Bandidagem transforma Santa Luzia do Norte num verdadeiro inferno

Divulgação Ac67412c 4f46 4987 87aa e7a990820ed6 Cidade que era sinônimo de tranquilidade se transformou num verdadeiro inferno

Nesses últimos dias um surto de bandidagem tomou conta da cidade de Santa Luzia do Norte, região metropolitana de Maceió, que nem o pároco local escapou da mira dos assaltantes. Relatos dão conta de que todos os dias fatos novos surgem; cuja expectativa  fica por conta de saber quem foi ou quais foram as vítimas do momento. Nesta quarta-feira, por exemplo, elementos assaltaram a Casa Lotérica  e levaram uma moto, isso em plena luz do dia. “Estamos num mato sem cachorro” diz num tom irônico o poeta Pedro Soares, o “Pedão Show”, que tem defendido de corpo e alma as causas de sua cidade, sobretudo agora que não tem segurança , onde pede urgentemente a presença do estado.

“A situação vivenciada por todos por aqui é bastante constrangedora. Parte da nossa população vive entocada; até os alunos que vão as escolas estão evitando levar aparelhos de celular, com medo não somente de perder o aparelho, mas, sim a vida, já que a truculência campeia por toda parte” comentou um comerciante, traumatizado ainda  pela cena vivenciada pelo padre Luciano Magnnus, que segundo ele, na última segunda-feira, teve seu carro roubado, oportunidade em que dava carona a duas jovens. Disse que os bandidos armados com pistolas tomaram o carro do líder religioso, além de invadirem a casa de uma das meninas que estava de carona, levando TV, celular.  

“Em menos de quinze dias dois assaltos com as mesmas características foram realizados, em nossa terrinha. O do padre Luciano na última segunda; e de  Valmir Novaes, que se encontrava na porta de sua residência quando foi obrigado a entrar. Levaram seu carro, TV, som e dois celulares” contou Pedão, temeroso que a situação se agrave cada vez mais, sobretudo agora com a aproximação do Carnaval. Pedão apela para que as autoridades, principalmente os políticos passageiros que só aparecem em campanhas e festas de inaugurações, lutem por uma Santa Luzia de paz e segurança para todos.

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Direito de Resposta:  Prefeito do Pilar rebate acusações

Divulgação D05625ca f65a 4d4a bb5d e77ee7438b59 Renatinho: não houve sabotagem. Cada um ficou com seu horário; ele mais cedo, o de nós mais tarde

Sobre a alegação de que o bloco carnavalesco “Gente que Faz” não desfilará este ano por conta de uma sabotagem da Prefeitura do Pilar, que colocou outro bloco pra desfilar no mesmo local e horário, conforme declaração do ex-prefeito Carlos Alberto Canuto feita em matéria publicada nesse blog nesta terça-feira, o prefeito Renatinho esclarece sua versão por meio do Direito de Resposta...

Foi assinado um TAC e o horário do bloco está programado para sair às 10h, conforme entendimentos entre representantes do bloco. Tudo foi conversado na presença do Ministério Público e da Polícia Militar. O que levou o bloco a não sair foram outros motivos, inclusive o custo dele.

O ano passado, a Prefeitura de Pilar colocou toda a estrutura a disposição do bloco. A Prefeitura também está investindo na segurança em parceria com o Governo de Alagoas, onde a partir de março, as obras do Cisp vão ser iniciadas. O Cisp é um investimento que está custando, aproximadamente, R$ 10 milhões. O Cisp vai proporcionar mais segurança aos moradores da cidade e melhores condições de trabalho aos policias.

