelas Além do Tempo”

Michelle Williams, “Manchester à Beira-Mar”

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Mahershala Ali, “Moonlight”

Jeff Bridges, “A Qualquer Custo”

Simon Helberg, “Florence Foster Jenkins”

Dev Patel, “Lion”

Aaron Taylor Johnson, “Animais Noturnos”

 

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

“Divines” (França)

“Elle” (França)

“Neruda” (Chile)

“O apartamento” (Irã)

“Toni Erdmann” (Alemanha)

 

MELHOR ANIMAÇÃO

“Kubo e as Cordas Mágicas”

“Moana: Um Mar de Aventuras”

“Ma vie de Courgette”

“Sing: Quem Canta Seus Males Espanta”

“Zootopia"

 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

“Can't Stop the Feeling”, de “Trolls”

“City of Stars", de "La La Land: Cantando Estações"

“Faith”, de “Sing”

“Gold”, de “Gold”

“How Far I'll Go”, de “Moana”

 

MELHOR TRILHA SONORA

“Moonlight”

“La La Land: Cantando estações"

“A Chegada”

“Lion”

“Hidden Figures”

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Análise: confira quais foram as três melhores séries de TV em 2016

Ilustração 765c1cd4 3a91 46a2 84c7 d08c1fa4fa6f Top 3 - Séries 2016

A retrospectiva da cultura pop rende muitos assuntos e mais um deles vamos tratar aqui no blog. Trata-se das três melhores séries de 2016, segundo a opinião de quem vos escreve, leitores.

Claro, fica difícil escolher apenas três em um ano espetacular na TV. Poderia facilmente aparecer um Mr. Robot, Demolidor, Stranger Things, Narcos, Vikings e dentre outros. Entretanto, as três que escolhi foram levadas em consideração as questões técnicas, como a fotografia, trilha, enquadramento e outros, roteiro, enredo e também a opinião óbvia de fã de séries.

Confira:

 

 

3. House of Cards

 

Frank e Claire underwood

 

Em ordem decrescente, começamos com House of  Cards, que trata da história da corrida presidencial de Frank Unerwood (Kevin Spacey) e Claire Underwood (Robin Wright). A trama política da série é intensa e não só se limita a isso. House of Cards retrata o submundo do jogo político e as artimanhas necessárias como atalho para chegar até o poder.

De forma maestrosa, a quarta temporada exibida em março, foi muito mais além de surpreendente com um final impactante e que deixa o fã altamente ansioso para a quinta temporada.

 

2. Westworld

 

Dr. Robert Ford (Anthony Hopkins)

 

A HBO é especialista em séries classe AA e dessa vez não foi diferente. Para preencher a lacuna deixada por Game of Thrones no hiatus, a série Westworld é incrivelmente impressionante e surpreendente.

A trama não é totalmente nova, porém é algo que nos faz perguntar sobre um futuro próximo. Westworld é aquilo que nos provoca perguntas de como nós, humanos, somos tão selvagens. A fotografia e a ambientação da série é de encher os olhos, além de um elenco fantástico com Anthony Hopkins, Ed Harris, Thandie Newton, Evan Rachel Wood e o brasileiro Rodrigo Santoro.

Westworld é um parque temático futurístico para adultos, dedicado à diversão dos ricos. Um espaço que reproduz o Velho Oeste, povoado por andróides – os anfitriões –, programados pelo diretor executivo do parque, o Dr. Robert Ford (Anthony Hopkins), para acreditarem que são humanos e vivem no mundo real. Lá, os clientes – ou novatos – podem fazer o que quiserem, sem obedecer a regras ou leis. No entanto, quando uma atualização no sistema das máquinas dá errado, os seus comportamentos começam a sugerir uma nova ameaça, à medida que a consciência artificial dá origem à "evolução do pecado". Entre os residentes do parque, está Dolores Abernathy (Evan Rachel Wood), programada para ser a típica garota da fazenda, que está prestes a descobrir que toda a sua existência não passa de bem arquitetada mentira.