“Não houve sabotagem. Cada um ficou com seu horário; ele mais cedo, o de nós mais tarde. Eles não queriam gastar dinheiro, acostumado com a Prefeitura bancar, aí arrumaram desculpas. Ontem foi briga de tapa na casa dele!  Porque não reclamaram na reunião no Fórum ?  O bloco dele sai cedo e o nosso depois!  Tenho perfil pra isso não Edmilson!” desabafo do prefeito  

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Ex-prefeito cancela desfile de seu bloco atribuindo sabotagem da Prefeitura

Edmílson Teixeira/ foto de 2015 4de34e38 1513 46e7 bc6d dd2e23387ee4 O Bloco Gente que Faz ganhou fama pelo número de foliões que comparece a cada ano

O clima de rivalidade política, sobretudo entre famílias, marca presença neste Carnaval na cidade do Pilar. É que o “Bloco Gente que Faz” que há 20 anos mantém uma tradição de alegria carnavalesca sem igual, sobretudo liderada pelo ex-prefeito Carlos Alberto Canuto, acaba de publicar nota de repúdio, dando conta de que a Prefeitura está fazendo sabotagem, a fim de impedir seu desfile este ano. Por conta disso, foi que seus organizadores resolveram se afastar dos festejos de momo 2018.

“Está bem claro que tem gente dentro da Prefeitura, que articulou uma sabotagem, a fim de implicar o desfile do bloco Gente que Faz. Veja bem; agendaram para a mesma data, horário e local que tradicionalmente a gente desfila ao longo de duas décadas, a presença de outro bloco formado por pessoas que não se afinam com o nosso lado; ou seja, articularam essa armação com o intuito de implicar o clima de paz na cidade”, disse Canuto, entendendo que o melhor caminho foi o de não desfilar, como forma de evitar um provável confronto entre os foliões.

Portanto, o bloco ‘Gente que Faz’ decidiu ficar de fora, temendo um clima de violência, sobretudo numa cidade que detém um alarmante histórico de criminalidade sem precedência em Alagoas. O atual prefeito, Renatinho (PSDB) é sobrinho de seu antecessor, Carlos Alberto Canuto (PMDB), cujo grau de parentesco, ao que parece, não influiu em coisa alguma entre ambos, principalmente quando o assunto é política. Pois hoje o que está em jogo nessa família é palavra rivalidade!      

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

David Barros vai aos Ministérios,a fim de garantir obras para Girau

Divulgação 86df7f84 1c56 4966 acb7 55d385f99cdd David e o ministro Barbalho discutindo ações para Girau do Ponciano

Prefeito de Girau, David Barros afirma que trouxe um saldo positivo de Brasília depois de percorrer alguns Ministérios na última semana. Disse que teve uma audiência com ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, pleiteando recursos para pavimentação do município. David Barros é o protagonista de uma atitude junto com sua equipe de governo, que deixou a Prefeitura de Girau adimplente com todas as certidões exigidas pelo Cauc, medida que permitirá segundo ele, receber recursos de transferências voluntárias do OGU - Orçamento Geral da União. / O Cauc é uma espécie do SPC/Serasa dos municípios brasileiros.

 “Também na capital federal, estive com Leonardo Leão, assessor especial do ministro da Educação, José Mendonça Filho, no intuito de destravar recursos do PAR - Plano de Ações Articuladas. No Ministério do Trabalho e Emprego fui pleitear também, recursos oriundos do CODEFAT - Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador, para promovermos qualificação profissional aos nossos jovens” disse David Barros, propagando que é trabalhando hoje que conseguirá construir o futuro de todos. 

Em Alagoas, mais de 80% das Prefeituras estão enganchadas na lista negra do Cauc, o que tem impossibilitado a importação de recursos federais para obras importantes. Na realidade é um dado preocupante, que vem culminar com a crise que assola o país. “A viabilização de recursos federais para alavancar obras, é sinal de proporcionar emprego e renda para os municípios; pois assim, o dinheiro circula dentro da região, garantindo o bem-estar para todos”, comenta o professor Marcos Calheiros, presidente do Conselho Regional de Economia de Alagoas- Corecon/AL.