 

1. Game of Thrones

 

Cersei Lannister (Lena Headey)

 

Se a sexta temporada de Game of Thrones tivesse apenas os dois últimos episódios (Battle of Bastards e The Winds of Winter), já estaria em primeiro lugar da lista.

Game of Thrones se tornou a série que mais venceu prêmios de todos os tempos. Por onde passa, ela arrasta tudo, nada mais digno. A sexta temporada teve uma evolução gigantesca diante das cinco anteriores, que já eram excelentes.

O fato é que enquanto GoT estiver com temporadas agendadas nenhuma série pode ultrapassá-la. Faltando apenas 13 episódios para serem exibidos em duas temporadas, a produção da HBO já é considerada uma das melhores séries de todos os tempos.

E então, leitor, concorda com o Top 3? Qual seria as três melhores séries exibidas em 2016 que mais lhe prendeu a atenção?

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Vendas para a Comic Con Experience Tour NE, em Recife, começam nesta quinta

Foto: Omelete 9c87aefa 1c3d 4475 bee7 a95274350203 Neil Harris na CCXP, em São Paulo

A Comic Con Experience Tour Nordeste, em Recife, já está se aproximando e os ingressos para o evento mais nerd do país começam a ser vendidos a partir das 23h desta quinta-feira, 05, pelo site oficial do evento.

Serão quatro dias, 13 a 16 de abril, com atrações nacionais e internacionais, presença de quadrinistas e painéis e stands de grandes empresas de Hollywood. Confira o preço dos ingressos do primeiro lote:

  • 13/04 (quinta-feira) – R$ 69,99 (meia-entrada), R$ 74,99 (ingresso social), R$ 139,98 (inteira)
  • 14/04 (sexta-feira) – R$ 69,99 (meia-entrada), R$ 74,99 (ingresso social), R$ 139,98 (inteira)
  • 15/04 (sábado) – R$ 89,99 (meia-entrada), R$ 94,99 (ingresso social), R$ 179,98 (inteira)
  • 16/04 (domingo) – R$ 89,99 (meia-entrada), R$ 94,99 (ingresso social), R$ 179,98 (inteira)
  • Pacote para os 4 dias de evento – R$ 269,99 (meia-entrada), R$ 274,99 (ingresso social), R$ 539,98 (inteira)

Estudantes em posse da carteirinha, idosos, professores e pessoas com deficiência contam com o benefício da meia-entrada garantida por lei. Os demais têm a oportunidade de adquirir o ingresso social mediante a doação de um livro entregue em bom estado de conservação na entrada do evento.

 

Alexander Ludwing é a primeira atração coonfirmada para Recife

 

Também está à venda o pacote “Epic VIP” que dá direito a entrada VIP (1 hora antes da abertura dos portões); acesso à sala VIP com comida e bebida; pôster exclusivo do evento; e camiseta oficial CCXP Tour NE 2017 em Recife. O custo é de R$ 999,99 (ou em até 6 vezes de R$ 166,50).

O já conhecido pacote “Full Experience” também vai estar disponível para venda. O pacote garante acesso aos quatro dias de evento com direto a benefícios como ticket de foto e autógrafo do ator Alexander Ludwig (Vikings), produtos exclusivos da CCXP (camiseta, boné e chaveiro), cadeira cativa no auditório principal do Teatro Guararapes, entrada VIP (1 hora antes da abertura dos portões), acesso à sala VIP com comida e bebida, pôster exclusivo do evento autografado pelos seus criadores, além dos seguintes produtos: Omelete Box exclusivo da CCXP Tour NE; Colecionável Exclusivo Iron Studios; Produto exclusivo de Harry Potter; Yearbook Chiaroscuro Studios 2016

O preço do pacote Full Experience é de R$ 4.999,99 (ou em até 6 vezes de R$ 833,17).

 

Cosplayers épicos na CCXP em São Paulo (Foto: Omelete)

 

As atrações confirmadas até o momento são a Warner Bros, loja oficial da DC Comics, loja oficial de Harry Potter, Social Comics, loja Mundo Geek, Piziitoys, Omelete Box e a loja oficial da CCXP.

Confira um pouco do que é a CCXP clicando aqui.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com