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Poeta “Pedão” é presença marcante em dicionário alagoano

Divulgação 0a3d82d2 09ea 4f85 85d4 6eb5da545f18 Dona Gisela, Jamerson e Pedão num encontro em Santa Luzia do Norte

Poeta “Pedão” afirma que na última quarta-feira à noite, foi surpreendido em sua casa, em Santa Luzia do Norte/AL, ao receber o casal Jamerson Albuquerque e de dona Gisela Albuquerque, tidos como pesquisadores do ‘ABC DAS ALAGOAS’ Dicionário Biobibliográfico, Histórico e Geográfico. Pedão comentou que eles já estão preparando a quarta edição do referido dicionário. “Pois para a minha emocionante surpresa, fui comunicado de que meu nome já constava na terceira edição, como poeta popular, tendo como destaque, o livro em cordel Santa Luzia do Norte: nossa terra nossa gente” revelou.  

Pedão que também canta e é uma espécie de embaixador de sua cidade natal, afirmara que a dupla foi na busca de informação, a fim de atualizar dados de sua biografia. “Disseram-me que acompanham o nosso trabalho cultural, através das rádios Pajuçara/FM, Rádio Gazeta/AM, Rádio Correio, Jornal Tribuna Independente, site Cada Minuto, entre outros meios de comunicação; razão do nosso nome ter sido lembrado para a quarta edição do ABC DAS ALAGOAS. Na verdade, foi gratificante e muito difícil conter a emoção que senti, sobretudo pelo amor da coisa que faço, onde hoje, esse Pedão se faz presente numa coletânea de trabalho de gente que visa elevar o nome de Alagoas”, narrou emocionado.  

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Em Palmeira vereadores articulam planos para derrubar presidente da Câmara

Estadão Alagoas Fc59e03c a26b 43e1 b51c fbbcec3fe8c3 Foram sorteados os vereadores Madson Monteiro (Presidente), Ronaldo Correia (Relator) e Val Enfermeiro (Membro) para encabeçar a análise do processo contra o presidente Júnior Miranda.

Desde o início de sua gestão à frente da Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios, que o vereador Júnior Miranda (PSL) não vem obtendo sossego com a maioria da casa. Miranda que assumiu a Presidência  há um ano apoiado pelo prefeito Júlio Cezar (PSB), se sente perseguido e diz que existe uma manobra incrível dentro do parlamento para lhe derrubar. O mais novo capítulo dessa novela aconteceu na última terça-feira, com uma cena ligada a suposto desvio de repasse financeiro para a Previdência. Por conta desse assunto, foi que nove dos quinze vereadores aprovaram durante sessão extraordinária; comissões processantes, a fim de apurar tais denúncias, que segundo os vereadores, a falta do repasse gerou um prejuízo em torno de R$ 30 mil, somente em juros para a Câmara.

Essa matéria foi apurada por meio do site Estadão Alagoas, que segundo a jornalista Grazi  Duarte, o evento ocorreu em meio a muitas perturbações, a começar pelo  serviço de som do plenário que não funcionou, visto que o funcionário que toma conta da  sala dos equipamentos não compareceu para trabalhar, onde todos taxaram o presidente Miranda  de ter armado  tal esquema. Mas, mesmo sem microfone, o pedido de afastamento foi formulado pelos vereadores Agenor Leôncio (PSB), Abraão do BMG (PRTB), Pedrinho Gaia (PSDB), Ronaldo Raimundo Jr. (PROS) e Cristiano Ramos (PDT), por meio de um requerimento para que fossem instauradas duas comissões processantes para apurar as denúncias contra  Júnior Miranda (PSL) e o 1º secretário, Fabiano Gomes (PSC).

A aprovação das comissões pode acarretar nos afastamentos temporários de Júnior Miranda e Fabiano Gomes. As comissões têm cinco dias para notificar o presidente e o primeiro-secretário; que posteriormente, terão prazo para apresentar defesa. Caso fique comprovada a irregularidade, Miranda e Fabiano podem ser afastados definitivamente dos cargos.

Dos 15 vereadores, se ausentaram Ana Adelaide (PMDB), Toninho Garrote (PP), Fábio Targino (PEN), Dindor (PRTB), Fabiano Gomes (PSC) e o próprio Junior Miranda (PSL), patota essa que integra o grupo “agora” denominado G-6.  Targino, que integrava o grupo dos agora 9 vereadores,  é apontado como novo integrante do G-6, numa suposta “troca de favores”, já esperada pelo grupo da maioria.

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Festa religiosa promete tomar conta de Porto Calvo neste final de semana

Secult/AL 901a328a 6f46 4de0 9e5c 2cbc468eb699 Cidade é tida como polo da região Norte de Alagoas

Final de semana promete ser de muita badalação festiva na histórica cidade de Porto Calvo, sobretudo por se tratar de um dos mais emocionantes eventos religiosos de Alagoas. Trata-se da festa da São Sebastião co-padroeiro local, onde toda região Norte do Estado deve marcar presença, a fim de curtir uma programação recheada de atratividade, inclusive com um grande show musical em praça pública com atrações do porte de: Nathan Lokêta e Forró do Muído.

“O nosso propósito é o de garantir uma festa marcante, até porque, mesmo com as dificuldades financeiras estamos alinhando um sistema de trabalho, que visa acima de tudo oferecer comodidade e segurança para todos” relata o prefeito David Pedrosa (PMDB), entendendo que esse é um evento de um enorme porte tradicional em Alagoas, e que seu governo atua para engrandecer Porto Calvo em todos os sentidos, sobretudo investindo no turismo como forma de garantir a geração de emprego e renda na região.

A festa religiosa que teve seu início há mais de uma semana através de sua Novena, culminará  no seu final neste sábado, dia 20, cuja igreja católica promete colorir as ruas da cidade com uma multidão de gente, por meio da tradicional procissão, oportunidade em que os fiéis aproveitam o momento sagrado, a fim de pagar promessas, além de clamar por paz, saúde e felicidades junto ao santo “guerreiro” como é chamado por todos o milagroso São Sebastião.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Canapi comemora conclusão de seu principal trecho de rodovia federal

Ítalo Timóteo 703a593d 301d 45c5 9fc7 752574e340d7 Ministro Maurício e o prefeito Rodrigo, durante o início da obra no ano passado

“Nesta sexta-feira, a cidade de Canapi/AL vivenciará um momento festivo com a presença do ministro dos Transportes Porto e Aviação Civil, Maurício Quintela e autoridades do mundo político”. A informação é do prefeito Vinícius Lima, tido como o anfitrião de um evento, que marca a inauguração da obra de pavimentação da Rodovia BR/316, no trecho Carié/Canapi, cuja cerimonia acontece justamente em sua cidade a partir das 10h, na Av. Joaquim Tetê, às margens da referida rodovia federal, no Km 37.

“Canapi se orgulha em mais uma vez receber o nosso alagoano ministro Maurício Quintela; que agora nos visita, a fim de honrar uma grande promessa, que sem sobra de dúvidas é uma obra engrandecedora para o desenvolvimento da região, sobretudo pela qualidade do serviço e de todo um investimento que foi feito, que prometem de uma vez por toda, substituir as péssimas condições de estradas que até então atormentavam ao longo de anos, o sossego de todos que trafegavam por essa região”, disse bastante animado Vinícius Lima.  

A obra da BR-316/AL foi executada com o acompanhamento da Gestão Ambiental da BR-316/AL, seguindo, assim, os preceitos da Política Ambiental do Ministério dos Transportes e do Termo de Cooperação, firmado com o DNIT, além de ser uma medida de compensação exigida pelo licenciamento ambiental federal, conduzido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Ex-prefeita desmascara MPC comprovando que não deixou prego na Eletrobras

Divulgação F194f3c7 dadb 49c4 abe9 345a1b5234a0 Albani Sandes não entende uma falha de tamanha natureza cometida por um órgão responsável do porte do MPC

Na segunda-feira a ex-prefeita de Água Branca, Albani Sandes exigiu da Eletrobras que  fornecesse um documento comprovando  que não ficou nenhum “prego” de seu governo junto a empresa, conforme denunciou na última semana, o Ministério Público de Contas- MPC, numa relação que apareciam mais 14 Prefeituras alagoanas.

Trata-se, conforme a então denúncia do MPC de uma  dívida de R$ 5.814.17 acumulada no período de 2014/2015. Pois bem, a ex-gestora chegou junto de André Brito Monteiro de Carvalho, gerente de cobrança da Eletrobras exigindo para que o mesmo fornecesse  uma declaração, dando conta de que realmente não ficou nenhum penduro durante seu governo. Diante desses documentos, Albani foi até o MPC, a fim de que o órgão se retratasse desse equívoco desagradável.

Por sua vez, o Ministério Público de Contas, conforme o site Correios Noticia, ressaltou que foi acionado pela própria Eletrobras a respeito dos débitos das Prefeituras, e em seguida ofereceu representação ao Tribunal de Contas do Estado. Mas o pior de tudo isso, é que a atual gestão de Água Branca já tinha negociado a referida dívida; e segundo a assessoria da Prefeitura o órgão já estava cumprido com o parcelamento dos cerca de seis milhões de reais.

Esse mesmo tipo de equívoco do MPC ocorreu com a Prefeitura da Barra de Santo Antônio. É triste! Bem que vale uma ação por danos morais!  

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Jogo de acusação transforma administração de Mata Grande numa novela policial

Facebook 687b0e7f 3273 4de6 a7a8 f9c93fb666f0 Arquilles denuncia o complô que vem sendo montado para derrubar seu pai

 

O duelo político em Mata Grande vem se acirrando por tudo quanto é lado, sobretudo na esfera da atual gestão municipal com sucessivos casos de polícia. Prefeito e vice já não se bicam mais; assim como a família Brandão que apoiou de corpo e alma a chapa vencedora encabeçada por Erivaldo Mandu.  A Prefeitura agora está nas mãos do vice, Franklin Lou, que acusa o titular de praticar atos ilícitos, a ponto de ter registrado um Boletim de Ocorrência, alegando falta de documentos quando assumiu na semana passada o cargo.

Ao que parece, o jovem Franklin Lou estreante na política, filho do ex-prefeito Fernando Lou, caiu nas graças de Hélio Brandão, o chefão de uma tradicional família que manda e desmanda em Mata Grande ao longo de décadas. Erivaldo Mandu que foi preso em plena véspera de Natal e solto no penúltimo dia de 2017, acusado de bancar um “mensalinho” para alguns vereadores, hoje afastado do cargo, tem dito que o complô é grande para lhe derrubar do poder. Tudo segundo ele, por não admitir as ordens do “chefão” que queria continuar ditando regras ilícitas na Prefeitura.

Nesta terça-feira, o ex-secretário de Finanças, Arquille, que é filho de Erivaldo Mandu, rebateu as acusações que o empolgado prefeito interino, Franklin Lou teria feito na semana passada, dando conta da falta de documentos importantes, cujo caso foi aterrissar  na Polícia por meio de um Boletim de Ocorrência-BO,  registrado pelo próprio Lou. No site Radar 89, Aquilles Mandu  disse que  tal ação contra seu pai, não passa de mais uma armação do grupo político que segundo ele, já é conhecido pela população, Polícia Federal e pelo Judiciário alagoano.

 “Eles estão fazendo isso para provocar um caos na administração pública e colocar em situação emergencial forçada, sendo assim conseguirão realizar licitações para fazer uso de empresas sem licitação; favorecendo ele e os aliados a surrupiar o dinheiro público. Prática comum em gestões anteriores, temos como exemplo ações do GECOC que apuraram desvio de verbas e licitações fraudulentas que resultaram no mandado de prisão do ex-gestor em julho de 2017.” Ressaltou.

Lembrando que Erivaldo de Mandu foi durante dois mandatos consecutivos o vice-prefeito de Jacob Brandão, esse abarrotado de broncas junto com a Justiça, sobre questões de falcatruas em seu governo, conforme levantamento apurado pelo  Ministério Público Estadual.

 

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com